-  Atualizado 08/01/2019

Ilha do Mel, Paraná: como chegar, o que fazer e onde ficar no pedaço mais lindo do estado

Publicado por: Silvia Oliveira Ilha do Mel

Gostaria de começar este texto de uma forma mais original, com alguma informação de impacto sobre esse naco fascinante do litoral do Paraná. Mas quando a gente fala em Ilha do Mel é bom ir direto logo ao assunto: é o pedaço mais lindo – e com as praias mais preservadas – do estado. Ponto.

Na ilha não entram carros. O número de visitantes é controlado. As ruas são pequenas trilhas de areia. E, à noite, uma lanterninha deve ser item obrigatório na sua sacola.

Apesar de toda a rusticidade, cada vez mais aumenta a estrutura do lugar. Pousadas com TV, ar-condicionado, cama box e internet wi-fi nos quartos pululam dia após dia. Sem contar os restaurantinhos charmosos que aportam por lá.

DICA DA MATRACA | Procurando hospedagem boa, bonita e barata com até 70% desconto na Ilha do Mel? Agora temos a facilidade do Booking.com, o site líder mundial em reservas on-line de acomodações, onde faço minhas reservas há anos! Além de ter cancelamento gratuito para a maioria dos quartos, todas as hospedagens têm notas ranqueadas com as avaliações dos hóspedes. Ficou muito fácil reservar com segurança, antecedência e pelo melhor preço! Faça você mesmo uma simulação e reserve aqui!

Com quase três mil hectares de mata preservada, a Ilha do Mel foi transformada em estação ecológica pela UNESCO. O título ajudou a promover uma área de geografia singular cheia de mangues, morros, costões, trilhas e alguns atrativos históricos como a Fortaleza Nossa Senhora dos Prazeres – construída no século 18 para proteger a Baía de Paranaguá.

Outras atrações tombadas pelo Patrimônio Artístico e Histórico do Paraná são o Farol das Conchas e a Gruta das Encantadas. A gruta é formada por uma enorme fenda num rochedo e está ao nível do mar. Por isso, só pode ser visitada na maré baixa. Fica a 10 minutos caminhando do trapiche do vilarejo de Encantadas.

Quem não tiver medo de enfrentar os 150 degraus que dão acesso à base do Farol das Conchas vai conhecer a mais bela vista da ilha. (Passeio grátis!). Quando estive aqui pela primeira vez, botei os bofes para fora e subi. Desta vez mandei o marido pagar os pecados e fiquei lá embaixo, fazendo castelinho de areia  com a Mariana – minha filhota.

DICA ESPERTA | Tá procurando carro para alugar barato? Veja como garantir o seu veículo no site líder em aluguel de carros na América Latina! Descontos incríveis de até 60%, sem IOF nas reservas internacionais e parcelamento em até 12 vezes. Faça sua simulação e reserve agora mesmo aqui! O cancelamento é gratuito. 🙂

Certo, chega de nhém nhém nhém. 10 entre 10 turistas desembarcam na ilha em busca das praias. Desertas, agitadas, boas para surf, com águas calmas ou cheias de piscinas naturais… não importa. É mar para todos os gostos.

A praia Encantadas ferve na temporada. Abriga muitos restaurantes e pousadas. Na maré baixa – além de dar acesso à gruta – é possível chegar à praia de Nova Brasília por uma trilha que dura 2 horas.

Sem contar que a cinco minutos da gruta está a praia de Fora das Encantadas, onde fica uma espécie de “Praça de Alimentação”. Um enorme barracão cheio de restaurantinhos e quiosques – com um banheiro imundo para os clientes, lamentavelmente.

+ Studio Matraqueando: fique no nosso exclusivo apartamento para aluguel de temporada em Curitiba. Renovado, ótima localização e excelente custo-benefício!

Já a praia da Fortaleza – a maior da ilha – tem 4 quilômetros de extensão e abriga, claro, a Fortaleza de Nossa Senhora dos Prazeres. De Nova Brasília são 40 minutos a pé (só faça o trajeto na maré baixa) ou 10 minutos de barco.

Há serviços de táxi náutico. Mas ainda tem a praia do Limoeiro (semi-deserta), a praia Grande (preferida dos surfistas), a do Farol (agitadinha) e a de Fora (com pequenas piscinas naturais na maré baixa).

matraqueando-instagram1

A ilha transpira tranquilidade.  Aonde quer que você vá, uma surpresinha. De um lado, gente fazendo yoga. Do outro,  pescadores preparando as redes. Um universo Para quem quer descansar, sem abrir mão do forrozinho noturno. Rá!

OUTROS PASSEIOS

Baía dos Golfinhos: para observar os “botos” é necessário contratar um passeio. Os barcos saem dos trapiches de Nova Brasília ou de Encantadas. Os preços variam de R$ 30 a R$ 60. Converse diretamente com os barqueiros.

DIQUINHA OFF TOPIC | Se você está planejando viajar para fora do Brasil tenho uma ÓTIMA notícia para você. É que leitor do Matraqueando tem até 30% de desconto no seguro internacional da Mondial/Allianz. Pegue o seu cupom promocional aqui e viaje tranquilo! Vale para mochileiro, viajante solo, luxo, aventureiro e família. E ainda dá para dividir em até 6 vezes! Corra, promoção por tempo limitado!

DICAS ÚTEIS

1. Deixe o Totó em casa. A lei não permite a entrada de animais domésticos na ilha.

2. Existe posto de atendimento médico (para pequenas emergências), mas não há farmácias. Portanto, leve seus remedinhos de estimação, sem se esquecer dos clássicos antitérmicos, comprimidos contra enjoo, gel muscular, antiácido, curativos tipo Band-aid, repelente, protetor labial e protetor solar.

3. A Ilha do Mel é dividida em três vilinhas: Nova Brasília, Encantadas e Fortaleza. Desembarque no trapiche mais próximo da sua hospedagem. Lembrando que na ilha somente é possível circular a pé, de bicicleta ou de barco. O aluguel de bicicleta fica em torno de R$ 35 por dia. Os trechos de barco entre uma vila e outra estão em torno de R$ 10 por pessoa.

4. Nos trapiches (píer) de Nova Brasília e Encantadas existem diversos carregadores de mala que com pequenos carrinhos de mão transportam sua bagagem do local do desembarque até o seu hotel. Os preços variam de R$ 20 a R$ 45 – dependendo do trajeto a ser percorrido.

COMO CHEGAR  À ILHA DO MEL

Carro

A partir de Curitiba desça a Serra do Mar pela BR 277 até as cidades de Paranaguá ou Pontal do Sul. Caso vá de carro, você deve deixar o veículo estacionado no continente (em média R$ 20 a R$ 30 por dia) e pegar um barco para fazer a travessia. De Pontal do Sul as saídas acontecem de 30 em 30 minutos na temporada (8h às 20h) e de hora em hora na baixa estação (8h e 17h). A viagem dura cerca de meia hora e custa R$ 35 – ida e volta.

De Paranaguá, o número de saídas diárias varia muito de acordo com a época e o percurso é mais longo: duas horas para chegar à ilha. São R$ 50 ida e volta. Antes de ir acesse o site da Abaline (empresa marítima responsável pelo percurso) para confirmar preços e os horários.

Ônibus

De ônibus a partir de Curitiba quem opera o trajeto é a Viação Graciosa. A viagem dura cerca de 2h15 até o município de Pontal do Sul de onde você pega o barco para a travessia. A passagem custa R$ 43. Na hora de comprar escolha como destino “Pontal /Ilha do Mel”. A passagem da travessia você pode adquirir na hora. São cinco saídas diárias: 7h40, 10h20, 14h40, 17h20 e 20h40

REFORÇANDO | Não pode entrar carros na Ilha do Mel. Mas se você quer alugar um carro bom, bonito e barato para percorrer o Paraná ou qualquer cidade do mundo faça sua pesquisa diretamente na RentCars, o site líder em aluguel de carros na América Latina. Tem garantia do melhor preço, descontos de até 60%, comparativo com mais de 100 locadoras (adoro!), isenção de IOF em todas as reservas internacionais e cancelamento gratuito. Confira e faça sua reserva aqui!

Posts relacionados

Hospedagem: onde ficar na Ilha do Mel

Alimentação: onde comer na Ilha do Mel

Leia também

Vila Velha, Paraná: sítio geológico de 300 milhões de anos está a uma hora de Curitiba

Lapa: como organizar um bate e volta perfeito saindo de Curitiba

Colônia Witmarsum: café colonial, história alemã menonita e descanso ao lado de Curitiba

Parque Histórico de Carambeí: espaço temático reproduz um pedaço da Holanda no Paraná

Cidades Históricas, Serra do Mar e Estrada da Graciosa: quando ir?

Estrada da Graciosa

Passeio de trem pela Serra do Mar

Antonina

Morretes

O que fazer em Curitiba

Linha Turismo Curitiba: como aproveitar o city tour oficial da cidade

Curitiba: faça da cidade seu melhor destino de inverno

23 motivos para você conhecer e se apaixonar por Curitiba

Cinco atrações grátis e estreladas em Curitiba 

Onde ficar em Curitiba

+ Studio Matraqueando: fique no nosso exclusivo apartamento para aluguel de temporada em Curitiba. Renovado, ótima localização e excelente custo-benefício!

Política editorial | Pagamos todas as nossas contas de viagem. Não aceitamos convites nem cortesias. Sempre nos hospedamos anonimamente nos hotéis indicados. O Matraqueando não faz post patrocinado. Alguns posts contêm links para programas de afiliados, parceiros comerciais do blog, inseridos espontaneamente pela autora. Por questão de transparência, comunicamos que se você optar por comprar por meio destes links nós recebemos uma pequena comissão. Tudo o que você encontra aqui foi determinado unicamente pelo interesse do leitor, nosso gosto pessoal ou critério particular. Isso é transparência e credibilidade. Pode confiar! Para ajudar a manter o blog sempre com dicas fresquinhas adquira nossos guias na Loja Matraqueando. Desde já agradecemos a preferência 😉

Fotos: Raul Mattar e Sílvia Oliveira | Todos os direitos reservados.



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


Um comentário

  1. jose lopes
    Comentário do dia 10/6/2019 às 15:06

    Que bom destino
    Aconselho-o a verificar os feriados e pontes de 2019 para planear a sua viagem a Ilha do Mel
    http://calendario-feriados-brasil.com.br/feriados-2019/

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2019 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar