Silvia Oliveira

Na categoria Buenos Aires

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Buenos Aires: qual o melhor bairro para se hospedar

Onde ficar em Buenos Aires

Pela minha experiência com o guia O Barato de Buenos Aires, a capital portenha continua sendo o primeiro destino internacional da maioria dos brasileiros. E assim como Londres, Paris, Lisboa, Madri e Nova York, a cidade tem bairros bem definidos com características próprias.

Onde ficar em Buenos Aires vai depender de muitas variáveis como estilo e objetivo da viagem. Preparei um apanhado bem completo bairro a bairro com vantagens e desvantagens de cada um. Fique à vontade para escolher aquele que combina mais com você ou aquele que você considerar o melhor bairro para se hospedar aqui!

Continue lendo o texto…

Share
terça-feira, 25 de junho de 2013

Salão do Automóvel de Buenos Aires | Por Raul Mattar

Enfim, o Raul — nosso fotógrafo oficial — estreia como redator aqui no Matraqueando. Bão, segundo ele, não é para eu me acostumar. Rá! Na verdade, eu estava com um pé na Zoropa quando chegou o convite da Ford Brasil para fazermos a cobertura do Salão de Automóveis de Buenos Aires.

Como você sabe, o Matraqueando não participa de viagens patrocinadas para divulgar destinos, fazer reviews de hotéis ou resenhas de companhias aéreas. Por isso mesmo achamos bacana este convite: uma oportunidade jornalística de dar um pulinho na capital portenha para mostrar para vocês o evento em si.

Nosso enviado especial conta como foi!

____________________________

Raul Mattar | Texto e fotos

Geral_Salao_03

Tô nervoso. Sei que sou suspeito para falar, mas acho os textos da Matraca imbatíveis na blogosfera e escrever para vocês é um desafio enorme para mim.

edicao especial comemorativa dos 50 anos do Porsche 911 Carrera S 1963

Edição comemorativa dos 50 anos do Porsche 911

Eu queria mesmo era só publicar um post com fotos (meu ofício), mas a dona da bagaça aqui me obrigou a fazer um texto completinho sobre o 6º Salão do Automóvel de Buenos Aires.

Bonito_Tambem_Pordentro

Kuga

Novo Kuga: modelo global da Ford que será vendido na Argentina em 2013

Conversivel

Nada mais justo. O evento é muito bacana e até quem não entende muito do assunto vai gostar de dar uma passada por lá. Sabemos que o Salão do Automóvel do Brasil é o maior da América Latina, mas o nosso amigo portenho também impressiona nos números: são quase 370 carros de 27 marcas expostos numa área de 45 mil metros quadrados. Este ano o parque de exposições La Rural ganhou mais um pavilhão, diga-se.

Grade_Audi_Det

Para quem não sabe, o Salão do Automóvel de Buenos Aires é bienal e se alterna com o do Brasil. Por lá você verá modelos como o Citroën C4 Aircross e o Fiat Panda 4×4, que não chegarão em terras tupiniquins tão cedo.

Uma prova de que os argentinos gostam de velocidade era a quantidade de modelos de competição expostos no salão (por lá eles adoram o Turismo de Carretera, uma espécie de Stock Car).

Carros_Rally

Um dos lançamentos esperados do salão era o novo Focus da Ford, nas versões Hatch e Sedã, que chega ao Brasil no segundo semestre.

Focus_Frente_1

Focus_Traseira_sedan_

O design foi todo renovado e traz alguns itens com tecnologia avançada como o sistema de multimídia MyFordTouch com tela de oito polegadas, controle de estabilidade, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, partida sem chave, seis airbags e faróis de xenônio, conhecido como xenon. (A Sílvia, ao ler o texto, pergunta o que é “xenônio”). Abrimos para os universitários? :)

Focus_Hatch_Traseira_Detalhe

Foto_Com_Tablet

Realmente o design do carro ficou lindo. Eu já tive um Ford Fiesta e todas as alterações nestes carros da montadora nos últimos anos, não deixam nada a desejar para muito carro importado.

Carro_Conceito_01

Evos Concept: evolução do Design Kinetic

focus_Eletric

Focus Eletric: de olho na sustentabilidade

O estande da Ford, chamado de Design Hall, também abriga o Kuga, o Focus Eletric, o Ford GT e o sensacional Evos Concept, que inspirou a evolução do Design Kinetic, um conceito desenvolvido pela Ford que permite a “visualização dinâmica de condução através de elementos externos e internos de design.”

Ford_GT

 Ford GT: esportivo de edição limitada

Mustang - Salao do Automovel Buenos Aires 2013

Mustang Shelby GT500 Cabrio: o motor mais potente do mundo

Sem contar que o Mustang Shelby GT500 Cabrio, o veículo de produção com o motor V8 mais potente do mundo e última parceria de Carroll Shelby com a Ford, foi um destaque a parte.

Focus_Lancamento_Imprensa

Salao do Automovel de Buenos Aires 2013

Claro que não poderia deixar de mencionar que havia máquinas de todos os tipos, como nossas hermanas recepcionistas. (Caso você tenha lido esta frase é porque eu não fui censurado, mas talvez tenha que dormir na sala hoje!) Ho! Ah, leitoras feministas, é só uma brincadeira clássica e infantil. Não precisam colocar fogo no blog. 😀

Honda_Civic

Pista off-road para testes_01

Outro detalhe interessante do salão foi a pista off road do lado de fora do pavilhão para testar os veículos utilitários e carros de passeio.

Fiat_Mio

 Fiat Mio: carro conceito

Pedaco_Carro

Carro_Conceito_BB

Revolte da Citroën: carro conceito focado nas mulheres

Carro eletrico

Há uma sequencia de carros/protótipos conceitos (concept car) para fazer qualquer um sonhar. Mas não faltou também uma bela exposição de carros antigos pra quem gosta da história da evolução do setor. 😀

Carro_Antigo_02

Carro_Antigo_Det

É isso. Espero que tenham gostado!

SERVIÇO

6º Salão de Automóvel de Buenos Aires

Local: Centro de Exposição La Rura | Av. Santa Fé, 4201 | Palermo (A estação de metrô mais próxima é Estación Plaza Itália).

Quando: até 30 de junho de 2013.

Horário: 12h às 22h.

Entrada: 50 pesos

mapa la rural

Leia também:

O dia em que um caminhão me levou de volta ao Deserto do Atacama | Por Raul Mattar

Templo Budista de Foz do Iguaçu | Por Raul Mattar
____________________

O Raul fez a cobertura do Salão do Automóvel de Buenos Aires a convite da Ford Brasil. Siga o Raul no Instagram: @raulmattar
____________________

Nota | Você sabe, mas não custa lembrar: o Matraqueando não aceita convites nem participa de viagens patrocinadas para divulgar destinos. Toda informação que você encontra aqui para planejar sua viagem é isenta e resultado da nossa visão como turista comum sem intervenção comercial de ninguém.
_____________________

Atualização |  Quando este post foi publicado recebeu diversos comentários. Mas por causa de um bug no blog o artigo foi excluído sem querer e perdemos todas as mensagens deixadas aqui. Conseguimos republicá-lo, mas infelizmente não foi possível recuperar os comentários. Obrigada a todos pela compreensão!

Banner Guia Buenos Aires 2014

Share
quinta-feira, 07 de fevereiro de 2013

Buenos Aires | Post-índice

Aqui está nossa série sobre Buenos Aires. Novos posts sobre este destino serão sempre acrescentados a esse índice. Preços e horários podem sofrer alterações. Restaurantes fecham e hotéis mudam de dono. Para evitar aborrecimentos informe-se antes de ir!

Introdução e dicas gerais

Buenos Aires: dicas e informações essenciais

Buenos Aires: qual o melhor bairro para se hospedar

40 dicas de atrações grátis em Buenos Aires

Supermercados em Buenos Aires:  onde é melhor comprar

Buenos Aires: qual a sua dica imperdível? (+ de 50 dicas de leitores na caixa de comentários)

Buenos Aires: 10 motivos para ir

Guia gay de Buenos Aires

Buenos Aires bairro a bairro

(Clique sobre o nome do bairro para saber como chegar, o que fazer, onde comer e onde comprar em cada um deles)

La Boca

San Telmo

Centro e Monserrat

Puerto Madero

Recoleta

Palermo

Abasto

Villa Crespo

Onde comer em Buenos Aires

Chá da tarde no clássico Hotel Alvear

Brunch do Hotel Fierro: ensaio gastronômico no Hernán Gipponi Restaurante

Al-Zein: restaurante árabe autêntico no bairro Las Cañitas

Crizia: cozinha contemporânea singular em Palermo SoHo

El Sanjuanino: ponto certo para excelentes empanadas caseiras

La Querência: cozinha regional trancham na Recoleta

La Biela: tradicional e histórico café na Recoleta

Vasalissa: muito além do alfajor e do doce de leite

El Obrero:  o bodegón mais cultuado de Buenos Aires

Gran Parrilla del Plata: o nome já entrega onde comer a melhor carne de San Telmo

Ivan Express: o quiosque mais ajeitado da Calle Florida

Onde ficar em Buenos

Como alugar apartamento de temporada em Buenos Aires

SoHo Point: apartamento clean em Palermo SoHo

Onde comprar em Buenos Aires

Região dos Outlets

Passeios clássicos e inusitados em Buenos Aires

Farmácia de la Estrella: a mais antiga botica de Buenos Aires

Feria de San Telmo:  antiguidades, badulaques e os melhores personagens de Buenos Aires

Buenos Aires Design:  primeiro shopping temático da Argentina dedicado à casa e à decoração

Fundación Proa:  centro de arte contemporânea renova o ponto mais turístico de Buenos Aires

Papelera Palermo: show de criatividade no bairro mais descolado de Buenos Aires

Milongas

Cinco milongas em Buenos Aires: escolha a sua!

Buenos Aires com crianças

O museu onde é proibido NÃO tocar!

A primeira loja do mundo da Barbie está em Buenos Aires: veja como visitar!

Museo de los niños: onde adulto só entra acompanhado!

Buenos Aires combina com:

Colonia del Sacramento (Uruguai) (Veja como chegar, onde comer e o que fazer no bate e volta mais famoso desde Buenos Aires.)

Acompanhe nossas dicas em tempo real

FACEBOOK | INSTAGRAM | TWITTER | YOUTUBE | PINTEREST | LOJA MATRAQUEANDO

Fotos: Raul Mattar | Todos os direitos reservados.

Banner Guia Buenos Aires 2014

Share
segunda-feira, 21 de maio de 2012

Soho Point: apartamento clean em Palermo SoHo, Buenos Aires

[Post atualizado em março de 2015] O Soho Point é mais um entre tantos apartamentos para alugar em Buenos Aires. A diferença é que você pode fazer a reserva com direito a cancelamento grátis até a data estipulada pelo proprietário.

E mais: não é necessário caução nem adiantamento. Para quem não sabe, ao reservar um apartamento em Buenos Aires (como em todo o mundo) é necessário — além de pagar uma taxa de adiantamento — deixar uma caução (em torno de US$ 400 para uma semana).

Mas o que me fez mesmo optar por esta hospedagem foi a localização (no coração de Palermo Soho, o bairro descoladinho da cidade) e a avaliação dos hóspedes no TripAdvisor (beirava os 100% de satisfação) e no Booking.com (com a surpreendente nota 9,2).

Como fui a Buenos Aires só com o Raul (filhota ficou com a avó) e só por 3 dias, não abri mão de uma hospedagem que não me agradasse do princpío ao fim!

O resultado foi excelente! Acompanhe:

Reserva: pode ser feita no Booking.com. O site não cobra taxa de reserva e tem cancelamento grátis para a maioria dos quartos, inclusive este.

O apartamento: quarto, sala, banheiro e cozinha equipada com fogão, micro-ondas e frigobar. Tem ar-condicionado, calefação e wi-fi grátis. O quarto é para duas pessoas, mas acomoda uma terceira pessoa pelo mesmo valor da diária. Nesse caso, tem que pedir uma cama suplementar. Portanto, o custo-benefício melhora significativamente para quem viaja em 3 pessoas ou família com um filho, por exemplo. Não há berço.

Localização: na calle Malabia, esquina com Honduras. A três quadras da Plaza Serrano ou da Plaza Armenia. O aeroporto Aeroparque está a 20 minutos de carro. Está rodeado de lojas, restaurantes e cafés. Há supermercado a 100 metros e uma Le Pain Quotidien a  duas quadras.

Check-in: o proprietário Mariano acompanha seu voo e estará lá na hora da chegada para dar as chaves para você.

Pagamento: o pagamento deve ser feito em dinheiro (pesos argentinos), integralmente, no check-in. Não aceita cartão de crédito.

Check-out: caso seu horário de partida não coincida com o do proprietário é só deixar as chaves dentro do apartamento e…adios.

Vantagem: se der algum problema no apartamento (nossa calefação não desligava, por exemplo) o proprietário, o jovem e simpaticíssimo Mariano, mora ao lado. É só tocar a campainha dele.

Preço: US$ 110 (diária), US$ 550 (semana) e US$ 910 (quinzena). A pegadinha é que sobre este valor incide 21% de imposto. Mas durante toda a reserva isso fica muito claro. Portanto, o preço final da diária  — para quem fica menos de uma semana — é de US$ 133. Tratando-se de Buenos Aires, não é nenhuma bagatela. Eu também não estava a procura de uma hospedagem muquirana. Levando em consideração o que eu estava disposta a pagar pela minha micro lua de mel saí extremamente satisfeita. No entanto, na tarifa semanal este valor cai para US$ 95 a diária, já com os impostos incluídos.

SERVIÇO:

Soho Point

Local: Calle Malabia, 1577 | Palermo Soho | Buenos Aires

Posts relacionados

Como alugar apartamento de temporada em Buenos Aires

Qual o melhor bairro para se hospedar em Buenos Aires

Buenos Aires bairro a bairro

La Boca

San Telmo

Centro e Monserrat

Puerto Madero

Recoleta

Palermo

Abasto

Villa Crespo

_____________________

Pagamos todas as nossas despesas de viagem. Não aceitamos convites nem cortesias. Sempre nos hospedamos anonimamente nos hotéis indicados. A proposta é mostrar para você uma resenha íntegra e isenta do lugar. Aqui, você pode confiar!

Disclaimer | Este post contém links para o Booking.com (parceiro comercial do blog) inseridos espontaneamente pela autora. O Matraqueando não faz post patrocinado.
_____________________

Fotos: Raul Mattar | Todos os direitos reservados. 

Banner Guia Buenos Aires 2014

Share
segunda-feira, 14 de maio de 2012

Brunch do Hotel Fierro: ensaio gastronômico no Hernán Gipponi Restaurante, em Buenos Aires

Não sei exatamente o que você espera de um brunch — mas se pensa que vai encontrar aqui uma mesa abarrotada de medialunas, bolo nega maluca, empadinhas, mortadela e pão francês ao lado de pratinhos-sirva-se-à-vontade — pode tirar o cavalinho da chuva. O brunch do Hernán Gipponi — chef argentino que dá nome ao lugar — é uma experiência poética, vai muito além do ato simples e puro de comer.

Quem deu a dica foi a Sylvia Lemos que há meses tentava fazer uma reserva na casa. Ela chegou a ficar em lista de espera e só na semana em que desembarcou em Buenos Aires é que acabou conseguindo confirmar nossos lugares. O Hernán Gipponi Restaurant fica dentro do Hotel Fierro, em Palermo Hollywood. O chef argentino tem fama internacional e já trabalhou em restaurantes 3 estrelas na Espanha.

Desconhecido da maioria dos brasileiros, o brunch do Hotel Fierro tem um passo a passo milimétrico, coordenado pelo garçom que acompanha sua mesa. O cardápio é extenso e todos os itens do menu vão chegando na hora certa e no momento adequado. A Sylvia, o Mario, o Raul e eu nos sentamos comodamente no acanhado restaurante (por isso é tão difícil conseguir uma reserva, o lugar acomoda menos de 30 pessoas) e logo recebemos uma salada de frutas, suco de laranja e um shot de suco de frutas e beterreba.

Pães, geleias e dulce de leche acompanham o café ou chás variados, à sua escolha. Mas o delírio começou com o primeiro prato propriamente dito: ovos bendeditinos. Taí uma receita muito difícil de fazer. Deixar a gema molinha sem o cheiro ou sabor forte característico do ovo não é para qualquer cozinheiro. Eu coloquei um pouquinho mais de sal e… quase lambi o prato. Sabe quando dá vontade de pegar uma casquinha de pão e raspar a tigela?

Em seguida, chega o Langostino con panceta — nada original, mas perfeito! Camarão cozido, enrolado no bacon e temperado no ponto. Folhinhas verdes para suavizar a textura do prato. E mais, olha que apresentação gentil. Simples, mas harmônica.

Iscas de berinjela acompanhadas por uma pasta de tomate e orégano surpreenderam. Sequinhas e crocantes, pareciam até peixinho frito. Uma cumbuquinha de guisado de Lentilhas com Matambre de Porco foi o momento sustância do brunch.

Depois dos ovos beneditinos o que mais me agradou foi o Bife Angosto Curado e Ahumado, uma espécie de contra-filé defumado e cortado em lascas finas. Estava perfeitamente escoltado por puré de papas e vinagrete de huacatay — uma erva muito comum na cozinha peruana. Em algum momento, eles servem um shot com álcool, como Bloody Mary.

As sobremesas seguem a linha estrelada do brunch. Sorbet de tangerina com pão de especiarias e peras ao vinho tinto e mousse de ricota. Por fim, são 3 horas comendo e quando é servido o último prato do menu você faz cara de quero mais, tipo, como assim, já acabou? Não que o menu seja insuficiente, pelo contrário, todo muito sai satisfeito. Mas fica no ar aquele desejo de seguir descobrindo as peripécias gastronômicas de Hernán Gipponi, principalmente quando você se lembra de quanto está pagando por esta experiência: 120 pesos ou R$ 53 por pessoa. É muito provável, que atualmente, seja o melhor custo benefício de Buenos Aires!

Dica: não vá sem reserva. Caso tenha dificuldade em fazer a sua, tente se hospedar no Hotel Fierro. Os hóspedes tem lugar garantido, desde que confirmem interesse, no brunch do restaurante. Suítes a partir de US$ 170.

SERVIÇO

Hernán Gipponi Restaurant
Local: Hotel Fierro Boutique | Calle Soler, 5862 | Palermo Hollywood | Buenos Aires
Tel. 3220-6800
Quando: somente aos domingos, das 12h às 15h.

Post relacionado

Chá da tarde no clássico Hotel Alvear

Leia também

Post-índice com tudo o que falamos de Buenos Aires

Fotos: Raul Mattar

———————–

Siga o Matraqueando no Twitter | @matraqueando

Curta nossa página no Facebook | Matraqueando

Assine nossa Newsletter | Matraca News por e-mail

Banner Guia Buenos Aires 2014

Share
sexta-feira, 04 de maio de 2012

Al-Zein: restaurante árabe autêntico em Las Cañitas

Esta foi minha primeira vez em Las Cañitas, um microbairro próximo a Palermo. Há uns 5 anos o que parecia ser o novo point para turista ver e comer virou um corredor de restaurantes e bares bacanas.

Não são exatamente os melhores de Buenos Aires, mas ficam fora do circuito carne-de-vaca (sem trocadilho e com trocadilho) da cidade.

Por aqui encontrei o Al-Zein, um restaurante árabe autêntico e apegado às tradições. O Shawarma (kebab ou churrasquinho grego) da casa foi considerado pela revista Planeta Joy como o melhor da capital.

O ambiente é simples e o local é frequentado, principalmente, pelos conterrâneos do dono do restaurante, seu Munzer Tarbichi.

Enquanto degusta o Babaganush (18 pesos) – Puré de Berenjena em espanhol – você ouve música oriental. O pão de folha (4 pesos) chega quentinho para acompanhar.

A porção de Charutinho (Hojas de Parras por 20 pesos), com 12 unidades, derretia na boca. Mas a especialidade do Al-Zein é o Shawarma de Ternera (20 pesos). Recheio abundante, iogurte suave, cubos de tomate, um pouco de alface e um tempero que beira à perfeição.

Uma curiosidade é que a casa não oferece bebida alcoólica. Somente água, refrigerante e té de menta! O cardápio traz, entre outras especialidades, Arroz Persa, Falafel, Coalhada e doces árabes.

Na nossa moeda, um casal gasta – em média – R$ 50 pilas. O sangue libanês do Raul já decretou: pra bater cartão sempre!

SERVIÇO

Al-Zein – Comida Árabe
Local: Calle Arce, 488 (quase esquina com Ortega y Gasset) | Las Cañitas | Buenos Aires
Tel.: 4775-1402
Funcionamento: de terça a domingo, das 12h à meia-noite.

Posts relacionados

Onde comer em Buenos Aires

Chá da tarde no clássico Hotel Alvear

Brunch do Hotel Fierro: ensaio gastronômico no Hernán Gipponi Restaurante

Crizia: cozinha contemporânea singular em Palermo SoHo

El Sanjuanino: ponto certo para excelentes empanadas caseiras

La Querência: cozinha regional trancham na Recoleta

La Biela: tradicional e histórico café na Recoleta

Vasalissa: muito além do alfajor e do doce de leite

El Obrero:  o bodegón mais cultuado de Buenos Aires

Gran Parrilla del Plata: o nome já entrega onde comer a melhor carne de San Telmo

Ivan Express: o quiosque mais ajeitado da Calle Florida

Supermercados de Buenos Aires: onde é melhor comprar

Buenos Aires combina com

Colonia del Sacramento: o vilarejo que você tem vontade de abraçar

___________________

Siga o Matraqueando no Twitter | @matraqueando

Curta nossa página no Facebook | Matraqueando

Estamos no Instagram | @matraqueando

Assine nossa Newsletter | Matraca News por e-mail

___________________

Fotos: Raul Mattar

Banner Guia Buenos Aires 2014

Share
quinta-feira, 03 de maio de 2012

Cinco milongas em Buenos Aires: escolha a sua!

Já até perdi as contas de quantos shows de tango assisti em Buenos Aires. Fui dos mais intimistas aos hollywoodianos. Dos clássicos aos moderninhos. Eu gosto. E sempre que puder vou assistir a alguma novidade. Mas são as milongas, uma espécie de salão de baile, a grande atração para quem quer ver de perto o que é que o portenho tem!

Esqueça a sofisticação – ou a cafonice – das casas de shows. Enquanto algumas apresentações de tango lembram aqueles espetáculos desconcertantes de mulatas para gringo ver, as milongas se aproximam mais das nossas rodinhas de samba. São espaços modestos que reúnem gente de verdade, igual a mim e a você. Gente que quer aprender ou praticar o ritmo célebre da Argentina.

No ano passado percorri algumas delas. Me apaixonei por todas. Mas como meu interesse era bloguístico fiquei só na observação, não arrisquei qualquer rodopio. No fim de semana – passamos o último feriadão em Buenos Aires – conhecemos a milonga Bien de Abajo que acontece na La Glorieta, no bairro de Belgrano. O local, um coreto, é praticamente ao ar livre e tem entrada grátis. É só chegar e participar. Partimos para lá com um grupo de viajantes brasileiros. Foi o encontro #Vibaníadas2012. Para quem não sabe, Vibana® – Viciados em Buenos Aires Não-Anônimos – é um termo patenteado pela Mô Gribel e acabou entrando para o Dicionário da Boia.

Não demorou muito – eu zanzando para um lado, o Raul fotografando para o outro… – e um senhorzinho me tirou para dançar. Eu fui, né! :mrgreen: Nunca havia bailado aquilo na vida, mas o Seu Silvio (meu xará) me puxou e mandou ver! Foi muito divertido. Até levei umas broncas dele: meu cérebro não acompanhava aquele cruce de pernas. Rá Rá Rá!

A lista de milongas em Buenos Aires é interminável. Segundo a Asociación de Organizadores de Milonga são mais de 500 endereços! Este post não pretende esgotar o assunto, muito menos indicar as melhores ou as maiores. É apenas um pontapé para que você possa escolher da próxima vez a que mais combina com você.

1- Bien de Abajo – La Glorieta | Há 16 anos um grupo de aficionados por tango comanda esta milonga, uma das poucas ao ar livre e com entrada grátis. As aulas acontecem aos sábados e domingos a partir das 17h. Já a milonga começa às 20h, bem mais cedo do que as concorrentes. Entrada: grátis. Fica nas Barrancas de Belgrano, próximo ao Barrio Chino.

2- Confitería Ideal | É uma das milongas mais tradicionais de Buenos Aires. Funciona desde 1912 e foi um dos cenários do filme Evita. O ambiente faz a linha charmoso-antigo. A média de idade dos dançarinos é de… 90 anos. Amei! De terça a sábado, 22h30 a 3h. O baile é com orquestra ao vivo. Oferece aulas e matinês todos os dias. Entrada: 35 pesos. Calle Suipacha, 380 – Centro.

3- La Viruta | É tanta gente num mesmo lugar que nem dá tempo de ficar tímido. Com o lema “Entrás caminando, salís bailando”, esta milonga é das mais animadas e turísticas da cidade. Entrada: 30 pesos (inclui as aulas, a milonga e o show ao vivo). Calle Armenia, 1366 – Palermo SoHo.

4- Maldita Milonga | O ritmo tangueiro bate forte com a Orquestra Típica El Afronte.  São 11 instrumentistas, ao vivo, sempre às segundas e quartas-feiras, a partir das 22h30. Para quem quiser ensaiar uns pasitos, as aulas acontecem a partir das 21h. Entrada: 25 pesos. Calle Perú, 571 – San Telmo.

5- Salón Canning – Parakultural | O local foi fundado pela comunidade grega de Buenos Aires no início do século 20. Das que visitei foi a milonga mais avançada no quesito técnico. Os dançarinos são de intermediário para cima. As aulas – para principiantes, inclusive – acontecem de segunda a quinta, em horários variados. As milongas são às segundas, terças e sextas, a partir das 23h. Mas o bicho pega mesmo a partir da 1h da manhã! Entrada: 30 pesos. Calle Scalabrini Ortiz, 1331 – Palermo SoHo.

Dica: visite o blog Aquí me Quedo, da Gisele Teixeira. Ela sabe tuuudo de milongas! Acompanhe também o Buenos Aires Milongas que traz programação completa com dia e horário da maioria delas.

Posts relacionados

Buenos Aires: dicas e informações essenciais
40 sensacionais atrações grátis em Buenos Aires

Leia também

Post-índice com tudo o que já falamos de Buenos Aires

Fotos: Raul Mattar

———————–

Siga o Matraqueando no Twitter | @matraqueando

Curta nossa página no Facebook | Matraqueando

Assine nossa Newsletter | Matraca News por e-mail

Banner Guia Buenos Aires 2014

Share
Páginas:1234Último »
Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2016 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio