-  Atualizado 23/05/2017

Cinco milongas em Buenos Aires: escolha a sua!

Publicado por: Silvia Oliveira Buenos Aires

milonga-la-glorieta-buenos-aires-pontos-turisticos-matraqueando-1

Já até perdi as contas de quantos shows de tango assisti em Buenos Aires. Fui dos mais intimistas aos hollywoodianos. Dos clássicos aos moderninhos. Eu gosto. E sempre que puder vou assistir a alguma novidade. Mas são as milongas, uma espécie de salão de baile, a grande atração para quem quer ver de perto o que é que o portenho tem!

milonga-la-glorieta-buenos-aires-pontos-turisticos-matraqueando-6

Esqueça a sofisticação – ou a cafonice – das casas de shows. Enquanto algumas apresentações de tango lembram aqueles espetáculos desconcertantes de mulatas para gringo ver, as milongas se aproximam mais das nossas rodinhas de samba. São espaços modestos que reúnem gente de verdade, igual a mim e a você. Gente que quer aprender ou praticar o ritmo célebre da Argentina.

milonga-la-glorieta-buenos-aires-pontos-turisticos-matraqueando-2

No ano passado percorri algumas delas. Me apaixonei por todas. Mas como meu interesse era bloguístico fiquei só na observação, não arrisquei qualquer rodopio. No fim de semana – passamos o último feriadão em Buenos Aires – conhecemos a milonga Bien de Abajo que acontece na La Glorieta, no bairro de Belgrano.

O local, um coreto, é praticamente ao ar livre e tem entrada grátis. É só chegar e participar. Partimos para lá com um grupo de viajantes brasileiros. Foi o encontro #Vibaníadas2012. Para quem não sabe, Vibana® – Viciados em Buenos Aires Não-Anônimos – é um termo patenteado pela Mô Gribel e acabou entrando para o Dicionário da Boia.

milonga-la-glorieta-buenos-aires-pontos-turisticos-matraqueando-5

Não demorou muito – eu zanzando para um lado, o Raul fotografando para o outro… – e um senhorzinho me tirou para dançar. Eu fui, né! :mrgreen: Nunca havia bailado aquilo na vida, mas o Seu Silvio (meu xará) me puxou e mandou ver! Foi muito divertido. Até levei umas broncas dele: meu cérebro não acompanhava aquele cruce de pernas. Rá Rá Rá!

milonga-la-glorieta-buenos-aires-pontos-turisticos-matraqueando-4

A lista de milongas em Buenos Aires é interminável. Segundo a Asociación de Organizadores de Milonga são mais de 500 endereços! Este post não pretende esgotar o assunto, muito menos indicar as melhores ou as maiores. É apenas um pontapé para que você possa escolher da próxima vez a que mais combina com você.

1- Bien de Abajo – La Glorieta | Há 16 anos um grupo de aficionados por tango comanda esta milonga, uma das poucas ao ar livre e com entrada grátis. As aulas acontecem aos sábados e domingos a partir das 17h. Já a milonga começa às 20h, bem mais cedo do que as concorrentes. Entrada: grátis. Fica nas Barrancas de Belgrano, próximo ao Barrio Chino.

2- Confitería Ideal | É uma das milongas mais tradicionais de Buenos Aires. Funciona desde 1912 e foi um dos cenários do filme Evita. O ambiente faz a linha charmoso-antigo. A média de idade dos dançarinos é de… 90 anos. Amei! De terça a sábado, 22h30 a 3h. O baile é com orquestra ao vivo. Oferece aulas e matinês todos os dias. Entrada: 35 pesos. Calle Suipacha, 380 – Centro.

3- La Viruta | É tanta gente num mesmo lugar que nem dá tempo de ficar tímido. Com o lema “Entrás caminando, salís bailando”, esta milonga é das mais animadas e turísticas da cidade. Entrada: 30 pesos (inclui as aulas, a milonga e o show ao vivo). Calle Armenia, 1366 – Palermo SoHo.

4- Maldita Milonga | O ritmo tangueiro bate forte com a Orquestra Típica El Afronte.  São 11 instrumentistas, ao vivo, sempre às segundas e quartas-feiras, a partir das 22h30. Para quem quiser ensaiar uns pasitos, as aulas acontecem a partir das 21h. Entrada: 25 pesos. Calle Perú, 571 – San Telmo.

5- Salón Canning – Parakultural | O local foi fundado pela comunidade grega de Buenos Aires no início do século 20. Das que visitei foi a milonga mais avançada no quesito técnico. Os dançarinos são de intermediário para cima. As aulas – para principiantes, inclusive – acontecem de segunda a quinta, em horários variados. As milongas são às segundas, terças e sextas, a partir das 23h. Mas o bicho pega mesmo a partir da 1h da manhã! Entrada: 30 pesos. Calle Scalabrini Ortiz, 1331 – Palermo SoHo.

Dica: visite o blog Aquí me Quedo, da Gisele Teixeira. Ela sabe tuuudo de milongas! Acompanhe também o Buenos Aires Milongas que traz programação completa com dia e horário da maioria delas.

Posts relacionados

Buenos Aires: dicas e informações essenciais
40 sensacionais atrações grátis em Buenos Aires

Leia também

Post-índice com tudo o que já falamos de Buenos Aires

Fotos: Raul Mattar

———————–

Siga o Matraqueando no Twitter | @matraqueando

Curta nossa página no Facebook | Matraqueando

Assine nossa Newsletter | Matraca News por e-mail

banner-venda-buenos-aires



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


33 Comentários

  1. Muito bacana, Silvia, gostei! As fotos estão uma delícia, parabéns ao Raul também 🙂

    responder
  2. Gosto do show da Torquato Tasso, no San Telmo.

    responder
  3. Claudia

    Que show Silvinha….
    Adoreiiii ver vc bailando….hehehe….
    Beiijnho
    Clau

    responder
  4. Joana Melo

    Olá!
    Adorei encontrar seu blog. Vou para Buenso Aires dia 16 de maio. Ficarei no hotel Mine (Palermo). O la Viruta fica muito longe? Beijos!

    responder
  5. Voce arrasou, no post e no tango. Que fotos lindas!
    Nem cheguei em casa ainda e já estou com saudades da Vibaníades2012. Bjs

    responder
  6. Sylvia

    Silvia, quando chegamos na Glorieta tu já estavas na pista e confesso que fiquei boquiaberta com teu desempenho tangueiro !

    responder
  7. Gostei do post… estivemos em BA, agora em maio, e optamos por não ir a um show de tango… mas uma milonga dessas teria sido uma ótima opção…
    http://nossosroteirosdeviagens.blogspot.com.br/

    responder
  8. Sílvia, que legal esse roteiro das milongas! Acho que o tango é um ritmo delicioso, tenho a maior vontade de parender a dançar, mas sou uma negação pra dançar a dois, piso no pé do meu parceiro direto, rsrsrsrs! Um beijão! Estava com saudades de passar por aqui!

    responder
    • Eu adoro dançar, Kátia! Fui bailarina clássica muuuitos anos. Gosto de forró, salsa, bolero, mas tango foi a primeira vez que eu me arrisquei! Bjs!

      responder
  9. Oi, Silvia. Tudo bem?

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Beijos,
    Bóia Paulista

    responder
  10. Sivlia, quem diria milongueira de carteirinha 😉 Adorei ver você bailando lindamente no coreto !

    responder
  11. Rafaela Maia

    Oi gente.
    Gostaria que vocês me recomendassem um bom guia turistico com frases e lugares turisticos de Bueno Aires =)

    Muuito obrigada desde Já ;D

    responder
  12. Janaina - BH

    Ótimas dicas! Adorei.Obrigada. Janaina-BH

    responder
  13. carla

    como vc elogiou o Tango do Piazolla tango, eu queria ir mas no fim a casa estava fechada pra conserto. Como sou bailarina clássica queria seguir sua dica, mas fui obrigada a mudar e escolhi o El Querandí. Não vá pois das 3 baliarinas 2 estragam o espetáculo, parecem 2 abobrinhas, uma pena!!!
    fiquei frustrada de não assistir ao show do Piazolla….

    responder
  14. Larissa Guimarães

    Amei o show de tango, bem hollywood sim, mas adorei.
    Já a milonga…. fui no La Viruta e não gostei muito, achei muita gente, não curti a ideia, o clima. Pra mim, como se diz aqui em Aracaju, parece uma seresta que vai muito velho solteiro procurar companhia. Mas pretendi dar uma segunda chance e ir em outra numa próxima ida a BA.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Hahaha, é verdade, algumas milongas parecem mesmo baile da terceira idade, na verdade, da quarta idade, tipo 75 anos para cima! 🙂

      responder
  15. Muito boas dicas! E dicas para onde dançar tango em São Paulo, alguém tem?

    responder
  16. no te creo

    (COMENTÁRIO DELETADO PELO ADMINISTRADOR DO BLOG.)

    responder
    • Silvia Oliveira

      Olá “no te creo”! Seu comentário foi deletado porque comentários anônimos e com e-mail falso são banidos. Caso queira deixar sua opinião com nome e e-mails verdadeiros, volte a escrever!

      responder
  17. maria cristina gouvea barioni

    adorei as informações , mas necessito saber onde toca tecnotango em buenos aires ?
    obrigado cris

    responder
  18. Bárbara

    Olá, estou planejando minha primeira viagem para BA, devo ficar hospedada em Palermo Soho. talvez faça esta viagem sozinha. Acha perigoso?

    responder
  19. Vanessa

    Olá! Li várias dicas aqui do blog e elas foram muito válidas. Porém esta, infelizmente, foi uma noite perdida. Fomos na Maldita Milonga, e o que vimos foram turistas, os professores de dança e amigos dos professores. Depois da aula (bem fraquinha) os casais dançaram sim, sem banda porque a orquestra atrasou mais de uma hora para começar. Pensei que veria típicos portenhos se divertindo, mas foi uma típica noite “pega turista”. Sem contar que não tem taxis na saida, e sim numa avenida a duas quadras dali, e não é uma região segura. Na casa, eles não pedem taxi e não tem internet. Não recomendo.

    responder
  20. Julio Avila

    Olá Silvia. Estou montando o roteiro para a 1a vez em Buenos Aires e milongas estão incluídas. Estes valores de entrada estão atualizados ou correspondem a 2012?

    responder
    • Silvia Oliveira

      Os valores são de 2012, Julio. Sugiro mandar e-mail ou ligar para saber valores atualizados. Abs!

      responder

Deixe seu Comentário






Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2019 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar