-  Atualizado 10/01/2013

As atrações culturais e arquitetônicas de Olinda

Publicado por: Silvia Oliveira Olinda


Convento de São Francisco: o mais antigo do Brasil.

Quando você pega o mapa turístico de Olinda só aparece igreja para tudo quanto é lado. São algumas dezenas, espalhadas pelo centro histórico da cidade. Se você tiver dois ou três dias aqui talvez até consiga fazer uma peregrinação por todas elas. Como não sou nenhuma fanática pelo gênero – até porque já fui duas vezes a Ouro Preto, portanto minha cota igrejística já está de bom tamanho – selecionei as que considero mais significativas.

IGREJAS

Igreja Nossa Senhora do Carmo

A partir da praça principal é a primeira igreja imponente do roteiro. Fundada em 1580 é o mais antigo santuário da Ordem Carmelita do Brasil. Visitas diárias das 9h-17h. Localizada na Praça do Carmo.


Igreja Nossa Senhora do Carmo: antigo santuário da Ordem Carmelita do Brasil.

Igreja da Sé

No terraço panorâmico desta igreja tem-se a vista mais famosa de Olinda, com a Igreja do Carmo lá embaixo, rodeada de coqueiros e ao fundo o mar esverdeado. Abriga um descuidado arranjo de azulejos portugueses, precisando de restauro urgentemente. Na frente do altar está o túmulo de Dom Helder Câmara. No Alto da Sé, s/nº. Diariamente das 9h-17h.

Igreja Nossa Senhora dos Homens Pretos de Olinda

Foi construída por escravos alforriados no século 17, sendo a primeira do estado edificada por uma congregação de negros. No altar principal você pode apreciar uma rara imagem de Moisés negro. Para visitar a igreja, é necessário ir à casa vizinha. De seg/sex, das 8h-11h e das 13h-17h. Fica no Largo do Bonsucesso, 45. Tel. 81/3439.2495

Igreja da Misericórdia

Tem um mirante que proporciona uma linda vista da cidade baixa, com a a capital, Recife, ao fundo – que eu só vi em foto porque está em reforma. Vale a visita pela fachada. Fica no Alto da Sé. Tel. 81/3494.9100.


Igreja da Misericórdia: tem ótimo mirante, mas está fechada para reforma.

Basílica e Mosteiro de São Bento

Foi o segundo mosteiro beneditino em terras brasileiras. O primeiro está na Bahia. Chegou a ser incendiado pelos holandeses em 1631, mas foi restaurado anos mais tarde. Tem apenas uma torre sineira, com o mais sonoro carrilhão de Olinda. É uma das igrejas mais ricas do barroco brasileiro. No domingo das 10h-12h há apresentação de canto gregoriano. Aberta diariamente para visitas das 9h-11h45 e 14h-17h. Rua de São Bento s/nº. Tel. 81/3429.3288.

Convento de São Francisco

É o convento franciscano mais antigo do Brasil, fundado em 1577. Tem altar rococó, pinturas emolduradas por lindas talhas douradas (algumas bem desgastadas). Um corredor cheio de painéis profanos – que retratam o cotidiano da antiga corte – levam à sacristia. Visitas de seg/sex, das 7h-12h e 14h-17h. Sábado, das 7h-12h.

Seminário de Olinda | Igreja Nossa Senhora das Graças

Fica no ponto mais alto de Olinda. Tem lindo conjunto formado por igreja e seminário. É um marco da arquitetura jesuítica do século 16. Mas, infelizmente, a preservação do lugar foi abandonada. Abre todos os dias, das 9h-11h45 e das 14h-17h. Rua Bispo Coutinho, s/nº. Alto da Sé.


Seminário de Olinda: arquitetura jesuítica precisando urgente de uma mãozinha de tinta.

MUSEUS

Existem três museus em Olinda que parecem ser bem interessantes: o de Arte Sacra de Pernambuco (ter/sex, das 9h-12h30. Gratuito), o Regional de Olinda (ter/sex, das 9h-17h e sáb/dom 13h-17h. Entrada a R$ 1,00) e o Museu do Mamulengo – único do gênero na América Latina, com 1200 peças no acervo (ter/dom, das 10h-17h. Entrada a R$ 2,00). Não visitei nenhum deles. Mas fica aqui a dica!

Posts relacionados

As atrações culturais e arquitetônicas de Olinda

Olinda: patrimônio histórico e cultural

Hospedagem boa e barata em Olinda

Onde comer bem e barato em Recife

Recife: centro histórico

Leia também

Centro Histórico de João Pessoa (PB): modo de usar

Centro Histórico de São Luís (MA): sugestão de roteiro

Fotos: Sílvia Oliveira

________________

A visita a Olinda faz parte da Expedição Brasil Express, by Matraqueando. Entenda o projeto.



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


7 comentários

  1. Comentário do dia 14/3/2010 às 20:02

    Silvia, eu também já estourei minha cota de igrejas, até porque em Minas elas são bem abundantes. 😉 Hoje só entro se for de graça ou se for muito bem recomendada.

    Beijos!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Muito bem destacado: se for muito bem recomendada e de graça!

    (Responder)

  2. Nathália
    Comentário do dia 15/3/2010 às 11:54

    Eu acho até uma vergonha o que eu vou dizer: eu sendo pernambucana e ainda mais que já morei em Olinda não conheço nem a metade dos lugares que você conheceu. Já passei e não dei importancia.
    O pior é que você tem tantas coisas interessantes na sua terra e você só quer conhecer outros lugares. É uma pena!
    Mas vale a pena passar um domingo na Sé e comer a boa e velha tapioca. =D

    Meus parabéns pelo POST ficou otimo! E espero outra visita sua e que possamos nos encontrar e bater um papo.

    Beijos :*

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Nathália, isso é mais comum do que você pensa: a gente conhecer outros lugares mais do que a própria cidade! Embora eu conheça praticamente todos os estados brasileiros, a Expedição Brasil Express é uma tentativa de reforçar os ícones culturais, gastronômicos, arquitetônicos e populares desse meu Brasilzão! É que às vezes eu tenho a impressão que entendo mais de Espanha do que de Brasil! hahahaha!

    (Responder)

    Resposta de Nathália

    Pois éééé, eu quero ter a oportunidade de viajar pelo Brasil e conhecer tudo que ele nos proporciona.
    E vou começar na minha terra.
    hahahahaha (:

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Eu tenho feito isso no Paraná! Sempre que dá, estico um fim de semana a alguma região do estado. São viagens rápidas e, quase sempre, econômicas – justamente porque estão bem próximas de nós! Para você ter uma ideia, eu só conheci as Cataratas do Iguaçu no ano passado! 😳

  3. Nathália
    Comentário do dia 15/3/2010 às 15:15

    Pois ééé, eu vi no twitter que o pessoal te falou de Brennand.
    NUNCA FUI!
    E o pior estudava na mesma rua a uns 300 metros, eu acho. HAHAHAHA (=

    (Responder)

  4. Gilberto Martins
    Comentário do dia 15/3/2010 às 19:37

    Não tem nada Melhor que uma Tapioca no Alto da Sé …Sooh de lembrar aquela de Camarãoo…Huuuumm …

    (Responder)

  5. Carmen
    Comentário do dia 23/3/2010 às 14:13

    Eu fui a Porto Galinhas e…¡que pena! não fui a Olinda. Eu devo ir algum dia…

    (Responder)

  6. Comentário do dia 26/3/2010 às 10:44

    Que bom que algumas igrejas eles já estao renovando, porque perder um patrimônio desses seria um crime! Tô adorando viajar com você por aqui 🙂
    Bjs, Angie

    (Responder)

  7. Comentário do dia 06/11/2014 às 10:18

    *——–* ótimas dicas, Estou louca para conhecer a Igreja da Sé! E um Lugar Incrivel

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar