-  Atualizado 13/03/2012

INHOTIM | Parte 1 – O complexo

Publicado por: Silvia Oliveira Belo Horizonte

Não tente definir o Inhotim. O instituto nasceu para ser interpretado. Não existem acepções ou significados concretos por aqui. Tudo o que você vai trazer dessa experiência será transcrito de acordo com seus interesses e expectativas pessoais.

Há quem chame o complexo de museu de arte contemporânea. Para outros, trata-se de uma criativa reserva ecológica. Seriam pavilhões distribuídos em um parque ambiental? Talvez um imenso Jardim Botânico com espécies raras e uma grande variedade de plantas tropicais. Quem sabe, um inusitado centro de inclusão e cidadania.

Antes de seguir lendo, saiba: nada do que for relatado neste microssérie, nem uma coleção inteira de fotos poderá retratar o estado de espírito do Inhotim. A única certeza: ele é único. Ideia do genial empresário Bernardo Paz, o projeto nasceu nos anos 80. Bernardo era amigão do paisagista Burle Marx que acabou dando diversas sugestões na criação dos jardins – hoje, uma concepção paisagística de proporções gigantescas na cidade de Brumadinho, a 60 quilômetros de Belo Horizonte.

Cheguei ao Inhotim com medo, confesso. Todos os caminhos remetiam à perfeita conexão entre arte e acervo botânico – dois temas que passam longe do meu universo intelectual. Estava ali movida pela curiosidade, pelo inusitado da proposta. Mais do que isso: havia escutado falar do Inhotim há pouco mais de dois anos, lendo alguma matéria num jornal de domingo.

Fiquei boquiaberta, aquilo estava no Brasil. Pesquisando mais um pouco, fiquei foi assombrada com minha incrível iNgnoranÇa: há muito tempo o Inhotim estava entre as atrações cinco estrelas do Guia Quatro Rodas.

Nota merecida para o acervo que compreende quase 500 obras contemporâneas de mais de 100 artistas de 30 diferentes nacionalidades. São esculturas, fotografia, instalações, vídeos e pinturas – tudo criteriosamente espalhado por aquilo que, para os íntimos, chama-se fazenda do Nhô Tim. Inhotim.

Fotos: Matraca’s Image Bank

Leia também:

INHOTIM | Parte 1 – O complexo
INHOTIM | Parte 2 – Jardim Botânico
INHOTIM | Parte 3 – Cidadania e educação
INHOTIM | Parte 4 – Arte contemporânea

Como chegar ao Inhotim?

———
Minha visita ao Instituto Inhotim faz parte da Expedição Brasil Express, by Matraqueando. Entenda o projeto.



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


39 Comentários

  1. Eu moro em BH e estive no Inhotim no feriado de 21 de abril e concordo COMPLETAMENTE com você: isso é mesmo no Brasil? Nenhuma foto ou texto consegue transmitir o tamanho do “museu” e de sua grandiosidade!
    Por isso mesmo, pretendo voltar lá para rodar por mais 1 dia…
    Simplesmente genial, não é mesmo?

    responder
    • Igor, dividi minha visita em uma microssérie de 4 partes, justamente porque é difícil organizar tanta informação em pouco espaço. Igual a você, também pretendo voltar lá… agora com meu marido! 🙂

      responder
  2. Alessandra

    Maravilha!!! Vamos visitar o Inhotim no dia 25 de julho. Seus relatos só reforçaram meu desejo de ir correndo pra lá…espero ansiosamente pela parte 3, que muito me interessa por causa da Bia….que espaço generoso esse matraqueando…valeu amiga!!!!

    responder
  3. Lindo post, fotos maravilhosas: me deu uma vontaaaadeee… Como faz? 😉

    responder
  4. Eba! Começou o Inhotim por aqui! 😀 Realmente é impossível definir o que sentimos por lá. O que eu falo para todos é: vá!

    Beijos!

    responder
  5. Nunca tinha ouvido falar!!! Adorei o post: e viva Inhotim 🙂 Beijocas, e bom feriadao, Angie

    responder
  6. mara sallai

    O Brasil e uma delicia!
    A gente nasce, cresce, anda, viaja, estuda, se informa, viaja mais, anda mais um pouco
    e acaba nao conhecendo tudo. Estou encantada e emocionada .Nunca tinha ouvido falar do Inhotim. Entendi porque nao e possivel uma definicao exata do que e Inhotim, E o paraiso!
    abracos

    responder
  7. Engraçado que no Salão do Automóvel de 1998, havia um monte de Ford Ka pintados de várias formas (o carro fora lançado em 1997), imitando abelhas, com “cílios” nos faróis, todos coloridos, lembrando muito esses fuscas de Inhotim. Seria coincidência?

    responder
    • Silvia Oliveira

      Sabe que não tenho a menor ideia!!! 🙄

      responder
  8. Vera Lúcia

    Realmente Inhotim é indescritível, imperdível.
    Tinha curiosidade para conhecer o complexo, mas quando li o relato da Sylvia (Travel) lá no blog Filigrana, da Majô, não pensei duas vezes, na Semana Santa fomos visitar: eu, marido e filhos.
    Gostamos muito, é muito interessante, totalmente diferente e instigante. .

    responder
    • Silvia Oliveira

      Vera, fico imensamente feliz em saber que justamente os blogs é que vêm divulgando essa jóia no interior do Brasil! 🙂

      responder
  9. Carmen

    Sua dica, Sílvia, é cultural e artísticamente interessante!!!

    Eu gosto muito da obra de Cildo Meireles. Eu vi sua exposição em o MACBA (museo em Barcelona). Adorei!!!

    responder
  10. Eymard

    Parabens pela matéria. Tambem estive em Inhotin recentemente e fiquei muito impressionado com tudo. Com a beleza do lugar; a ousadia; a limpeza; o cuidado com tudo.
    Gostei muito dos espaços dedicados a musica e a reproduçao de um coral e orquestra….enleva!!! Um dia realmente é pouco para conhecer todo o complexo como ele merece. E a comida nao fica atras. Um excelente buffet. Um lugar para ir sem pressa!!!!

    responder
  11. ótimas dicas, muito bom post!!

    responder
  12. CARMEN, EYMARD E PAULETE! Valeu, apareçam sempre! 🙂

    responder
  13. Ha! dia 28 eu to la…

    responder
  14. maria silva

    Inhotim é natureza viva com cheiro de museu

    responder
  15. Acabei de chegar de BH, passei o dia de ontem inteirinho no Inhotim e como era de se esperar, fiquei fascinada! Pelas obras, pela iniciativa, pelo espaço, pela integração da natureza e as obras de arte… Incrível!
    Ah! E lembrei muito de você, pois almocei na omeleteria! Ótimo! Na verdade unimos o útil ao agradável, ficamos preocupados em demorar no almoço e não conseguir ver tudo – hehe!
    Valeu pelas dicas, como sempre me ajudaram muito!

    responder
  16. Luciana

    Olá!!! Visitei seu blog, antes de ir ao Inhotim…e concordo plenamente…o INHOTIM é indescritivel….sem palavras!!! O lugar é lindo, mágico, encantador…estou divulgando entre os meus amigos, quero que eles possam compartilhar esta experiência fantástica que eu e meu marido vivenciamos no local!!!! Quero voltar lá com minha filha…em breve!

    responder
  17. Bia

    Oi Silvia,
    Gostaria de ir para lá no feriado de 15/11/11. Que pousada próxima vc recomenda como boa e com preço justo ou barato?
    bjs
    Bia

    responder
  18. sandra diniz

    Estou simplesmente encantada com tudo sobre Inhotim estarei hospedada em Belo Horizonte em julho como ir da cidade A iNHOTIM existe algum city tour ou van conhecidas
    obrigada

    responder
    • Silvia Oliveira

      Olha, não conheço uma empresa para indicar, mas sei que há várias que fazem excursões de um dia até o Inhotim. Entre em contato com o Inhotim. Talvez eles possam indicar algo nessa linha! Abs!

      responder
  19. karen

    tem dicas de pousadas bacanas e perto do parque?

    responder
  20. Josef

    Olá, tudo bem? Gostei muito do seu blog e das suas experiências em Inhotim. Sou estudante de arquitetura em São Carlos SP, e no final desse semestre vou fazer uma viagem pra Inhotim, e tbm vou fazer um seminário justamente sobre o mesmo rsrs. Eu gostaria de saber se vc poderia liberar as imagens, eu juro que nao posto em lugar algum, é que é muito difícil encontrar material sobre o assunto e aqui tem muita coisa, prometo que faço o uso das imagens e deleto depois. Aguardo resposta.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Olá, Josef!

      Por gentileza, escreva para sac (arroba) matraqueando (ponto) com (ponto) br com sua solicitação!

      Abs!

      responder
  21. Excelente série. Visite também: http://www.blogviagenspelobrasil.blogspot.com.br/2013/11/inhotim-um-lugar-magico-e-inesquecivel.html

    responder
  22. Olá Silvia,
    Inhotim é mesmo um lugar mágico. Estive por lá no finzinho de 2010 e estou louca pra voltar. Não me canso de ver as múltiplas opiniões sobre o lugar, que encanta as mais variadas pessoas. É muito bacana ver como cada um registra essa experiência incrível e aproveito para compartilhar o meu próprio olhar –
    http://odiaestabompra.com/2014/01/28/o-dia-esta-bom-pra-visitar-o-inhotim/
    Adorei a sua série de posts! Devidamente bookmarkado pra próxima viagem ao Inhotim. 🙂

    responder
  23. Antonio Nascimento

    Já visitei Inhotim por três vezes: as duas primeiras eu estava em viagem de trabalho por isso só pude ficar lá por um dia em cada uma das visitas. Insatisfeito, voltei a Inhotim pela terceira vez. Desta vez fui a passeio em compania da minha esposa Graça e minha filha Milena. Ai sim foi legal; pasamos três dias desfrutando de tudo, sem pressa. Meu comentário? Indescritível! Quer um conselho? Vá conhecer aquela maravilha sem pressa. A vida é curta pessoal…

    responder
    • Silvia Oliveira

      É isso que pretendo fazer, Antonio! Passar três dias por lá da próxima vez! 🙂

      responder

Deixe seu Comentário






Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2019 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar