Cementerio de la Recoleta: onde repousam Evita e a aristocracia argentina

Publicado por: Silvia Oliveira Buenos Aires

Algumas cidades do mundo têm, entre seus principais pontos turísticos, um cemitério. Não se trata de um passeio fúnebre ou sinistro, mas um recorrido simbólico para contemplar a última morada de pessoas famosas ali enterradas. É o caso do Père Lachaise, em Paris – onde descansam Oscar Wilde, Honoré de Balzac e Jim Morrison, por exemplo. Ou do Cemitério Nacional de Arlignton, nos Estados Unidos, que abriga o túmulo do ex-presidente John F. Kennedy.

Já na Argentina o cemitério dos famosos é um dos principais monumentos históricos e artísticos do país. O Cementerio de la Recoleta está no coração do bairro mais aristocrático da capital portenha. Aqui repousam políticos, militares, sacerdotes, artistas, poetas e heróis da pátria. Mais de 70 túmulos são declarados Patrimônio Histórico Nacional.

O mais visitado, porém, é o de Eva Perón, a Evita, ex-primera dama, mãe dos pobres e mulher do ex-presidente Perón. (Em tempo: Carlos Gardel não está enterrado aqui. Você poderá visitar o túmulo do maior cantor de tango argentino no Cemitério da Chacarita.)

Caso você não tenha nenhuma restrição a este tipo de passeio vai poder apreciar belíssimas esculturas, vitrais e trabalhos em ferro feitos por importantes artistas argentinos e estrangeiros. Mármore e bronze moldam anjos e virgens nos mausoléus. Tudo é muito suntuoso.

Além de homenagear um ente querido após sua morte, o cemitério acabou se transformando em um símbolo de status e poder econômico do século 19. O Cementerio de la Recoleta é enorme, cheio de ruazinhas. Você poderá adquirir na entrada um mapa explicativo completo – por 8 pesos (R$ 3,20) – com indicação dos túmulos mais famosos.

Diquinha extra: ao lado do cemitério está a igrejinha mais linda da cidade, a Basílica Nuestra Señora del Pilar. Os claustros, intactos há quase três século, estão abertos ao público. Nos fins de semana há uma feirinha de artesanato na praça que fica em frente ao cemitério.

Basílica Nuestra Señora del Pilar: claustros intactos há três séculos. Ao lado do cemitério.

SERVIÇO

Cementerio de la Recoleta
Local: Calle Junín, 1760 | Recoleta | Buenos Aires
Tel.: 4803.1594
Funcionamento: todos os dias, 7h às 17h45. Grátis.
Visitas guiadas: em português, às sextas-feiras, às 11h. Grátis.

Fotos: Raul Mattar

—————————-
Todos os nossos posts sobre Buenos Aires podem ser lidos aqui.



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


5 comentários

  1. Comentário do dia 29/9/2011 às 17:58

    muito bom o post parabens muitas felicidades…..

    (Responder)

  2. Comentário do dia 29/9/2011 às 18:04

    parabens o blog e uma maravilha….

    (Responder)

  3. Alessandra
    Comentário do dia 02/10/2011 às 12:02

    Esse é o programa que mais está aguçando…acho que desde aquele trabalho que fizemos pro Boni que sou doida por fotos de cemitério rssss Em Paris fui no Cemitério de Montparnasse porque queria ver os túmulos do Sartre, da Simone e do Baudelaire, além da família Pigeon, um túmulo louquíssimo em que o casal está deitado na cama, lendo, antes de dormir…impressionante. Bom, escrevo porque preciso de uma dica de almoço ali perto. A gente vai fazer o cemitério/Nossa Sra Pillar/Plaza Francia/Floralis Gernerica pela manhã e queria almoçar por perto, já que a tarde vamos ao Museu de Belas Artes e depois tomaremos o chá no Alvear. Vi indicações do Sottovoce, mas vi muita dizendo que é caro e a comida não é nada demais…Que restaurantes você indica ali nesse miolinho da Recoleta, perto desses pontos?
    beijos

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Ish, Alessandra, vou ficar te devendo… também apostaria no Sottovoce (não comi lá, mas fiquei com vontade.) Sim, não é muito econômico, e a comida é italiana… paga-se bem para comer um bom prato, pelo menos é o que eu sei! 🙂

    (Responder)

    Resposta de Bel.

    Comemos uma pizza deliciosa na Cervejaria Buller, que ainda tem (para quem gosta) cerveja caseira de seis tipos diferentes: Pilsen, Hefeweizen, Honey Beer, Oktoberfest, india Pale Alee Stout. Uma pizza grande, duas cocas e mais a taxa de serviço, deu 100 pesos.

    (Responder)

  4. Comentário do dia 08/10/2011 às 12:26

    silvia! o passeio no cemiterio da recoleta me surpreendeu muito! fui ao cemiterio nao dando nada. achei q veria somente o tumulo da evita e pronto. mas fiquei embasbacado.

    visitei o cemiterio com aqueles guias da prefeitura que ficam la dentro e levam os grupos nos horarios marcados sem cobrar nada. no final fica por conta do cidadao dar o quanto acha q valeu o passeio.

    foi uma experiencia muito bacana! a guia contava cada historia! iamos visitando os tumulos dos famosos/ricos/influentes personagens do passado e ela contando causos e curiosidades, inclusive sobre a arquitetura e estilo dos tumulos.

    é um passeio recomendadíssimo.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Eu também a-d-o-r-e-i! O passeio guiado em português acontece às sextas-feiras, às 11h. Vale muito à pena!

    (Responder)

  5. Anieli
    Comentário do dia 21/4/2012 às 09:39

    Belíssimo lugar….Parece ser macabro, mas muito bonito, lindas esculturas vale apena conhecer quem tiver oportunidade não perca….aliás o bairro todo da Recoleta é maravilhoso

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar