-  Atualizado 23/05/2017

O dia em que um caminhão me levou de volta ao Deserto do Atacama | Por Raul Mattar

Publicado por: Silvia Oliveira América do Sul, Atacama, Chile

Você que me acompanha já sabe: sou presidenta do fã clube da Sula Miranda, o Matraqueando é especializado em Fórmula Truck e o Raul nunca perdeu um único episódio da série Carga Pesada. (Valeu, Bino!)

Graças a esse histórico brilhante não me surpreendeu nada o convite da Ford Brasil para que participássemos da coletiva de imprensa que lançou os novos caminhões extrapesados da empresa… no Deserto do Atacama. Rá! A montadora levou mais de 40 jornalistas ao Chile, entre eles blogueiros de diversos nichos — como tecnologia, música e viagem.

Como de praxe, convoquei nosso colaborador máster, Raul Mattar — agora promovido a correspondente internacional — para fazer a cobertura do lançamento.  (Alguém, por favor, diga “menos” ao rapaz!).

Já havíamos estado no Atacama há 3 anos o que nos rendeu algumas das mais belas reportagens do Matraca News. Neste post você poderá não só conhecer os caminhões,  nossa especialidade :mrgreen: — como revisitar todos os passeios que fizemos por lá.

Nosso enviado especial conta como foi!

___________________

Texto, fotos e vídeo | Raul Mattar

Deserto Atacama Coletiva Imprensa Ford

Subi na vida. De redator (in)voluntário da Bagaça News fui alçado a correspondente internacional em apenas dois meses de trabalho… forçado. Ao ser convocado para cobrir a coletiva de imprensa que lançaria os novos caminhões extrapesados da Ford fiquei meio assim, na dúvida. O meu entendimento sobre caminhões é proporcional ao que sei sobre física quântica.

Deserto Atacama Chile - Valle

Deserto Atacama Chile - Valle de la Luna

Mas a Matraca explicou: trata-se de uma estratégia da Ford. Eles não querem tão somente especialistas, mas blogueiros referências em seus respectivos nichos repassando suas impressões, tipo momento-marisa… um relato de leitor para leitor. (As mídias sociais têm dessas coisas, razões que a própria razão desconhece!)

Deserto Atacama San pedro de Atacama como chegar

Eu já havia visitado a região. Há 3 anos destrinchamos Santiago e o Atacama, até hoje uma das séries mais acessadas do Matraqueando (dados da redação). A porta de entrada para o deserto é a cidade de San Pedro de Atacama, um vilarejo feito com casas de barro e seus telhados de palha. Apesar de estar localizada no deserto mais árido do mundo não dá para dizer que não chove nunca. Recentemente nevou na cidade e no ano passado uma tormenta causou estragos na região.

– Como chegar a San Pedro de Atacama, no Chile

E-book | O Barato de Santiago | Baixe agora mesmo o seu!

Deserto Atacama Caminhoes valles

Deserto Atacama Chile - Salar Flamingos

Todo e qualquer tour que você faça por aqui vai resultar em um “óóóóhhh”. As paisagens são lunares, você está cercado por vulcões — ativos — e os passeios, alguns chegam a mais de 4 mil metros de altitude, são insólitos de tão extraordinários. Mas desbravar a região tem seu preço: a pele resseca, os lábios racham, os olhos ficam secos e a garganta coça.

Faz muito calor durante o dia e muito frio durante à noite. No inverno, as temperaturas caem facilmente a abaixo de zero. Você tem que estar prevenido e levar como kit-básico um protetor solar, hidratante labial e colírio que imita lágrima.

– Manual de sobrevivência: o que levar ao Atacama?

– E-book | O Barato de Santiago | Baixe agora mesmo o seu!

Deserto do Atacama Chile

Toda essa introdução para dizer que não à toa a Ford escolheu esse destino, em meio à Cordilheira dos Andes, para ser o cenário de lançamento dos novos caminhões extrapesados, o Cargo 2042 e o Cargo 2842. Trata-se de um projeto global da marca desenvolvido em parceria entre o Brasil e a Europa. A ideia era repassar essa noção de robustez e resistência proposta pela marca.

Deserto Atacama Chile - Tres Marias

– A paisagem extraterrestre do Valle de la Luna 

– E-book | O Barato de Santiago | Baixe agora mesmo o seu!

Para deixar a experiência mais autêntica todos os jornalistas e blogueiros que participavam da coletiva de imprensa foram convidados a fazer um teste-drive com os novos caminhões. (Obviamente a maioria não pegou na boleia, só os que eram habilitados a dirigir caminhões — sim, havia alguns! —  o resto foi de de co-piloto.)

Deserto Atacama Caminhoes Ford Comboio

Deserto Atacama Chile - Salar Atacama

Deserto Atacama Chile - Salar

Saímos em comboio em direção ao Salar do Atacama, o segundo maior deserto de sal do mundo. (O primeiro fica em Uyuni na Bolívia. Nosso amigo blogueiro Tiago dos Reis, do Rotas Capixabas  esteve no Salar de Uyuni  e conta tudo – com fotos sensacionais – neste post aqui).

Deserto Atacama Caminhoes Ford Comboio Chile

Um dado que me impressionou bastante foi que este segmento de caminhões é o que mais cresce no mercado brasileiro de veículos pesados. As grandes obras de infraestrutura e o próprio setor agrícola demandam cada vez mais caminhões com este peso e motorização. Os extrapesados chegaram a movimentar no ano passado a bagatela de R$ 10,8 bilhões! B-i-l-h-õ-e-s, minha gente!

Deserto Atacama Caminhoes Ford Geral

Deserto Atacama Caminhoes Ford Chile

– Conheça o Salar de Tara, o passeio mais completo do Atacama 

– E-book | O Barato de Santiago | Baixe agora mesmo o seu!

Trocando em miúdos, os novos caminhões extrapesados da Ford são para rotas rodoviárias de longa distância com baixo custo operacional (consome menos combustível) e de manutenção, o que favorece a alta produtividade.  A cabine é praticamente toda automática, por dentro parece até o interior de um carro.

Achei o volante pequeno – levando em consideração a estrutura potente do veículo. Não desmerecendo meus amigos caminhoneiros, mas é tanta tecnologia que até a Matraca conseguiria dar partida. (Ou não. Posso estar superestimando a moça.) 😀

Deserto Atacama Caminhoes Ford Painel

Deserto Atacama Caminhoes Ford Extrapesado cargos

Deserto Atacama Chile - Vulcao

Ao contrário da minha última viagem ao Atacama, dessa vez fiquei apenas dois dias. Sempre quis voltar, mas não esperava que em tão pouco tempo estaria pisando de novo em solo atacamenho. Foi ótimo revisitar San Pedro com calma (sim, apesar de ter sido pouco tempo, agora não havia a “obrigação” de fazer todos os tours). Se bem que se eu pudesse, teria ido novamente as Lagunas Altiplânicas  (meu passeio preferido lá).  Para finalizar fique com esse videozinho com a nossa experiência!

Texto, fotos e vídeo: Raul Mattar | Siga no instagram: @raulmattar
____________________

O Raul participou da coletiva de imprensa a convite da Ford Brasil.
____________________

Leia também:

Salão do Automóvel de Buenos Aires | Por Raul Mattar

Templo Budista de Foz do Iguaçu | Por Raul Mattar

Nota | Você sabe, mas não custa lembrar: o Matraqueando não aceita convites nem participa de viagens patrocinadas para divulgar destinos, hotéis ou companhias aéreas. Toda informação que você encontra aqui para planejar sua viagem é isenta e resultado da nossa visão como turista comum sem intervenção comercial de ninguém.

Banner Guia Santiago 2013



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


5 comentários

  1. Comentário do dia 11/9/2013 às 17:37

    Pô, Raul! Só faltou as fotos das hermanas chilenas pra gente comparar com as argentinas… eheheh
    Curtindo muito os relatos do Raul, Silvia. Você fez uma ótima aquisição! Eu, se fosse ele, já pensaria em pedir um aumento salarial. :-)))
    E, claro, brigadão pela menção ao Rotas aí. É muita honra prum blogueiro só!

    (Responder)

    Resposta de Raul Mattar

    Tiago, eu tenho fotos das hermanas chilenas, mas… foram removidas pela editora chefe do matraqueando, a dona bagaça aqui. Mas garanto que segue o padrão das argentinas. 🙂
    Valeu!!!

    (Responder)

  2. Comentário do dia 11/9/2013 às 18:56

    Eu também gosto dos relatos do Raul, acho que a Matraca tinha que explorar mais o lado redator dele! 🙂 Já as fotos, sem comentários, maravilhosas!

    (Responder)

    Resposta de Raul Mattar

    Patricia, brigadão!!!

    (Responder)

  3. Nair
    Comentário do dia 12/9/2013 às 09:11

    Raul parabéns pela edição do filme, adorei. Tá ai um super incremento heim Silvinha? Até no blog “mulherzinha”, quem sabe montando as coisinhas… ou mostrando algum canto inusitado de viagem? kkk… Olha eu mandando mais trabalhado pros Matracas chefe!!! rsrs… sou fã de vocês. beijos e saudades!

    (Responder)

    Resposta de Sílvia Oliveira

    Nair… meu sonho de consumo hoje em dia no Matraqueando seria fazer vídeos decentes e criativos sobre os lugares que visitamos. Não encontrei ainda uma logística para isso (ou você fotografa ou você filma). Sim, e no brogue-mulherzinha seria genial… tipassim, os “passo a passo” de como fazer as coisas! Ainda chego lá! 🙂

    (Responder)

    Resposta de Raul Mattar

    Nair, não fica dando ideia… rsrsrs… depois sobra pra mim. Brigadão menina!!! 🙂

    (Responder)

  4. Surama R.Ferreira
    Comentário do dia 24/9/2013 às 23:25

    Olá Sílvia e Raul. Fui com uma amiga a San Pedro do Atacama e adoramos, a paisagem é indescritível, não? Usamos várias dicas que vocês deram, e nos foram muito válidas. Infelizmente, a viagem só não foi perfeita por causa do péssimo atendimento da agência Turistour, que foi nossa operadora no Chile. As atendentes totalmente mal educadas, inflexíveis e impacientes quando questionamos a troca do dia de um passeio por outro que nos interessava mais. Fizemos o passeio ao Salar de Tara pela agência Cumbre 600, e fomos muito bem orientadas e atendidas pela dona Rosana. Peço para alertar os futuros visitantes do Deserto do Atacama para que contratem outra empresa que não seja a Turistour, que por ser a maior da América Latina, não está nem aí pro consumidor,e nem tentar entender português, eles fazem; só não foi pior porque falo espanhol. Parabéns pelo blog e abraços.

    (Responder)

  5. Larissa
    Comentário do dia 05/5/2014 às 01:18

    Silvia, sigo seu blog há tempos e adoro suas dicas! Fui duas vezes para o Chile: em 09/2011 e 09/2013, na primeira vez fomos para Santiago e Pucon, mas tive que voltar ano passado para conhecer o deserto do Atacama, pois seu blog me deixou impressionada! Reservei o Parina Atacama e gostei muito, apenas os passeios fizemos com outra empresa, Corvatch, que tinha melhores valores e fomos muito bem atendidos.
    Obrigada pelas dicas e continue com seu blog, sempre que posso, venho ver as novidades para programar a próxima viagem!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Que legal, Larissa! 😉

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar