Silvia Oliveira

Gramado

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

A Mina de Gramado e Museu de Pedras Preciosas

A Mina de Gramado - horarios

Rapaiiiz, nem parece que sou autora de um guia de viagem sobre Gramado. Só no finzinho do ano passado é que descobri este atrativo na cidade e fiquei alucinada para conhecer: uma réplica de uma mina com direito a museu no fim do tour com mais de 800 exemplares de pedras preciosas do Brasil e do mundo.

A Mina de Gramado fica dentro do Parque Tomasini, uma enorme área verde com vários atrativos pagos à parte como pedalinho, pesca esportiva, kartódromo — além do Restaurante Carazal que serve almoço colonial.

A Mina de Gramado - citrino

Logo na entrada d’A Mina você já vê um lindo jardim com flores, pedras e uma pequena cascata. Mas caiu um toró bem na hora em que chegávamos ao lugar. Acabou que não consegui garantir nenhuma foto externa. Mas o que interessa mesmo está lá dentro.  (Aliás, falando em foto, já aviso que o lugar é superescuro e maquininhas tômaticas como a minha não dão conta de fazer nenhuma imagem decente do lugar!)

A Mina de Gramado - tunel

O passeio reproduz uma das minas da cidade de Ametista do Sul (450 km de Gramado), conhecida como a capital mundial da ametista. São 80 metros em galerias subterrâneas com dezenas de pedras preciosas em estado bruto cravejadas nas rochas.

A Mina de Gramado - como chegar

Você pode fazer o passeio sozinho ou acompanhado por um monitor que dá várias explicações, incluindo a finalidade terapêutica de algumas pedras. Passamos por uma cascatinha e por vários exemplares de citrino, ágata, quartzo e, claro, muita ametista — todas em forma de geodo, uma espécie de “ovo” oco que tem o interior parcialmente revestido de cristais ou outros minerais.

A Mina de Gramado fotos

Em determinado momento, capacetes disponíveis e equipamentos de mineração formam o cenário perfeito para sua memorável foto jacu. Aquela lembrança genial de viagem que todo mundo gosta de ter, mas que ninguém tem coragem de assumir. Rá!

A Mina de Gramado localizacao

Eu jamais havia visto sequer uma imagem de como são as minas de pedras preciosas, para mim foi uma novidade incrível. O máximo que visitei foi a Minas de Passagem em Mariana, a maior mina de ouro do mundo aberta à visitação, mas a proposta é bem diferente. Até porque a mina de Mariana é de verdade, a de Gramado é uma réplica temática e lúdica. O que agrada em cheio às crianças. 😀

A Mina de Gramado - Museu de Pedras Preciosas como chegar

Assim que a gente sai da galeria começa o museu, uma parte interessantíssima do passeio. São mais de 800 exemplares, repito, de pedras preciosas do Brasil e de países como Peru, Bolívia, Colômbia, México, Índia, Estados Unidos, entre outros. Algumas pedras são gigantes, quase 3 metros de altura e outras chegam a pesar 3 toneladas.

A Mina de Gramado - Museu de Pedras Preciosas

Terminado o pequeno tour (não dura mais do que 30 minutos, a não ser que você se demore muuuuito no museu) é hora de conhecer a loja d’A Mina. São diversas peças e objetos de decoração, joias e bijuterias (colares e brincos a partir de R$ 35). Junto à loja está o Ágata Café, uma área para tomar e comer alguma coisa, mas no dia em que fomos só havia bebidas, nada para beliscar.

A Mina de Gramado loja matriz

O passeio d’A Mina de Gramado é bem específico e vai agradar às crianças e a quem gosta do tema e de ver peças lindas (mesmo que não vá comprar!) feitas com pedras preciosas.

Como fica mais distante do centro talvez combine com o passeio à Vinícola Ravanello e/ou ao Snowland (o parque de neve indoor), já que estão todos na mesma direção!

A Mina de Gramado presentes compras

SERVIÇO

A Mina de Gramado

Local: RS 235 – KM 31 | Gramado (está a dois quilômetros do pórtico de Gramado, sentido Nova Petrópolis)

Horário: todos os dias, 9h30 às 17h40.

Ingresso: R$ 20. Estudantes, crianças de 6 a 12 anos e pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 10. (Valores de janeiro de 2016.)

Dicas da Matraca

– Você pode somente visitar a loja (entrada grátis, obviamente) sem necessariamente fazer o tour. Mas se seu objetivo for só conhecer ou comprar não é necessário vir até ao parque. A Mina (este é o nome do estabelecimento, “A Mina”) tem uma filial (somente loja) na Av. Borges de Medeiros, 2727 – loja 09, no centro de Gramado. E outra dentro do Parque Terra Mágica Florybal (RS 466 – KM 05), em Canela.

– No site Tchê Ofertas você encontra algumas promoções que incluem almoço no restaurante do parque + visitação à mina por preços bem atrativos.

Posts relacionados

Studio 109: hospedagem para família em Gramado com excelente custo benefício

Magnólia: o restaurante retrô mais incrível da Serra Gaúcha.

Gramado: roteiro de três dias

De Porto Alegre a Gramado pela Rota Romântica

Gramado: dicas para uma viagem econômica

Parque de Lavandas: a Provence chega a Gramado

E-book | O Barato de Gramado e Canela –> baixe o seu agora mesmo!

Leia também

Bento Gonçalves | Caminhos de Pedra: um pedaço da Toscana no Brasil

Bento Gonçalves | Vinícola Salton: visita guiada inclui degustação grátis

Bento Gonçalves | Pousada do Chalé: hospedagem fofa com ótimo custo benefício

Templo Budista a 30 km de Gramado: o Tibete mora aqui

______________

Fotos: Sílvia Oliveira | Todos os direitos reservados. ©

Share
segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Studio 109: hospedagem para família em Gramado com excelente custo-benefício

Apartamento de Temporada Gramado Studio

Passei o ano novo em Capão da Canoa, uma cidade praiana do litoral gaúcho. De lá demos uma escapada para Gramado e Canela a tempo de pegar boa parte da programação do Natal Luz que terminou ontem. (Sim, as celebrações natalinas na região começam em novembro e só terminam em janeiro!)

Como estava com minha mãe busquei por acomodações para quatro pessoas. E se você não sabe, poucos dias de hospedagem em Gramado em alta temporada podem custar um carro usado. Para minha surpresa, encontrei o Studio 109 com localização central e todo reformado por um preço inacreditável para uma semana de janeiro, pós réveillon.

Reserva | Pelo Booking.com. O sistema não cobra taxa de reserva e tem cancelamento grátis para a maioria dos quartos. No caso deste estúdio eles não pedem nem o número do cartão de crédito para efetuar a reserva. Mas depois os proprietários entram em contato passando o número da conta para você fazer o depósito de 50% do valor da hospedagem. O restante é pago no check-in em dinheiro. Reserve aqui!

Apartamento de Temporada Gramado Studio Rua Sao Pedro

O quarto | Como o próprio nome diz, trata-se de um “studio”, um termo mais sofisticado para a categoria sênior da nossa boa e amiga kitinet. Tem um cômodo de 40 metros quadrados que integra o quarto (cama de casal e sofá-cama) com uma cozinha americana (completa) e banheiro separado. Tá novo, bem decorado e ainda conta com um belo jardim de inverno. Oferece secador e ferro de passar roupas. Ah, tem sauna e piscina térmica coberta… mas até me esqueci de passar lá para garantir as imagens! Veja mais fotos aqui.

Wi-fi | É grátis. O pouco que usei funcionou bem.

Localização | Fica na Rua São Pedro, paralela à Av. Borges de Medeiros. Está a 1,2 quilômetros do Palácio dos Festivais e da Rua Coberta. O restaurante ITA, um buffet por quilo ótimo que indico no meu guia O Barato de Gramado e Canela, está na mesma rua, a duas quadras do apartamento.

Check-in | Das 15h às 20h. É necessário avisar com antecedência seu horário de chegada. O receptivo não mora no prédio, mas está próximo. Eu pedi, se possível, antecipação do check-in porque chegaríamos à cidade por volta das 10h da manhã. A proprietária disse que não poderia garantir uma vez que o apartamento estaria ocupado no dia. Mas os hóspedes acabaram saindo mais cedo e a pessoa do receptivo com quem mantínhamos contato por whatsapp nos avisou e às 11h já havíamos feito o check-in. Neste momento, você tem que pagar o restante da hospedagem em dinheiro. Não aceitam cartão de crédito.

Apartamento de Temporada Gramado Quarto

Check-out | Das 7h às 12h. Você marca com a pessoa do receptivo para entregar as chaves e bye!

Atendimento | Depois que fiz a reserva pelo Booking.com, os responsáveis pelo estúdio já entraram em contato por e-mail, telefone e whatsapp. Passaram todas as informações de pagamento, check-in e normas de acesso ao prédio. Foi tranquilo e atencioso.

Vantagem | É ótimo para quem vai em quatro pessoas, porque o preço é o mesmo se for um casal apenas. Achei perfeito para famílias. A cozinha toda equipada ajuda bastante, desde esquentar um leitinho até para fazer uma comidinha rápida com o intuito de economizar. O estacionamento é gratuito em box privado. Já falei ali em cima, mas coloco aqui a quem interessar possa: tem sauna e piscina térmica coberta.

Desvantagem | Para o que eu procurava, não vi desvantagem. Local amplo, novo, bem localizado, wi-fi e estacionamento gratuitos, tudo a preço beeeem competitivo.

Apartamento de Temporada Gramado Cozinha

Preço | A diária para quatro pessoas saiu por R$ 274 (R$ 68,50 por pessoa) na alta temporada de janeiro em Gramado que, como sabemos, trabalha em “euros”. Fiz pesquisa em outras datas e os preços variam bastante, baixando em muitas datas para R$ 239, repetindo, para quatro pessoas! É o mesmo valor, aliás, para casal. IMPORTANTE: você só encontra estes bons preços (“bons” tratando-se de Gramado, obviamente!) se fizer a reserva para dois dias ou mais. Por exemplo, se fizer uma reserva para um único dia, a diária pode sair R$ 499. Mas se você fizer para dois dias, as DUAS diárias saem por R$ 479 (R$ 239 por dia). Ou seja, não compensa de jeito nenhum ficar aqui se for só por um dia, até porque é cobrada, à parte, uma taxa de limpeza de R$ 70 a cada sete dias de hospedagem. Ou seja, quanto mais dias você fica, mais você dilui este custo.

Apartamento de Temporada Gramado Jardim de Inverno

Só para vocês terem uma ideia do achado deste lugar, o Hotel Via Serena onde já nos hospedamos duas vezes (contei aqui) estava com diárias a R$ 420 o casal e R$ 760 (setecentos e sessenta, meu deus!) para quarto quádruplo naquela semana de janeiro. Vai vendo… 😉

Posts relacionados

Magnólia: o restaurante retrô mais incrível da Serra Gaúcha.

Gramado: roteiro de três dias

De Porto Alegre a Gramado pela Rota Romântica

Gramado: dicas para uma viagem econômica

E-book | O Barato de Gramado e Canela –> baixe o seu agora mesmo!

Leia também

Bento Gonçalves | Caminhos de Pedra: um pedaço da Toscana no Brasil

Vinícola Salton: visita guiada in clui degustação grátis

Templo Budista a 30 km de Gramado: o Tibete mora aqui

Outros hotéis testados e aprovados pela Matraca

BRASIL

Curitiba | Guia de hospedagem: opções para as classes alta, média e muquirana

Foz do Iguaçu | Resort: hospedagem luxo sem ir à bancarrota

Florianópolis | Ilha Norte Apart Hotel: hospedagem boa e barata em Canasvieiras

Aracaju | Celi Hotel: hospedagem 4 estrelas com ótimo preço e em frente à parai de Atalaia

Bento Gonçalves | Pousada do Chalé: hospedagem fofa e com ótimo custo-benefício

São Luís | Soft Inn: hospedagem econômica na orla

São Luís | Pousada Colonial: hospedagem no centro histórico

Caiobá-PR | SESC Caiobá: resort pela preço camarada de uma hospedagem econômica

EUROPA

Lisboa | Lisbonaire Apartments: hospedagem novíssima, barata, bem localizada e que, ainda por cima, adora crianças

Madri | Dois hostels novos, descolados e baratim

Barcelona: três hostels bacanas, baratos e bem localizados

Paris | Ideal Hôtel Design: hospedagem com ótimo custo-benefício em Montparnasse

Paris | Smart Place: hospedagem budget a uma quadra da Care du Nord

ESTADOS UNIDOS

Nova York | Dicas de três hotéis com ótimos preços

Orlando | Red Roof Inn International Drive: hotel bom, bonito, barato e bem localizado 

ARGENTINA

Buenos  Aires | SoHo Point: apartamento clean e design em Palermo SoHo

CHILE

Santiago | Opções de hospedagem boas e baratas

Atacama | Dicas de hospedagem, incluindo o primeiro apart hotel do deserto (onde eu fiquei)

_____________________

Pagamos todas as nossas despesas de viagem. Não aceitamos convites nem cortesias. Sempre nos hospedamos anonimamente nos hotéis indicados. A proposta é mostrar para você uma resenha íntegra e isenta do lugar. Aqui, você pode confiar!

Disclaimer | Este post contém links para o Booking.com (parceiro comercial do blog) inseridos espontaneamente pela autora.

_____________________

Fotos: Sílvia Oliveira | Todos os direitos reservados. ©

Share
quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Canela | Magnólia: o restaurante retrô mais incrível da Serra Gaúcha

Restaurante Magnolia Canela

Sabe quando você ouve falar do “poder” das redes sociais? Então. Foi um tuíte da querida Alexandra Aranovich que me fez conhecer um dos melhores centros gastronômicos de Canela: o lúdico restaurante Magnólia, uma mistura inventiva de bar, cinema e restaurante.

Restaurante Magnolia Canela Vintage

No ano em que o Matraqueando completa 10 anos, eu já quis começar com o pé direito… na jaca! Trata-se daquele momento extravagância que é a cara da riqueza, mas que custa menos do que uma rodada de pizza em São Paulo.

Restaurante Magnolia Canela Retro

Dos mesmos donos do Empório Canela (local fofo que eu já indico há tempos no meu guia O Barato de Gramado e Canela), o restaurante Magnólia foi inaugurado há quase dois anos. É lindamente decorado com peças, móveis e objetos dos anos 50, 60 e 70 — tudo garimpado pelos proprietários em brechós e antiquários.

Restaurante Magnolia Canela Cinema

Restaurante Magnolia Canela Cine Restro bar

O ambiente, apesar de um quê de sofisticação, é descontraído. A proposta é tão inusitada que você pode chegar ali, pegar sua cerveja ou drink, assistir a um filme francês e depois seguir para o jantar.

Exato, o Magnólia conta com um pequeno cinema voltado para filmes-clássico-cabeça, digamos. No dia em que fomos, estava previsto Meia noite em Paris, mas como as crianças tomaram conta da área, mudaram para uma saga da… Barbie. Estratégia linda, aliás. 😀

Restaurante Magnolia Canela Banheiros

O Magnólia foi concebido num imponente casarão da década de 50. Toda a estrutura foi preservada, desde as grandes colunas da entrada até as janelas basculantes e o pé direito alto.

O piso de parquet também é original. Ponto alto são os banheiros com os indefectíveis azulejos azuis e pia rosa cheio de objetos que minha mãe, minha vó (e até EU) usaram!

Restaurante Magnolia salao

Restaurante Magnolia Canela Sala Antiga

Logo na entrada do restaurante, uma cozinha vintage fielmente reproduzida é o lugar perfeito para fotos e selfies. Tudo o que está ali é original como geladeira, fogão, eletrodomésticos, xícaras e talheres. Dois manequins com vestidos de época compõem perfeitamente a cena.

Restaurante Magnolia Canela Bar

Subindo a escadaria de madeira marchetada em direção ao piso superior está um toca disco antigo impecável que ainda preserva algumas marcas de copo originais.

Neste andar estão quatro ambientes, entre eles o bar (com cervejas artesanais e importadas) e o restaurante propriamente dito, comandado pela premiada chef Roberta Rech.

A casa é democrática. É possível vir para cá apenas para tomar um drink e comer um belisquete no happy hour. Se preferir, é ótimo lugar para um jantar a dois ou em família.

Tudo é pensado para trazer um conforto afetivo ou proporcionar uma memória feliz. Olhe só os copos com o antigo vidro “bico de jaca” fazendo a alegria da minha água com gás e limão!

Restaurante Magnolia Canela Ambientes

Restaurante Magnolia Couvert

Nós fomos para jantar e só passei pelo bar para fazer fotos. Ao me sentar à mesa já dei de cara com estes pratinhos da entrada: antigos e originais. #muitoamor

O couvert com pãezinhos de mandioquinha acompanhados com pastinha de cream cheese e ervas vem como cortesia. É bom destacar isso porque muitas casas de fondue na região colocam alegremente um combo de pães, patês e frios na mesa — mas quando vem a conta você percebe que aquela “entradinha” custa quase o valor do prato principal.

Como era nossa primeira vez no Magnólia e já havíamos comido demais o dia inteiro fomos diretos aos pratos clássicos. Mas você pode começar pelas entradas como Salada de Figo ao Porto (rúcula e endívia marinadas no vinho do porto com pedaços de queijos gorgonzola e nozes) por R$ 14 ou Ceviche de Camarão por R$ 27.

Restaurante Magnolia Risoto de Pato Funghi

Eu provei o Risoto de Pato (sobrecoxa de pato desfiada, arroz arbóreo, cogumelo shitake e crispy de alho poró) por R$ 49. Só depois fui saber que é o prato mais pedido da casa.

É bem servido (estávamos em quatro pessoas e todo mundo ganhou fartas colheradas do meu risoto para provar!) Tem tempero forte, apesar dos ingredientes delicados. Só a louça preta e dourada, um mimo!

Restaurante Magnolia Canela File e Stinco de Cordeiro

O Raul apostou no Filé Rosselini (filé mignon, cogumelo paris recheado com presunto parma e catupiry e vagens francesas ao molho Rôti).  Veio no ponto que ele pediu.

Já minha mãe quis conhecer o maravilhoso Stinco de Cordeiro sobre um delicado purê de mandioquinha. Para mim, o melhor prato. A carne veio derretendo, não precisava nem de faca para cortar.

O filé e o cordeiro custam R$ 62 cada e são os pratos mais caros do cardápio. Como você pode ver não é nenhuma bancarrota se levarmos em conta a experiência toda que o lugar proporciona.

Restaurante Magnolia Risoto de Pato

O Magnólia tem um cardápio kids. A Mariana pediu o espaguete ao sugo (R$ 15) e veio um pratão de macarrão. Gente, é mais barato do que Mc Lanche Feliz.  Já o cardápio “adulto” também inclui massas mais encorpadas como o Raviole Artesanal de costela com ragu de cogumelos e lascas de parmesão por R$ 39.

Restaurante Magnolia Canela Sobremesa

De sobremesa pedimos o Brigitte, um fondue de chocolate para dividir. Acompanha uva, morango e quadradinhos do melhor brownie da vida. Apenas R$ 28 para os quatro (se bem que se tivesse mais um cumbuquinha de brownie, meodeos, eu mandava ver!).

Para beber minha mãe pediu um vinho chileno pequeno (R$ 19) daqueles que enchem uma taça. Outras bebidas como água e refrigerante têm preços de mercado. A conta toda deu R$ 268 já com os 10%. Ou seja, R$ 67 por pessoa. (Valores de janeiro de 2016.)

Tipassim, vale  a pena pegar um avião de Curitiba para comer no Magnólia que a conta é capaz de sair mais barata do que muito restaurante que cobra um rim por dois dedos de espuma de abacate colhido na primavera de Praga. Rá!

SERVIÇO

Magnólia | Cine Gastrô Bar

Local: Rua Dona Carlinda, 255 | Centro | Canela – RS (a 500 metros da Catedral de Pedra)

Tel. (54) 3278-0102

Funcionamento: segunda a sábado, 18h à 1h. Só abre um domingo por mês para o brunch, das 11h às 15h.

Comodidades: o restaurante tem um lindo cinema com sessões de segunda a quinta, às 20h30. A casa oferece ainda um espaço kids gratuito bem completo. Às sextas e aos sábados, dias de maior movimento, uma recreacionista ajuda a distrair os pimpolhos que vão ao lugar.

Restaurante Magnolia Canela espaco kids

DICAS

É imprescindível fazer reservas nos fins de semana. Eu fui em uma terça-feira de janeiro e o movimento estava bem tranquilo, parecia até baixa temporada. Mesmo assim eu fiz reserva. É só ligar!

O brunch, que acontece em apenas um domingo por mês, é um acontecimento no Magnólia. Custa R$ 80 por pessoa. Crianças de 1 a 5 anos pagam R$ 30 (este valor é mais pela recreacionista contratada neste dia) e de 6 a 10 anos pagam R$ 45. Inclui comidas frias, quentes, um drink de boas-vindas e todas as bebidas não alcoólicas como chá, cafés e sucos. (Atenção: valores de janeiro de 2016.)

Posts relacionados

Gramado: roteiro de três dias

De Porto Alegre a Gramado pela Rota Romântica

Gramado: dicas para uma viagem econômica

Studio 109: hospedagem para família em Gramado com ótimo custo-benefício

E-book | O Barato de Gramado e Canela –> baixe o seu agora mesmo!

Leia também

Bento Gonçalves | Caminhos de Pedra: um pedaço da Toscana no Brasil

Vinícola Salton: visita guiada inclui degustação grátis

Templo Budista a 30 km de Gramado: o Tibete mora aqui

______________________

Fotos: Raul Mattar e Sílvia Oliveira | Todos os direitos reservados. ©

Share
quinta-feira, 09 de julho de 2015

Loja Matraqueando | O Barato de Gramado e Canela

Gramado dicas viagem

Pode saber, quando eu desapareço alguma coisa eu tô aprontando. Eis que, com muito orgulho e noites sem dormir, lanço o primeiro e-book da Loja Matraqueando totalmente dedicado a um destino nacional: Gramado e Canela. E ainda: é meu primeiro guia interativo com atrações, restaurantes e hotéis com links para o Google Maps.  \0/

A escolha não foi à toa. Gramado foi eleita recentemente como o melhor destino de viagem do Brasil no prêmio Traveler’s Choice 2015, promovido pelo TripAdvisor. É um circuito de inverno que também funciona no verão e tem paisagens lindíssimas no outono e primavera. Trata-se do único lugar do Brasil que provoca o estado mental “Disney” com seus eventos mirabolantes à la Natal Luz.

Gramado guia de viagem 1

E principalmente — aqui entra o trabalho suado do Matraca News — é uma cidade muuuito cara para os padrões mão de vaca muquirana que a gente adora. Como equacionar uma conta que pede, por dia, R$ 400 na diária do hotel estilo pousada, R$ 200 o casal para comer frango e polenta, R$ 50 num museu, mais R$ 150 por dia no carro alugado, mais chocolate quente e mais comprinhas?

Trabalho para a Super Matraca, evidentemente! Comecei a rascunhar esse guia no ano passado quando planejava minha quinta ida para lá. (A primeira foi aos 14 anos numa excursão da 8ª série do Colégio Hugo Simas. Minha primeira viagem sozinha. Gramado, pode-se dizer assim, é o destino-mãe do Matraqueando. Como não amar ainda mais?)

COMO É O GUIA?

O guia O Barato de Gramado e Canela não é uma lista corrida de lugares com endereço e telefone para você ticar. Todos os atrativos — de pontos turísticos a restaurantesestão descritos e comentados. A proposta é simples: sabendo maiores detalhes do local você investe com mais cuidado seu dinheirinho. Tudo é caro e acima da média aqui. Encontrar o melhor custo-benefício é o que vai fazer a diferença na hora de pagar a conta do cartão de crédito.

Divulgacao paginas guia o barato de gramado

Olhe só o que você vai encontrar:

– Como ir do aeroporto de Porto Alegre a Gramado (carro — incluindo a Rota Romântica, ônibus e traslados)

– Como circular na cidade

– Mais de 70 atrativos descritos e comentados pela autora

– Parques temáticos, museus e passeios rurais tim-tim por tim-tim

– Miniguia para entender e aproveitar o Snowland, o primeiro parque de neve indoor das Américas

– Dicas completas para participar do Natal Luz sem ir à falência

– Desvendando o Bus Tour, o primeiro ônibus de turismo Hop On Hop Off do sul do Brasil

– Refeições ECONÔMICAS em alto estilo (alemã, chinesa, italiana, fondue, sopas, crepes, sanduíches, pizzas, cafés, chocolate quente e self service). Todos os estabelecimentos foram avaliados e trazem preços claros. Tipo, o buffet livre que custa R$ 19,50, sequencia de fondue por R$ 34 ou o chocolate quente que custa R$ 7,50 a xícara de 80 ml. Assim, tudo bem às claras, nada de cifrãozinho indicativo. (Preços de julho de 2015)

– Mais de 30 dicas de hospedagem barata (hotéis, pousadas, hostels, cabanas rurais, flat e apartamentos)

–  E a maior novidade | E-book interativo: todas as indicações com links para o Google Maps. Atrações, restaurante e hotéis com localização fácil e rápida!

A questão é objetiva, alguém precisa deixar de alimentar os preços abusivos (e isso serve para qualquer lugar do Brasil) e encontrar soluções mais dignas e íntegras de consumo. Fiquei focada nisso. Acho que você vai gostar!

Banner venda Gramado

Atenção | O guia é um e-book (produto digital), entregue no seu e-mail em até 48 horas após a confirmação do pagamento. No momento, não existe edição impressa. Nada será enviado para seu endereço físico.

Você poderá ler O Barato de Gramado e Canela no seu smartphone, tablet, computador, notebook e dispositivos afins. Se preferir pode imprimir e encadernar! Fica lindo! 😀

COMO COMPRAR

Acesse a Lojinha Matraqueando, escolha o seu guia e clique em comprar. Daí pra frente, o sistema pede seus dados. É um processo rápido e intuitivo. Você poderá pagar com cartões de crédito (Visa, Mastercard, Diners, American Express e Hipercard); com cartões de débito (Itaú, Bradesco, Banco do Brasil e Banrisul) e através de boleto bancário. Mais prático, impossível!

O Barato de Gramado e Canela
Preço: De R$ 35,90 por R$ 29,90 | Aproveite, promoção por tempo limitado!
Autora: Sílvia Oliveira
Páginas: 122
Editora: VoucherPress
Formato: E-Book (produto digital)
Edição 1ª | 2015/2016

__________________________

Outros Guias Matraqueando

O Barato de Buenos Aires

O Barato de Santiago

O Barato de Paris

O Barato de Lisboa

O Barato de Madri

O Barato de Roma

__________________________

Fotos: Raul Mattar | Todos os direitos reservados. ©

Share
segunda-feira, 18 de junho de 2012

Cinco atrações grátis e estreladas em Gramado

[Post atualizado em julho de 2015]

Gramado é o principal destino de inverno brasileiro e uma das rotas turísticas mais caras do Brasil. Quase todos os museus e parques temáticos como o Snowland, Terra Mágica FlorybalMini Mundo e a Aldeia do Papai Noel são pagos e todos eles (com pouquíssimas exceções) custam mais de R$ 30 por pessoa. Então, se sua viagem tem orçamento restrito, aproveite nossas dicas muquiranas: você será feliz sem nunca perder a dignidade!

+ E-book | O Barato de Gramado e Canela –> baixe o seu agora mesmo!

Le Jardin – Parque de Lavandas | Foi a atração mais inusitada da minha última visita a Gramado. Trata-se do primeiro e único parque de lavandas do Brasil. O local, na verdade, é uma lojinha que vende de óleos e travesseiros a chocolates com o aroma da flor mais famosa da Provence. O destaque surpreendente é o enorme jardim ao redor. São plantas exóticas e árvores frutíferas. As lavandas floridas podem ser vistas no mês de novembro.

Lago Negro | É o parque mais emblemático de Gramado. As árvores que rodeiam o lago foram trazidas da Floresta Negra, na Alemanha. No verão, fica completamente adornado de hortênsias e é um dos atrativos mais bacanas e disputados da cidade. Há quiosques, lanchonetes e pedalinhos (pagos à parte) para um passeio em família.

Cristais de Gramado | É outra loja-show da cidade. Eles estão ali para vender o produto – vasos, louças, lustres e porcelanas. Mas para atrair o cliente oferecem, todos os dias, um espetáculo de produção das peças, o que inclui a moldagem manual do cristal. É a mesma técnica usada na pequena Murano, referência mundial em vidros decorativos.

Rua Coberta | Não chega a ser exatamente um atrativo, mas é bat-point de quem passa por Gramado. Nesse pequeno trecho de 100 metros de comprimento, bem no centrinho da cidade, fica uma espécie de galeria coberta por um enorme telhado de vidro. Abriga cafés, bares e restaurantes charmosinhos. Para passear, admirar e se admirado.

Visita às fábricas de Chocolate | São mais de 40 fábricas de chocolate espalhadas pela cidade e arredores. A maioria oferece visita gratuita à produção, entre elas, a Florybal, a Prawer (que tem museu, inclusive) , a Planalto e a Lugano. Já a Caracol criou o Reino do Chocolate, um passeio lúdico pelo universo da criação e produção do chocolate. A entrada custa R$ 10, mas sai de graça se você retirar o convite nas lojas deles.

+ E-book | O Barato de Gramado & Canela –> Baixe agora mesmo o seu!

Posts relacionados

Gramado: roteiro de três dias

Gramado: dicas para uma viagem econômica

Pasteleiro: comidinhas em Gramado

Leia também:

Cinco atrações grátis e estreladas em São Paulo

Cinco atrações grátis e estreladas em Manaus

Cinco atrações grátis e estreladas em Curitiba

Foto: Parque de Lavandas. (Raul Mattar) | Todos os direitos reservados.

Banner venda Gramado

Share
sexta-feira, 15 de julho de 2011

Galeria de imagem | Serra Gaúcha: Gramado, Canela e Bento Gonçalves

Para fechar em alta resolução nossa série pela Serra Gaúcha – que inclui as cidades de Gramado, Canela e Bento Gonçalves – seguem imagens deste roteiro charmoso, romântico, histórico, familiar e gastronômico.

+ E-book | O Barato de Gramado e Canela –> Baixe o seu agora mesmo!


Lago Negro: ponto de visitação clássico em Gramado.


Caminhos de Pedra: roteiro revela a toscana nacional.


Arquitetura preservada mostra como viviam os antigos imigrantes.


Jardineira: veículo pitoresco faz diversas rotas de turismo rural em Gramado.


Zoo de Gramado: fauna 100% brasileira.


Castelos em miniatura no parque Mini Mundo em Gramado.


Pinhão cozido nas estradinhas da região.


Castelinho Caracol: museu e casa de chá em Canela.


Museu Mundo a Vapor, em Canela: história do sistema ferroviário.


Le Jardin: o primeiro parque de lavandas do Brasil está em Gramado.


Gastronomia internacional: toda a Serra Gaúcha oferece uma culinária sofisticada.


Templo Budista de Três Coroas: um pedaço do Tibet a 30 km de Gramado.


Na Serra Gaúcha o outono se manifesta em cores vibrantes.


A Serra Gaúcha está entre os maiores produtores de vinhos e frisantes do Brasil.


Vinícola Salton: visita guiada e degustação grátis.


Galeto al Primo Canto: tradição gastronômica.


Um dos melhores doces caseiros do país está na Serra Gaúcha.


Impossível não levar algumas barrinhas para casa.


Roteiro perfeito para casais enamorados.

Leia também:

Gramado
Canela
Bento Gonçalves

Veja ainda:

Serra Gaúcha:  Gramado, Canela e Bento Gonçalves | Post-Índice

E-book | O Barato de Gramado e Canela

Fotos: Raul Mattar | Todos os direitos reservados. ©

Banner-venda-Gramado1

Share
quinta-feira, 07 de julho de 2011

Castelinho Caracol: a melhor torta de maçã do Brasil, o famoso Apfelstrudel, está em Canela

[Posts atualizado em julho de 2015]

É um passeio completo, mas nada conveniente para um mão de vaca muquirana. Mistura arquitetura (a residência foi construída em madeira de araucária no início do século 20), história (virou museu), gastronomia (tem o melhor Apfelstrudel do país) e paisagem (o local parece um bairro da Suíça).

O detalhe é que a brincadeira não sai barata. Para visitar o Castelinho Caracol, (onde fica a casa de chá e o museu) custa R$ 10. Ali dentro você pede a famosa torta de maçã (o Apfelstrudel) e paga mais R$ 22 pelo acecipe. (Preços de julho de 2015)

E mesmo quem consome algo no café do castelinho não está livre da taxa de visitação. Ou seja, entrou na residência, pagou as dez pilas! Assim, em 40 minutos, um casal gasta mais de R$ 60 para comer uma sobremesa – sem bebida.

Os cômodos abrigam louças, mobiliários e objetos que pertenceram à Família Franzen, fundadora do local.

Na Casa de Chá, que funciona na antiga sala, você pode provar geleias caseiras, waffle feito na hora e, claro, a vedete do lugar, o Apfelstrudel – servido com nata ou com sorvete de creme. É muito, muito bom mesmo.

Mas caso seu fascínio por doces não seja tão grande você pode dividir uma única torta por dois, o que já diminui os custos do passeio! Rá!

A boa notícia é que, caso não queira entrar na residência, a visitação externa é gratuita. O Castelinho Caracol está rodeado por um belo jardim, com várias casas em estilo enxaimel – herança dos antigos imigrantes. Rende um passeio gostoso com boas fotos para levar de lembrança!

SERVIÇO

Castelinho Caracol
Local: Estrada do Caracol, Km 03 | Canela-RS (está a 3 quilômetros de centro da cidade)
Tel. (54) 3278.3208
Visitação: diariamente, das 9h às 13h e das 14h20 às 17h40.
Ingresso: R$ 10 (adulto). R$ 5 (pessoas acima de 60 anos). Crianças até 10 anos não pagam.

Fotos: Raul Mattar. Todos os direitos reservados. © 

Banner-venda-Gramado1

Share
Páginas:1234Último »
Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2016 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio