Não vi o apagão

Publicado por: Silvia Oliveira Sem categoria
Desde que começaram as sessões de tortura nos aeroportos do Brasil eu não tinha viajado de avião. Não sei se você se lembra, mas o deus-nos-acuda teve início lá no feriadão de 02 de novembro. Aliás, foi a primeira vez que não blasfemei por ter ficado um feriado prolongado no meu santo lar. Foi quase uma premonição (aliada à falta de dinheiro) que me fez optar por desfrutar da vista da minha sacada e usufruir da internacional cozinha Oliveira´s.
Fiz uma viagem curtinha para São Paulo o que poderia ter me rendido um stress até o fim do ano. Mas não. Como meu anjo da guarda é mochileiro, saiu tudo na hora prevista e marcada. Na volta, um atrasinho pequeno. E nada a ver com os controladores ou pane em equipamento. É que o aeroporto de Curitiba (para não variar) estava fechado.