-  Atualizado 04/10/2017

ClinkNOORD Hostel: novíssimo e com o melhor preço de Amsterdam

Publicado por: Silvia Oliveira Amsterdam, Hospedagem

ClinkNOORD Hostel Amsterdam building

Dos quatro destinos visitados na minha última viagem à Europa (Portugal, Holanda, República Theca e Alemanha), a cidade de Amsterdam foi a que quebrou meu limitado orçamento. Mesmo ficando em hostel (também chamado de albergue da juventude no Brasil), a hospedagem aqui foi a mais cara de todas.

Se você lembrar que eu paguei € 9 (nove!) a diária para ficar neste hostel bacanérrimo em Lisboa, vai entender por que a capital holandesa está entre as mais caras do continente. Hotéis de categoria média em Amsterdam estão em torno de € 80/90 a diária para casal. Se quiser um espaço decente para chamar de seu pense em pagar a partir de € 100 a diária para duas pessoas.

ClinkNOORD Hostel Amsterdam vista

Vista do canal a partir do meu quarto

Eis que coloco minha fórmula de pesquisa no Booking.com (procuro o menor preço com a melhor avaliação) e encontro o ClinkNOORD Hostel, inaugurado há pouco mais de um ano. A localização, que havia me deixado intrigada a princípio, foi das melhores surpresas nessa hospedagem. Sem contar o precinho camarada, levando em conta todas as outras opções que eu tinha em mãos.

Reserva | Pelo Booking.com — onde faço minhas reservas de hospedagem há anos. O sistema não cobra taxa alguma e tem cancelamento grátis para a maioria dos quartos, inclusive este.

ClinkNOORD Hostel Amsterdam recepcao

Quarto | Fiquei no quarto coletivo feminino com banheiro privativo. Você dorme no mesmo quarto com outras pessoas, mas tem um banheiro completo dentro do próprio dormitório, o que minimiza aquela sensação fim de carreira do “banheiro no corredor”. 😀 Tem um guarda-volumes pequeno. Coube a minha bagagem porque viajo somente com uma mala de mão. Mas mochilas grandes ou malas maiores ficam para fora. Leve seu cadeado. Há tomadas e entradas USB na cabeceira da cama e cada uma tem sua luz individual. Toalhas são alugadas por € 3 (preço para toda a estadia). Veja mais fotos dos quartos aqui.

Wi-fi | Gratuito. Pegou bem em todas as áreas do hostel.

ClinkNOORD Hostel Amsterdam ferry

Ferry grátis que faz a travessia 24 horas por dia

Localização | Fica do outro lado da baía de Amsterdam, a 10 minutos da estação central (Centraal Station). Isso me intrigava. Já havia lido que não era bacana se hospedar “do outro lado” pela dificuldade de transporte para lá. Mas a excelente nota dada pelos hóspedes no Booking.com demonstrava que todos tinham uma boa experiência com a localização. Pois bem, quem falou sobre essa “dificuldade” provavelmente nunca esteve aqui.

É facílimo chegar ao hostel a partir da Centraal Station (onde você desembarca vindo do aeroporto de trem, por exemplo). Da estação central você tem que pegar um ferry grátis (que funciona 24 horas por dia e sai a todo instante). A travessia dura TRÊS MINUTOS. Eu cronometrei várias vezes. Ao desembarcar do outro lado da baía você anda mais QUATRO MINUTOS e chega ao ClinkNOORD.

Resumo da ópera: você está a menos de 10 minutos da principal estação de trem de Amsterdam, conectada à rede de metrô e à estação dos ônibus que partem para cidades turísticas vizinhas como Zaanse Schans e Volendam. O ponto dos principais bondes que levam a outras regiões da cidade como a Museumplein (a praça onde estão os grandes museus) fica em frente à estação.

ClinkNOORD Hostel Amsterdam cafe da manha

matraqueando-instagram1

Check-in | Das 14h30 às 24h. Pagamento na entrada. Aceita cartões Visa e Máster.

Check-out | Das 4h às 10h. Caso você não devolva a chave eletrônica do quarto serão cobrados € 2 no cartão apresentado no check-in.

Atendimento | Solícito e simpático.

ClinkNOORD Hostel Amsterdam sala

Vantagens | Preço, infraestrutura e localização. Tem amplas áreas de convivência, biblioteca, bar que vende drinks, pizzas, sopas e snacks, além de oferecer cozinha equipada para os hóspedes. Alguns quartos têm acesso para hóspedes com mobilidade reduzida. Café da manhã é pago à parte. Por € 5,90 você tem, na verdade, quase um brunch: arroz, feijão, salada, salsicha, ovos cozidos, muitas frutas, cereais, bolos, pães, geleias, frios e bebidas quentes e frias.

ClinkNOORD Hostel Amsterdam area comum

Desvantagens | Nenhuma. Foi 100% sucesso. Mas é bom destacar que a região, à noite, é bem calma (para mim, que já sou tiazinha e odeio barulho, foi a melhor coisa da vida), com poucos restaurantes e quase nada de comércio no entorno. Para mais agito noturno procure outra opção.

Preço | Os quartos coletivos mistos (homem e mulher tudo junto e misturado) saem a partir de € 28 a diária por pessoa. Se você estiver com um grupo de amigos talvez seja uma boa. Eu viajava sozinha e fiquei no dormitório feminino por € 34 a diária. Café da manhã (completíssimo!) à parte por € 5,90. Faça sua reserva aqui. 

Posts relacionados

Zaanse Schans: como conhecer por conta própria uma típica vila holandesa com moinhos, queijos e tamancos

Keukenhof: como visitar o maior jardim de tulipas do mundo

Leia também

Holanda a € 50 por dia | Parte 1

Holanda a € 50 por dia | Parte 2

Holanda a € 50 por dia | Parte 3

Outros hotéis testados e aprovados pela Matraca

EUROPA

Lisboa | Passport Lisbon: hostel com melhor custo-benefício da cidade

Lisboa | Golden Tram 242: hostel tinindo de novo no coração da capital portuguesa

Lisboa | Lisbonaire Apartment: hospedagem novíssima, barata, bem localizada e que, ainda por cima, adora crianças

Madri | Dois hostels novos, descolados e baratim

Barcelona: três hostels bacanas, baratos e bem localizados

Paris | Ideal Hôtel Design: hospedagem com ótimo custo-benefício em Montparnasse

Paris | Smart Place: hospedagem budget a uma quadra da Gare du Nord

Porto | Eurostars Oporto: hospedagem 4 estrelas com preço incrível

Porto Lounge Hostel: hospedagem boutique boa e barata no Norte de Portugal

ESTADOS UNIDOS

Nova York | Dicas de três hotéis com ótimos preços

Orlando | Red Roof Inn International Drive: hotel bom, bonito, barato e bem localizado 

ARGENTINA

Buenos  Aires | SoHo Point: apartamento clean e design em Palermo SoHo

Como alugar apartamento de temporada em Buenos Aires

CHILE

Santiago | Opções de hospedagem boas e baratas

Atacama | Dicas de hospedagem, incluindo o primeiro apart hotel do deserto (onde eu fiquei)

BRASIL

Curitiba | Guia de hospedagem: opções para as classes alta, média e muquirana

Foz do Iguaçu | Resort: hospedagem luxo sem ir à bancarrota

Florianópolis | Ilha Norte Apart Hotel: hospedagem boa e barata em Canasvieiras

Aracaju | Celi Hotel: hospedagem 4 estrelas com ótimo preço e em frente à parai de Atalaia

Bento Gonçalves | Pousada do Chalé: hospedagem fofa e com ótimo custo-benefício

São Luís | Soft Inn: hospedagem econômica na orla

São Luís | Pousada Colonial: hospedagem no centro histórico

Caiobá-PR | SESC Caiobá: resort pela preço camarada de uma hospedagem econômica

_____________________
Disclaimer | Pagamos todas as nossas contas de viagem. Não aceitamos convites nem cortesias. Este post contém links para programas de afiliados, parceiros comerciais do blog, inseridos espontaneamente pela autora. O Matraqueando não faz post patrocinado. Por questão de transparência, comunicamos que se você optar por comprar por meio destes links nós recebemos uma pequena comissão. Assim, você ajuda  a manter o blog com dicas fresquinhas e gratuitas, além de não pagar nada mais por isso. Desde já agradeço a preferência! 😉

Fotos: Silvia Oliveira | Todos os direitos reservados. 



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


5 comentários

  1. jocelita delle
    Comentário do dia 07/9/2016 às 19:32

    Olá Silvia, estou tentando ver hostel em Barcelona, mas quando clico em Barcelona ele remete a Lisboa. ??

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Qual link remete a Lisboa, Joselita?

    (Responder)

  2. jocelita delle
    Comentário do dia 07/9/2016 às 19:34

    Estou programando uma viagem para janeiro, a mais barata na Europa. O que sugere?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Países baratos na Europa: Lisboa, Espanha, República Tcheca, Hungria. E se quiser fugir do tradicional tem ainda os países bálticos: Estônia, Lituânia… 😉

    (Responder)

  3. Ligia
    Comentário do dia 08/10/2016 às 15:06

    Silvia, tudo bem? Vou ficar hospedada lá no final de outubro. Eles aceitam pagamento em dinheiro na entrada? Sabe me dizer qual a dificuldade que eu posso encontrar em trocar dinheiro por la? Eu pretendo levar apenas euro em espécie.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Ligia! Sim, aceitam euros. Você fala de dificuldade em trocar dinheiro onde, no hotel? Ou em Amsterdam?

    (Responder)

  4. Carolina Dantas
    Comentário do dia 21/3/2017 às 23:16

    Olá Silvia tudo bem? Adorei seus comentários sobre o Hostel clinkNoord. Vou pra Amsterdã em Setembro e pretendo me hospedar lá. Porém, fiquei com uma dúvida: tem ar condicionado ou aquecedor nos quartos? Ou algum sistema de calefação? Não encontrei nenhum comentário a esse respeito e ainda não fiz reserva por este motivo. Agradeço desde já. Abraço!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Olha, agora você me pegou! Mas eu tenho quase certeza de que tem ar, sim. Peguei um calorão na cidade e me lembro de ter dormido muito tranquila. Sobre calefação deve ser a mesma coisa, Amsterdam tem inverno rigorosíssimo. Mas mande um e-mail para eles, acho mais confiável! Abs!

    (Responder)

  5. Kamila
    Comentário do dia 26/9/2017 às 00:07

    Silvia, aceitam crianças nesse Hostel?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Kamila! Na descrição do Booking diz que crianças são bem-vindas! 😉

    (Responder)

Um Trackback

  1. […] Amsterdam  | ClinkNOORD: hostel novíssimo e com o melhor preço da cidade […]

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar