-  Atualizado 13/03/2015

Paris | Museu Bourdelle: a incrível casa-ateliê do discípulo prodígio de Rodin

Publicado por: Silvia Oliveira Paris

Musee Bordelle Paris 04

Difícil pensar em qualquer outro museu em Paris depois de passar pelo Louvre ou pelo D’Orsay. Temos, para ajudar, o Museu Picasso (recém-aberto após um longo período de reforma) e o moderninho Georges Pompidou. Poderia citar mais uns três ou quatro, só para ficar entre os grandes e mais renomados da capital francesa.

Musee Bordelle Paris 06

Musee Bordelle Paris Banhista de Cocoras sobre a rocha

Mas são nos pequenos espaços da cidade – quase sempre gratuitos, incluindo este – que você poderá ter algumas de suas experiências mais genuínas em Paris. O Musée Bourdelle, praticamente desconhecido dos brasileiros, vai encher seus olhos e seu coração e, de lambuja, aumentar incrivelmente sua sensibilidade sobre a arte de fazer… arte.

(O “praticamente desconhecido dos brasileiros” é apenas uma percepção empírica de quem foi até a 5ª página do Google e não encontrou mais do que dois relatos completos em português sobre o local.)

Musee Bordelle Paris 01

Escondido numa esquina de Montparnasse, está a antiga casa de Antoine Bourdelle, escultor francês e discípulo de ninguém menos que Rodin (outro que tem coleção com sede própria em Paris). Os dois trabalharam juntos por 15 anos.

Eu não entendo nada de arte, sou uma observadora da criatividade humana, apenas. Mas o folhetinho do museu destaca que Bourdelle tinha traços romanticistas, o que atenuava o expressionismo de Rodin. Seja lá o que isso signifique, estamos falando de uma das figuras mais destacadas da Belle Époque francesa.

Musee Bordelle Paris 10

O local já passou por muitas reformas e foi ampliado algumas vezes. Além de preservar boa parte do acervo deixado por Bourdelle, o museu guarda o comovente e intocado ateliê do artista. Apesar de ter mais de cem anos,  a oficina é algo tão presente e penetrante que você terá um sucessão de “déjà vu” ali dentro.

Musee Bordelle Paris atelie

Móveis, esculturas, piso, parede e objetos que Bourdelle usava, tudo conservado em estado original. Não precisa ser um místico sensitivo para absorver a aura do lugar. Depois de me perder pelo bairro, cheguei  desconcentrada e esbaforida ali –  mas foi só botar o pé na oficina que eu pude ouvir o profundo silêncio do lugar.

Musee Bordelle Paris 07

Musee Bordelle Paris 09

A casa-museu é dividida em várias salas. O quarto de Bourdelle, quase em frente ao ateliê, contribui com essa aproximação do visitante ao cotidiano do artista. Mas são nos jardins e no Grande Salão que você poderá ver algumas de suas esculturas monumentais. O branco e a claridade do lugar reforçam uma das principais fontes de inspiração de Bourdelle: a Grécia Antiga, seus deuses e heróis.

Musee Bordelle Paris 02

Da intimidade do ateliê do artista ao gigantismo das esculturas, você terá liberdade para escolher o caminho da sua visita. Pode fotografar todos os ambientes e ficar horas admirando um único molde de gesso. Não há filas para entrar nem multidões debatendo-se para garantir a melhor selfie diante das figuras de “Hércules, o Arqueiro”, obra- estudo de destaque, uma espécie de “Monalisa” do lugar.

Musee Bordelle Paris Hercules

Musee Bordelle Paris 05

Além da vasta coleção de esculturas em gesso, mármore, bronze (entre outros materiais), o Musée Bourdelle abriga também fotografias e desenhos feitos pelo artista. O aluno prodígio de Rodin deixou uma contribuição intrigante e altamente didática para os visitantes, sejam eles entendidos ou não do assunto.

Pela proporção e grandeza de sua obra, você sai do museu com uma sensação de engrandecimento, com as expectativas dilatadas e vai passar o resto do dia perguntando-se “como eu nunca havia ouvido falar desse cara antes?”

Musee Bordelle Paris 08

SERVIÇO

Musée Bourdelle

Local: 18, rue Antoine Bourdelle | 75015 Paris | Metrô Falguière

Tel. + 33 (0) 1 49 54 7373

Horário: de terça a domingo, 10h às 18h. Fechado: segundas-feiras e feriados.

Entrada: grátis

Como chegar: embora o site do museu diga para você descer na estação de metrô Montparnasse-Bienvenüe, a estação de metrô mais próxima é a Falguière. Ao sair da estação, pegue a rue Falguière e vire na 2ª rua, à esquerda, que já é a rua Antoine Bourdelle. Da estação ao museu são uns 200 metros.


Exibir mapa ampliado

Outros museus bacanas e grátis de Paris:

Museu Carnavalet: essencial para conhecer a história de Paris

Maison Victor Hugo: passeio casado e gratuito em Paris

Posts relacionados

Onde comer

Zenyama: restaurante japonês bom e barato perto da Notre Dame

Fromagerie Lepic: a sua queijaria em Paris

Café da Amélie Poulain: ponto de peregrinação em Montmartre

Rota de Boulangeries: 10 lugares para você tomar café da manhã em Paris

Korcarz: boulangerie e pâtisserie kosher no Marais

L’As du Fallafel, Marais: porque faláfel não é brinquedo não

Chez Hanna, Marais: se não é o faláfel mais gostoso de Paris, é tão bom quanto

Restaurante Fluch, Paris:  self service à vontade com precinho daqui, ó!

Onde ficar

Ideal Hôtel Design: hospedagem com ótimo custo benefício em Montparnasse

Smart Place: hospedagem budget a uma quadra da Gare du Nord

Leia também

Europa Barata: Paris pela primeira vez

Banner venda Paris



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


4 comentários

  1. Comentário do dia 09/3/2015 às 21:44

    oi, Silvia!
    Eu estive nesse museu em 2012, junto com o Museu Zadkine. Ambos muito bacanas! Suas informações são bem mais detalhadas que as minhas, mas acho importante que os brasileiros possam ter outras opções em Paris além dos clássicos, afinal, Paris é uma cidade para onde se pode voltar tantas vezes sem repetir nada que se fez nas vezes anteriores!
    Parabéns pelo post!
    Beijos

    p.s. Vou deixar aqui o link do meu blog onde falo do Museu Bourdelle, mas vc pode apagar o link se achar melhor! 🙂
    http://viajecomigoamigo.blogspot.com.br/2012/11/finalmente-em-casa-em-paris.html

    (Responder)

  2. Julia
    Comentário do dia 11/3/2015 às 15:08

    Como eu nunca havia ouvido falar desse cara antes? 😀

    (Responder)

  3. Gilson da Silva
    Comentário do dia 12/3/2015 às 18:06

    Parabéns pelo Site. Excelente conteúdo.
    Gilson

    (Responder)

  4. Comentário do dia 19/3/2015 às 15:17

    Que Lugar Magnifico ! Chega a ser surreal as obras e o abstratismos em sua faixada !

    Parabéns

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar