segunda-feira, 09 de abril de 2012

Casa da Li: o restaurante na Vila Madalena que guarda um pedaço da história da gente

Essa coisa de espuma de abacate, nitrogênio líquido ou caviar de sagu não me convence. São itens que devem ter lá seu valor na cozinha contemporânea ou molecular. Mas eu, particularmente, preciso de certo conforto no paladar. Ou de qualquer receita que tenha uma memória afetiva relevante na minha história.

A Casa da Li é assim. Você abre o cardápio e diz: quero tudo! A fachada vermelha é um convite ao bom apetite. Dentro, o ambiente é íntimo com doses pensadas de cor. A cozinha é quase uma extensão da sua mesa. Não há sequer vidro que separe você do território gastronômico do restaurante-rotisserie.

Conheci a Eliane André, dona e chef-cozinheira da Casa da Li, no curso Teacher & Dinner que fiz com a chef Roberta Sudbrack, no Rio de Janeiro, há dois anos. Quer dizer, eu a conheci. Mas ela nem se deu conta de que eu estava lá! Rá rá rá! Éramos um grupo grande e a Li praticamente comandou a cozinha naquele dia. Pouco tempo depois soube que ela havia aberto uma casa na Vila Madalena, em São Paulo – uma consequência natural do trabalho que a Li desenvolvia há mais de 10 anos na capital paulista . Não demorou muito para que chovessem elogios e prêmios, consagrando uma vida inteira dedicada à sua maior paixão: a cozinha.

Ao chegar fomos recebidos com torradinhas finíssimas acompanhadas com um molho-geleia de pimenta impronunciável. Um dos pratos clássicos da Casa da Li é a Porchetta (R$ 35), uma tradicional receita italiana (porco desossado, recheado e suculento) que nas mãos da Li virou obra-prima e referência na cozinha paulistana.

Eu pedi a não menos famosa Berinjela Recheada com Carne (R$ 14). Um prato que dá para duas pessoas comerem sem dó. Acompanha arroz. Tudo tem toque caseiro, cozimento demorado, fogo brando. Aquela paciência de jó que só existe no perfil dos melhores cozinheiros do mundo!

Já o Raul pediu o Brasileirinho (R$ 29,50 no fim de semana ou R$ 26,50 de terça a sexta) que tem entrada (sopa ou salada), prato principal (pernil em lascas, frango assado, massa ou uma opção vegetariana) e sobremesa. Acompanha arroz, feijão com cachaça, farofa, pastéis de queijo e vinagrete de banana. Meus sais! Tudo o que você pode imaginar de bom nesse vinagrete de banana… ele tem!

Ainda tem Bruschetta Clássica com Tomate Basílico (R$ 6), Degustação de Antepasto (R$ 9) e todas aquelas sobremesas que vão lembrar a casa da sua avó, como o melhor Pudim de Pão (R$ 8) que já provei. Se o que a Casa da Li queria era trazer um pouco da história de cada um para a biografia do restaurante… conseguiu!

SERVIÇO

Casa da Li
Local: Rua Aspicuelta, 23 | Vila Madalena | São Paulo
Tel. (11) 3871-1002
Funcionamento: Rotisserie (de segunda a sábado – 11h às 18h e domingo – 11h às 16h). Almoço: de segunda a segunda – 12h às 15h30, sábado até 17h00 e domingo até às 16h.
Como chegar: pegue o metrô (linha verde) e desça na estação Vila Madalena.  De lá ou pegue um táxi (R$ 15) ou o ônibus Parque Edu Chaves e peça para descer o mais próximo da Rua Aspicuelta.

Posts relacionados

Mocotó: estrelado restaurante nordestino com o melhor custo-benefício de São Paulo
Onde comer no bairro da Liberdade

Fotos: Raul Mattar

Share