-  Atualizado 15/06/2015

Barcelona | Palau de la Música Catalana: a única sala de concertos modernista Patrimônio da Humanidade

Publicado por: Silvia Oliveira Matraqueando

Palau Musica Catalana concertos

Se existisse uma escala de penalização quando deixamos de conhecer um determinado atrativo eu estaria condenada à prisão perpétua. Colocar o Palau de la Música Catalana de lado numa visita a Barcelona é quase crime hediondo. Prova disso é que essa majestosa obra inaugurada em 1908 se converteu na única sala de concertos modernista declarada Patrimônio da Humanidade.

Palau Musica Catalana entrada

Tive que ir uma dezena de vezes à capital da Catalunha para dar uma chance ao incrível e delirante projeto do arquiteto modernista Lluís Domènech i Montaner, o mesmo que concebeu o primoroso Hospital de la Santa Creu i Saint Pau, do qual eu já falei aqui.

Palau Musica Catalana mosaico

Não é mesmo muito fácil ir além de Gaudí. O pai da Sagrada Família está para Barcelona assim como Niemeyer está para Brasília. Você sempre vai topar com alguma obra dele por onde quer que vá. Estando aqui, respirar Antoní Gaudí é atávico e viciante.

Palau Musica Catalana  sala de concertos teto

Mas ao ser convocado para criar uma das principais salas de concertos da Europa, Domènech i Montaner reuniu diversos colaboradores para executar vitrais, mosaicos e esculturas. A obra é quase um surto psicótico, aquele frenesi avassalador típico do modernismo catalão.

O desafio começa na própria localização do edifício, espremido no bairro de Sant Pere, Santa Caterina i La Ribera — próximo ao Bairro Gótico. Eu mesma, com minha maquinha tômatica, não consegui encontrar o melhor ângulo para fotografar a fachada, pressionada entre duas ruas estreitas.

Palau Musica Catalana  sala de concertos

Por outro lado, o interior do prédio é daqueles de dar torcicolo. Do piso ao teto só inovação e criatividade, um processo inventivo alucinante. Paredes e colunas cravejadas de mosaicos coloridos (os famosos trencadíes, típicos do modernismo catalão) e vitrais com flores e referências bucólicas.

Matraqueando Instagram

Palau Musica Catalana vitrais

Para conhecer o Palau de la Música Catalana é necessário fazer a visita guiada (não existe visita livre). E não poderia ser de outra forma, são tantos detalhes e minúcias que só mesmo um especialista para dar conta de todos os pormenores do prédio e da obra proposta por Domènech i Montaner.

Palau Musica Catalana vitrais 2

A sala tem uma das melhores acústicas do mundo. Alguns dos maiores maestros de todos os tempos como Strauss e Stravinski deixaram sua marca aqui. Até a Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás (sim, o nosso Goiás!) e brasileiros como Marisa Monte, Toquinho, Adriana Calcanhoto e Gilberto Gil (que inclusive aparece no vídeo de introdução do tour) já se apresentaram no Palau.

Palau Musica Catalana arquitetura

A guia que nos acompanha explica que alguns elementos arquitetônicos e decorativos de caráter modernista ganham algo do — juro! — barroco. Ao passar pelo vestíbulo, na entrada antiga do prédio, uma enorme escada toda trabalhada em pedra leva até o primeiro piso.

Palau Musica Catalana  salao

O momento sensação da visita é justamente a sala de concertos. Não saberia descrever muito bem do ponto de vista técnico e artístico. São tantos detalhes, tudo junto e misturado, que você não sabe para onde olha ou mira a máquina fotográfica. Você só sabe que gosta.

Palau Musica Catalana  lustre

Palau Musica Catalana lustre central

Palau Musica Catalana  claraboia detalhe

E a grandeza do projeto reside justamente aí, na capacidade incrível de Lluís Domènech i Montaner de elaborar algo tão suntuoso sem cair na ostentação ou deixar aquilo parecido com os desenhos de arte da minha sobrinha de dois anos.

São vitrais saindo do chão, rosas esculpidas no teto e — a estrela da casa — uma gigante claraboia toda trabalhada em vidro de quase uma tonelada, obra de Antoni Rigalt i Blanch.

Palau Musica Catalana arquitetura deusas

O fundo do palco está adornado por 18 esculturas lindíssimas de mulheres que fazem referência ao mundo da música clássica e popular. O busto é feito em relevo como se estivesse saindo da parede e o corpo, a partir da cintura, é todo em mosaico. Cada musa leva um instrumento musical diferente e sobre elas fica o grande órgão do recinto.

A programação é intensa o ano todo. Confira aqui a agenda e programe-se para, além da visita, assistir a algum concerto ou espetáculo de flamenco (sim, há vários). As apresentações custam a partir de € 20.

SERVIÇO

Palau de la Música Catalana

Local: Palau de la Música, 4-6. Metrô Urquinaona (L1 e L4). Fica próximo ao Bairro Gótico.

Horário: todos os dias, 10h às 15h30. Semana Santa e mês de julho, 10h às 18h. Agosto, 9h às 20h.

Entrada: € 18. Crianças até 10 anos não pagam. A visita é obrigatoriamente guiada e é oferecida a cada 30 minutos em cinco idiomas: catalão, espanhol, francês, inglês e italiano. Veja aqui os horários de cada um. O tour dura em torno de uma hora. Não há guarda-volume. Tem cafeteria e livraria com acesso livre mesmo para quem não  vai fazer a visita guiada.

Posts relacionados

Hospital de la Santa Creu i Sant Pau: o atrativo modernista da vez em Barcelona

Europa Barata: Barcelona pela primeira vez

Leia também

Trem-bala entre Madri e Barcelona: a experiência de viajar a 300 km por hora

Barcelona: três hostels bacanas, baratos e bem localizados

Barcelona combina com

Madri

Lisboa

__________________

Fotos: Sílvia Oliveira



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


2 comentários

  1. Comentário do dia 04/6/2015 às 01:42

    Adoro vitrais, mas essa claraboia… realmente, deve dar torcicolo. Acho que eu ficaria hipnotizada nesse lugar.

    (Responder)

  2. Comentário do dia 06/7/2015 às 03:57

    Deixar um lugar como esse fora do roteiro é um pecado.

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar