terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

70 dicas de programas grátis no Chile

Publiquei essa série no Twitter há uns dois anos. Foi um sucesso. Todo mundo me pedia — e pede até hoje — para enviar o material por e-mail. É que os tuítes acabam se perdendo no bolsão da web e ninguém consegue mais encontrar as dicas.

Para não desperdiçar um serviço que me deu muuuito trabalho, resolvi colocar a série  aqui. As dicas estão exatamente como foram redatadas no Twitter – com uma ou outra atualização. Aproveitem! =)

Matraqueando Instagram

1ª dica | Iglesia de San Francisco, de 1586, no centro de Santiago. É a construção mais antiga da capital.

2ª dica | Passeio pelo Mercado Central, em Santiago. Para quem é fã de frutos do mar e mariscos que só aparecem por lá!

3ª dica | Parque de las Esculturas, às margens do Rio Mapocho, em Santiago. 30 obras de artistas chilenos.

4ª dica | Museo Chileno de Arte Precolombino, em Santiago. Visitas guiadas grátis de ter/sex, às 17h. No domingo, entrada livre.

5ª dica | Passear pelo bairro Paris-Londres, o mais charmoso da capital chilena. Ruas de pedras com mansões do século 19.

6ª dica | Passear pelo Parque Metropolitano, em Santiago. Aqui fica o Museu de História Natural – fechado, no momento – com entrada grátis aos domingos.

E-book | O Barato de Santiago  —> baixe agora mesmo o seu! :)

7ª dica | Passar o tempo no Muelle Vergara, o píer de Viña del Mar. Tem uma linda vista e é ponto de encontro.

8ª dica  | Casa Diego Rivera, em Puerto Montt. Obras de artistas chilenos e estrangeiros.

9ª dica | Conferir o agito da Playa Rosa, em Puerto Varas. Está à beira do Lago Llanquihue.

10ª dica | Centro Cultural Palacio La Moneda, com lojas de artesanato e uma filial do Torres, o café mais antigo de Santiago.

11ª dica | Iglesia Santo Domingo, em La Serena, norte do país. Estilo italiano renascentista, com torre de sinos.

12ª dica | Ruínas de Huanchaca, em Antofagasta. Antiga refinaria. É a contrução mais antiga da cidade.

13 ª dica | Observar, à noite, o céu sempre limpo e estreladíssimo de San Pedro de Atacama, desde qualquer ponto da cidade.

14ª dica | Beijar o pé da estátua do índio que fica na Plaza de Armas, em Punta Arenas. Dizem que dá sorte e felicidade! =)

15ª dica | Descansar na praia de Anakena, a mais conhecida de Rapa Nui, Ilha de Páscoa. Por ali há sete moais escavados!

16ª dica | Centro Cultural El Austral, em Valdivia. Museu com móveis do séc 19. Ao lado, está a fortaleza Torreón Los Canelos.

17ª dica | Feira livre, no bairro Rahue, em Osorno. Barraquinhas e comidinhas legais! seg/sáb 7h-19h e dom/feriados 9h-15h.

18ª dica | Reconhecer a arquitetura dos anos 20 caminhando pelo Paseo Ahumada e Paseo Huérfanos, os calçadões de Santiago.

19ª dica | O que mais tem no Chile é “Plaza de Armas”. Não perca a de Santiago, marco zero da cidade. A fofa catedral está aqui.

+ Leitor do Matraqueando tem 15% de desconto no seguro viagem da Mondial. Pegue seu cupom aqui!

20ª dica | Ir ao hermoso Barrio Concha y Toro (não confundir com a vinícola), em Santiago. Paralelepípedos e casarios coloniais.

21ª dica | Visitar o fofo Museu de Artes Visuales, em Santiago. 1500 obras de artistas contemporâneos chilenos. Grátis domingo.

22ª dica | Tirar uma foto em frente aos coloridos murais, no alto do Cerro Bellavista, em Valparaíso.

23ª dica | Aos domingos circular pela praia de Pelluco, em Puerto Montt. Balneário famoso entre os moradores da cidade.

24ª dica | Subir o Cerro Calvario, em Puerto Varas. Maravilhosa vista da cidade, com Lago Llanquihue e Vulcão Osorno de fundo.

25ª dica | Parque Vicente Pérez Rosales, em Petrohué, 1º parque nacional do Chile. Trilhas, bosques, aves e esportes radicais.

26ª dica | Passear pelo Centro Histórico de Antofagasta. Na Plaza Colón está a Torre del Reloj, imitação do Big Ben.

27ª dica | O Museu Regional da cidade de Iquique conta a importância da extração do salitre para a região. Free!

28ª dica | Praias de Arica, norte do país: El Laucho, Las Machas, La Lisera, Chinchorro e Playa Brava. Calor e águas claras.

– E-book | O Barato de Santiago  —> baixe agora mesmo o seu! :)

29ª dica | Bater perna pela avenida O’Higgins, a principal de Pucón. Burburinho e restaurantinhos legais.

30ª dica | Nas estações de metrô em Santiago há várias exposições permanentes. O projeto é chamado de Metrô Arte. ¡Disfrútalo!

31ª dica | Praia de Reñaca, em Viña del Mar. Uma alternativa mais tranquila às lotadíssimas praias urbanas da cidade.

32ª dica | Plaza Brasil, no bairro Concha y Toro, em Santiago. Abriga 22 esculturas da artista Federica Matta.

33ª dica | Visitar a Plaza Sotomayor, em Valparaíso. Abriga o charmoso prédio da Alfândega.

34ª dica | Circular pela Plaza Principal, em Puerto Octay. Tem uma igrejinha de madeira de 1911 e um antigo convento.

35ª dica | Igrejinha de San Pedro de Atacama (1641). O teto é feito de barro e palha e a parede tem quase 1 metro de largura.

36ª dica | Visitar o Pueblito de Melipulli, um povoado na Av. Costanera, Puerto Montt. Tem feira de artesanato. Diário 10h-20h.

37ª dica | Parque Florestal, em Santiago. Onde Pablo Neruda e Matilde Urrutia (La Chascona) se conheceram. Metrô: Baquedano.

38ª dica | Feria de Antiguedad La Merced, em Valparaíso. Cacarecos e coisinhas vintage.  Serve como um passeio antropológico. Todos sábádo e domingo 10h-20h.

39ª dica | Apreciar as charmosinhas casas típicas de madeira que foram declaradas Monumento Nacional, em Osorno.

40ª dica | Praia de Mejillones, uma pequena vila de pescadores, a 60 km de Antofagasta. Cheia de pelicanos e lobos-marinhos.

41ª dica | Pegar o antigo bondinho (gratuito!) que percorre em 30 minutos a fofa Calle Baquedano, o calçadão de Iquique.

42ª dica | Iglesia de San Marco, em Arica. Estilo gótico, projetada pelo francês Gustavo Eiffel. Sim, o mesmo da torre de Paris.

43ª dica | Deleitar-se com o vai e vem da Calle Caracoles, na nunca imaginada San Pedro de Atacama. Comece pela Plaza de Armas.

44ª dica | Feria de Artesanías, em Punta Arenas. Plaza de Armas, todos os dias 11h-20h. Contente-se com o imã de geladeira!

45ª dica | Percorrer as 16 igrejas declaradas Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, em Chiloé.

46ª dica | Passear pela chiquérrima Av. Isidora Goyenechea, em Santiago. Pelo menos serve para apurar o gosto! =)

+ Alugue seu carro com segurança e aproveite as estradas do Chile com mais economia

47ª dica | Observatorio Interamericano Cerro Tololo, em Vicuña, 60 km de La Serena. Reserve com antecedência.

48ª dica | Passeio descompromissado pela Plaza Prat, em Iquique. Fica em frente ao monumental Teatro Municipal.

49ª dica | Vila de Toconao, a 40 km de San Pedro de Atacama. Porque o fim do mundo tá um pouquinho pra frente de San Pedro…

50ª dica | Momento mão-de-vaca-muquirana: aproveitar as degustações gratuitas de chocolate na Ruta del Chocolate, em Valdivia.

51ª dica | Praia Cavancha, em Iquique – a preferida da “galera”. Cheia de palmeiras e grande faixa de areia.

52ª dica | El Morro de Arica, a cidade da “eterna primavera”. O morro é cartão-postal da cidade. Dá para subir a pé ou de carro.

– E-book | O Barato de Santiago  —> baixe agora mesmo o seu! :)

53ª dica | Mercado artesanal – ao lado da Iglesia Santa Cruz, também grátis – na Ilha de Páscoa. “Artesanía” típica rapa nui.

54ª dica | Catedral de Valdívia. Antes, 15 diferentes igrejas ocupraram o mesmo local – destruídas por incêndios ou tsunamis.

55ª dica | Boulervard del Parque Arauco, Santiago. Área de lazer ao ar livre que fica pinhocada de gente aos domingos!

56ª dica | Museo Histórico Nacional, Santiago. Mostra o país desde o período pre-colombiano até o golpe de 73. Gratuito domingo.

57ª dica | Museo de La Merced, em Santiago. Enorme coleção com objetos referentes à Ilha de Páscoa. Gratuito aos domingos.

58ª dica | Museo Nacional de Historia Natural, em Santiago. Não perca o enorme esqueleto de baleia na entrada. Gratis domingo. (Atualização: acho que o museu está fechado, no momento. Não consegui confirmar.)

59ª dica | Passeio Plaza de Armas, onde está a Iglesia San Vicente Ferrer, monumento histórico, em Ovalle, 90 km de La Serena.

60ª dica | Casa Incaica, do lado da Plaza de Armas, em San Pedro de Atacama. De 1540, é a construção mais antiga da cidade.

61ª dica | Museo Casa Colorada, em Santiago. Construção colonial. Mostra a evolução histórica da capital. Gratuito aos domingos.

62ª dica | Feria Persa Biobío, uma espécie de mercado de pulgas. Passeio de sáb. e dom. (10h-19h) em Santiago. Metrô: Franklin.

+ Hospedagem boa e barata no Chile

63ª dica | Museo Arqueológico, em Viña del Mar. O museu é pago, mas sua maior atração, um moai original, está do lado de fora.

64ª dica | Feira Artesanal em San Pedro de Atacama. Fica ao lado da Plaza de Armas. Oportunidade para conhecer a arte indígena.

65ª dica | Pinacoteca de la Universidad de Concepción, conhecida como Casa del Arte. Entrada e visita guiada gratuitas.

66ª dica | Apreciar a inusitada cidadezinha de Caulín, Ilha de Chiloé. Show de flamingos e cisnes de pescoço negro.

67ª dica | Tirar fotos do Vulcão Villarrica (ou de você com ele ao fundo), em Pucón. É o clássico dos clássicos na região.

68ª dica | Mercado Fluvial, em Valdivia. Leões-marinhos aparecem para abocanhar restos de peixes descartados pelos feirantes.

69ª dica |  Mirador de Rahue, em Osorno. Vista panorâmica da cidade com rio e vulcões ao fundo. O passeio é melhor se fizer sol.

70ª dica |  Museo de la Solidaridad Salvador Allende, em Santiago. Grátis aos domingos.

________________

Veja o post-índice com todos os nossos relatos sobre o Chile.

__________________

Fotos: Raul Mattar | Todos os direitos reservados.

Banner-venda-Santiago

Share