-  Atualizado 09/06/2015

Igreja e Convento do Carmo: as ruínas enigmáticas de Lisboa

Publicado por: Silvia Oliveira Lisboa

Ruinas do Carmo Lisboa - Como Chegar

Se você perguntar por aí qual é o grande monumento de Lisboa provavelmente respondam entre duas opções: Castelo de São Jorge e Mosteiro dos Jerônimos.O primeiro foi erguido na época dos visigodos (seja lá o que isso signifique, mas parece ser bem importante!) e oferece a vista mais bonita da cidade.

Já o segundo está repleto de referências ao período dos descobrimentos. Tem uma esplêndida arquitetura — além de abrigar os restos mortais de Luiz de Camões, Vasco da Gama e Fernando Pessoa.

+ E-book | O Barato de Lisboa –> baixe o seu agora mesmo!

Ruinas do Carmo - Lisboa Portugal 01

Mas para o Matracapédia o grande monumento de Lisboa é um antigo convento… em ruínas. As mais belas e comoventes ruínas de Portugal.

Ruinas do Carmo - Lisboa Portugal 02

Não lembro exatamente quando estive aqui pela primeira vez. Talvez em 2002 ou 2003 (eu ainda fazia meu mestrado na Espanha). Minhas fotos do lugar são ainda da época da máquina analógica, aquele período paleolítico das viagens em que a gente gastava mais para revelar os filmes do que com os passeios em si.

Ruinas do Carmo - Lisboa Portugal - como chegar

No meu périplo 2013, voltar à Igreja e Convento do Carmo era apenas uma “obrigação” na minha agenda, uma vez que eu queria trazer imagens decentes para contar a você sobre a fábula do lugar.

+ Leitor do Matraqueando tem 15% de desconto do seguro de viagem da Mondial. Pegue seu cupom aqui!

Ruinas do Carmo - Lisboa Portugal - como chegar 1

Mas foi só me aproximar da melancólica construção que o coração deu aquela aceleradinha de felicidade, aquela sensação de estar num lugar luminoso, histórico e com uma memória, ao mesmo, tempo sóbria e aflita.

Ruinas do Carmo - Lisboa Portugal 04

A Igreja e Convento do Carmo foram construídos no século 14, praticamente na mesma época do Mosteiro da Batalha (que demorou 200 anos para ficar pronto — veja nosso relato aqui). Mas o templo foi completamente devastado no grande terremoto de 1755, a tragédia que quase varreu Lisboa do mapa.

Ruinas do Carmo Lisboa - Como Chegar 3

O que sobraram foram ruínas daquela que foi a principal igreja gótica da capital. A catástrofe acabou construindo uma estética ímpar com arcos em forma de ogivas erguidos no meio do nada. Para onde quer que você olhe, um desenho diferente, um design arrojado.

Igreja do Carmo - Museu - Lisboa

Igreja do Carmo - Museu  Arqueologico do Carmo - Lisboa

Nas duas vezes em que estive aqui era verão. O sol se põe lá pela 22h. Como o local fecha às 18h (ou 19h, dependendo da época do ano), não peguei o entardecer. Mas se você vier no inverno, quando anoitece bem mais cedo, poderá ver as ruínas iluminadas com o céu púrpuro-rosado, típico do outono-inverno. (Suspiros…)

Igreja do Carmo - Maquete - Lisboa

Igreja do Carmo - Mumia - Lisboa

Atualmente as ruínas abrigam o Museu Arqueológico do Carmo, pequenininho — mas bacana. Há uma maquete da igreja como ela era, uma exposição de peças pré-históricas portuguesas, biblioteca com livros raros, túmulos góticos (incluindo o do rei D. Fernando I), objetos romanos e duas múmias — uma egípcia (com sarcófago e tudo) e outra peruana! (Jupurdeus!)

Largo do Carmo Lisboa

O passeio às Ruínas do Carmo é tão redondo que logo em frente à construção está o Largo do Carmo. No coração do Chiado essa simpática praça foi palco da célebre Revolução de 25 de abril de 1974.

Largo do Carmo Lisboa Portugal

Uma dissidência das Forças Armadas, com o apoio do povo, derrubou a ditadura e deu início à democratização do país.

Ruinas do Carmo - Lisboa Portugal 03

Não houve morto ou ferido durante o protesto. Nos dias que sucederam à revolta, as espingardas dos soldados, em vez de balas, tinham cravos na ponta. Por isso, a manifestação ficou conhecida como Revolução do Cravos.

+ E-book | O Barato de Lisboa –> baixe o seu agora mesmo!

SERVIÇO

Igreja e Convento do Carmo |  Museu Arqueológico do Carmo

Local: Largo do Carmo. Chiado – Lisboa

Tel.: + 351 21 347 8629

Horário: de segunda a sábado, 10h às 18h (outubro a maio) e 10h às 19h (junho a setembro). Não abre domingos, Natal, Ano Novo e 1º de Maio.

Entrada: € 3 (está incluído o museu). Na verdade, a taxa é para o museu e inclui as ruínas. 🙂

Como chegar: a estação de metrô mais próxima é a Baixa-Chiado (linha verde). Dali você pode pegar o Elevador Santa Justa (€ 5 para subir e descer ou o valor de uma passagem de metrô – € 1,40 – caso você tenha o cartão de transporte Viva Viagem, adquirido nas estações de metrô). Também é possível ir a pé pelas escadas que ficam logo atrás do elevador.

_______________________________

Procurando hospedagem em Lisboa? Recomendo o nosso parceiro Booking.com — onde sempre faço minhas reservas. Pesquise aqui opções de hotéis, hostels, pousadas e apartamentos na capital portuguesa. E ainda: o cancelamento é grátis para a maioria dos quartos! Clique e faça sua reserva já!


Ver mapa maior

Lisboa bairro a bairro

Alfama

Baixa

Belém

Chiado e Bairro Alto

Parque das Nações

Posts relacionados 

Casa Fernando Pessoa:  um pedaço da história do maior poeta português do século 20

Feira da Ladra: o mercado de rua mais popular de Lisboa

Onde comer bem e barato em Lisboa

Rota do Pastel de Belém: onde provar o doce mais famoso de Portugal

Leia também

Europa Barata: Lisboa pela primeira vez

Como ir do aeroporto de Lisboa ao centro

Portugal a € 50 por dia

As Sete Maravilhas de Portugal

Hospedagem boa e barata em Lisboa

Wallis Guest House: hospedagem familiar com quartos reformados no centro de Lisboa

Lisbonaire Apartment: hopedagem novíssima, barata, bem localizada e que, ainda por cima, adora crianças

Golden Tram 242: hostel tinindo de novo no coração de Lisboa

Lisboa combina com

Fátima

Batalha

Alcobaça

Nazaré

Óbidos

___________________

Texto e fotos: Sílvia Oliveira | Todos os direitos reservados. 

Banner Guia Lisboa 2014



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


6 comentários

  1. Comentário do dia 26/7/2013 às 17:05

    Adorei o post. Lugar lindo e lindas fotos. Parabéns, Silvia. 🙂

    (Responder)

  2. Isa Siefert
    Comentário do dia 27/7/2013 às 11:50

    A internet tem me trazido ótimas surpresas, mas ter encontrado o “matraqueando” foi das mais gratificantes. Mesmo que minhas viagens sejam apenas virtuais, terá sido um acréscimo de conhecimento e satisfação. Meus 80 anos ainda me permitem esse tipo de viagem. Parabéns à criadora do site, paranaense como eu, que descobriu um jeito novo de ser útil ao próximo.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Isa, só por este seu comentário é que eu acredito que tudo vale a pena! Obrigada, mesmo! 🙂

    (Responder)

  3. vera queiroz
    Comentário do dia 31/7/2013 às 13:01

    Fotos lindíssimas! Lugar de uma beleza inapelável, mas triste mesmo – meu tipo, com certeza.
    abraço,
    vera

    (Responder)

  4. Comentário do dia 07/8/2013 às 10:32

    ô saudade do pastel de belém!

    (Responder)

  5. Sonia Canellas
    Comentário do dia 08/3/2014 às 13:30

    Maravilha!!! Que bom que descobri o Matraqueando, estou adorando todas as dicas! Vou a Portugal em outubro e vou checar suas dicas, inclusive de hospedagem. Já estive lá em 2010, fiquei apaixonada pelo país inteiro. É um país pequeno, geograficamente, mas de uma diversidade fantástica. Gostei mesmo de tudo e adorei Ponte de Lima, bem ao norte, perto de Viana do Castelo. Estou louca pra outubro chegar bem rapidinho. Um abraço.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Ah, não conheço ainda Ponte de Lima! Abs!

    (Responder)

  6. Laura
    Comentário do dia 20/11/2016 às 13:07

    De quanto tempo eu preciso pra visitar o lugar, sem muita pressa?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Laura! Uma hora mais ou menos.

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar