-  Atualizado 09/01/2013

Pisa, a uma hora de Florença

Publicado por: Silvia Oliveira Itália, Pisa

Ara. Pó parar de rir. Sim, essa aí da foto sou eu. Em 1997. Tinha longos cabelos. No meu primeiro tour mão-de-vaca-muquirana pela Europa eu fazia a linha Miss Mochileira. Rá rá.

Como não voltei a Pisa na minha segunda vez em Florença (no ano passado), só restou essa foto descolada cuidadosamente dos meus alfarrábios. (Acredite, não tenho nenhuma foto da Torre de Pisa sozinha. Eu tinha de aparecer em todos os monumentos, claro.) E essa foi especialmente scaneada para ilustrar esse humilde post.

Humilde, despretensioso e modesto – como deve ser uma visita à cidade de Pisa. Reserve uma manhã da sua viagem a Florença, pegue um trem e em pouco mais de uma hora você está ao lado (ou dentro, se tiver coragem de subir) da torre inclinada mais célebre do mundo.

Depois de ficar anos fechada para visitação – o monumento ameaçava cair – a construção (iniciada no século 12) foi reaberta para os turistas em 2001. E como na maioria dos lugares ultra-mega-hiper-top-turísticos da Europa, você fica algumas horas na fila para comprar o ingresso.

Com o bilhete nas mãos, outra espera: só entram 30 pessoas por vez na torre, em visitas guiadas de 30 minutos. São € 15 na bilheteria. Mas você pode se livrar da fila comprando pela Internet no site Opera Primaziale Pisana. (Pela Internet são 2 euros a mais.) Vale muito a pena.

Além de não se estressar na fila você ganha tempo para dar umas voltinhas pelo centro. Não tem nada muito especial além da torre, mas é mais uma cidadezinha da Toscana para incluir no seu book. 

Posts Realcionados

Veneza: cotidiano anfíbio

Europa Barata: Roma pela primeira vez

Itália a 50 euros por dia



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


7 comentários

  1. Patricia de Camargo
    Comentário do dia 03/10/2008 às 06:13

    hahahahaha ops! desculpa, mas não tem como não rir!!! Que legal dois post seguidos, estou amando!
    Beijos

    (Responder)

  2. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 03/10/2008 às 12:43

    Nem me fale, eu mesma morro de rir com esse meu cabelão à la maria madalena arrependida. Quanto às publicações dos posts, ai, ai, ai, preciso criar vergonha na cara. Quero ver se consigo ser mais perseverante este mês! hahahaha!

    (Responder)

  3. Gisela Garcia
    Comentário do dia 03/10/2008 às 20:35

    que cabeleira, hein?

    (Responder)

  4. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 04/10/2008 às 12:47

    Ja viu, né? Meu passado me condena.

    (Responder)

  5. nnnnnnnnnnnnnnnnnn
    Comentário do dia 04/10/2008 às 18:44

    Eta tempo bom, quando eu podia ver teu trabalho diariamente, foi muito bom. Bjs.

    (Responder)

  6. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 04/10/2008 às 21:40

    É meeesmo, Issamo. Nesse período eu trabalhava na RPC, em Londrina. Tirei 30 dias de férias e fui para a Europa sem falar "oi" ou "tchau" em inglês! hahahahaha!

    (Responder)

  7. Comentário do dia 12/3/2015 às 10:38

    Estivemos lá e adoramos a cidade. Estamos começando agora e dividindo também as nossas experiências. Parabéns pelo blog.

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar