quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Mary Ann Apple Factory: as maçãs gourmet de Curitiba

Mary Ann Apple Factory - Maca Gourmet Curitiba Parana

O mesmo raio gourmetizador que transformou o tio do cachorro quente num empreendedor de food truck chegou às singelas… maçãs.

Aquela sua maçã do amor craquenta, dura e melada da quermesse? Já era.

Agora, você tem à sua disposição um conceito. Um conceito de maçã.


Mary Ann Apple Factory - Macas Gourmet Curitiba

Se eu pudesse publicar um gif da minha cara neste momento eu estaria parada, de boca aberta, olhos arregalados, que se mexem discretamente de um lado para outro, no melhor estilo John Travolta perdido. Tipassim, goumertizaram até a maçã?

Pois acredite, isso não é uma invenção nossa. A sobremesa é tradicionalmente norte-americana e foi trazida para o Brasil (especificamente para Curitiba) pelo casal Mariana Salata e Otávio Pósnik depois de conhecerem esta delícia nos Estados Unidos.

Quando minha amiga Lara me convidou para curtir a página da empresa no Facebook eu olhei meio desconfiada para aquilo. Mas foi só entrar no Instagram da Mary Ann Apple Factory para dar de cara com pequenas obras de arte.

Mary Ann Apple Factory - Maca Gourmet Curitiba

São maçãs importadas (não há maçã verde nacional) do Chile, Espanha e França, escolhidas uma a uma, mergulhadas em uma receita de caramelo artesanal que demorou dois anos para ser desenvolvida pela Mariana. Foi da paixão dessa psicóloga  por caramel apples que nasceu o negócio.

Após receber o caramelo, as maçãs são banhadas em chocolate belga e, em seguida, ganham uma camada que finaliza a cobertura com os mais variados sabores e texturas.

Pronto. Você tem um produto de qualidade, com nome bonito, bem executado e, ainda por cima, original. Daí pro gourmet é meio passo. Paga-se mais por isso? Sim. Mas caro e barato são conceitos tão elásticos quanto mala de mão. 😀

Mary Ann Apple Factory Macas Gourmet CuritibaMary Ann Apple Factory Macas Gourmet picnic

Para aumentar ainda mais a demanda, o desejo e a curiosidade, o lugar só abre às sextas, sábados e domingos. E por ser bem apertadinho chega a formar filas na porta.

Se for até lá, tenha paciência. O bom é que fica pertinho do MON  – Museu Oscar Niemeyer. Você pode fazer uma visita casada com as maçãs neste dia.

Mary Ann Apple CuritibaMary Ann Apple Curitiba Parana

Acontece que a proposta é tão bem executada, que você não paga pela maçã, mas pela experiência que a pequena factory e seu jardim proporcionam.

Se você pegar um dia bom como nós, poderá fazer um rápido piquenique no local. Toalhas são disponibilizadas para os clientes estenderem sobre a grama.

Mary Ann Apple Factory - Macas Gourmet

Ali mesmo provamos a maçã gourmet Rocky Way, crocante e forrada com pedacinhos de amendoim torrado cobertos por um leve chocolate ao leite. Custa R$ 17,90. Cada. CADA.

Calma, peraí. Não vai mudar de página logo agora que você chegou até aqui. Continue lendo. Não são dezessete e noventa por uma maçã. (Tá, é uma maçã. Mas não é q.u.a.l.q.u.e.r. maçã.) Vai tentar fazer essa receita na sua casa para ver se consegue!

Aqui, você investe numa sobremesa inédita, convenhamos. Definitivamente não é uma mera releitura da maçã do amor. Mas um produto exclusivo baseado nas tradicionais caramel apples americanas.

É muito, muito boa. Melhor ainda: eles fazem um corte especial (aprenda aqui) que rende muitos pedaços. Comemos em dois e ficamos bem satisfeitos com a degustação. Se for para dividir, aliás, sai por preço de torta com chantilly da padaria.

Mary Ann Apple - torta

Também provamos a Torta de Maçã (R$ 14,40) e um Muffin de blueberry e limão siciliano (R$ 6,90). Achei ambos muito corretos, gostosos, mas nada especialíssimo. O forte da casa é mesmo a maçã.

Os preços variam de R$ 15,90 (Apple Pie – com chocolate branco e farofinha de canela e especiarias) a R$ 26,90 (Peanut Butter – pasta de amendoim crocante levemente salgada e chocolate belga ao leite). Veja aqui todos os sabores.

Dicas da Matraca  

– Já informei acima, mas repito: o local é fofo, mas muito pequeno. Acomoda umas 10 pessoas dentro e umas seis do lado de fora. Se tiver disposição, tem a grama para sentar. Se for em grupo esteja consciente de que talvez você não encontre um lugarzinho ali para bater papo com os amigos. É pegar e sair comendo.

– Não deixe para ir muito no final do dia. Como só trabalham com produtos frescos e produção recente, se você chegar perto da hora de fechar vai encontrar poucas opções. Se encontrar.

– Caso tenha dúvidas sobre o preparo das maçãs ou qualquer coisa que envolva a factory, a Mariana Salata, idealizadora do lugar, está sempre por lá no balcão, muito simpática e disponível para falar com os clientes. Mesmo naquela muvuca. 😉

SERVIÇO

Mary Ann Apple Factory

Local: Rua Vieira dos Santos, nº 159 | Centro Cívico (fica a 500 metros do MON – Museu Oscar Niemeyer)

Tel. (41) 3114-0158

Horário: sexta, 14h às 19h; sábado, 11h às 19h e domingo, 14h às 18h.

Posts relacionados

Paris Cake House: confeitaria temática com alguns dos melhores doces e café do centro da cidade

Café do Paço: música, arte e aroma

Quintana Restaurante e Café: gastronomia estrelada e responsável que cabe no bolso

Vinhos Durigan: parada estratégica em Santa Felicidade com degustação grátis

Leia também

Linha Turismo Curitiba: como aproveitar o city tour oficial da cidade

Curitiba: faça da cidade seu melhor destino de inverno

Como ir do aeroporto de Curitiba ao centro da cidade

E ainda

23 motivos para você conhecer e se apaixonar por Curitiba

Cinco atrações grátis e estreladas em Curitiba

Para entender Curitiba

Aeroporto de Curitiba ganha a primeira lanchonete popular do Brasil

Museu Oscar Niemeyer completa 10 anos como a atração mais visitada de Curitiba

Bate e volta desde Curitiba

Vila Velha, Paraná: sítio geológico de 300 milhões de anos está a uma hora de Curitiba

Lapa: como organizar um bate e volta perfeito saindo de Curitiba

Colônia Witmarsum: café colonial, história alemã menonita e descanso ao lado de Curitiba

Vinícola Família Fardo: arquitetura medieval e degustação grátis nos arredores de Curitiba

Passeio de trem pela Serra do Mar

Antonina

Morretes

Ilha do Mel

__________________ 

Texto e fotos: Raul Mattar e Sílvia Oliveira  | Todos os direitos reservados. ©

Share