quinta-feira, 14 de abril de 2011

Chile: dicas e informações essenciais

Aqui estão as dicas e as informações essencias para você planejar sua viagem ao Chile. Leia tudim. Caso tenha voltado de lá há pouco tempo e queira acrescentar algo, fique à vontade na caixa de comentários.

INFORMAÇÕES ESSENCIAIS

DDI: (56)
Informações turísticas do país: www.visit-chile.org
Informações turísticas da capital: www.santiago.cl
Embaixada do Brasil em Santiago: Alonso Ovalle, 1665; tel.: (56-2) 876-3400
Fuso horário local: -1h
Para ligar a cobrar para o Brasil: Via Embratel, 800-360-220. Via Telefônica, válido somente para São Paulo, 800-211-515.
Melhor época para viajar: No verão o céu fica azulíssimo e fica mais fácil visualizar a cordilheira. Nessa época, a temperatura varia de 20ºC a 32ºC. Já de maio a agosto chove mais e as temperaturas despencam, ficando entre 5ºC e 10 ºC. A temporada de esqui vai de junho a setembro, podendo, raramente,  chegar a outubro.
Transporte na capital: Santiago tem quase seis milhões de habitantes. Como toda cidade grande que se preze o trânsito pode ser caótico em boa parte do dia. Evite alugar carro. Muitas das atrações turísticas estão na área central e podem ser visitadas a pé. O metrô funciona bem e leva aos pontos de interesse mais distantes.

COMO CHEGAR

Existem voos diretos de São Paulo pela TAM (4002.5700) e Lan (0800.7610.056). A GOL (4003.7000). A Aerolíneas Argentinas (0800.707.3313) e a Pluna (11 3711.9158) voam para Santiago com escalas em Buenos Aires (Gol e Aerolíneas) e Montevidéu (Pluna). Empresas aéreas regionais para voar dentro do Chile: PAL Airlines e Sky Airline.

COMO SE LOCOMOVER EM SANTIAGO DO CHILE

No aeroporto é possível contratar uma van na empresa Transfer Vip por 5.500 pesos (US$ 11,00) por pessoa. Essa tarifa é para hotéis centrais. Se você for ficar na Providência (um bairro mais executivo), por exemplo, a passagem sobe para seis mil pesos. Consulte o tarifário no site. A van deixa na porta do hotel. Funciona 24h.

Há duas empresas de ônibus operando o trajeto aeroporto-centro. A  TurBus  funciona das 5h30 às 0h. A passagem de ida custa 1700 pesos (US$ 3,50) ou 2900 pesos (US$ 5,80) – ida e volta. Pontos de paradas: Moneda Esquina San Martín, Metrô Estación Los Héroes, Metrô Estación Universidad de Santiago, Metrô Estación Las Rejas, Metrô Estación Pajaritos. Já o ônibus Centropuerto funciona das 6h às 23h30. A linha passa pelo centro e para em algumas estações de metrô, como a Estación Los Héroes, Estación Central, Estación Universidad de Santiago, Metrô Estación Las Rejas, Metrô Estación Pajaritos. A passagem custa 1.400 pesos (US$ 3,00) ou 2.500 pesos (US$ 5,00) se comprar ida e volta.

Os pontos de táxis oficiais estão ao lado dos balcões onde ficam as empresas de transfer. Funcionam todos os dias do ano, 24 horas. De táxi até o centro custa 13 mil pesos (US$ 26,00), preço tabelado. Mas do centro para o aeroporto, pegando qualquer táxi na rua, este valor pode variar – dependendo do horário. Site: Táxi Oficial | Tel. +56 (02) 601 9880.

Aeroporto Comodoro Arturo Merino Benítez

Av. Américo Vespúcio, s/nº
Telefone: +56 (02) 690 1900
Site: www.aeropuertosantiago.cl  | Distância do centro de Santiago: 13 km aproximadamente.

DOCUMENTOS

Não é necessário visto nem passaporte. É possível viajar com a carteira de identidade atualizada. Não valem carteira de motorista nem a funcional. Mas é muito recomendado viajar com seu passaporte já que é o único documento que os hotéis aceitam para dar a isenção do IVA, imposto de 19% embutido nas diárias.

QUANTO TEMPO

Em Santiago, quatro dias inteiros sem contar os de chegada e saída. Caso suba para o Atacama ou vá aos Lagos Andinos, ao sul, conte —  pelo menos — mais cinco dias para cada região.

IDIOMA

O espanhol é o idioma oficial do Chile. Trata-se de um país aberto ao turismo, portanto os prestadores de serviços sempre falam um pouquinho do português (ou pelo menos tentam!).

SEGURANÇA

Batedor de carteira tem em qualquer lugar do mundo. E turistas são alvos fáceis, porque geralmente estão distraídos, embasbacados com as novidades de cada lugar. Regra nº 01: não saia com muito dinheiro vivo. Leve apenas o que pretende gastar no dia. Regra nº 2: coloque as notas maiores e todos os documentos importantes – passaporte e cartões de crédito – em um money port, aquelas pochetes/bolsinhas que são feitas para usar debaixo da roupa.

SAÚDE

Uma viagem ao Chile – que não leve a grandes altitudes, caso do Deserto do Atacama – não exige muito do viajante. Embora existam focos de dengue na capital, não chega ser nada alarmante. Recomendo levar um kit-saúde com protetor solar e labial (venta muito), chapéu, óculos de sol, analgésicos, antitérmicos e antiácidos. Não é necessário tomar nenhuma vacina especial para entrar no Chile.

DINHEIRO

O ideal é que você faça uma pesquisa em diversas casas de câmbio e compre pesos no melhor preço aqui no Brasil.  Algumas casas de câmbio do Paseo Ahumada, em Santiago, têm cotação melhor para trocar Real por Pesos. É muito recomendável levar um cartão de crédito internacional.

O TravelMoney, da Visa, é uma opção interessante – talvez  a melhor - para não ter que carregar muito dinheiro vivo. Você pode adquirir um em qualquer casa de câmbio e carregá-lo com uma determinada quantia de dinheiro – dólares americanos, euros ou libras. Ele funciona como um cartão de débito pré-pago. Você poderá pagar contas ou sacar dinheiro nos caixas eletrônicos associados à rede Visa, que estão por todos os lados no Chile.

Para débito, não há taxa alguma. É bem prático: você carrega em dólar, mas saca na moeda local. Caso o dinheiro do cartão acabe durante a viagem é possível recarregá-lo nos postos autorizados – geralmente, casas de câmbio. Para saques, é cobrada uma taxa de US$ 2,50 por retirada.

COMPRAS

Quem viaja de avião pode voltar com até US$ 500,00 de mercadorias e mais US$ 500,00 de compras no free-shop do aeroporto.

INFORMAÇÕES TURÍSTICAS EM SANTIAGO

A Oficina de Turismo de Santiago fica na Plaza de Armas. Metrô: Plaza de Armas. Abre de seg/sex, 9h às 18h e sáb/dom, 10h às 16h. Oferece tours gratuitos – Santiago Paso a Paso - às segundas, quartas e sextas. Saídas às 12h, em frente da oficina de turismo. Não é necessário reservar.

DICA DE CÂMBIO

Para fazer a conversão do peso chileno para o real – com valores aproximados – é tirar três zeros do valor em peso e multiplicar por três. Exemplo: se a garrafa de vinho custa 5.000 pesos, use só o número 5 e multiplique por 4:  são 2o reais! Para chegar ao valor em dólares é só multiplicar por 2.

—————————–

Procurando hospedagem com ótimo custo/benefício em Santiago? Pesquise no Booking.com — onde sempre faço minhas reservas. O sistema não cobra qualquer taxa e tem cancelamento grátis! :D

—————————–

Leia também

Santiago e Atacama: post-índice (o que fazer, onde ficar, onde comer)

Foto: Raul Mattar

____________________________

Adquira já nosso guia O Barato de Santiago do Chile: tudo para você  ter uma viagem perfeita com o melhor custo-benefício! Onde ficar, onde comer, o que fazer.  Textos inéditos com dicas exclusivas! E ainda: bate-e-volta a Valparaíso, Viña del Mar, Vinícolas e Estações de Esqui. Por apenas R$ 29,90! Quem curte nossa Fan Page no Facebook ganha 10% de desconto! Compre aqui!

Share