-  Atualizado 10/08/2010

O (ex) charme das comissárias de bordo

Publicado por: Silvia Oliveira Matraqueando

Meu pai ao acordar num vôo da Ibéria com destino a Madri: – Acho que vi uma alma penada!  

Meu marido, ainda sonolento: – Quanto será que ela cobra para assombrar uma casa de três cômodos? 
.
Era a aeromoça passando. Desarrumada, cara fechada, roupa amassada. Ao menor sinal de um pedido do passageiro, um grunhido. Nada de sorrisos ou gentilezas. Dá medo, pai. Você tem razão, parecem almas penadas. Não, não estamos descrevendo só as moçoilas da Ibéria, companhia estatal em que você entra aeromoça e sai comissaura, segundo minha amiga expert em aviação, Elisa Cuevas.
.
Algumas não colocam a comida de bordo sobre nossa mesinha, mas jogam o pratinho com tudo! E ai de você se pedir mais um pedaço de pão, mais um cafezinho, mais um pouquinho de água que seja.
  
Já ouvi dizer que esse processo de desencantamento da profissão está altamente vinculado à redução de custos imposta pelas companhias aéreas: uniformes que – de tão mal elaborados – ferem os olhos ou a estética e pouco treinamento motivacional.
 
Ainda assim, nem tudo está indo pelos ares. Ou nem toda empresa do ramo pensa que investir menos nas aeromoças seja vantajoso. As comissárias da – dizem – perfeita Singapore Airlines, por exemplo, são consideradas (há mais de uma década) as melhores do mundo por dois quesitos básicos: classe e simpatia. Duas características que deveriam ser inerentes a qualquer profissão, convenhamos. Mas, sobretudo, importantes quando estamos encarcerados numa poltrona da classe econômica, sobrevoando um oceano e não sabemos nadar.
 
O glamour acabou. Ser comissária de bordo nas décadas de 70 e 80 era sinônimo não só de beleza, mas de educação, amabilidade, capacidade de servir bem e até de uma certa ternura. Eram profissionais que encantavam os homens, deixavam felizes as mulheres e agradavam as crianças. Hoje, com suas devidas exceções obviamente, a maioria cumpre suas horas de vôo com um gritante mau humor. 
.
Foto: Comissárias da Singapore Airlines, consideradas as melhores do mundo. (www.singaporeair.com)  

 


Artigos Relacionados


Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


3 comentários

  1. malu bueno
    Comentário do dia 03/3/2008 às 13:10

    HAHAHAHA! Alma penada??? Que definição perfeita!

    (Responder)

  2. SÍLVIA OLIVEIRA
    Comentário do dia 03/3/2008 às 20:57

    Um amigo me escreveu e chamou as fofinhas de aero-penadas! hohohoho!

    (Responder)

  3. Silvia Oliveira
    Comentário do dia 30/4/2011 às 11:26

    Dagmara, seu comentário foi apagado porque este não é o espaço para denúncia ou acusão contra aermoças que supostamente deram em cima do seu marido. Caso queira refazer o comentário SEM mencionar o nome da “suspeita”, ele será mantido! Obrigada!

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar