-  Atualizado 23/05/2017

Como não engordar (muito) durante uma viagem

Publicado por: Silvia Oliveira Dicas de viagem

Como não engordar (muito) durante uma viagem

O título não é bem uma afirmação. É quase uma mea-pergunta. O fato é que não sei exatamente a resposta. Essa questão vem rondando minha cabeça desde que comecei a planejar minha viagem pelas Cidades Históricas de Minas.

Serão oito dias à base de feijão tropeiro, vaca atolada, frango com quiabo, rabada com agrião, angu, pão de queijo e leitão à pururuca. Nem vou mencionar os doces de compotas. (Tá, abro uma exceção: figo em calda, ambrosia, doce de abóbora em pedaços…)

O certo é que não queria voltar deprimida (redundância: a volta sempre causa depressão) e com três quilos a mais! Já passei da fase (ou melhor dos 30!) de que, ah… é férias e está tudo liberado. Nananinanô! Mas, também, não quero me encher de restrições e passar vontade ou… raiva!

O meu caso nem é tão grave. Sou a famigerada “magra-de-ruim”. Como muito – mas muito mesmo – e não costumo engordar… tanto. Já o meu marido “Oscar” é, digamos, foRRRte e engorda facim, facim – no dialeto mineirês.

Então, estávamos aqui debruçados nesse quesito importante do planejamento da viagem: como não engordar – pelo menos não muito! (Porque engordar a gente vai messss!) Chegamos a alguns vereditos:

1. Clássico: tomar um bom café da manhã na pousada. Mas não incluir omelete com bacon, salsicha e trinta e dois pães de queijo. Dois já são suficientes. Começar o café pelas frutas e se encher menos de bolo.

2. Fazer apenas UMA refeição gorda – no almoço OU no jantar. E comer apenas para ficar satisfeito, não para depois ficar chamando Jesus de meu louro. (Ah, dispensar o couvert, se houver!)

3. Doces de sobremesa com moderação, sem repetir. No resto do dia, carregar frutas. Nada de chocolatinho e amendoim. (A gente adora chocolatinho e amendoim.) Não, barrinha de cereal… me recuso!

4. Durante as refeições pedir água mineral. Nem refrigerante light – porque estufa muito ou suco de laranja (que tem lá suas 200 calorias por copo!) Vantagem competitiva: a gente não bebe álcool.

5.  Se a gente ficar com muuuita vontade de tomar sorvete (somos viciados em sorvete!) vamos optar pelo picolé de fruta light. Fizemos um pacto: nada de sundae ou de Magnum Amêndoas.

6. Andar pelos menos uns três quilômetros por dia. Levar a Mariana nas costas, se necessário (por que no carrinho ela não fica mesmo!). Como estaremos de carro, a luta vai ser vencer a vontade de subir no matraca-móvel para andar duas quadras morro acima. Rá!

Foto: Feijão de corda com queijo coalho que comi no Recife. (Matraca’s Image Bank)

E você tem alguma dica especial para evitar o rombo calórico durante a viagem de férias? Nóis qué sabê, pufavô!



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


13 comentários

  1. Comentário do dia 10/8/2010 às 16:43

    Pô, Silvia, se vocês não bebem alcool, já estão no lucro!
    Além do mais, com o sobe e desce das ruas e ladeiras de Ouro Preto, a malhação estará garantida.
    Agora, se você quer realmente comer doce de sobremesa com moderação (3) e ficar no picolé de fruta light (5), a única dica que eu posso te dar é: não vá ao Restaurante “O Passo” e, principalmente, não coma a pizza de morango com chocolate de sobremesa! Você terá resistido a uma das maiores tentações gastronômicas de lá e poupado consideráveis calorias! O trem é muuuuuuiiiito bom (e calórico, idem)! rs

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Aaah, mas já agendei sua sugestão do restaurante “O Passo”… nem que eu tiver que, depois, subir de joelhos as ladeiras como disseram aí, logo abaixo! Rá!

    (Responder)

  2. Alix
    Comentário do dia 10/8/2010 às 16:46

    Eu acrescentaria: – Não comer os restos das porcarias que as crianças pedem e não conseguem terminar. Melhor ir pro lixo que nos nossos quadris.

    (Responder)

    Resposta de Sandra

    Adorei!!!
    (apesar de nao viajar com crianças!!)

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Desse mal eu não sofro, porque sou muito nojenta e não como nada que já tenham colocado a boca, nem da minha filha… essa coisa de restinho de chocolate babado, num é comigo, não… mas meu marido não tem, digamos, essas restrições! hahaha!

    (Responder)

  3. Comentário do dia 10/8/2010 às 17:06

    Só de ler para onde vai ser sua próxima viagem, eu já engordei uns 4 kg. Adoro comida mineira ( e sinto uma falta imensa, sabia?).
    Mas normalmente eu só janto salada ou frutas, e tento manter este mesmo ritmo em viagens. Prefiro almoçar fora, e depois andar kms… 😉

    (Responder)

  4. Comentário do dia 10/8/2010 às 17:10

    Eita, Silvia…

    Que bom saber que você comeu “feijão de corda com queijo coalho” na minha cidade!!!

    Com relação ao post, achei bárbaras as dicas!!! E estou precisando!!!
    Pense: de dieta e vou viajar ao Maranhão uma semana (meio congresso/São Luis, meio “pé na jaca”/Lençóis Maranhenses)

    Enfim…vou tentar seguir!!!

    Abraços…

    (Responder)

  5. Comentário do dia 10/8/2010 às 17:24

    Só um p.s. para dar esperança a quem precisa: já fui a Paris 2 vezes desde que estou de dieta, e segurei a onda. (uffa!)

    (Responder)

    Resposta de Sandra

    Bom incentivo, Marcie!!! Obrigada!!!

    (Responder)

  6. Comentário do dia 10/8/2010 às 18:56

    Até ler esse tópico eu pensei que minhas aflições com a minha viagem para as Serras Gaúchas seriam apenas com colocar tanta roupa de frio na mala e como acordar às 5:00 da matina para pegar o avião. Mas se depois de tudo isso se eu ainda por cima engorda…enlouqueço!
    Sou mochileira nas horas vagas, adoro comer, mas sempre consigo me segurar e sabe como? GRABA CONTADA! Aproveito bem o café da manhã dos hotéis e não deixo de aproveitar todas as atrações, que incluem trilhas, cachoeiras e tour À PÈ pela cidade.
    Faço refeições básicas mas nunca de deixo de saborear alguma iguaria da região, afinal ir para Minas e não provar as”quitandas’, os doces típicos e a galinhada é melhor nem ir! Depois você sobe de joelhos as ladeiras e fica tudo certo. Beijos e Boa viagem para ti querida!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Cê tem razão… não dá para abrir mão das diiiiliças de Minas… por isso determinamos pelo menos UMA refeição gorda e bem feita por dia!!!! E dá-lhe ladeira acima! 🙂

    (Responder)

  7. Comentário do dia 10/8/2010 às 20:18

    Uai, e os mineiros? Como fazer para fugir disso tudo? 😉

    É, tô vendo que sou magra de ruim também… Pão de queijo eu como TODOS os dias. E não são só dois não. 🙁 E também sou viciada em sorvete (picolé de fruta não mata minha vontade). Sem contar os doces. Ai, ai…

    Por falar nisso, você vai conseguiri resistir ao rocambole? E aos doces de compota que vai encontrar pelo caminho? Sei não… 😆

    Beijos!

    (Responder)

  8. Alessandra
    Comentário do dia 10/8/2010 às 22:35

    Silvinha, eu criei uma “reserva” pra engordar. Explico: 15 dias antes de fazer uma viagem idêntica a sua eu entrei na dieta, aquela que conta os pontos e perdi 2 quilos. Assim, relaxei…comi sem culpa kkkk

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Hahahah… O Raul tá fazendo isso! Eu, uma semana antes, vou fazer uma dieta da sopa… hohohoho! 🙂

    (Responder)

  9. Fernanda Freitas Braga
    Comentário do dia 10/8/2010 às 23:49

    Uau!!! tão vindo pra Minas, eta coisa boa, to esperando oces aqui.
    Eu sei fazer todas as comidas mineiras é só pedir.
    Beijjão pros três.

    (Responder)

  10. Comentário do dia 11/8/2010 às 02:04

    Eu sou o contrário, geralmente emagreço nas viagens.
    Mas não é porque faço dieta não – ui, não sirvo pra passar fome! – é porque sou mão-de-vaca messs. Não curto ficar gastando em restaurante quando poderia gastar em coisa mais divertida.
    Então a gente tenta sempre pegar uma pousada que tenha cozinha comum pros hóspedes usarem e super funciona, pelo menos pra mim…
    Mas conhecer a culinária local é parte da diversão né! Então uma refeição fora por dia tá bom… geralmente o almoço, que a gente já tá na rua mesmo.

    E as andanças, claro… eu ando muito mais viajando do que em casa, então o exercício extra já tira todo o peso da minha consciência na hora do sorvetinho. 😉
    Beijoss xx

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Mas eu também sou adepta das pousada com cozinha… em Ouro Preto vou ficar no Hostel, inclusive: quarto casal, com banheiro e tv…. O estrago mesmo vem em Tiradentes… com sua “pouca” tradição gastronômica! Bjs

    (Responder)

  11. Comentário do dia 11/8/2010 às 03:07

    Viximaria sô! Acho que no momento não sou a pessoa mais indicada para dar dicas sobre dietas em viagens (só de engorda, serve???)… Sabe como são as embuchadas né? Comem tudo que vêem pela frente, principalmente essas tals de sobremesas aí… Ai, ai, acho que vou comer aquele doce de leite que tá na geladeira, fiquei com vontade… Fuiiiiii

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Embuchada???? hahahahahaha… fazia tempo que não escutava essa! 🙂

    (Responder)

  12. Marcia Kawabe
    Comentário do dia 11/8/2010 às 13:24

    Dizem que o segredo e fazer uma pequena dieta antes da viagem, mas nunca testei hehehe. Mas eu como normal – talvez algo mais leve no jantar – e procuro andar muito, mas muiiiito mesmo. Mas infelizmente pra mim támbém não funciona hahaha!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Meu marido já tá de dieta também… rsrsrsrs!

    (Responder)

  13. Juliana
    Comentário do dia 12/8/2010 às 14:11

    ADORO seu blog…. ainda mais sabendo que vc é de Curitiba… nossa terrinha tão tão gelada!!! rs

    Vc tem uma redação tão cheia de humor, que eu não canso de ler…
    Fora as fotos explicativas, são as melhores!!!

    Adorei esse tema… apesar de sempre chutar o pau da barraca nas férias… vou tentar me controlar… kkk

    Parabéns.

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar