-  Atualizado 29/01/2016

Junior Durski de Curitiba no Guia Quatro Rodas 2010: eleito o restaurateur do ano

Publicado por: Silvia Oliveira Curitiba

O Chef Junior Durski, do restaurante Durski de Curitiba: eleito o melhor restaurateur do ano. (Foto: Raul Mattar)
Há dois anos o restaurante Durski, no centro histórico de Curitiba, mudou o cardápio.

Antes servia somente pratos ucranianos e poloneses que, aliás, continuam fazendo sucesso por lá. O estabelecimento já tinha duas estrelas no Guia Quatro Rodas, a bíblia do turismo brasileiro. Mesmo assim, o dono-chef-cozinheiro Junior Durski não queria só show. O objetivo era aumentar a plateia. “Muita gente deixava de ir ao restaurante por considerá-lo temático”, afirmou em entrevista ao Guia Quatro Rodas 2010 – que já está nas bancas.Numa manobra arriscada ele acabou apostando nas cozinhas francesa e italiana. Viu a clientela dobrar e foi eleito o Restaurateur do Ano. Autodidata, Junior Durski tem outro restaurante na cidade, o Madero – especializado em carnes e hambúrgueres – que já ganhou filiais em Curitiba, São José dos Pinhais e Balneário Camboriú.

Lombo alto de bacalhau: um dos pratos principais servidos no Durski.
(Foto: Raul Mattar)


Do menu eslavo experimente as top-receitas como platzki (panquecas de batata frita), varênike (pastel recheado com batata, ricota e cebola) ou a famosa borcht (sopa de beterraba com costelinhas de porco defumada). Da fase atual, prove o carret de cordeiro (grelhado à lenha de Bracatinga, servido com tabule e molho de hortelã) ou o lombo alto de bacalhau (
gadus morhua grelhado, servido com batatas, azeitonas, tomate confit e cebolas vitrificadas). Prepare, além do estômago, o bolso: gasta-se, em média, R$ 100,00 por pessoa. Sem bebidas.
Guia Quatro Rodas 2010: nas  bancas por R$ 39,90. 

O que fazer em Curitiba

Curitiba | Vinhos Durigan: parada estratégica em Santa Felicidade com degustação grátis

Linha Turismo Curitiba: como aproveitar o city tour oficial da cidade

Curitiba: faça da cidade seu melhor destino de inverno

23 motivos para você conhecer e se apaixonar por Curitiba

Cinco atrações grátis e estreladas em Curitiba

Leia também

Vila Velha, Paraná: sítio geológico de 300 milhões de anos está a uma hora de Curitiba

Lapa: como organizar um bate e volta perfeito saindo de Curitiba

Colônia Witmarsum: café colonial, história alemã menonita e descanso ao lado de Curitiba

Parque Histórico de Carambeí: espaço temático reproduz um pedaço da Holanda no Paraná

Cidades Históricas, Serra do Mar e Estrada da Graciosa: quando ir?

Estrada da Graciosa

Passeio de trem pela Serra do Mar

Antonina

Morretes

Ilha do Mel

______________
Fotos: As imagens do restaurante e do Junior Durski, publicadas no Guia Quatro Rodas Brasil 2010 são do (nosso!) Raul Mattar, que emplacou – entre outras – uma imagem em página dupla para ilustrar a abertura dos melhores do ano eleito pelo guia.



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


5 comentários

  1. Silvia Imaculada
    Comentário do dia 28/9/2009 às 01:19

    Parabéns, ao "nosso" Raul Mattar!

    (Responder)

  2. Patricia de Camargo
    Comentário do dia 28/9/2009 às 04:27

    o Raul está com tudo! Parabéns pelo reconhecimento do teu maravilhoso trabalho!

    (Responder)

  3. Davi Carneiro
    Comentário do dia 01/10/2009 às 12:21

    Olá Silvia, Parabéns pelo blog. Acompanho ele a algum tempo e está cada vez melhor. Sou estudante de jornalismo, trabalho na Secretaria de Turismo da Bahia e meu trabalho de conclusão de curso é um livro sobre minhas viagens (14 países com uma mochila nas costas, pouco dinheiro no bolso e muita cara de pau). Seu blog foi um dos meus maiores incentivadores.

    alguns dos meus textos estão no meu blog de viagens http://vousairparaveroceu.blogspot.com/

    beijos mil

    (Responder)

    Resposta de Cassiano

    Parabéns, deliciosa comida.

    Mas o que me traz aqui, é que me deparei com uma agressão! Ao ler o texto de nosso estudante de jornalismo baiano, mon die! ele não entende a diferença gramatical de A para HÁ. Lembre-se baby, quarta série, regrinhas…. A diferença de HÁ – do verbo? …TER… ebaa!
    Então, se você acompanha HÁ algum tempo, você quer dizer o que?…. vamos, pense… você quer dizer que tem um tempo, passado, ou decorrido. Isso quer dizer que TEM tempo, não é mesmo?
    Bom, o resto acredito que você irá lembrar.

    Uma boa sorte.

    #FicaDica
    Não viaje tanto e leia mais.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Sr. Cassiano: acho absolutamente grosseiro uma pessoa, como você, que nunca entrou neste blogue para dar dicas ou compartilhar informação chegar do nada e do alto da sua arrogância para fazer correções gramaticais de outros leitores. Se o que lhe traz ao Matraqueando, como você bem disse, é seu deleite em achincalhar, ridicularizar ou até mesmo zombetear dos outros… por favor, não volte mais. Seu lugar não é aqui.

    Em tempo: sem contar que sua informação gramatical está equivocada. O verbo haver não tem nada a ver com o ver ter. A regra diz: quando se quer indicar tempo transcorrido, emprega-se impessoalmente o verbo haver. Assim, simples!

    (Responder)

  4. Anonymous
    Comentário do dia 01/10/2009 às 15:34

    Parabéns, Raul!
    Sílvia, boa notícia! 2010!!!! que fome tenho agora mesmo!!!
    Um saludo
    Carmen

    (Responder)

  5. Joaninha Bacana
    Comentário do dia 08/10/2009 às 04:45

    Uau, parabéns para o maridao!!! Aplausos! 🙂
    E, mmmm, delícia, babei com os pratos: eu queeeeeero 🙂
    Beijos, Angie

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar