-  Atualizado 29/03/2011

Bichinho: o pedaço de chão mais inventivo de Minas

Publicado por: Silvia Oliveira Tiradentes

Oito quilômetros de terra separam Tiradentes do distrito de Vitoriano Veloso – também chamado de Bichinho, apelido carinhoso do lugar. Ao se aproximar da entrada do vilarejo, uma sequência de casa históricas – a maioria transformada em oficinas, ateliês e lojinhas ­– saúda o visitante com o mais autêntico e original artesanato popular.

Esculturas ao ar livre na Oficina de Agosto, onde tudo começou.

Bichinho se orgulha de ter uma das maiores concentrações de ateliês e artesãos do Circuito Trilha dos Inconfidentes  – um caminho turístico formado por 20 municípios mineiros. Esculturas, bordados, crochê, tear, papel machê, móveis, tapetes e uma dose espantosa de criatividade se espalham pelas ruelas de chão batido. É tudo colorido, rústico, personalizado e inventivo. Há ainda produção artesanal de doces, geléias e compotas.

Família Matraca, devidamente uniformizada, visitando o ateliê da Oficina de Agosto.

Tudo começou quando o artista plástico Toti e a irmã dele, Sonia, criaram uma oficina itinerante que acabou fixando-se em Bichinho em 1992. Nascia a empresa Oficina de Agosto   (não, não é uma ONG como muitos pensam) que acabou colocando o pequeno distrito na boca do povo. Utilizando material reciclado como madeira de demolição, Toti e outros artistas plásticos que fazem parte da sua equipe produzem esculturas, quadros e uma infinidade de objetos de decoração. O espaço, hoje, é uma espécie de ponto turístico do lugar.

O escultor Expedito à beira da estrada: obras em pedra sabão.

Na principal rua de Bichinho – que na verdade pertence ao município de Prados – está a maioria das lojinhas e artesãos. Você nem precisa se preocupar com o endereço exato. É só saber o nome do ateliê ou do artista que todo mundo vai indicar onde fica. O escultor Expedito, por exemplo, a gente encontrou à beira do caminho. Especializado em pedra sabão, passa o dia por ali construindo e vendendo suas obras.

Dona Carmem, famosa pelas colchas e almofadas com aplicação de fuxico.

Queria conhecer a loja da Carmen, especializada em fuxico – técnica artesanal que consiste em utilizar pedaço de tecidos coloridos para decorar bolsas, colchas, almofadas. Fomos buscando pelas placas na entrada das casinhas-ateliê. Mas a loja da Carmen (também conhecida como Fuxico da Carmem) se chama, na verdade, Loja Ponto e Nó… e fica nos fundos. Mas todo mundo sabe onde é. Foi um dos poucos lugares de Bichinho onde encontrei preços bem bacanas e justos.

A casinha onde fica o Mulheres da Villa vende lindo estandartes.

Depois disso, entrei e saí de várias portinhas. Você vai descobrir, definitivamente, o melhor artesanato, móveis e objetos criativos do Brasil. Mas não espere por ótimos preços só porque está num povoado perdido no mapa. Até porque Bichinho, em suas devidas circunstâncias, é mais importante do que muita capital brasileira.

Onde comprar em Bichinho | Vitoriano Veloso, MG

Bageco | Arte em Ferro (lustres, abajur, castiçais, arandelas, etc)
Rua São Bento, nº 367 | Bichinho (Vitoriano Veloso, MG)
Fone: 3353.7033 e 9955.1924
E-mail: bagecoarteferro@hotmail.com

Bichinho Pintado | Tecido pintado à mão (almofadas, aventais, jogos americanos, etc)
Rua São Bento, s/nº | Bichinho (Vitoriano Veloso, MG)
Fone: (32) 3353.7033

Cida Guimarães | Móveis e artesanato (oratórios, estandartes, bolsas, etc)
Rua: Silvério Jacques, 606 | Bichinho (Vitoriano Veloso, MG)
Fone: (32) 3353.7127
E-mail: cidaguimaraes@savassiimoveis.com.br

Expedido (escultor) | Arte em Pedra Sabão
Na Estrada para Bichinho, s/nº | Bichinho (Vitoriano Veloso, MG)
Fone: (32) 9932.8531 e 8424.1343

Fuxico da Carmen (Loja Ponto e Nó) | (bordados, almofadas, fuxicos, crochê, colchas de retalhos, etc)
Rua Moisés Pinto de Souza, nº 26 | Bichinho (Vitoriano Veloso, MG)
Fone: (32) 3353.7017
E-mail: pontoenonosfundos@hotmail.com

Mulheres da Villa | Artesanato geral (estandartes, espírito santo, colchas, vasos rústicos, etc)
Rua: Silvério Jacques, 606 | Bichinho (Vitoriano Veloso, MG)
Fone: (32) 3353.7046
E-mail: mouraivetecerqueira@gmail.com

Mobília da Corte | Móveis em Marchetaria (mesas, cadeiras, criados, armários, cômodas, tudo em estilo imperial.)
Rua: Moisés Pinto de Souza, 195 | Bichinho (Vitoriano Veloso, MG)
Fone: (32) 3353.7166
E-mail: mobiliadacorte@hotmail.com

Oficina de Agosto | Objetos de Decoração feitos com diversos materiais, como madeira de demolição
Rua São Sebastião, nº 107 | Bichinho (Vitoriano Veloso, MG)
Fone: (32) 3353.7081

Leia também:



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


20 comentários

  1. Sirlene
    Comentário do dia 21/3/2011 às 13:07

    Que lugar interessante… um ateliê a céu aberto, pelo que pude perceber. E a Família Matraca com o uniforme do matraqeuando… demais. Beijos!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Dá próxima vez eu quero me hospedar em Bichinho… é um lugar mágico. (Nossa, que brega essa coisa de “lugar mágico”…) hohohoho!

    (Responder)

  2. Marcia Cristina
    Comentário do dia 21/3/2011 às 13:31

    Eu ia ficar doidinha neste lugar, amo artesanato mineiro! Eles são os mlehores mesmo, sem dúvida. Que fofa a Mariana com a camiseta do Matraqueando. Lindos, os três! beijinhos!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Família Matraca, ativar! hohohoho!

    (Responder)

  3. Carmen
    Comentário do dia 22/3/2011 às 19:19

    Boa dica! eu não conhecia a Oficina de Agosto e os artesanos do Bichinho. Adorável lugar!!! Lindo, lindo (como a família Matraquenado)

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Brigadão, Carmen! Bjs!

    (Responder)

  4. nina
    Comentário do dia 28/9/2011 às 17:05

    aqui no bichinho tb tem o artesanato caminho de luz com belissimos artesanatos. venha conferir.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Obrigada pela dica, Nina! 😀

    (Responder)

  5. Comentário do dia 27/11/2011 às 12:53

    Bichinho tem um belo artesanato, e vários artista; no qual se destaca o meu grande amigo Expedito, escultor de pedra sabão…..

    (Responder)

  6. Cristiane Assis
    Comentário do dia 30/4/2012 às 21:24

    Que comentários legais vc fez ao nosso vilarejo,obrigado por divulgar o Bichinho, em breve inauguro Atelier da cerveja, um lugar para saborear petiscos mineiros acompanhados de um chopp gelado ou um suco feito na hora! Com este friozinho convida a tomar uma canja de galinha bem mineira ou uma feijoada..esperamos por vcs novamente aqui em Bichinho e que vc tenha mais bons comentários!! abraços e sua família é linda!!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Obrigada! 😀

    (Responder)

  7. maria josé
    Comentário do dia 17/6/2012 às 23:57

    esive no bichinho no mes de maio.infelismente nao encontrei o que eu queria.foi pena fiz uma linda viagem pela velha estrada real.valeu

    (Responder)

  8. normelia
    Comentário do dia 25/7/2012 às 16:37

    Necessito fazer contato com um artesão destes bonecos articuláveis, poderia me ajudar?
    Dos contatos acima nenhum se referiu a bonecos, fiz algun pedidos de informação po e-mail mais não me responderam.
    grata,
    normélia.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Olá, Normelia! Eu só fiz uma matéria sobre o Bichinho, não tenho contato com esse pessoal. Abs!

    (Responder)

    Resposta de João

    Oi Normélia!
    Os bonecos articulados das fotos são da Oficina da Agosto. Você pode buscar mais informações com Lili no tel: (32) 3353-7081 ou pelo site http://www.oficinadeagosto.com.br
    Um abraço!

    (Responder)

  9. Emiliana Ladeira
    Comentário do dia 26/11/2012 às 09:44

    Reportagem muito interessante. Bichinho realmente é um lugar onde a criatividade está no ar. São muitas lojas de artesanatos de espécies e materiais muito variadas, o que confere uma cor e uma diversidade magnífica ao local. Não penso que os preços são altos. Em outras cidades isso é muito mais gritante. A comunidade de Bichinho, pertence ao município de Prados, cidade de muito artesanato também, especialista em arte em madeira. Nas duas localidades, as obras são produzidas lá mesmo, o que faz o preço ser melhor do que em Tiradentes, por exemplo. Vale a pena visitar Prados e Bichinho, pois, além da beleza dos artesanatos, a culinária é excepcional. A título de curiosidade: O prefeito eleito de Prados é nascido na comunidade do Bichinho.

    (Responder)

    Resposta de Katy

    Aaaamo artesanato e, tb, sou artesã ! Rs Visitarei Tiradentes no próximo fim?de?semana e. Já sei que vou amar o lugar! Rs Bichinho, está no meu roteiro e, agradeço as dicas de, tds, aqui, especialmente, de quem fez a matéria! Here we come!? Rs

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Obrigada, Katy! 😉

    (Responder)

  10. Vera Lucia Ribeiro Greca
    Comentário do dia 06/1/2015 às 18:26

    Estive em Bichinho e adorei, visitei e comprei algumas peças na Loja da Carmem e realmente valeu a pena. Voltarei em breve. Recomendo

    (Responder)

  11. Rafael
    Comentário do dia 17/3/2015 às 13:18

    Gostaria de saber quando o atelier da cerveja estará em funcionamento, qual o endereço pois na semana santa estarei em Tiradentes. Tem alguem que possa me informar?

    (Responder)

  12. Rafael
    Comentário do dia 17/3/2015 às 13:23

    Minas……… lindaaaaa de norte a sul……amo fotografia cada lugar de tirar o fôlego . pertinho da gente ótimos para o descanso sair um pouco da cidade grande.

    (Responder)

  13. Rui Brito Chinellato
    Comentário do dia 14/4/2015 às 17:53

    Olá. Excelente reportagem! Tenho grande predileção pelas cidades históricas de Minas; ainda não conheço Tiradentes; porém eu gostaria de hospedar-me em ‘Bichinho’; há possibilidade de visitar regularmente Tiradentes da cidade de Vitoriano Veloso? Há ônibus, ou até mesmo, a possibilidade de alugar bicicletas no local? Pois não vou de carro. Abraços….

    (Responder)

  14. sandra helena
    Comentário do dia 05/5/2015 às 21:11

    gostaria de comprar artesanatos para revenda, qual a dica?
    obrigada desde já.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Entrar em contato com os ateliers. 😉

    (Responder)

  15. Daniela
    Comentário do dia 23/2/2016 às 17:15

    Silvia, a região de Bichinho realmente é muito fofa! Mas confesso que minha expectativa foi maior que a realidade… Fui no último domingo para lá e achei as lojas muito parecidas umas com as outras. Entrei em 5 ou 6 comércios e confesso que vi muito do mesmo, sabe?
    Achei que essa concorrência acabou tirando um pouco do charme do local. Não sei… talvez essa tenha sido apenas a minha impressão.
    Não almocei no Tempero da Ângela, mas estava super procurado quando passei em frente. Dica anotadíssima para uma próxima viagem!

    (Responder)

    Resposta de Fábio Francino

    Oi Daniela.. Vc tem razão, sou do Bichinho e infelizmente chegaram muitos comerciantes em Bichinho mas os mais tradicionais e conhecidos pelo mundo todo como o Toti ainda está no BichinhoMg, tem alguns novos. O artesanato é caro mas é considerado arte no mercado como as obras de alguns santeiros, sou suspeito pra falar mas ñ estou negando que tem comerciantes e nem falei que é barato. O trabalho do Toti influenciou no Brasil todo. Então é relativo dizer isto, depende do público e o que ele quer ver.

    (Responder)

  16. Patricia
    Comentário do dia 16/6/2016 às 11:43

    Oi Silvia!
    Fui a Bichinho… gostei não! Mais do mesmo… Uma dica pra quem ainda não foi: tem ônibus (poucos horários) saindo de Tiradentes. Evite ir de táxi! Te cobram os “zóios” da cara e aí vc acaba ficando frustrado porque nem é grande coisa….

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Valeu, Patricia. Obrigada pela dica! Abs!

    (Responder)

  17. Eduardo Wandenkolk
    Comentário do dia 21/7/2016 às 11:36

    Bom dia, Silvia!
    Encantei-me com seus comentários sobre o vilarejo e estou pensando em visitá-lo neste fim de semana. Mas, como o meu meio de transporte é uma motocicleta Harley Davidson, grande e pesada, gostaria de saber sobre estes oitos km que vão de Tiradentes até Bichinhos. É uma estrada de terra batida, muito buraco, cascalhada… Você poderia me passar suas impressões.
    Parabéns pelo texto.
    Abraço
    Eduardo Wandenkolk

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Eduardo! Quando fomos (há alguns anos) parecia ser uma estrada de chão “boa”, nada que traumatizasse. 😉

    (Responder)

  18. Odivaldo Luis Ducatti
    Comentário do dia 29/8/2016 às 12:04

    Goataria que me fosse informado se Bichinho MG tem fabricas de móveis de demolição para venda direta ao consumidor ?

    (Responder)

  19. Odivaldo Luis Ducatti
    Comentário do dia 29/8/2016 às 12:06

    Gostaria de ser informado se em Bichinho MG existem fábricas/ marcenarias de móveis de demolição, com venda direta ao consumidor ?

    (Responder)

  20. Andréia Matos
    Comentário do dia 21/2/2017 às 14:25

    Olá! Dá pra ir de ônibus de Tiradentes até Bichinho, queria visitar Bichinho, mas não estarei de carro. É possível?

    Amo seu blog. Obrigada!!!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Xiii, Andréia, agora você me pegou! Fiz uma busca rápida na internet e encontrei essa informações do site http://www.bichinho.net:

    Horários de ônibus:

    – 2ª, 3ª e 5ª feiras:

    Tiradentes-Bichinho: 5:50 – 07:00 – 16:15 – 17:30
    Bichinho – Tiradentes: 0615, 07:30, 17:00 e 18:00h

    – 4ª feira:

    Tiradentes-Bichinho: 5:50, 07:00, 10:30, 16:15 e 17:30h
    Bichinho – Tiradentes: 0615 – 07:30 – 11:00 – 17:00 – 18:00h

    – Sexta-feira:

    Tiradentes-Bichinho: 05:50 – 07:00 – 08:00 (vai ate Prados) – 16:15 – 17:30h
    Bichinho – Tiradentes: 06:15 – 07:30 – 12:00 – 17:00 e 18:00h

    – Sábado:

    Tiradentes-Bichinho: 07:00 e 16:00h
    Bichinho – Tiradentes: 07:30 e 17:00h

    – Domingos e feriados:

    Tiradentes-Bichinho: 08:30 e 16:00h
    Bichinho – Tiradentes: 09:00 e 17:00h

    Empresa responsável: Viação Vale de Ouro – Tel: (32) 3371-5119

    Melhor ligar na empresa para confirmar! 😉

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar