-  Atualizado 24/06/2010

Cruzeiro: porque nós merecemos!

Publicado por: Silvia Oliveira Rio de Janeiro
Existem três tipos de viagem que – para mim – haviam nascido para gente rica, muito rica: resort, cruzeiro e spa. Não era bem assim. Nós, seres mortais e trabalhadores, podemos e devemos – sim – nos dar esses luxos de vez em quando. Nossa correspondente Juliana Kuriu fez um cruzeiro, daqueles chiquetérrimos e, até onde eu sei, não teve de fazer nenhum empréstimo no banco para pagar a viagem! Segue o relato, sensacional, desse passeio de dar água na boca.
Cruzeiro Fitness
.
 
Texto: JULIANA KURIU **
.
 
I – Como tudo começou:
Foi assim… tudo começou no final de agosto de 2006, quando precisei decidir em alguns minutos se ia ou não fazer o Cruzeiro Fitness 2007 que iria acontecer entre 23/02/2007 e 04/03/2007, navio Costa Fortuna.

O mês de agosto é um mês importantíssimo para quem pretende fechar um pacote em um cruzeiro para o próximo ano, pois é o ultimo mês com preços promocionais (e eu só soube disso no último dia de fechar o pacote).

O valor para fazer o meu cruzeiro era um pouquinho menos de R$ 1.400, divididos em 5 vezes, para uma cabine tripla, de boa localização (nos andares superiores do navio), sendo que estavam inclusas todas as refeições e as gorjetas, para 7 dias e seis noites.

Esse valor seria menor que o equivalente a menos de 7 dias em hotel de luxo sem refeições. Diante dessa tentadora motivação, não tive dúvidas e fechei o pacote. A partir de então era só torcer para sobreviver até a chegada do grande dia. E eu consegui!

 
II – Informações Úteis
.
Eu saí de Santos, no dia da nossa partida (dia 23/02) tinham 07 navios saindo do porto no mesmo horário 17hrs. A cidade estava em festa, todas as pessoas estavam na orla com lencinhos brancos acenando pra nós. Os passageiros do navio também receberam os lencinhos brancos no porto para acenarem para a população santista.

 

A tripulação era composta por pessoas de vários lugares do mundo, brasileiros, italianos (gatos), filipinos, chineses, peruanos, holandeses… Eles usavam crachás com o nome e a bandeira do país de origem e ao lado usavam pins com bandeirinha dos países correspondentes a língua que falavam.

Era uma verdadeira loucura!!! Você saia no corredor e as pessoas falando com você: Good Morning!, Ciao!, !Buenos Dias! – e eu botei em prática todo o meu espaliano.
Cada passageiro possuía um cartão magnético com sua identificação, que era também a chave da cabine. Era usado para computar as despesas no navio e para a saída e entrada nas paradas. No primeiro dia teve treinamento para emergências: qual o melhor caminho para o bote salva vidas.

Todas as despesas do navio tinham valor em dólar.

 

a) Atrações:
– 03 piscinas razoavelmente grande com água salgada; em caso de chuva elas se transformavam em piscinas cobertas;
– 01 piscina para crianças (talvez 02)
– 01 tobogã gigante -eu não fui 🙁
– várias jacuzis com água quente (acho que no mínimo 06)
– cassino;
– boate;
– teatro
– piano bar (acho que dois)
– elevadores panorâmicos (e vários outros elevadores),
– bares e restaurantes,
– sala de chá;
– de internet;
uma CAPELA.

 

IV – A VIDA NO NAVIOTodas as noites recebíamos um informativo com todas as atrações do navio do dia seguinte. Além da programação fitness. Tinha shows de música, espetáculos no teatro, cinema, missa, artesanato, curso de italiano, visita à cozinha, promoções do salão de beleza – ex: “SÓ HOJE mãe e pé por apenas U$ 60,00 – massagem de 30 minutos por U$ 90,00” (eu ria muito) – talvez fosse a sessão piadas do informativo.

Concomitantemente, existia a programação fitness – academia, yoga, pilates, umas aulas de danças no estilo street dance (ultima novidade do mundo das academias), de axé, de samba, box, alongamento …
enfim todas essas coisas chatas para compensar o tanto que você come no navio.

Logo após o cafés nos restaurantes a beira da piscina as pessoas já podiam fazem um lanchinho, com hambúrguer, paezinhos, queijos, presuntos, salames, cahorro quente, outros petiscos e saladinhas que ficavam à disposição. Logo após o café também já estavam a disposição as maquinas de sorvetes italianos e as pizzas (as pizzas eram servidas 24 horas por dia). 🙂

O almoço era servido em vários restaurantes e era um buffet composto de saladas, massas, carnes, peixes, tinha absolutamente de tudo. E em alguns cantos do navio havia alguns pratos específicos, tipo churrasco, pernil, peixe assado, paella, ou sobremesas especiais, outros tipos de sorvetes. A água era free e tinham várias máquinas onde as pessoas podiam se servir.

.

O jantar: chiquérrimo!!! Havia dois restaurantes gigantes que se chamavam Rafaelo e Michelangelo, cada um tinha no teto pinturas dos seus inspiradores. Os passageiros eram divididos em 2 turnos, o primeiro turno jantava às 19 e o segundo turno às 23. (Durante o jantar havia também dois turnos de espetáculos no teatro. Dança, ópera, teatro)
Cada cabine tinha o seu turno fixo e a sua mesa, o jantar era servido à francesa, no tradicional estilo italiano, entrada, sopa, massa, prato principal, sobremesa. A jarra de água era free. (o pessoal da mesa vizinha a nossa levava um Tangue para fazer na jarra de água – hahahahah).

A opção B era: pizza servida em outro restaurante.

d) noite no navio
Após o jantar o navio oferecia várias atrações: cassino, piano bar, boate, musica ao vivo, forró, bailão, axé e cada dia tinha uma grande festa: à fantasia, baile de gala, festa tropical, rave, coquetel com o comandante.

IMPERDÍVEL:

.
 
 
– O RIO DE JANEIRO VISTO DO MAR – SEM DÚVIDA O MAIS IMPERDÍVEL DE TUDO;Uma viagem maravilhosa e uma experiência que deveria ser obrigatória na vida de todo ser humano. Mas eu aconselho esse tipo de evento para casais, é tudo muito romântico. O glamour da vida no navio e as paisagens únicas são ideais para dividir com um grande amor! 🙂

.
Fotos: Juliana Kuriu, Juliana Kazik, Viviane Purcino e Max.
.
Post relacionado:
15 dias na Europa pela primeira vez e por conta – Por Danielle Lamoço

– O NASCER E O POR DO SOL;

– AS COMIDAS – HAHAHAHAHA

CONCLUSÃO:
b) entretenimento

No momento da partida vários helicópteros estavam sobrevoando os navios, filmando, tirando fotos e a cidade simplesmente parada na orla, o sol se pondo, muito lindo!!

III – O Navio*:

As cabines do navio podem ser para 1, 2, 3 ou 4 pessoas. Em alguns navios a 3ª e 4ª pessoas não pagam. Existem cabines com sacada, apenas com janelas ou cabines internas que não têm nem sacada e nem janela. Obviamente essas são as mais baratas e obviamente foi numa dessas que eu fiquei. Também existe diferença de preços de acordo com os andares que se localizam as cabines, as dos andares superiores são as mais caras. (O meu navio tinha 14 andares e até o 9º andar tinham cabines, a minha ficava no 8º andar)

O meu navio partia de Santos e/ou do Rio de Janeiro – o passageiro podia escolher onde embarcar. O Roteiro era: Santos – Rio – navegação – Salvador – navegação – Ilha Bela – Santos – Rio. Tema: Cruzeiro Fitness.

Leia aqui todo os post da Comunidade da Matraca.

**Juliana Kuriu é advogada, ultra matraca, rebelde e comilona. Sempre racional nas decisões; é pura emoção ao falar do que ela considera sua maior conquista: os amigos que tem!

c) alimentação
E por falar em comida… tudo iniciava num café da manhã monstro, tinham frutas, pães, queijos, presuntos, salams, salmão defumado, ovos cozidos, mexidos, fritos, cereais, iogurtes, brioches, folhados, croaissant, sucos, cafés, chás, achocolatados, tudo!!
Um verdadeiro espetáculo!!!

Nome: Costa Fortuna
Bandeira: Italiana
Ano de construção: 2003
Capacidade hóspedes: 3.470 (total de camas)
Tripulação: 1027
Cabinas: 1358 (sendo 27 para deficientes físicos)
Tonelagem: 102.500
Comprimento: 272 m²
Largura: 36 m²
Pontes: 17 (13 para uso dos hóspedes)
Velocidade: 20 nós


Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


22 comentários

  1. Sirlene
    Comentário do dia 03/6/2007 às 13:12

    Geeente, nossa, que luuuuuxo! R$ 1400,00 divididos em cinco vezes ainda, TAMBÉM QUERO! Silvinha, pode tirar férias sossegada, qualquer coisa a Juliana te substitui!

    (Responder)

  2. Muricando
    Comentário do dia 03/6/2007 às 14:47

    Relato bacana! A gente vai para dentro do navio junto!

    (Responder)

  3. Júnior
    Comentário do dia 04/6/2007 às 00:32

    Ju! Mentindo de novo pra puxar papo?

    A gente sabe que vc tava em Matinhos nestes dias!

    rsrsrsrsrs

    (Responder)

  4. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 04/6/2007 às 08:20

    Eu também quero! Isso é o paraíso na terra.. além do que nao somos obrigados a enfrentar PRAIA! Tem um monte de piscina e com toboga, ainda por cima! Iççaaa!

    (Responder)

  5. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 04/6/2007 às 08:21

    Ó só o Júnior… Julianaaaa, aparece aqui para se defender!

    (Responder)

  6. Alana
    Comentário do dia 04/6/2007 às 09:48

    Ai, fiquei morrendo de vontade! E agosto está próximo… já é hora de ir se preparando, ao invés de deixar para o último dia… hehehe

    (Responder)

  7. Gisela Garcia
    Comentário do dia 04/6/2007 às 09:59

    Eu quero! Preço bacana, parcelamento legal, muita coisa pra se fazer, gostei! E não pode esquecer do TANG pra jogar na água grátis! EEEEEEEEEEEEEEEEE!!!!
    hahahahahahaha…

    (Responder)

  8. Guiga
    Comentário do dia 04/6/2007 às 10:15

    Não dá pra fazer em mais vezes?? Sabe como é né, ainda sou estagiário….hahahhahahahaha. Mas esse navio vale mto a pena, na verdade todos da Costa são mto bons.

    (Responder)

  9. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 04/6/2007 às 10:36

    Ihhh, dá para parcelar em até 12 vezes, mas aí tem um jurinho… 🙂

    (Responder)

  10. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 04/6/2007 às 10:37

    Gi-se-la!!!! Vou te denunciar!

    (Responder)

  11. Ju
    Comentário do dia 04/6/2007 às 14:06

    Silvinha, como eu ja te disse é uma honra pra mim ter uma matéria publicada no seu blog!
    Sirlene: acho melhor eu ficar tirando férias e ficar mandando matéria para o Matraqueando.
    Junior vulgo Hermann: seu invejoso!! Só porque agora eu estou ficando famosa vc quer me desmoralizar.

    (Responder)

  12. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 04/6/2007 às 14:09

    Isso mesmo, JU! Mandou bem! 😉

    (Responder)

  13. Ju
    Comentário do dia 04/6/2007 às 14:11

    Alanis: Você ia amar!!
    Guiga: Estagiário não tem nada que viajar, tem que ficar trabalhando enquanto as chefes é que vão fazer cruzeiro!
    Gisela: Eu percebi que tinha escrito errado, mas ja estava postado… o problema é que eu não gosto de TANG, eu gosto é de Cligth e agora tem doses individuais que da pra por direto no copo. Acho que dá pra lever umas rodelinhas de limão ou laranja para enfeitar o copo e manter todo o "chiquê" do jantar à francesa. hahahhaha

    (Responder)

  14. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 04/6/2007 às 14:21

    Ju! Nao se preocupe: deu para entender direitinho que o pessoal da mesa ao lado, com seu Tangue, era um bando de farofeiro!!!!! Nós, claro, com nossa porçao individual do Cligth íamos causar outra impressao!

    (Responder)

  15. Margareth Bastos
    Comentário do dia 04/6/2007 às 16:50

    Gente, vocês estão esquecendo do Nutrinho Guaraná. Com pedrinhas de gelo fica mais parecido com refrigerante. Ai, lamento, mas eu adorei mesmo foi a vista do Rio. Ah, cidade sofrida, mas ma-ra-vi-lho-sa!

    (Responder)

  16. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 05/6/2007 às 13:03

    Depoimento suspeito!
    Margareth, A CARIOCA!

    (Responder)

  17. Gisela Garcia
    Comentário do dia 05/6/2007 às 13:32

    Ó! Eu nem tinha reparado que vc tinha escrito errado!!! Comentei porque achei engraçado esse lance de levar suco em pó pra misturar na água e economizar!
    E eu tb prefiro CLIGHT…até porque eu não tô com essa bola toda de ficar tomando esses trecos engordantes…
    Sem falar que dá pra tirar a maior onda tomando cada dia suco de uma fruta diferente,hahahahaha…

    (Responder)

  18. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 05/6/2007 às 13:55

    Nem eu achei que estava errado (e nao está). Escrever Tangue é a cara do manual de estilo do Matraqueando. 😉

    (Responder)

  19. fernanda braga
    Comentário do dia 05/6/2007 às 19:54

    Oi, como eu já disse em outra época, aqui no Matraqueando, eu tb sou chique.
    Eu já fiz um Cruzeiro maravilhoso para comemorar os meus 15 anos de casada. UAU!!! Foi de mais. Me senti uma verdadeira Cinderela. Mas depois o sapatinho perdeu e voltei para lavar, passar e cozinhar.
    A minha compania era, Royal Caribbean internacional. Majesty of The Seas. Sai de Miami.
    Viu! Professora mineira tb é chique.

    (Responder)

  20. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 06/6/2007 às 13:46

    Milhô nóis, agora!
    Se cruzeiro já é um trem chique, imagine saindo de Miami… Affff!FErnanda, você é minha ídola!

    (Responder)

  21. Lana Cristina
    Comentário do dia 12/10/2009 às 21:53

    Viajei no relato…
    Apesar do relato já ter mais de 2 anos só agora que vi….rs
    Alias lamento nao ter conhecido o MATRAQUEANDO antes….
    Silvia vc está de parabens!
    Obrigada!

    (Responder)

  22. Uiara
    Comentário do dia 16/2/2015 às 23:22

    Eu indico para quem tem muita mas muita vontade mesmo de fazer um Cruzeiro e se sua companhia tiver a vontade na mesma proporção. No meu caso, foi uma experiência válida, e somente isso. Meu filho (na ocasião com 10 anos) não gosta de água salgada, imagina a tortura que foi pra ele ficar trancado dentro de um navio sem nenhuma piscininha para curtir (a água da piscina é salgada), meu marido tem horror a muvuca, imagina isso num navio com mais de 3.000 pessoas. Enquanto eu aventureira e curiosa que sou desbrava sozinha cada cantinho do navio, os dois ficavam na cabine brigando para ver quem iria ficar na hidromassagem (isso mesmo, tinha hidro na nossa cabine e foi o que tornou para eles mais suportáveis aqueles dias).

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Nossa, não sabia que a água da piscina de Cruzeiros era salgada. Pavor de água salgada. Não entro no mar. Não gosto de muvuca. Enfim, acho que por isso nunca fiz um cruzeiro (nem devo fazer tão cedo!) 😉

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar