-  Atualizado 03/12/2009

Seção mão-de-vaca-muquirana: qual o melhor aeroporto para dormir?

Publicado por: Silvia Oliveira Europa
Não, eu já passei dessa fase. Também não indico isso como uma prática frequente. A coisa tem que estar muuuito preta para enfrentar os bancos duros e gelados dos arrival e departure. Mas sempre digo: o que seria um suplício para você pode ser a mais divertida experiência para o outro – principalmente se ele tiver uns 20 anos. 🙂

Interessou? Existe até um site – o Sleeping In Airports – com dicas dos melhores aeroportos para passar a noite e quais são as melhores áreas para montar o cafofo até a hora de embarcar.

A Deise do blog Viagem Pelo Mundo (de onde eu surrupiei essa dica) fez uma análise interessante para quem está contando todos os cents durante a viagem. Os principais voos econômicos das aéreas low cost costumam sair em horários – como a madrugada – que não facilitam em nada a vida do turista muquirana. Muitas vezes é preciso pagar uma diária de hotel/albergue para descansar as costelas por poucas horas e ainda ir de táxi ao aeroporto. Para ler o post completo da Deise, clique aqui.

Que fique claro, passar a noite em aeroportos por economia é o mesmo que fazer viagens noturnas de trem para não gastar com hotel: você vai acordar um bagaço, todo amarrotado e sem disposição. Pode custar o seu dia. E tempo é o bem mais valioso – na verdade não tem preço – da sua viagem. Analise sempre o custo-benefício dessa empreitada.

Posts relacionados:
Europa a 50 euros por dia

P.D. Ui, sei que estou atrasada com a série Europa Barata (o próximo país é a Inglaterra), mas só neste fim de semana recebi alguns dos e-mails de que precisava para atualizar informações de atrações, hotéis e restaurantes. Aguarde, vem coisa boa por aí!



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


16 comentários

  1. Patricia de Camargo
    Comentário do dia 20/10/2009 às 16:25

    Dormie em aeroporto não é mole, não recomendo dormir em Barajas, as cadeiras tem braços que tem impedem realmente deitar, o lance é dormir sentado! O melhor que eu já dormi foi o Schipol, na Holanda. Aí é até um prazer hehehehe

    (Responder)

  2. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 20/10/2009 às 17:41

    Sabe que neste site existem os "melhores" e os "piores" aeroportos para dormir. E o Schipol, em Amsterdam está em 1º lugar na lista dos melhores na Europa! O pior seria o Charles de Gaulle, em Paris! 🙂 (Já dormi, que dizer, enconstei num banco em Barajas por uma noite! hehehehe)

    (Responder)

  3. deisoca
    Comentário do dia 20/10/2009 às 17:48

    Sílvia! Obrigada pela indicação!
    E parabéns por todas as indicações ao seu blog!

    Beijos!

    (Responder)

  4. Janaína Calaça
    Comentário do dia 20/10/2009 às 18:42

    Sílvia, já passei umas noites em aeroportos… Sabe como é, né? Vôos de madrugada, aqueles q saem 5 da manhã são um espetáculo! É o preço q se paga para pagar menos em um vôo doméstico! Hahahahaha.

    Beijos, minha querida.

    Jana.

    (Responder)

  5. Thiago Barreto
    Comentário do dia 21/10/2009 às 05:03

    Amei!

    Seus posts são super criativos, originais e irreverentes!

    Vou recomendar aos leitores do meu blog

    (Responder)

  6. Claudia
    Comentário do dia 21/10/2009 às 11:26

    Oi Silvia!
    Consultei o site do Paris Museum Pass para ver que museus e monumentos estão no pacote e não encontrei lá a torre Eiffel. É isso mesmo? Não posso utilizar esse ticket para a torre?
    bjos

    (Responder)

  7. Luisa
    Comentário do dia 21/10/2009 às 11:54

    OI Silvia
    Noite em aeroporto eu nao encaro, nao! Mas agora existem os "fast sleep", já ouviu falar? Quartinhos dentro dos aeroportos, nao exatamente muquiranas, mas que podem quebrar um galhao.
    A rede Slaviero de Curitiba tem alguns em Guarulhos e em Curitiba.
    Bjs

    (Responder)

  8. Alethea Marie Dantas
    Comentário do dia 21/10/2009 às 12:09

    Essa dica é realmente mão-de-vaca muquirana ao extremo, Sílvia! Já fico irritadíssima quando o voo atrasa… imagine ter que dormir em um aeroporto! Acho que não encararia isso aí, não!
    Pelo sim, pelo não… melhor não dizer que nunca faria isso, pois posso correr o risco de um dia ter necessidade de dormir em um aeroporto. Hehehe.
    Patrícia, você é danada mesmo! Só você pra encarar essa de dormir em aeroportos. Mas quem a acompanha no Turomaquia sabe de suas proezas… Rsrs.
    Beijão.

    (Responder)

  9. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 21/10/2009 às 12:59

    Claudia: é isso mesmo. O Paris Museum Pass não inclui a Torre Eiffel nem o Arco de la Défense. Mas vale a pena comprar só para evitar a fila quilométrica de Versailhes, caso o palácio esteja incluído no seu roteiro. 🙂

    (Responder)

  10. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 21/10/2009 às 13:06

    Oi Luisa, eu tenho até um post semipreparado sobre fast sleep. A rede Slaviero tem um site super explicadinho sobre o sistema. O detalhe é que eu queria incluir os fast sleep no mundo e não encontro informação segura nem um site especializado, que liste todos. Você sabe de algum? Bjs!

    (Responder)

  11. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 21/10/2009 às 13:11

    Alethea: eu já dormi em alguns aeroportos em oportunidades diferentes (não numa mesma viagem). Não recomendo… mas a quem interessar possa, aí está a dica! 🙂

    (Responder)

  12. Luisa
    Comentário do dia 21/10/2009 às 18:18

    Oi Silvia,
    O duro é que esses fast sleep mudam de nome conforme o lugar… A Slaviero chama de "fast sleep", em Londres e Amsterdan tem a "Yotel"… Em outros aeroportos eu nao tenho ideia se isso existe, nunca ouvi falar… Tomara que a moda pegue!
    Bjs

    (Responder)

  13. Luisa
    Comentário do dia 21/10/2009 às 18:35

    Ah, dando uma fuçada rapida na internet achei "dayrooms" no Japao, é claro: http://www.narita-airport.jp/en/guide/service/list/svc_37.html
    Bjs

    (Responder)

  14. Carol Wieser
    Comentário do dia 21/10/2009 às 19:08

    Minha pior durmida em aeroporto foi em Jakarta!!
    Banco duro, os guardinhas ficavam olhando pra gente com cara feia o tempo todo… juntamos uns bancos e tentamos dormir. Foi dureza, umas 9 horas de aeroporto… não aconselho a ninguém!

    (Responder)

  15. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 22/10/2009 às 11:47

    Oi Luisa! Obrigadíssima pela “googada”. Nem passou pela minha cabeça te dar esse trabalho. É que recebi há alguns meses um release da Rede Slaviero falando dos fast sleep, dizendo que de acordo com a “tendência mundial” eles tinham esse serviço nos aeroportos. Na época lembro de ter feito uma busca rápida, mas eu (dãããããrd), achei que o nome mundial era esse mesmo “fast sleep”. Bom, acho que vou ter de entrar nos sites dos principais aeroportos e dar uma fuçada. Porque eu acho que esse sistema é uma espécie de evolução da humanidade!

    (Responder)

  16. Ana Carolina
    Comentário do dia 30/10/2009 às 10:41

    Em Madrid também fiz dessas.
    Demos muita risada e no final da noite o bumbum doía muito também hehehe
    Lá tinha muita gente dormindo, quase briga pelos banquinhos desconfortáveis, rs
    A sorte que já era a volta.

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar