segunda-feira, 17 de outubro de 2016

10 coisas que você não sabia sobre a Matraca #matraqueando10anos

silvia-oliveira-matraqueando-10-anos

1. Eu não existo até o meio-dia. E isso não é força de expressão. Quando os primeiros raios de sol começam a aparecer eu me pergunto se é só o dia amanhecendo ou o Apocalipse chegando.

2. Estou há 20 anos com meu marido. Casada há 10. Dessa história nasceu a Mariana, hoje com 8 anos. Das poucas crianças que conheço que gostam mais de Buenos Aires do que da Disney. Moramos num apartamento pequeno, fofo e organizado. Sempre que pensamos em comprar um imóvel maior, desistimos quando nos damos conta do tanto de chão e vidro que teremos que limpar. Não somos de luxos. Gostamos de comida caseira. Toda quinta-feira, tem sessão cinema em casa.

3. Fui bailarina por 12 anos, daquelas que fazem parte do corpo de baile e viajam o Brasil com apresentações. Percorri o Nordeste com o premiado espetáculo de balé A Casa de Bernarda Alba, baseado na obra de Federico García Lorca, representando a personagem Adela. Eu não tinha nem 20 anos.

4. Sou católica. Rezo o terço. Acredito na fé e na obra. Não assisto a filmes de terror. Confundo lado esquerdo com o direito. Apaixonada por pastel frito, doce de abóbora de coração e qualquer cidade que tenha casa caiada e vasinhos na janela. Não bebo.

5. Durmo tarde, detesto ervilha e me afasto fácil de gente pessimista. Apesar do meu bom humor irônico, tenho natureza impaciente e antipática. Sou velha desde criança. Minha mãe diz que eu nasci com 40 anos. Mantenho um grupo restrito e heterogêneo de mais ou menos 500 amigos no perfil pessoal do Facebook. Quando quero/preciso acrescentar uma pessoa, desfaço amizade com outra. Geralmente com aquela que deixei de seguir há algum tempo. Não é nada pessoal. É TOC mesmo.

6. Tenho caráter empreendedor. Há 16 anos, quando ainda trabalhava como apresentadora de TV, abri uma empresa especializada em café da manhã e coffee break institucional. Foi sucesso. Com a mudança de cidade passei o negócio para frente.

7. Morei na Espanha em duas oportunidades difrentes, onde fiz mestrado em turismo (2002) e doutorado em comunicação (2006). Sem bolsa de estudo. Estudava em universidade pública. Trabalhava de garçonete nos fins de semana para me manter. A dona do restaurante não repassava a gorjeta para mim. Motivo? Eu era a única estrangeira. Minhas colegas espanholas de bandeja nunca concordaram com isso e sempre dividiram os valores comigo. Embora os cursos tenham me trazido um aporte profissional extraordinário, dos títulos mesmo não levo muita coisa. Foram as pessoas do caminho que fizeram a diferença.

8. Fundei um instituto que leva aulas de espanhol gratuitamente a pessoas de baixa renda. Mais de cinco mil pessoas já passaram por lá! Fui professora de espanhol neste projeto durante 13 anos. Parei há dois anos quando decidi/precisei me dedicar totalmente à minha empresa e aos guias que escrevo.

9. Não faço rapel, rafting, tirolesa e nem desço rio em cima de boia. Trilha só se for plana e com menos de um quilômetro. Se o destino exige repelente, repenso. Passo longe de montanha russa. Tenho medo de água, barco e mar. Por decisão familiar, não visitamos mais zoológicos ou qualquer atração que trabalhe com os animais.

10. Tenho poucas vaidades. Gosto de fazer a unha e uso alguma maquiagem. Corto cabelo em salão popular. Repito roupas. Viajo somente com mala de bordo. Uso a mesma botinha o tempo todo e em todo lugar. Só ostento brinco pequeno. Tenho dois para revezar. O patrimônio que eu busco, isso você sabe, nenhuma moeda pode comprar.

banner-post-matraqueando-10-anos

FACEBOOK | INSTAGRAM | TWITTER | LOJA MATRAQUEANDO

Share