-  Atualizado 09/01/2013

Florença: a cidade que provoca demência

Publicado por: Silvia Oliveira Florença, Itália

Recentemente a cidade de Florença, na Itália, recusou colocar nas ruas duas estátuas de pedra enormes – com quatro metros de altura cada – doadas pela cidade chinesa Ningbo. O babado começou quando Firenze (para os íntimos) resolveu presentear Ningbo com uma réplica de bronze da obra Davi, de Michelangelo. O objetivo era reforçar laços comerciais.

Na opinião dos moradores da cidade italiana, as obras chinesas – que representam guerreiros da dinastia Tang – não combinam com a capital do Renascimento. “O senso de beleza dos florentinos é tão desenvolvido que não é surpresa eles terem dificuldade em aceitar essas esculturas”, escreveu a jornalista Annalisa Piras, da revista italiana L’Espresso.
Quem não conhece Florença deve achar uma baita arrogância desse povo que sem meia volta recusou um presente tão bem intencionado. Mas se você já esteve por lá (eu mesma fui duas vezes!) há de concordar que (com todo respeito à milenar arte chinesa) guerreiro Ling Ping não combina com Donatello ou Botticelli. É tanta arte boa que o hospital de psiquiatria da cidade observou que muitos turistas ficam, literalmente, loucos com o excesso de beleza ao visitar a capital da Toscana. Alguns sofrem ataques temporários de pânico e até de demência. Um surto que, às vezes, dura vários dias.
.

É a Síndrome de Stendhal. Provoca taquicardia, vertigens e falta de ar, sempre quando a pessoa se expõe em demasia a obras de artes. O nome da doença veio do escritor francês Stendhal, vítima dessa enfermidade em 1817, quando visitava a Igreja Santa Croce de Florença, onde estão os restos mortais de Maquiavel, Galileu e Michelangelo. “A vida se esvaía de mim. Eu caminhava com medo de cair”, escreveu no livro Nápoles e Florença: uma viagem de Milão a Reggio.

 

Eu, como sou uma surtada por natureza, não senti muita diferença. Mas ninguém sai incólume de tanta harmonia, majestade e perfeição. Para começar, Florença foi construída à beira do Rio Arno, de onde você tira uma das fotos mais lindas do seu álbum.

.
O Duomo (1ª foto, na abertura do post), com entrada gratuita, é o famoso cartão postal externo da cidade, construído nos séculos 11 e 12. Trabalho de Brunelleschi. Já é na Accademia que você verá o original Davi, a obra prima de Michelangelo. Custa € 6,50 para entrar e umas duas ou três horas na fila. Mas você poderá ver réplicas espalhadas pelo centro.
.

Depois tem a galeria Uffizzi, minha preferida: é o principal acervo renascentista do mundo. Aqui estão O Nascimento de Vênus, de Boticcelli, e a Anunciação, de Leonardo da Vinci. No mais é se perder pelos becos, ruelas e piazzas, deixando para o fim do dia aquele sorvetão de casquinha crocante (o bem sucedido gellato). Se você tiver que ter um ataque de doidice e siricotico durante uma viagem à Europa pode escolher Florença para seus mais profundos devaneios. Vão achar que você é apenas sensível.

Posts relacionados

Roma: o sonho de ginásio

Milão sem pressa

Veneza: cotidiano anfíbio

Europa Barata: Roma pela primeira vez

Itália a 50 euros por dia



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


11 comentários

  1. Patricia de Camargo
    Comentário do dia 02/10/2008 às 08:25

    Eu amo Florença,e é verdade, ficar muito tempo na cidade é perigosa, hahahahaha é muita arte por metro quadrado! Beijos

    (Responder)

  2. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 02/10/2008 às 19:32

    Não é só a arte exposta em si, mas a aura daquele lugar! Sabe quando a beleza e a criatividade embabascam a gente? Então, é isso!:-)

    (Responder)

  3. Ana Luiza
    Comentário do dia 16/1/2014 às 23:28

    Poxa! Não sabia que havia uma doença já descrita, mas antes de ler o post já estava com medo de ter um siricotico!
    Vou conhecer, mês que vem, Madri, Barcelona, Roma, Florença e Londres. Sendo a amante de arte que eu sou… será que o piripaque tem profilaxia?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Hahaha! Prepare-se, pelo menos, psicologicamente! 😉

    (Responder)

  4. Janne Goulart
    Comentário do dia 24/10/2014 às 02:20

    Meu Deus, acabei de descobrir o nome do “Surto” que tive ao entrar na Igreja da ordem terceira de São Francisco no Porto , simplesmente entrei em estado de choque ao ver tanta beleza, engasguei e as lágrimas caiam ….passei mal, achei que ia morrer com tanta emoção. Classifiquei como um choque de beleza e agora descobri que chamasse Síndrome de Stendhal . Silvia minha querida aaaaaaaaaaaaaaamo seu blog e você !!! Obrigada por dividir suas aventuras e descobertas , o que ajuda e muito para quem gosta de viajar por conta própria. Beijocas

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Obrigada, Janne! Eu já tive várias vezes esse ataque e sempre achei que era frescura até descobrir que essa síncope tem nome! :mrgreen:

    (Responder)

  5. Rosani
    Comentário do dia 04/12/2014 às 17:26

    Olá,
    Vou para Roma agora em janeiro/2015. Tirei 1 dia para conhecer outra cidade, estou entre Florença e Pisa. Qual você me sugere? Consigo conhecer as 2 em 1 dia?

    (Responder)

  6. Eduardo Aguiar
    Comentário do dia 18/4/2015 às 20:18

    Oi, Silvia! Minha esposa e eu tivemos isso umas trinta vezes na Europa, e Florença foi uma delas. Achei que essa superexposição seria uma forma de cura, mas mesmo agora, vendo fotos das viajens, isso nos acomete, com sinais clínicos ainda mais graves: uma vontade irresistível de retornar!
    Silvia, me tire uma dúvida: qual site você recomenda para comprar tickets de trem na Itália? A idéia era ir de Florença a Veneza.
    Muito obrigado pelas suas dicas!
    Alessandra e Eduardo

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Eduardo, eu sempre compro meus tíquetes de trem na Itália estando no próprio país. (Pois é…) O site de trens italianos é http://www.trenitalia.com/. Se não conseguir você pode tentar na Rail Europe.

    (Responder)

  7. Joselia Goes Silva
    Comentário do dia 14/1/2016 às 23:24

    Aos interessados e que ainda não sabem , podemos comprar os tickets on line , em http://www.trenitália.com , como disse a Silvia, mas um belo detalhe, com dois a três meses de antecedência, compramos com bons descontos . Isto vale para viagens mais longas , tipo de Veneza -Florença, Florença-Roma e tc.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Isso aí, Joselia! 😉

    (Responder)

  8. Cleo
    Comentário do dia 30/6/2016 às 17:50

    Sílvia, querida,
    Devo ir a Itália em setembro, pretendo conhecer Roma, Firenze e Veneza, necessito do guia com hotéis nas três cidades. Como proceder?

    (Responder)

  9. Kathia
    Comentário do dia 13/12/2016 às 17:15

    Olá, tudo bem? Gostaria de saber onde comer bem e barato em Roma, Florença, Bolonha e Veneza.
    Agradeço desde já a sua ajuda.
    Beijinhos,
    Kathia

    (Responder)

  10. Denize
    Comentário do dia 24/5/2017 às 18:07

    Oi Silvia, irei para Portugal e tenho uma semana de folga.
    como trabalho com artes quero ir para Florença e talvez barcelona ver Gaudí. Mas após ler teu post, acho melhor ir apenas em Florença e deixar para uma outra vez Barcelona.
    O que vc acha? obrigadaaaa!

    (Responder)

  11. Comentário do dia 27/5/2017 às 09:47

    Olá Silvia adorei o seu post, realmente Florença é algo surpreendente, fiquei completamente encantada, até fiz recentemente um post sobre a cidade no meu blog.
    Beijinhos

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar