quinta-feira, 04 de agosto de 2016

ClinkNOORD Hostel: novíssimo e com o melhor preço de Amsterdam

ClinkNOORD Hostel Amsterdam building

Dos quatro destinos visitados na minha última viagem à Europa (Portugal, Holanda, República Theca e Alemanha), a cidade de Amsterdam foi a que quebrou meu limitado orçamento. Mesmo ficando em hostel (também chamado de albergue da juventude no Brasil), a hospedagem aqui foi a mais cara de todas.

Se você lembrar que eu paguei € 9 (nove!) a diária para ficar neste hostel bacanérrimo em Lisboa, vai entender por que a capital holandesa está entre as mais caras do continente. Hotéis de categoria média em Amsterdam estão em torno de € 80/90 a diária para casal. Se quiser um espaço decente para chamar de seu pense em pagar a partir de € 100 a diária para duas pessoas.

ClinkNOORD Hostel Amsterdam vista

Vista do canal a partir do meu quarto

Eis que coloco minha fórmula de pesquisa no Booking.com (procuro o menor preço com a melhor avaliação) e encontro o ClinkNOORD Hostel, inaugurado há pouco mais de um ano. A localização, que havia me deixado intrigada a princípio, foi das melhores surpresas nessa hospedagem. Sem contar o precinho camarada, levando em conta todas as outras opções que eu tinha em mãos.

Reserva | Pelo Booking.com — onde faço minhas reservas de hospedagem há anos. O sistema não cobra taxa alguma e tem cancelamento grátis para a maioria dos quartos, inclusive este.

ClinkNOORD Hostel Amsterdam recepcao

Quarto | Fiquei no quarto coletivo feminino com banheiro privativo. Você dorme no mesmo quarto com outras pessoas, mas tem um banheiro completo dentro do próprio dormitório, o que minimiza aquela sensação fim de carreira do “banheiro no corredor”. 😀 Tem um guarda-volumes pequeno. Coube a minha bagagem porque viajo somente com uma mala de mão. Mas mochilas grandes ou malas maiores ficam para fora. Leve seu cadeado. Há tomadas e entradas USB na cabeceira da cama e cada uma tem sua luz individual. Toalhas são alugadas por € 3 (preço para toda a estadia). Veja mais fotos dos quartos aqui.

Wi-fi | Gratuito. Pegou bem em todas as áreas do hostel.

ClinkNOORD Hostel Amsterdam ferry

Ferry grátis que faz a travessia 24 horas por dia

Localização | Fica do outro lado da baía de Amsterdam, a 10 minutos da estação central (Centraal Station). Isso me intrigava. Já havia lido que não era bacana se hospedar “do outro lado” pela dificuldade de transporte para lá. Mas a excelente nota dada pelos hóspedes no Booking.com demonstrava que todos tinham uma boa experiência com a localização. Pois bem, quem falou sobre essa “dificuldade” provavelmente nunca esteve aqui.

É facílimo chegar ao hostel a partir da Centraal Station (onde você desembarca vindo do aeroporto de trem, por exemplo). Da estação central você tem que pegar um ferry grátis (que funciona 24 horas por dia e sai a todo instante). A travessia dura TRÊS MINUTOS. Eu cronometrei várias vezes. Ao desembarcar do outro lado da baía você anda mais QUATRO MINUTOS e chega ao ClinkNOORD.

Resumo da ópera: você está a menos de 10 minutos da principal estação de trem de Amsterdam, conectada à rede de metrô e à estação dos ônibus que partem para cidades turísticas vizinhas como Zaanse Schans e Volendam. O ponto dos principais bondes que levam a outras regiões da cidade como a Museumplein (a praça onde estão os grandes museus) fica em frente à estação.

ClinkNOORD Hostel Amsterdam cafe da manha

matraqueando-instagram1

Check-in | Das 14h30 às 24h. Pagamento na entrada. Aceita cartões Visa e Máster.

Check-out | Das 4h às 10h. Caso você não devolva a chave eletrônica do quarto serão cobrados € 2 no cartão apresentado no check-in.

Atendimento | Solícito e simpático.

ClinkNOORD Hostel Amsterdam sala

Vantagens | Preço, infraestrutura e localização. Tem amplas áreas de convivência, biblioteca, bar que vende drinks, pizzas, sopas e snacks, além de oferecer cozinha equipada para os hóspedes. Alguns quartos têm acesso para hóspedes com mobilidade reduzida. Café da manhã é pago à parte. Por € 5,90 você tem, na verdade, quase um brunch: arroz, feijão, salada, salsicha, ovos cozidos, muitas frutas, cereais, bolos, pães, geleias, frios e bebidas quentes e frias.

ClinkNOORD Hostel Amsterdam area comum

Desvantagens | Nenhuma. Foi 100% sucesso. Mas é bom destacar que a região, à noite, é bem calma (para mim, que já sou tiazinha e odeio barulho, foi a melhor coisa da vida), com poucos restaurantes e quase nada de comércio no entorno. Para mais agito noturno procure outra opção.

Preço | Os quartos coletivos mistos (homem e mulher tudo junto e misturado) saem a partir de € 28 a diária por pessoa. Se você estiver com um grupo de amigos talvez seja uma boa. Eu viajava sozinha e fiquei no dormitório feminino por € 34 a diária. Café da manhã (completíssimo!) à parte por € 5,90. Faça sua reserva aqui. 

Posts relacionados

Zaanse Schans: como conhecer por conta própria uma típica vila holandesa com moinhos, queijos e tamancos

Keukenhof: como visitar o maior jardim de tulipas do mundo

Leia também

Holanda a € 50 por dia | Parte 1

Holanda a € 50 por dia | Parte 2

Holanda a € 50 por dia | Parte 3

Outros hotéis testados e aprovados pela Matraca

EUROPA

Lisboa | Passport Lisbon: hostel com melhor custo-benefício da cidade

Lisboa | Golden Tram 242: hostel tinindo de novo no coração da capital portuguesa

Lisboa | Lisbonaire Apartment: hospedagem novíssima, barata, bem localizada e que, ainda por cima, adora crianças

Madri | Dois hostels novos, descolados e baratim

Barcelona: três hostels bacanas, baratos e bem localizados

Paris | Ideal Hôtel Design: hospedagem com ótimo custo-benefício em Montparnasse

Paris | Smart Place: hospedagem budget a uma quadra da Gare du Nord

Porto | Eurostars Oporto: hospedagem 4 estrelas com preço incrível

Porto Lounge Hostel: hospedagem boutique boa e barata no Norte de Portugal

ESTADOS UNIDOS

Nova York | Dicas de três hotéis com ótimos preços

Orlando | Red Roof Inn International Drive: hotel bom, bonito, barato e bem localizado 

ARGENTINA

Buenos  Aires | SoHo Point: apartamento clean e design em Palermo SoHo

Como alugar apartamento de temporada em Buenos Aires

CHILE

Santiago | Opções de hospedagem boas e baratas

Atacama | Dicas de hospedagem, incluindo o primeiro apart hotel do deserto (onde eu fiquei)

BRASIL

Curitiba | Guia de hospedagem: opções para as classes alta, média e muquirana

Foz do Iguaçu | Resort: hospedagem luxo sem ir à bancarrota

Florianópolis | Ilha Norte Apart Hotel: hospedagem boa e barata em Canasvieiras

Aracaju | Celi Hotel: hospedagem 4 estrelas com ótimo preço e em frente à parai de Atalaia

Bento Gonçalves | Pousada do Chalé: hospedagem fofa e com ótimo custo-benefício

São Luís | Soft Inn: hospedagem econômica na orla

São Luís | Pousada Colonial: hospedagem no centro histórico

Caiobá-PR | SESC Caiobá: resort pela preço camarada de uma hospedagem econômica

_____________________
Disclaimer | Pagamos todas as nossas contas de viagem. Não aceitamos convites nem cortesias. Este post contém links para programas de afiliados, parceiros comerciais do blog, inseridos espontaneamente pela autora. O Matraqueando não faz post patrocinado. Por questão de transparência, comunicamos que se você optar por comprar por meio destes links nós recebemos uma pequena comissão. Assim, você ajuda  a manter o blog com dicas fresquinhas e gratuitas, além de não pagar nada mais por isso. Desde já agradeço a preferência! 😉

Fotos: Silvia Oliveira | Todos os direitos reservados. 

Share