-  Atualizado 17/02/2010

Egito: nada de boldo, nem carqueja

Publicado por: Silvia Oliveira África, Egito

Para mim, não existe a maldição da múmia, mas – sim – a maldição do chá. Onde quer que você esteja, aonde quer que você vá, no Egito vai ter sempre alguém (geralmente uma pessoa interessada em vender algo) oferecendo-lhe o afamado chá de menta. Nem pense em recusar, é ofensa imperdoável. E aí, lá pelo quinto dia de viagem, já no 47º chazinho – e nem pelo poder de Alá você conseguir engolir a dita cuja da bebida, dê para o companheiro ou companheira de viagem beber também o seu (eu fiz isso). Mas devolva o copo vazio! Agora, se estiver viajando sozinho pense pelo lado positivo: chá acalma, emagrece e pode ser até afrodisíaco.

Foto: Kit Chá de Menta: bulezinho de prata e minicopos. Este modelo comprei no Marrocos (outro país árabe gamado nesse tipo de degustação), mas o do Egito é igualzinho. (Matraca´s Image Bank)


Artigos Relacionados


Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar