-  Atualizado 13/03/2015

Madri bairro a bairro | La Latina

Publicado por: Silvia Oliveira Madri

La Latina Madri Centro

Não à toa considero Madri uma das melhores cidades da Europa para viver ou passear. Cada bairro da capital tem seu pedaço notável de história, artes, aristocracia, letras, gastronomia ou agito. Ainda que não seja tão badalada quanto sua concorrente direta (Barcelona), Madri oferece regiões muito bem definidas, cada uma com estilo e código de conduta próprios.

La Latina Madri Fiestas

Depois de passearmos pelo erudito Barrio de las Letras, pelos destemidos Chueca e Malasañas e pelo aristocrata Salamanca chegamos ao boêmio bairro La Latina. Muitos estudiosos dizem que esta região — que ocupa grande parte da chamada Madri de los Austrias — é o verdadeiro centro histórico da cidade, uma vez que foi o primeiro espaço urbano de Madri na Idade Média.

La Latina Madri bairros

Matraqueando Instagram

O bairro está numa área que compreende a Calle Segovia (ao norte), Calle Bailén (a oeste), Puerta de Toledo (ao sul) e a Calle de Toledo (a leste)  — porta de entrada para o famoso El Rastro, o maior mercado de pulgas da Espanha.  É uma região de fácil acesso porque está perto de outras zonas de grande interesse turístico como Plaza Mayor e os bairros de Lavapiés e Madrid Río.

La Latina Madri Cave Baja 1

La Latina tem uma distribuição medieval. São ruas estreitas, ladeiras com chão de pedra, becos azulejados e vielas onde só circulam pedestres. Apesar da importância histórica do bairro, sua fama vem, principalmente, do circuito de tavernas, restaurantes e bares de tapas. As principais ruas giram em torno da Plaza de la Cebada e da Plaza de la Plaja, com destaque para as calles Cava Baja e Cava Alta, vias paralelas que fervem ao anoitecer e aos fins de semana.

E-book | O Barato de Madri —> Baixe o seu agora mesmo!

La Latina Madri Cave Baja

O que fazer

Jardín de las Vistillas | Seu passeio pelo bairro pode começar por este hermoso parque que fica a 300 metros da Catedral de la Almudena. Não chega a ser tão encorpado e cheio de detalhes quanto o Parque del Retiro, mas oferece o pôr do sol mais espetacular da cidade. Calle Morería, 12.

La Latina Madri Basilica San Francisco El Grande

Basílica de San Francisco el Grande | Está a 200 metros do Jardín de las Vistillas. A basílica já foi hospital, prisão e depósito de pólvora. A cúpula do edifício é a maior da Espanha e a quarta da Europa, perdendo apenas para a basílica de São Pedro e o Panteão de Agripa (ambos em Roma) e para Santa Maria del Fiore, em Florença. Tem uma pinacoteca com pintura espanhola dos séculos 17 a 19, com destaque para Goya e Zurbarán. Para entrar na basílica é grátis. O museu cobra € 3. Plaza de San Francisco, s/n.

Museo de San Isidro | Saindo da Basílica de San Francisco suba pela Carrera de San Francisco (rua em frente à igreja). Ao chegar no entroncamento da Plaza de la Cebada e a Calle Humilladero vire à esquerda e você chegará à Plaza San Andrés onde está o Museo de San Isidro — também chamado de Museo de los Orígenes de Madri. O lugar mistura história do santo padroeiro de Madri com objetos achados durante as escavações arqueológicas da cidade. As exposições mostram a evolução de Madri desde sua origem muçulmana. De terça a domingo e feriados, 9h às 20h. (Em agosto o horário é mais restrito. Informe-se aqui). Grátis. Plaza de San Andrés, nº 2.

La Latina Madri San Isidro

Plaza de San Andrés: a construção à direita é o Museo de San Isidro e, à esquerda, está a Iglesia de San Andrés.

Igreja de San Andrés | Fica ao lado Museo de San Isidro. A igreja, com cúpula octogonal, foi construída sobre a antiga mesquita da cidade, uma vez que o bairro recebeu muitos árabes durante a ocupação moura. Abriga o sepulcro de San Isidro. Plaza de San Andrés, nº 1.

La Latina Madri Mercado de Cebada

Mercado de la Cebada | É um dos principais mercados de abastecimento de Madri. Ao contrário do Mercado de San Miguel (no centro) e dos Mercados de San Antón e Ildefonso (Chueca e Malasãnas, respectivamente), o de la Cebada é um mercado municipal com características muito populares e ambientação simplória. Há grande oferta de peixe, carne de porco, queijo, frutas e vegetais frescos. Algumas áreas parecem sujas. Mas a fachada foi recentemente revitalizada e ganhou um lindo colorido projetado pelo coletivo Boa Mistura, um grupo de artistas urbanos especializado em dar vida à regiões deterioradas em diversos lugares do mundo. Não é um mercado turístico exatamente, a não ser que você queira comprar ou ver o lado antropológico do dia a dia madrilenho.  Segunda a sexta, 9h às 14h e 17h às 20h30. Sábado, 9h às 14h. Plaza de la Cebada, nº 15.

Onde comer

Não foi nesta minha última visita que consegui mapear os melhores bares para tapear por aqui. Acho que só este item — onde comer no bairro La Latina — merecia um post completo e bem trabalhado. Enquanto não volto a Madri para fazer isso por você fique com dois queridinhos: Juana La Loca (Plaza de Puerta de Moros, nº 4 – em frente à Plaza de los Carros. Tel. 91 364 05 25 ) e El Tempranillo (Calle Cava Baja, nº 38 Tel. 91 364 15 32).

La Latina Madri Tapeo

No primeiro prove a tradicional tortilha de papas, considerada  a melhor da cidade. Chegue cedo porque lota.  Já no segundo vá de Morcilla de Burgos Rebozada (empanada). A média de gasto em ambos fica em torno de € 20 por pessoa  com bebida.

Onde comprar

El Rastro | É uma mistura de Feira da Ladra de Lisboa com a Feira de San Telmo de Buenos Aires. O mercado El Rastro ocupa um enorme quarteirão e faz o bairro La Latina ferver aos domingos e feriados.

Como toda feira do gênero há centenas de barracas vendendo artesanato, roupas, antiguidades, objetos de cozinha, disco de vinil, bijuterias, revistas usadas, livros raros… olha, a lista parece não ter fim! O centro nevrálgico do mercado é a Plaza de Cascorro.

A dobradinha perfeita seria visitar o mercado e em seguida ir de tapas pelos bares de La Latina. Domingos e feriados, 9h às 15h.  Calle Ribera de Curtidores e arredores.

Como chegar

Metrô La Latina (Linha 5)

Mapa La Latina

Madri combina com

Barcelona

Lisboa

Madri bairro a bairro

Barrio de las Letras

Chueca e Malasañas

Salamanca

La Latina

Posts relacionados

Europa Barata: Madri pela primeira vez

Como ir do aeroporto de Madri ao centro

Trem-bala entre Madri e Barcelona: a experiência de viajar a 300 km por hora

_________________________

Fotos: Sílvia Oliveira

Banner Guia Madri 2015



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


Um comentário

  1. Paola Muraro
    Comentário do dia 01/9/2014 às 12:56

    Oi Silvia! Você acha La Latina uma boa opção de lugar para ficar hospedado? Você teria alguma indicação na região? Obrigada.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Paola, nunca me hospedei no La Latina, mas é um bairro bem central, pertíssimo da Plaza Mayor. Procure dicas de hospedagem neste bairro no Boooking.com, o sistema não cobra taxa de reserva e oferece cancelamento gratuito para a maioria dos quartos. 😉

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar