-  Atualizado 17/03/2015

França a 50 euros por dia – Parte 3

Publicado por: Silvia Oliveira Europa, França
ONDE FICAR NA FRANÇA
.
Seja lá onde for se hospedar na França, vá com tudo reservado, sempre. Se sua intenção é garantir cama barata, outro detalhe: a reserva deve ser feita com muita antecedência. Lembre-se de que o país é o mais visitado do mundo. Não há rede hoteleira que dê conta de receber tanta gente. Mesmo na baixa temporada hotéis e albergues trabalham com grande ocupação, principalmente em Paris – o principal destino do país. A rede de albergues é enorme. Há os independentes e os que são filiados ao Hosteling International. Quem quiser um hotel econômico, a rede Formule 1 (presente em diversas cidades brasileiras) é francesa e está pipocada por toda a França. Você pode encontrar quartos em Paris por 40 euros, para três pessoas. Importante: a localização não ajuda. Geralmente estão nos subúrbios ou até em cidades vizinhas. Consulte o site dos hotéis Formule 1 – rede que pertence à Accor.
.
HOSPEDAGEM ECONÔMICA NA FRANÇA
.
Em Paris, ao optar por um albergue da HI fique com o Jules Ferry. São 21 euros nos dormitórios coletivos. Quartos para duas pessoas saem por 42 euros, com café da manhã (simples) incluído. O albergue independente Auberge Internacionale des Jeunes oferece quarto duplo a partir de 36 euros (16 por pessoa). Com café da manhã incluído. Detalhe: não aceita maiores de 35 anos. Para ficar no charmoso bairro de Montmartre, uma opção econômica é o albergue Woodstock,  da rede C.H.E.A.P. Oferece quartos coletivos a partir de 19 euros. Quarto duplo a partir de 44 euros (22 por pessoa). Café da manhã incluído. No Hôtel Rivoli (rue des Mauvais Garçons, 44) o quarto de casal sai a partir de 44 euros, sem café da manhã. Ótima localização. (Não confundir com o Hôtel Paris Rivoli, ali perto, mas o dobro do preço).
Na região da Alsácia, Estrasburgo oferece uma das estadas mais contemplativas da França. O Hotel Le Grillon, central e descontraído, tem quartos duplo a partir de 40 euros – nem todos com banheiro privativo. Café da manhã buffet por 7,50 euros. Em frente à estação de trem o Hotel du Rhin  oferece quartos de casal a partir de 40 euros, com banheiro privativo, TV e telefone. Não inclui café da manhã. 

Ao fazer de Tours seu ponto de parada para conhecer os castelos do Vale do Loire uma boa opção é o Hotel Terminus,  do lado da estação de trem. A partir de 45 euros para duas pessoas. Tem wi-fi grátis nos quartos. Café da manhã cobrado à parte. Em Carcassonne não é necessário dormir. Um dia basta na cidade. Mas se você ficar hipnotizado com a beleza do lugar passe uma noite aqui no Hotel Central . Quarto de casal a partir de 39 euros, com wi-fi grátis, banheiro no corredor. Café da manhã continental por 7 euros. Pela Cote D’Azur, nada mais que lagartear nas praias de Nice. O Hotel D’Orsay, do lado da estação de trem, tem diárias a partir de 36 euros para duas pessoas, com banheiro no corredor ou quarto duplo por 43 euros, com banheiro privativo. Todos têm TV e toalhas. Café da manhã por 5 euros.

ONDE COMER BARATO NA FRANÇA

Comida francesa em restaurante estrelado já custa caro aqui no Brasil, imagine in loco – pagando em euros. Mas isso não quer dizer que você não poderá desfrutar de deliciosas refeições por um preço honesto e de acordo com seu modelo 5.0 de viagem.

Nos bistrôs e restaurantinhos o menu turístico se chama formules. Estão incluídos prato principal, bebida e sobremesa. Geralmente custam em torno de 8,50 euros.
Mas podem chegar a 12 ou 13 euros, dependendo do ambiente e da localização. Querendo variar o cardápio quando você avistar “comida grega”, pode entrar. Geralmente come-se bem e não paga-se mais que 10 euros.


Petit déjeuner (café da manhã) numa boulangerie (padaria) típica não sai mais que 3 euros. (Foto: Martin B.)

.

Em Paris a cadeia de restaurantes Cojean – não muito conhecida dos turistas, mas famosa entre os parisienses – oferece almoços rápidos e saborosos por uma média de 15 euros, com entrada, prato principal e sobremesa. Só para ter uma idéia uma lasanha vegetariana sai por 8,70 euros. Existem várias unidades na cidade. Na primeiro andar da loja de departamento Printemps (você com certeza vai passar por lá para comprar um creminho), há uma filial da Cojean, aberta o ano todo das 9h30 às 20h. Para ver o cardápio da rede com preços (válido até outubro de 2009) clique aqui.

Antes de ir ao supermercado, conheça a rede Goutu em Paris – que lançou a marketeira (e acertada) campanha de sanduíches a 1 euro cada! Pegadinha: o detalhe é que o sanduíche é pequeno para quem está acostumado com aqueles baguetões espalhados pela cidade. Mas os produtos são frescos e o sandubão, ajeitado. Se a fome for muita peça três de uma vez e, mesmo assim, a conta fica em 3 euros. Também há salada e sopas a partir de 3 euros. Aberto de segunda a sexta, das 11h às 16h. Sábado e domingo, fechado. As estações de metrô mais próximas são Notre Dame de Lorette e Le Peletier. Conheça o menu com preços, clicando aqui.

Depois do seu almoço turístico, aproveite para passear pelos supermercados e garantir um jantar à la Rei Luis XV. De todos os países da nossa série, fazer compras num mercadinho francês pode se tornar um momento extravagância. Não pelo preço. Mas pela experiência de comprar tudo o que você risca da sua listinha aqui no Brasil, pagando muito pouco lá. Queijos brie, ementhal (pedaços a 2 euros e servem mais de uma pessoa) pães, salames de todos os tipos, formas e tamanhos, saladinhas prontas, sucos de 1 litro por 1,50 euros, patês, cremes de azeitona e vinhos de primeira por preço de quinta! A rede Auchan – completa e mais em conta que o Carrefour –  está nas principais cidades do país.

Em Estrasburgo circule pela praça central e procure pelos Choucrute Garnie, lugares que oferecem comida típica alemã (a região já pertenceu a Alemanha) por preços módicos. Quiosques de kebab estão por toda a parte. Aproveite o mercado ao ar livre da Place de la Marne.

SESSÃO-MÃO-DE-VACA-MUQUIRANA

 

Cuscuz de graça em alguns restaurantes de Paris. (Foto: Carolina Aguiar Lépée)
Quer comer de graça? Alguns restaurantes de Paris conseguiram chamar a atenção de turistas e parisienses oferecendo comida grátis. O cliente só paga a bebida. O cardápio é único e muda conforme o dia da semana: cuscuz marroquino ou mexilhões com fritas (moules-frites). Não tem pegadinha. Você paga uma consumação e come à vontade.
 
Como a maioria oferece música ao vivo, os donos dos restaurantes ganham justamente com as biritas, já que o pessoal acaba bebendo a noite toda. A dica é chegar cedo para conseguir uma mesa. Alguns dos restaurantes que oferecem o menu-mão-de-vaca: La Cordonnerie (142 rue Saint-Denis. Metrô: Étienne Marcel e Réaumur Sébastopol): oferece cuscuz todas às quintas e sábados a partir das 20h30. Tribal Café (3 cour des Petites-Ecuries. Metrô Château d’eau ): foi um dos primeiros a ter essa idéia. Moules-frites todas às quartas e quintas a partir das 21h e cuscuz nas noites de sexta e de sábado. La Chope du Château Rouge (40 rue de Clignancourt) : cuscuz todas as sextas e sábados a partir das 21h. Cerveja a dois euros! Le Taïs (129 Boulevard de Ménilmontant. Metrô: Ménilmontant): mexilhões com fritas às quartas e quintas e cuscuz às sextas e sábado. Sempre a partir das 19h. Uma garrafa de vinho aqui sai a partir de 12 euros. Le Trois Frères (14 rue León. Metrô: Château Rouge): serve cuscuz nas quintas e sopa no sábado. Ambos a partir das 21h30. A dica é do Paris em Foco da Carolina Aguiar Lépée. O blog dela é cheio de dicas de Paris grátis. Corre .
MOMENTO EXTRAVAGÂNCIA

 

Hospede-se, nem que seja uma única noite, num castelo francês. Existem várias opções para seu momento Antonieta. O Château d’Esclimont está a 60 quilômetros de Paris, entre entre Rambouillet e Chartres. As diárias variam entre 180 e 890 euros, dependendo dos aposentos que vossa alteza escolher. O Grandes Etapes Française traz tudo – em português – sobre 10 castelos-hoteis da França, incluindo preços, fotos e possibilidade de reserva. Alguns são até mais “baratinhos”, a partir de 123 euros. Um l-u-x-o! 

Ó QUE CURIOSO

Os franceses consomem em média 67 quilos de pão por pessoa ao ano. Tá confirmado. O pão francês (o de farinha, não o Olivier Anquier) é o melhor do mundo. Déjà vu?

UM FILME PARA INSPIRAR

O Fabuloso Destino de Amelie Poulain, de Jean-Pierre Jeunet (2001)

 

FRANÇA LEMBRA

Brigitte Bardot, crêpe Suzette, queijo brie, Código da Vinci, La Roche-Posay, boulangerie e vin.

MELHOR ÉPOCA PARA IR
A baixa temporada (novembro a fevereiro) é a melhor época para preços baixos e menos filas. Quando começa a esquentar, Paris já vira época de grande trânsito para os turistas. Outono e primavera são as estações indicadas. No verão, só vá se quiser gastar muito dinheiro (tudo fica mais caro) e tempo (as filas nos monumentos e restaurantes são intermináveis). Nem no McDonald’s dá para entrar.

Site do país: www.franceguide.com
Embaixada brasileira: 34, Cours Albert 1er – Paris, F. 01 45 6163 00 – www.bresil.org

No nosso próximo destino desembarcamos na Grécia. Hérete!

Posts relacionados:



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


36 comentários

  1. Leila_e_André
    Comentário do dia 17/8/2009 às 08:01

    Olá Silvia,
    As suas dicas são o máximo nestes tempos de crise 🙂
    Eu ainda não conheci Paris, mas nesta prespectiva parece-me ser muito mais acessível do que eu pensava!

    Leila

    (Responder)

  2. Joaninha Bacana
    Comentário do dia 17/8/2009 às 08:25

    Oi,
    Adorei a dica do menu-mao-de-vaca, nao conhecia :-)))
    Quanto a hospedagem, uma dica de lugar que ja fiquei e aprovei no Vale do Loire é o B&B do Chateau de Fontenay: 75 euros a diária (em baixa estacao, durante a semana) para dormir num castelo (com banheiro no quarto), pertíssimo de todas as atracoes do Vale do Loire. Recomendo totalmente! Fotos do chateau aqui:
    http://joaninhabacana.blogspot.com/2009/02/vale-do-loire-dia-1.html
    e aqui:
    http://www.leclosdefontenay.com/EN/accueil.html
    A dona é super simpática, e nos cafés-da-manha sempre havia um bolo feito artesanalmente por ela (além do tradicional baguete e geléias feitas com frutas plantadas e colhidas na regiao).
    Outra dica, e que eu uso muito, é o site Fleur de Soleil:
    http://www.fleurs-soleil.tm.fr/
    Conforme a descricao do site, it's the official quality label in France for guesthouses.
    Em Caen a gente ficou num quarto de tirar o fôlego:
    http://joaninhabacana.blogspot.com/2008/07/trip-para-normandia-parte-iv.html
    Já usamos várias dicas do site (normalmente é mais barato do que hotéis, além de ser muito sempre muito mais charmoso e possibilitar a interacao com pessoas da regiao), e até agora foram todas ótimas 🙂
    Beijos pra você,
    Angie

    (Responder)

  3. Alessandro A.
    Comentário do dia 17/8/2009 às 10:16

    Silvia, estou adorando esses suas trilogias com bantante dicas legais. Estou guardando tudo!

    Abraços!

    (Responder)

  4. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 17/8/2009 às 11:01

    Leila e André! Se a gente organiza, planeja e pesquisa, sempre é possível fazer uma viagem muito decente, pagando preços justos para o nosso bolso! Por isso, já para Paris! 🙂

    (Responder)

  5. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 17/8/2009 às 11:03

    Angie! Você já virou minha assessora particular- hehehehe, e correspondente internacional do Matraqueando. Dicas ótimas. Muito amável e generosa você por compartilhar suas experiências coma a gente! Depois, vou pesquisar os links indicados para subir lá no post! Quando minha série virar livro você receberá uma menção honrosa. 🙂 Um beijo e obrigada mais uma vez!

    (Responder)

  6. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 17/8/2009 às 11:04

    Fico feliz, Alessandro! Bjs!

    (Responder)

  7. Carol Wieser
    Comentário do dia 17/8/2009 às 21:53

    Comida de Graça em Paris???
    Muito boa… hehehe. A bebida deve ser caaaaara…

    Beijos

    (Responder)

  8. Lu Malheiros
    Comentário do dia 17/8/2009 às 21:58

    Oi Sílvia, que delícia de post! Fiquei com mais vontade de voltar a Paris depois de lê-lo!
    Bjs,

    (Responder)

  9. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 17/8/2009 às 22:47

    Carol, como escrevi no post, não tem pegadinha. Em alguns deles a cerveja custa 2 euros!!! O detalhe é que o pessoal toma muuuitas. É onde o dono do restaurante ganha! 🙂 Bjs!

    (Responder)

  10. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 17/8/2009 às 22:48

    Lu, eu tô salivando com a Europa a cada novo país da série! hahaha! 🙂

    (Responder)

  11. carolina aguiar lépée
    Comentário do dia 18/8/2009 às 03:58

    Ola Silvia, sua reportagem esta otima! parabéns! Ja esta indo para o meu blog hoje mesmo!
    Tenho uma dica: no mês de agosto Paris fica vazia. Muitos hotéis até fecham para férias (loucura, nao?). Entao, na hora de programar sua viagem, dê uma olhadinha nos preços dos hotéis no mês de agosto… tem muita promoçao! muita mesmo!!!

    (Responder)

  12. Neide
    Comentário do dia 18/8/2009 às 10:58

    Silvia, seus posts de barganhas na Europa está um arraso!! Estou anotando tudo. Poxa Carolina, essa sua dica chegou um pouco atrasada, semana passada eu aproveitei o feriadão e fui zanzar um pouco em Seoul.Mas fica anotada a dica, quem sabe no próximo ano…

    (Responder)

  13. CarlaZ
    Comentário do dia 18/8/2009 às 19:21

    Sempre leio no reader então não dá pra comenter…mas estou adorando essa série!!! Com certeza ajudando muita gente…dá até pra fazer um livro depois…
    Estava curiosa com o critério de escolha dos países…ainda bem que fiquei sabendo que é em ordem alfabética hehehe
    Beijo

    (Responder)

  14. Camila
    Comentário do dia 18/8/2009 às 20:53

    Passo pelo mesmo problema que a CarlaZ: leio no reader, geralmente no trabalho, e lá não tem como abrir blog. Assim acabo não comentando…

    (Responder)

  15. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 18/8/2009 às 23:43

    CarlaZ, que belezura encontrar você por aqui! Pois é, a publicação está por ordem alfabética. Quem estiver esperando por Portugal, por exemplo, só lá pra setembro! 🙂

    (Responder)

  16. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 18/8/2009 às 23:45

    Pois é, Camila, muitos dos meus leitores comentam que não têm acesso ao blog no trabalho! Eu nem faço idéia do que seja isso. Como sou dona da minha própria empresa, tá tudo liberado! hahahaha! Bjs!

    (Responder)

  17. Anonymous
    Comentário do dia 19/8/2009 às 15:48

    Umas dicas ótimas. Vou a levar em conta!!!
    Gostei muito do post. França é não é barata, mais agora com suas dicas… França é barata!!! Obrigada
    Um saludo
    Carmen

    (Responder)

  18. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 19/8/2009 às 19:41

    Carmen! Não é muito fácil encontras pechinchas – gangas, rebajas – para comer e se hospedar na França. Mas com algum esforço, é possível fazer uma viagem cômoda sem gastar muito! Bjs!

    (Responder)

  19. Guilherme
    Comentário do dia 18/10/2009 às 23:34

    Silvia, preciso de uma ajuda sua.
    Farei uma viagem a Lisboa com alguns amigos que, depois de conhecer a cidade, farão um Tour por outras cidades de Portugal. Em vez de fazer esse tour com eles, estou pensando em pegar um voo pra Paris e passar uns tres dias lá. Como vou estar sozinho e não falo nada de frances, gostaria de ser recebido no aeroporto por um guia brasileiro e que esse guia me acompanhasse durante a minha estada em Paris. Conhece alguem ou alguma empresa confiável que preste esse tipo de serviço lá? Por favor, faça as indicações que você achar pertinentes e eu estarei eternamente grato.

    (Responder)

  20. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 19/10/2009 às 21:33

    Guilherme, poderia deixar aqui seu e-mail? Caso não queira, escreva para matraqueando@gmail.com. Abs!

    (Responder)

  21. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 20/10/2009 às 18:05

    Guilherme: olha, nunca usei este tipo de serviço. Mas acho que você pode tentar falar com a brasileira Carolina Lépée que mora há 10 anos em Paris e tem uma empresa (Paris em Foco) de personal assistant para brasileiros. Entre em contato com ela através do site http://www.parisemfoco.com. Diga que é leitor do matraqueando, que ela vai te dar um descontinho. O e-mail é contato@parisemfoco.com.br. NÃO GANHO NENHUMA COMISSÃO, É SÓ UM CARINHO QUE ELA OFERECE AOS NOSSOS LEITORES! 🙂

    Sobre valores, negocie com ela, explique extamente o que você precisa para tentar chegar a um preço razoável e a um melhor aproveitamento do passeio.

    Um grande abraço e boa viagem!

    (Responder)

  22. lorena
    Comentário do dia 19/12/2009 às 22:44

    Gostaria de sugestoes para ir na Italia…estarei em paris queria aproveitar e conhecer outros locais neste periodo de 15 dias.

    (Responder)

  23. Comentário do dia 20/12/2009 às 17:59

    Lorena, quais sugestões específicas: hotel, atrações…?

    (Responder)

  24. Comentário do dia 06/4/2010 às 16:35

    Olá Sylia,
    Seu blog me lembra muito o “New york para maos-de-vaca”. Viajei ano passado com as dicas dele e foi “batata”, deu tudo certo.
    Estou indo a França pela primeira vez. Sao 04 dias no Sul da França e 06 em Paris. Chego a Nice de aviao dia 28 de abril à noite. Pensei em voltar para Paris por Marselle para conhecer a região. Vc cita um suposto roteiro para fugir do turismo-pega-trouxa. Vc pode me sugerir alguma coisa? Algum lugar para dormir? Qual é o melhor meio de transporte???
    Um grande abraço e Parabéns pelo Blog.
    Erica

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    A que suposto roteiro você se refere? Está em qual post?

    (Responder)

  25. Anne Thalita
    Comentário do dia 08/7/2010 às 17:27

    Parabéns! as dicas são o máximo, vou para Paris no dia 26 julho no período menos indicado pelo site mas anotei todas as dicas pra economizar sem deixar de desfrutar a cidade.
    Obrigada….

    (Responder)

  26. marina
    Comentário do dia 02/9/2010 às 18:44

    Olá Silvia,
    Seu site é magnifico. Apenas uma dúvida: gostaria de ficar hospedada em algum castelo no vale do Loire, sem gastos exorbitantes! Não quero gastar todo dinheiro da vigem nessa noite! Tem alguma dica? Estamos indo em janeiro para lá.

    Um abraço e obrigada.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Essa dica é da leitora Angie, que deixou este comentário acima:

    “Vale do Loire é o B&B do Chateau de Fontenay: 75 euros a diária (em baixa estacao, durante a semana) para dormir num castelo (com banheiro no quarto), pertíssimo de todas as atracoes do Vale do Loire. Recomendo totalmente! Fotos do chateau aqui:
    http://joaninhabacana.blogspot.com/2009/02/vale-do-loire-dia-1.html
    e aqui:
    http://www.leclosdefontenay.com/EN/accueil.html
    A dona é super simpática, e nos cafés-da-manha sempre havia um bolo feito artesanalmente por ela (além do tradicional baguete e geléias feitas com frutas plantadas e colhidas na regiao).”
    Abs!

    (Responder)

  27. fatima poubel marques
    Comentário do dia 21/3/2011 às 14:47

    Oi,Silvia!!
    Vou a Paris no dia 2/09/2011,vai ser a primeira vez!Vou para encontrar o novo amor,que mora na Suiça,e que vai me encontrar lá.
    Gostaria de dicas de alguns passeios romanticos,café descolados,enfim quero surpreende-lo,na Cidade Luz! Mesmo sendo a minha primeira vez! Enfim conto com a sua força!!
    Bjs e Obrigada.
    PS:Depois te conto como foi!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi Fátima! Que luxo, hein! Paris… com o amor da vida! genial! Olha, quase tudo que sei sobre Paris está na nossa série Europa a 50 euros por dia => http://www.matraqueando.com.br/tag/europa-a-50-euros-por-dia

    Para um guia personalizado há um serviço disponível no blog: http://www.matraqueando.com.br/guiapersonalizado/como-e-o-guia

    Abraços e boa viagem!

    (Responder)

  28. Allysson Oliveira
    Comentário do dia 12/6/2011 às 21:49

    Silvia,

    minhas pesquisas seguem e as dúvidas aumentam.

    Meu plano inicial era de um tour PARIS / MADRI. Mas, percebi que tenho muito mais a ver e fazer na França, o que mais me atrai em Madri é o Museu do Prado, por causa das obras de Bruegel e Bosch.

    Como estou de certa forma refazendo os passos de Jim Morrison tenho de ir ao Prado. Assim vou reservar 2 ou 3 dias no máximo para a capital espanhola.

    Meu interesse em Paris em grande parte é cultural. Tenho uma série de lugares ligados a passagem de Jim na capital francesa. Ele percorreu o roteiro cultural dos intelectuais norte-americanos expatriados, que se refugiaram na Cidade Luz desde o período entre guerras.

    Por isso acho que vou ficar mais tempo na cidade.

    Gostaria de aproveitar a proximidade e visitar a terra de Arthur Rimbaud, meu poeta favorito. E é também onde ele está enterrado: Chalerville, no norte da França, quase nas Ardenas belgas.

    Você conhece? Fica a mais ou menos 150 km de Paris.

    Mas a minha maior dúvida mesmo é se vou de pacote fechado ou por minha conta. Li sua dica de sempre ir à Paris com hotel reservado, o que me fez pensar no pacote fechado.

    Não gostaria de ir para um albergue, mesmo porque li que alguns não aceitam pessoas com mais de 35 anos, tenho 40.

    E, como você, tenho restrições a banheiros coletivos.

    Você saberia me dizer quanto eu pagaria por uma diária de hotel simples, 2 estrelas, simples mas decente em Paris?

    A época da viagem seria setembro ou novembro, como disse antes quero evitar a alta temporada, conseguir preços mais baixos e fugir do frio. Consigo equalizar isso tudo?

    Esses sites que reservam os hotéis aqui no Brasil são confiáveis?

    Outro receio é que vou só e não falo francês, meu inglês é sofrível…

    Mas vou encarar essa…

    Passei o dia quase todo lendo seu site, que já está em meus favoritos.

    Acabei me extendendo muito, me perdoe, acho que é a empolgação dos preparativos da viagem.

    Obrigado.

    Abraços

    (Responder)

  29. Allysson Oliveira
    Comentário do dia 24/10/2011 às 17:37

    Cara Silvia,

    me permita acrescentar alguns comentários da etapa francesa.

    Paris é sem dúvida nenhuma maravilhosa, tudo é História na cidade, além de parecer que estamos em um gigante estúdio de cinema…

    Suas dicas de comidinhas baratas e mercadinhos foram ótimas e eu usei e aprovei.

    Estou com saudade do croissant e das maravilhosas boulangeries…

    Uma dica que aprendi com a Doris, do Paris em Foco é sempre procurar os restaurantes Japonaise, tem sempre um por perto de você.

    Esqueça aquilo que estamos acostumados no Brasil quando se fala em comida japonesa.

    Normalmente na porta eles tem os menus afixados com tamanhos e bolsos diferentes.

    Comi muito um menu com sopa e salada de entrada, arroz branco e 4 espetinhos variados de filé, linguça e queijo por 8 euros.

    Uma delícia. E bem mais saudável que os kebabs gregos ou turcos, que são bons mas muito condimentados.

    Nos restaurantes e bistrôs aprendi a pedir sempre o prato do dia, plat du jour.

    Uma dica que preciso dar, na verdade duas:

    Almoçar no famoso La Coupole. O restaurante preferido de Hemingway e Picasso em Paris existe desde 1927. Pela fama e qualidade não é exorbitante. Almoço com entrada, prato e sobremesa sai entre 35 a 50 euros, dependendo das escolhas.

    Entradas sensacionais são a sopa de cebola e pão gratinada ou deliciosas ostras da Normandia…

    No prato principal destaque para o curry agneau, cordeiro ao curry.

    Depois desse banquete caminhe o resto do dia e no fim de tarde para um chá no tradicional Cafe de Flore. Imperdível…

    As creperias são ótimas opções. Na ilha de Saint-Louis existem várias, boas e baratas.

    Quando estiver perto de um letreiro preto PAUL, entre e prove os croissaints deliciosos.

    Para inspirar sua viagem assista antes de embarcar “Meia Noite em Paris”, a belíssima ode de amor a Paris do diretor Woody Allen.

    E boa viagem.

    (Responder)

  30. nemer
    Comentário do dia 31/10/2011 às 13:05

    Silvia

    como entrar em contato para reservas no hotel Rivôli? ele continua sendo uma boa opção?

    (Responder)

    Resposta de Sílvia Oliveira

    O site: http://www.hotel-rivoli-paris.com/ O telefone: 01 42 72 08 41.
    Abs!

    (Responder)

    Resposta de nemer

    silvia,

    obrigado,

    mas eles não possuem contato por e-mail?
    o pessoal que atende o telefone falam ingles ou portugues?

    (Responder)

    Resposta de Sílvia Oliveira

    Nemer, da última vez que entrei em contato com eles (quando fiz essa série) o atendimento foi em inglês. Na época, nem site eles tinham. Não conheço um e-mail de contato. No site, só deixaram o telefone. Abs!

  31. Helena
    Comentário do dia 13/12/2011 às 23:15

    olá!
    como faz pra ter acesso ao blog matraqueando.blogspot.com ? cliquei no link do modelo 5.0 de viagem mas nao pude acessá-lo.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Olá. Helena! O matraqueando.blogspot está desativado. Todo o conteúdo de lá está aqui. Mas alguns links ainda não foram atualizados. Este link cai neste post: http://www.matraqueando.com.br/europa-a-50-euros-por-dia

    (Responder)

  32. Cybele Costa Moreira
    Comentário do dia 15/1/2012 às 15:08

    Boa tarde Silvia,

    já li quase todo o seu site..rsrs
    Estamos indo eu e meu marido de 3 a 20 de agosto para uma viagem Lisboa (4 dias), Madri (2 dias), Barcelona (4 dias) e Paris (5 dias), sem contar os dias de chegada e saída.
    Minha dúvida mor é a hospedagem em Paris. Só faço questão de duas coisas: localização e banheiro privativo. Andei olhando uns hostels e o preço deles para os hotéis 2/3 estrelas para duas pessoas não está muito diferente. Tem algum para me indicar?
    Em Lisboa/Madri/Barcelona, estou inclinada a fica em alguma rede de hotéis, para conseguir melhores valores, o que acha? Tem várias redes com unidades nas 3 cidades.
    Obrigada e parabéns pelo site!! Estou adorando!!
    Beijo,
    Cybele

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Você já tentou um Ibis ou Formule 1??? Na verdade, o Formule 1 não fica assim tão central, mas os preços são imbatíveis e com padrão da rede Accor! Abs!

    (Responder)

    Resposta de Cybele Costa Moreira

    Então, na verdade em Paris eu quero algo mais central mesmo sabe?
    Meu limite de valor está em 120 euros por diária para casal.
    Em Lisboa eu escolhi o HF Fenix, e falta escolher tb hotel em Madri e Barcelona.
    Se tiver dicas eu agradeço.
    Beijo,
    Cybele

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Em Paris tem o IBIS Tour Eiffel, a diária custa a partir de 102 euros! http://www.accorhotels.com/pt/hotel-1400-ibis-paris-tour-eiffel-cambronne-15eme/index.shtml

  33. aline
    Comentário do dia 06/12/2012 às 21:05

    Olá Silvia! Vou voltar para Buenos Aires em dezembro e fiquei apaixonada pelo seu blog! Sua série por bairros é perfeita! Vou para Europa em setembro (meu primeiro mês de férias dps de passar num concurso- viva!) e gostaria de saber quantos dias eu levaria p visitar Paris, Provence, Vale do Loire (talvez Nice e Champagne, Borgonha??), Barcelona, Madri e Londres. Eu gasto um tempão em museus rs
    O que vc tem a dizer sobre viajar de trem? Dá p dormir nos trens noturnos (quando vc pega o vagão com cama) e descansar de modo a pular um dia de hospedagem?
    Muito obrigada!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Aline! Reserve 4 dias inteiros para cidades grandes e capitais. Viajar de trem à noite… já fiz muito isso, hoje acho que o custo-benefício não compensa: você chega desgrenhada ao destino além de ter que pagar uma reserva no trem noturno. Ou seja, a taxa (mais passagem) sai quase (ou mais) o preço de uma diária em hostel! Abs!

    (Responder)

    Resposta de Aline

    E para fazer esta viagem à França que você descreve no blog quantos dias vc levou? Muito obrigada!! abraço!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Aline, eu estive algumas vezes na França. Mas se você quiser fazer tudo, de norte a sul, leste a oeste de uma tacada só, pelo menos, uns 30 dias – e, ainda assim, vai ser corrido! 😀

  34. Renata
    Comentário do dia 26/12/2013 às 16:34

    Oi, Silvia.
    Estou adorando seu blog! Eu e meu marido estamos programando nossa primeira viagem internacional, logo para a Europa. Vamos em setembro/14 para Paris, Munique e Praga. Em Paris ainda não sei onde ficar. Quero uma opção barata e bem localizada. Estou olhando o Hostel Bastille. Você conhece? Sabe me dizer se a localização é boa? Quanto à dicas de lugares para comer, em outros posts, amei!!! Vou anotar tudo!
    Renata

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Renata! Não conheço o Hotel Bastille! Tente ver as avaliações dos hotéis no TripAdvisor! 😉

    (Responder)

  35. Fábio G
    Comentário do dia 26/2/2014 às 13:35

    Olá Silvia, estou planejando ficar três dias em Paris.
    Como o tempo é curto, qual melhor localização?
    Planejo ficar em albergue, quarto coletivo mesmo.

    Obrigado

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Olá, Fábio! Qualquer lugar em Paris perto de uma estação de metrô é negócio! 😉

    (Responder)

  36. Poliane Faria
    Comentário do dia 22/4/2015 às 13:40

    Silvia adoro seus comentários e observações são ótimas, espero conseguir usar tudo em minha viajem. bjo Sucesso!!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Opa, boa viagem! 😉

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar