-  Atualizado 08/01/2012

Óóó, Minas Gerais!

Publicado por: Silvia Oliveira Minas Gerais

Minas é o estado brasileiro de ser. Diga, onde mais poderia ter nascido o pão de queijo, o Milton Nascimento, a pedra sabão e os doisdêdiprósa? Certo, talvez seja o único lugar do mundo onde o logo ali signifique uma distância de 130 quilômetros! Mas isso deve ser uma característica genética da região: falta de ligeireza sem afobação. Não confunda com a adorável fleuma baiana. Os nativos que aqui gorjeiam não gorjeiam como lá.

Quévê? O sotaque mineiro é o único dialeto do Brasil reconhecido pelo MatracaHouaiss. Somente na nação do cadim – cuja capital é Belzonte – é possível escutar um fofo Gós muuit d’ocê! É o jeito afável do mineiro, por exemplo, que faz das refeições uma cerimônia cercada de protocolos: prato principal e seus 246 acompanhamentos. Uma cachacim pra rematá!

Peça uma porção e receba um banquete. Minas Gerais nunca poderia ter inventado o simples sanduíche de mortadela. No máximo, um pão de queijo com linguiça. Iguaria, aliás, que nunca entrou na categoria sanduba e foi direto para o rol de Patrimônio Imaterial da Humanidade no concurso particular do Matraca News. Cadiquê? É aquele tipo de comidinha que você degusta só aqui e de joelhos.

Você sabe que está em Minas quando desconhecidos soltam um bááá tarrrde pra lá de íntimo ou quando (não) demora três minutos para atravessar uma cidade inteira. Para traçar uma conversação troque as vogais (minino, tumati, tiatro) e inclua dois trem bão e um poquim de ééé messsss… Você tá em casa! Qual outro estado brasileiro (de ser, repito!) reúne no próprio território o maior conjunto arquitetônico barroco do país de um lado e o mais alto grau da arte contemporânea do outro? Defeitos? Minas não tem mar, diria você. Óiaqui, prestenção… azar do mar que não tem Minas Gerais. Uai.

Fotos: Raul Mattar


Artigos Relacionados


Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


27 Comentários

  1. Adoro Minas! Estou louca para voltar! 😉 Adoro aqueles barzinhos da cidade de Belo Horizonte, principalmente o Soho.

    responder
  2. Eu já estava ansiosíssima esperando por esta série de posts sobre Minas. Mas este texto superou todas as minhas expectativas: uma djilícia! Tão gostoso como Minas! De onde tenho muitas saudades…
    Mais, mais, mais…. 😉

    responder
  3. Uau, que texto, e vc tem toda razão, azar do mar que não tem Minas!
    beijos

    responder
  4. Merél

    Que coisa mais linda, o post e o texto. Fui transportada para lá! E olha que pouco conheço 🙂

    Essa foto das compotas está incrível, eu colocaria até de background do computador 🙂

    responder
  5. João Paulo

    Que delícia de texto.

    É muito interessante ver esse “olhar estrangeiro” de Minas, espero que você tenha gostado da estadia em nosso estado.

    responder
  6. Concordo com o João Paulo! Ver nosso estado pela lente dos outros é muito interessante. Estou super ansiosa pelo que vem por aí! 😉

    Beijos!

    responder
  7. Marcia Cristina

    Mas nem começou direito e isso aqui já tádimaisdebomdaconta, sô! 😀

    responder
  8. Hahahaha. Que divertido… é bem assim mesmo. pelo menos eu que sou paulista também tenho essa visão alegre do estado de Minas. “O estado brasileiro de ser”. Perfeito!

    responder
  9. Fernanda Marques

    Nossinhora!!! Estou emocionada demais da conta, sô! Ver nossa Minas Gerais descrita por uma pessoa tão competente como você Silvia, está sendo um trem bão demais! E como já falaram, é interessante ver Minas pelos olhos do turista… Espero que você tenha sido feliz por aqui!

    responder
  10. Marisa

    Silvia!!! Este post ficou bonito dimaisdaconta. Como boa mineira que sou, me junto a Fernada para dizer que fiquei emocionada e agradecer o texto lindo e delicado sobre as delícias de Minas!!!
    Esta é uma das razões porque gosto do seu blog, você tem a capacida de apreender o mais belo de cada lugar que descreve…E faz todo mundo ter vontade de ir ver os lugares com seus olhos!!!
    .humm…vontade de comer pão de queijo com linguiça!!!! hehehe

    responder
  11. Ai, ai, ai… Minas preenche. O coração sossega. Voltei de lá não só feliz, mas realizada! 🙂

    responder
  12. Chegando no Lago de Furnas você pode ler a seguinte placa – “Bem vindo ao Mar de Minas” (cidades – Formiga, Capitólio, etc)….tem “praia” e até um farol! (http://globominas.globo.com/GloboMinas/Entretenimento/TerraDeMinas/0,,MUL284656-9593,00.html)

    responder
  13. Eu tambem estava ansiosa por este post! As fotos são maravailhosas! Estou adorando! beijos

    Pati

    http://coisasdemae.wordpress.com

    responder
  14. Tiago Lafel

    A mais bela crônica que já vi sobre meu estado… Parabéns!

    responder
  15. Adorei o texto. Também amo Minas Gerais.

    responder
  16. Até que enfim, Silvia!!! Acho que nunca aguardei tanto por um post seu… rs
    E como não poderia deixar de ser, ele veio para superar nossas expectativas. Me deu um orgulho danado de ter nascido mineiro!
    Que venham os próximos!

    responder
  17. Sandra Jorge

    Olá Silvia!
    Que alegria ler seu texto. Me deu um sensação tão boa, orgulho de ser mineira.
    Fico feliz por você ter gostado do passeio.
    As fotos estão lindas.

    responder
  18. Adorei, Sílvia! Como nativo, posso te dar diploma em mineirês!

    responder
    • Oi Daniel! Achei bem legal a iniciativa do seu blog. Mas não consigo comentar lá, você tem que adicionar a opção NOME/URL na caixa de comentários. Nas outras eu não me encaixo e, portanto, não consigo me registrar. Boa sorte no novo “empreendimento”!

      responder
      • Ei, Sílvia! Obrigado pelas dicas. Ainda estou completamente engatinhando nessa história de blog. Pra te falar a verdade, eu nem sei como fazer isso que você sugeriu. Eu percebi mesmo que os comentários não estão ativos, mas aparentemente, de acordo com as configurações do blogger, está tudo ok. Mas vou tentando ainda.
        Obrigado novamente!

        responder
  19. Kamila

    Sílvia,
    este seu texto é lindo ! Sou mineira e fiquei emocionada!!!
    Estou de malas prontas para Tiradentes na Semana Santa…qual seriam suas sugestões de hopedagem?
    Tá craque no mineirês!!!

    responder
    • Silvia Oliveira

      Brigadão, Kamila! Há várias sugestões de hospedagem, para todos os gostos e bolsos. Eu, muquirana, fiquei em uma bem econômica e simples (fui num feriado e então estava tudo caríssimo, optei pela mais barata e com indicação no guia 4 rodas) e gostei muito: Pousada 21 de abril – http://www.pousada21deabril.com.br
      Mas se eu pudesse pagar um pouco mais ficaria na Pousada do Largo – http://www.pousadadolargo.com.br/

      responder
  20. Eduardo

    Silvia, somente uma pessoa com sensibilidade ímpar poderia descrever tão bem o sentimento mineiro. Tenho muito orgulho do meu estado e de poder compartilhar a nossa alma com os visitantes!
    Ah, a “igreja dos negros” não dispensa guia. Pode-se ver no seu interior detalhes imperceptíveis à primeira vista. Tem elementos do candomblé e, dizem, que depois da missa os negros fechavam as portas e a “macumba corria solta”.
    Abraços.

    responder
  21. Eduardo

    Visite também Sabará, é ótima!

    responder
  22. Andreia

    Ahhhh como é bom viver em Minas… Aliás, o trem bão danado, sô… Orgulho ferrenho de ter nascido e viver nesta terra linda!!!

    responder

Deixe seu Comentário






Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2019 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar