-  Atualizado 24/08/2010

Foz do Iguaçu: Parque das Aves

Publicado por: Silvia Oliveira Foz do Iguaçu

Não sei você, mas tenho a maior dificuldade em diferenciar papagaio de arara e loro de periquito. Se bobear, confundo cisne com garça. Mas não sou tão desorientada quanto parece. Sei reconhecer tucano, flamingo e pavão. Rá. O Parque das Aves de Foz do Iguaçu passaria batido para mim se não estivesse em frente ao centro de visitantes do Parque Nacional do Iguaçu.

Como está muito próximo do maior atrativo da cidade, acaba sendo a opção de passeio à tarde – já que a maioria visita as cataratas pela manhã. O tour por aqui dura, em média, de uma a duas horas, dependendo do seu ritmo. O ingresso custa mais caro do que aquele que você comprou para chegar próximo à Garganta do Diabo. Mas a organização que administra o empreendimento destaca logo na entrada: “somos uma empresa privada e necessitamos de sua ajuda para manter o parque”.

De qualquer maneira, concordo que o projeto é bem feito. Parece mesmo que estamos no cafundó de alguma mata nativa. Somos orientados a não dar comida às aves, a não gritar, a não falar alto, a não correr. Uma trilha de nível facílimo – não precisa de guia, está tudo muito bem sinalizado – leva o visitante a um contato muito próximo com os animais. Em alguns momentos do trajeto entramos em gaiolões onde é possível conviver com tucanos e araras, que ficam ali… livres, leves e soltos. São aparentemente dóceis. E gostam de brincar com alguns objetos dos turistas, como colares, chaves ou óculos.

Nos viveiros, a ideia é tentar reproduzir alguns habitats brasileiros como o pantanal. São mais de mil animais, boa parte de aves, entre espécies nacionais e de outros países. Mas abriga também jacarés, borboletas, saguis e até uma iguana. No espaço dedicado aos flamingos algo que me chamou a atenção: diversos espelhos espalhados ao redor deles. É que os flamingos estão acostumados a viver e reproduzir em bandos de centenas ou milhares. Como são pouco mais de 20 no parque, colocaram os espelhos para que os cambitinhos se sintam mais protegidos. Arrff, filosofia freudiana.

O Parque das Aves é de um colorido carnavalesco. Mas com ritmo de samba-canção. É bonito e tranquilo. Possui programas de reprodução em cativeiro e visitas orientadas por biólogos. Nos viveiros há placas explicativas com o nome científico e da região de onde vieram. As espécies em extinção também recebem destaque. A Ararajuba, por exemplo, se reproduziu pela primeira vez em cativeiro no Parque das Aves.



No mais, evite ao máximo o uso de flash e não ultrapasse os limites da trilha. No fim do passeio há uma lojinha (sempre há uma lojinha no fim do passeio, isso é redundância) caso você queira levar DVDs, livros ou camisetas que retratam o lugar. Saí feliz de lá… ainda que me pareça quase impossível diferenciar a ema do avestruz.


Fotos: Raul Mattar

SERVIÇO:

Parque das Aves
Horário: todos os dias, inclusive domingos e feriados, das 8h30 às 17h30.
Ingresso: R$ 16,00 por pessoa.



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


14 comentários

  1. Claudia Pimenta
    Comentário do dia 08/4/2009 às 01:05

    oi sílvia! sou apaixonada por tucanos! que foto linda!!! aliás, todas… bjs, querida!

    (Responder)

  2. Tia Edi
    Comentário do dia 08/4/2009 às 11:02

    Oieeee!!!!! Ki saudade docê!!!
    Caraca…. vc fazendo passeio ecológico!!! Uiaaaaaa!!! Mas as fotinhas estão maravilhosas!!!! Como sempre o melhor da informação!
    Beijus…. mtos!!!

    (Responder)

  3. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 08/4/2009 às 11:50

    Claudia! Adorei o passeio porque a gente podia chegar bem perto das aves … não que eu quisesse colocar a mão nas bichinhas (hohoho), mas foi possível vivenciar aquilo de uma forma bem legal! Bjs!

    (Responder)

  4. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 08/4/2009 às 11:53

    O queeee? Tia Edi por aqui??? A que devo a honra??? SUMIDA, DESAPARECIDA, TIA DESNATURADA! Chuif. Pronto, desabafei!
    Você viu? Meu espírito está evoluindo… até em trilha estou me metendo! hohohohoho. Beijos!

    (Responder)

  5. Priscila Goldman
    Comentário do dia 08/4/2009 às 12:33

    Não sou também da linha "ecoturismo"… mas um colorido desse vale a pena!

    (Responder)

  6. Patricia de Camargo
    Comentário do dia 08/4/2009 às 17:17

    Eu tenho muita vontade de visitar este parque, é que Foz cada vez tem mais atrativos, uma loucuraaaaaaaa
    Bjs

    (Responder)

  7. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 08/4/2009 às 18:20

    Priscila: mesmo nós, urbanóides, devemos visitar este parque! É um passeio bem light! Gostei mesmo!

    Patricia: eu quase não fui… eram quse quatro da tarde, já tínhamos ficado a maior parte do tempo nas Catartas e havíamos feito o passeio de helicópetro. Estávamos mortos! Além do que já havia pouca luz para fotos… mas já que estávamos ali mesmo, FOMOS E ADORAMOS. Bjs!

    (Responder)

  8. Rê Marques
    Comentário do dia 09/4/2009 às 08:37

    Eu me enquadro nesse perfil também. Nem os quero-quero de Curitiba sabia o nome. Deixo sempre pra alguém dizer nos comentários!
    Mas imagino que esse parque seja uma excelente oportunidade pra lindas fotos!

    (Responder)

  9. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 10/4/2009 às 15:25

    Pois é, Rê! Para quem gosta de tirar fotos é melhor ir mais cedo. Nós fomos depois das 15h e já havia pouca luz para fotos (ainda que estivesse um dia ensolarado, mas é muito mato fechado). Assim que não coseguimos produzir muita coisa por falta de luz! Bjs!

    (Responder)

  10. issamo
    Comentário do dia 10/4/2009 às 19:02

    Oi Silvia, não esqueci, acompanho teu trabalho diariamente, é simplesmente fantastico muito bom mesmo.A vc. e sua familia uma feliz PASCOA.

    (Responder)

  11. Anonymous
    Comentário do dia 13/4/2009 às 16:32

    Que fotos mais coloridas! Bonitos cores.
    Um saludo
    Carmen

    (Responder)

  12. Sa
    Comentário do dia 28/11/2010 às 00:48

    Ola Silvia, vc foi para catarata do lado brasileiro e lado argentino no mesmo dia?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Não. Fui em dias diferentes. Num dia fiz de manhã as cataratas do lado brasileiro e à tarde o Parque das Aves, que fica em frente. No outro dia fui ao lado argentino.

    (Responder)

  13. Comentário do dia 23/11/2016 às 19:24

    Lugar muito lindo, adorei Foz do Iguaçu, o parque das aves é um lugar sensacional onde eles cuidam dos pássaros que não podem mais voltar para a natureza, fizemos os passeios com uma agencia de privativo local que nos levou para muitos lugares lindos e fizeram um atendimento impecável, o whats deles é 045 9154 0627. Seu blog é nota mil Silvia, deixa bem explicado, adorei. abraços.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Obrigada, Jose! O Parque das Aves é um dos lugares que “trabalham” com animais, mas que tem cunho totalmente recuperatório. Abs!

    (Responder)

  14. Valmyr e Wilma
    Comentário do dia 15/4/2017 às 13:12

    Oi Sílvia! De novo nós!
    Veja se esse programa fica bem lá para Foz.
    Seis dias – cinco pernoites – três dias inteiros.
    1° dia chegada 14:30 aeroporto e hospedagem
    2° dia cataratas brasil e parque das aves
    3° dia cataratas hermanas e duty free Iguazú
    4° dia muambar em ciudad de leste
    5° dia fazer o quê???
    6° dia retorno com decolagem 18 h – manhã toda livre (praquê???)

    Abraçúúúú!

    (Responder)

    Resposta de Valmyr e Wilma

    Eu disse tres dias inteiros mas são quatro! He he he

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar