-  Atualizado 24/08/2010

Ao chegar a Gramado…

Publicado por: Silvia Oliveira Gramado

Não, não fui direto me entupir de chocolate. Descarregamos as malas primeiro. Já eram quase três da tarde quando desembocamos na cidade. Demos a atenção necessária para Mariana – trocar fralda, esquentar papinha, fruta de sobremesa.



Encapotamos nossa pequena – estava 7 °C graus, com previsão de fazer 2 °C na madrugada – e desembestamos pela Av. Borges de Medeiros, uma mistura da chiquete Oscar Freire de São Paulo com a cheia-de-gente-descolada Vila Capivari de Campos do Jordão.

Primeira parada: chocolate quente no café/restaurante da empresa Caracol, tradicionalíssima no ramo. Pedi o Latte Submarino, uma taça de leite espumante com uma barra de chocolate preto mergulhada, por R$ 6,00. O Raul pediu o Chocolate Quente Cremoso com Chatilly. Dos deuses, parecia brigadeiro derretido. Achei mais gostoso do que o meu. A xícara saiu por R$ 7,50.

Aproveitamos para zanzar pelas lojinhas da avenida, priorizando as casas-tentação. Entramos também no Chocolate Planalto. Não tem o glamour da Caracol, mas o produto é delicioso e bem mais em conta.

Depois (tudo ali mesmo, na Av. Borges de Medeiros) entre dezenas de portinhas, você também encontra a Lugano que – como todas as outras – tem grande preocupação com a qualidade da matéria-prima e acabamento do chocolate.



Jantamos e voltamos cedo para a calefação do hotel.
Porque o fim de semana promete. Brrrrrr. Sigam-me os bons!

Fotos: Raul Mattar



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


3 comentários

  1. Patricia de Camargo
    Comentário do dia 30/5/2009 às 06:09

    Tô seguindo e espero as próximas "frias" notícias! Aqui parece que vai começar a esquentar!
    Beijos

    (Responder)

  2. Camila
    Comentário do dia 30/5/2009 às 18:37

    Meu Deus, que perdição! Tô com água na boca e sem nenhum chocolatinho por perto… 🙁

    (Responder)

  3. A DONA DO MUNDO
    Comentário do dia 30/5/2009 às 23:21

    VC JÁ REPAROU QUE TUDO MUDA DEPOIS DOS BEBÊS?
    O QUE VOCÊ FARIA, SE NÃO TIVESSE A PEQUENA PRA DAR PAPINHA, OU TROCAR A FRALDA?
    AS VEZES PENSO QUE NDA MAIS É IGUAL SEM ELES… TÁ BOM, EU CONFESSO QUE DE VEZ EM QUANDO UMA ESCAPADELA DOS PIMPOLHOS FAZ BEM, MAS Q DÁ AQUELA SAUDADE ISSO DÁ…
    FALEI DE FILHOS, PRA NEM OLHAR PROS CHOCOLATES, KKKKKK
    BEIJO

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar