-  Atualizado 31/08/2010

SEVILHA: nem todos são toureiros!

Publicado por: Silvia Oliveira Sevilha
Abra o leque. Prepare as castanholas. Peça uma sangria. Aqui, mais do que em qualquer lugar da Espanha, você pode gritar: oooolééé! A capital da Andaluzia transpira aquele tradicional conceito arraigado na nossa cabeça de que todos os espanhóis são toureiros e de que todas as espanholas dançam o flamenco, baile típico andaluz. É mais ou menos como achar que todo brasileiro sabe sambar ou que todo argentino termina suas noites em uma casa de tango.
.

Um grande amigo meu, professor, doutor e muito viajado me disse que sua cidade eleita na Espanha é Sevilha. Eu ainda prefiro Barcelona, mas reconheço a força desta paragem andaluza, que representa uma região inteira de puro sangue quente! Não falo só da explosão do temperamento. Mas também da paixão pela música Flamenca e da adrenalina aterrorizadora das Touradas.

Não é difícil compreender porque Sevilha acabou se transformando em um ícone espanhol. É justamente aqui que podemos confirmar todos os nossos estereótipos em relação à Espanha: praias, touradas, sevilhanas, pueblos de casas brancas, tapas (petisco espanhol), vinho xerez e infinitas procissões religiosas.

Sevilha ferve! O ano inteiro. É a 4ª maior cidade espanhola, depois de Madri, Barcelona e Valencia. Moura, dourada e às margens de um rio de nome complicado, o Guadalquivir, a cidade traz em cada esquina sete séculos de domínio árabe. Guada, que significa rio, vem do árabe wadi e dá origem a muitas palavras espanholas. Guadalquivir quer dizer “rio grande”. (Guadalajara, por exemplo, significa “rio das pedras”.)

Não dá para entender Sevilha sem saber um pouquinho de história. A Andaluzia foi conquistada no ano 711 d.C. pelos árabes que levaram para o sul da Espanha a rica arquitetura moura, deixando parte de sua harmonia musical na origem do flamenco.

Obviamente, com a reconquista pelos cristãos parte desta herança foi mitigada. Mesmo assim, metade da cidade é declarada Patrimônio da Humanidade. Só por isso já valeria uma visita de, pelo menos, três dias! Eu fiquei dois meses.

.

Fotos: Matraca´s Image Bank
.
Posts relacionados:

Artigos Relacionados


Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


9 comentários

  1. Gica
    Comentário do dia 20/6/2006 às 09:00

    Sevilha também é minha preferida. Adoro Barcelona, claro. Mas tive a sorte de conhecer um puro sevilhano… OOOLÉÉÉ!

    (Responder)

  2. Silvia Oliveira
    Comentário do dia 20/6/2006 às 12:05

    Só falta você dizer que era um toureiro!

    (Responder)

  3. Gica
    Comentário do dia 20/6/2006 às 23:37

    Não, mas era filho de um! Juro.

    (Responder)

  4. Silvia Oliveira
    Comentário do dia 20/6/2006 às 23:52

    Ai, Gisele, por favor! Aqui é "ma-tra-que-an-do". Não "de-li-ran-do". Trata de diminuir suas doses de barbitúricos. Isso está lhe fazendo mal! huahua

    (Responder)

  5. Julio Almada
    Comentário do dia 21/6/2006 às 10:35

    Sevilha também foi minha grande paixão na Espanha. E eu ainda fui na Feria de Abril, que acontece por lá duas semanas depois da Semana Santa. Na minha opinião, o maior acontecimento espanhol!!!
    Abração Silvinha! Você continua igualzinha ao tempo da faculdade: criativa, engraçada, divertida e com um excelente texto. (Só não sei se continua ainda tão perfeccionista e chata com os trabalhos de escola!) Coitado dos seus colegas de doutorado! hahaha

    (Responder)

  6. Silvia Oliveira
    Comentário do dia 25/6/2006 às 18:54

    Huhuahua, Julio! Sim, para desespero de todos e de todas, continuo… PIOR!

    (Responder)

  7. Marcelo Oliveira
    Comentário do dia 09/9/2007 às 20:34

    Parabéns Sílvia

    Bonito texto e excelentes fotos. Realmente Sevilla é um presente para qualquer visitante. Conheço bem a Andaluzia e realmente a sua capital é belíssima e concordo também com a capital da Catalúnia, Barcelona…Imperdível

    Valeu!!!

    (Responder)

  8. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 09/9/2007 às 21:46

    Marcelo!

    Você me dá a oportunidade de lhe dar as boas-vindas aqui e dizer: aaahhhh, que saudades de Sevilha!!!!

    (Responder)

  9. João Lucas de Souza
    Comentário do dia 28/1/2014 às 07:54

    Olá Sílvia, parabéns pelo site! Pretendo viajar em dezembro e não poderia deixar Sevilla de lado. Inclusive pretendo começar por ela (com bate e volta em Córdoba) e depois Madrid, Barcelona, Paris e Londres. Algo em torno de 21 a 25 dias. Você acha puxado? Tem alguma sugestão? Obrigado.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, João! Eu costumo reservar 4 dias inteiros para grandes cidades. Então acho que com esse tempo que você tem (25 dias seria melhor) dá tranquilo! Abs!

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar