quarta-feira, 06 de novembro de 2013

Sílvia Oliveira, a moça do tempo.

Relampago

Responder aos comentários do blog é um excelente exercício para elevar a autoestima. Não há pergunta que não venha acompanhada de “primeiramente, gostaria de te parabenizar” ou “adoro seu blog” ou “nossa, maravilhoso esse seu site” ou “você salvou minha vida”.

Sou realmente feliz cuidando e atendendo os pedidos de socorro dos meus Matraquetes. Aprendo muito, de verdade.  A maioria dos leitores me faz pensar e buscar informações pertinentes. Mas nem sempre o Momento Shinyashiki dura muito. Em alguns casos, o abatimento e a desesperança vêm logo em seguida, na segunda frase.

— Como faço para reservar este hotel que você indica, será que tem disponibilidade de 06/12 a 09/12 para um casal?

Eu respondo: Olá, Fulano! As informações de como fazer a reserva e os contatos do hotel estão no rodapé do post. Abraço!

Mas gostaria de responder: LEIA O POST, SANTA!

— Poderia me mandar o catálogo dessa loja de doces de Tiradentes, quero revendê-los na minha cidade.

Eu respondo: Olá, Ciclano! Eu só visitei o local, não trabalho com isso. Por gentileza, entre em contato diretamente com o estabelecimento. Abraço!

Mas gostaria de responder: NÃO SOMOS UMA LOJA DE DOCES MINEIROS, INTELIGENÇA PURA!

— Não estou conseguindo fazer a reserva no barco de Buenos Aires a Colonia del Sacramento, poderia me ajudar?

Eu respondo: Olá, Beltrano! Tente refazer a reserva e confira todos os dados. Caso não consiga, solicite a ajuda de um agente de viagem! Abraço!

Mas gostaria de responder: NÃO. O MATRAQUEANDO É UM BLOG, AMYGUE, NÃO UMA AGÊNCIA DE VIAGEM. DÃH!

— Meu filho acaba de completar dois anos, você acha que devo levá-lo para o Deserto do Atacama?

Eu respondo: Olha, isso depende muito do seu estilo, comportamento da criança e vontade de enfrentar novos desafios. Alguns destinos exigem mais do que outros. Mas sempre vale a pena viajar com as crianças quando se tem claro quais são nossas expectativas. Abraço!

Mas gostaria de responder: FIA, NÃO TENHO A MENOR IDEIA. NÃO CONHEÇO O GRAU DAS BIRRAS DO SEU BACURI NEM O TAMANHO DA SUA DISPOSIÇÃO. SE VOCÊ TAMBÉM NÃO TEM ISSO MUITO CLARO, FIQUE EM CASA!

A lista é extensa. Mas uma das perguntas que mais me sobressalta é aquela que quer saber como vai estar o clima em determinado período do ano em… Viena. Mas você pode trocar Viena por Gramado, Lisboa, Orlando, Curitiba ou Santiago.

A pessoa não fica contente em saber que na época do ano em que ela vai viajar é outono ou primavera. Ou inverno ou verão. Ela quer saber a temperatura exata. De preferência se vai chover ou não. Neva? E arremata: que roupa devo levar?

Eu respondo: Olá! Faça assim, uns 10 dias antes da sua viagem entre em sites especializados em previsão do tempo e informe-se por lá. Vai ser mais seguro. Abraço!

Mas gostaria de responder: TAQUEUPARIU, NÊGO! VOCÊ ACHA QUE TENHO BOLA DE CRISTAL? LIGUE PARA A MÃE DINAH, PORRA!

______________

Sílvia Oliveira é blogueira de viagens especializada na Convergência do Atlântico Sul. Sabe identificar imagens do satélite e faixas de nebulosidade. Tem a Tábua de Marés na ponta da língua e já memorizou o horário do nascer e pôr do sol de todas as capitais brasileiras.

______________
Esta é uma obra de ficção. Qualquer semelhança com alguma pergunta já feita por você é mera coincidência.
______________

Leia também

Por favor, deixem o turista em paz!

Pela atenção, muito obrigado!

Generalizar é pecado

Foto: Csaba Vero | Stock Xchng

Share