-  Atualizado 08/02/2017

Mercado Ver-o-Peso, Belém: turismo de experiência

Publicado por: Silvia Oliveira Belém

Mercado Ver o Peso Belem 11

Mercados populares com pedigree costumam ser uma mistura emblemática de antropologia, gastronomia e linhagem familiar. O Ver-o-Peso não foge à tradição. Além de ponto turístico de Belém, a feira é uma alegórica representação cultural da cidade.

Mercado Ver o Peso Belem 13

Mercado Ver o Peso Belem 20

Fica às margens da baía do Guajará. Falamos de uma gigante feira ao ar livre — considerada a maior da América Latina. O local reúne toda a sorte de paladares paraenses. São centenas de barracas. Você vai encontrar todos os ingredientes necessários para preparar seu tacacá, açaí ou pato no tucupi.

Mercado Ver o Peso Belem 18

Mercado Ver o Peso Belem 16

Matraqueando Instagram

O mercado Ver-o-Peso abastece a cidade e região. Além de frutas típicas (ou exóticas para uma jacu como eu) há uma infinidade de peixes amazônicos, temperos, ervas medicinais e as famosas garrafadas. Sabe aqueles vidrinhos com poções mágicas que prometem desde acabar com mau olhado, espinhela caída a até trazer o amado em três dias? Zifio, dá para encher a mala.

Mercado Ver o Peso Belem 22

Mercado Ver o Peso Belem Castanhas 05

O nome do local tem uma origem curiosa. Quando foi inaugurado, no início do século 17, o mercado era uma espécie de entreposto fiscal. Ali faziam a verificação do peso exato das mercadorias para obter o valor dos impostos repassados à coroa portuguesa. Daí ficou… Ver-o-Peso. :mrgreen:

Mercado Ver o Peso Belem 04

Mercado Ver o Peso Belem 07

É o tipo de lugar onde o detalhe converte o todo. Cada barraca, um flash! O amarelo do tucupi. O rosadinho do camarão. O verde forte do jambu. O marrom rústico da castanha. O colorido das garrafinhas.

Mercado Ver o Peso Belem 08

Mercado Ver o Peso Belem 09

A movimentação no mercado Ver-o-Peso começa na madrugada — especificamente às 3h30 — junto com a Feira do Açaí, (outro passeio respeitável de Belém e ú.n.i.c.o. no Brasil. Veja nosso relato aqui). Com as toneladas da frutinha chegam os pescadores descarregando quilos e quilos de tucunaré, pirarucu, filhote, entre outros tipos de peixes.

Mercado Ver o Peso Belem 12

O pirarucu, por exemplo, é um dos maiores peixes de água doce. No mercado Ver-o-Peso é fácil ver o Pirarucu vendido em mantas secas e salgadas. De tão saboroso também ficou conhecido como o Bacalhau da Amazônia.

Mercado Ver o Peso Belem 14

Mercado Ver o Peso Belem 19

A construção do Ver-o-Peso que marca o imaginário do turista é o Mercado de Ferro. Com estrutura metálica e torres azuis, o prédio foi todo forjado em Londres e Nova York, depois transportado e montado no local. Século 19, Ciclo da Borracha. Explica? Aqueles delírios psico-espirituais dos tempos áureos do tem-dinheiro-sobrando-então-vamu-gastá! No interior são mais de 60 boxes que comercializam peixes, camarões e caranguejos.

Mercado Ver o Peso Belem 01

Juntamente com o Mercado do Ferro, outras construções históricas como o Mercado da Carne, a Praça do Relógio (ali pertinho) e a própria Feira do Açaí formam um conjunto de inestimável valor, tanto que toda a área foi tombada pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional) em 1997.

Mercado Ver o Peso Belem 03

Mercado Ver o Peso Belem 02

Mas o Ver-o-Peso não é só pavê, não. É pacumê, também! Várias barracas oferecem açaí, peixinho frito na hora, tapioca, maniçoba e pratos à base de tucupi. É o passeio redondo: você desvenda uma cultura, prova o melhor da  comida regional e ainda leva para casa a experiência pessoal que nenhum livro de história poderá contar.

SERVIÇO

Mercado Ver-o-Peso

Local: Boulevard Castilho França, s/n. Cidade Velha

Horário: o mercado de peixe funciona das 6h às 14h e a feira livre no lado de fora, o dia todo.

Dica: o Ver-o-Peso está perto da Estação das Docas e combina perfeitamente com um passeio ao Forte do Presépio, de onde você tem uma vista panorâmica do mercado com a baía do Guajará ao fundo.

Mercado Ver o Peso Belem 25

Posts relacionados

Feira do Açaí: a essência da identidade paraense

Por trás da Portinha de Belém

Leia também

Como chegar à Ilha de Marajó

Fazenda São Jerônimo: um resumo do Soure, a “capital”  da Ilha de Marajó

Ilha de Marajó | Onde ficar: Soure ou Salvaterra

E ainda

Feira de São Joaquim, Salvador: onde você encontra a Bahia de verdade

Feira da Ladra: o mercado de rua mais popular de Lisboa

__________________

Fotos: Sílvia Oliveira



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


7 comentários

  1. Comentário do dia 11/2/2015 às 13:20

    Lindas fotos Sílvia!

    Apesar da sujeira e caos do lugar, sempre que vou à Belém faço questão de dar uma passada pelo Ver-o-peso! Adoro as castanhas e a farinha de tapioca. Além de produtos baratos, todos têm muita qualidade.

    Você já foi também no Mercado da 25 de Setembro? http://muitaviagem.com.br/mercado-ver-o-peso-mercado-25-setembro-belem/
    É uma boa dica também, lá é possível comprar polpa de açaí por uma pechincha! (Eu por minha vez, ainda preciso conhecer a feira de Açaí, de um outro post seu.) Muito bom!!

    (Responder)

  2. Comentário do dia 12/2/2015 às 14:21

    O Belem e uma cidade linda ! Um cidade no meio do coração da amazonia !
    Estive no Porto onde existe uma cervejaria INCRIVEL !
    Indico a todos !

    (Responder)

  3. Comentário do dia 16/2/2015 às 10:52

    Oi, Sil. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia – Natalie

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Arremaria!!! Que belezura! Muito obrigada, Boia Paulista! 😉

    (Responder)

  4. Comentário do dia 26/2/2015 às 10:47

    Silva,

    Tenho grande vontade conhecer o Pará! Acho que deveríamos ter vários mercados vira-o-peso espalhados pelo Brasil, não há nada melhor do que experimentar os sabores locais, as frutas típicas, a culinária, bebida… Amo!

    Carina Brito

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Concordo, Carina! 😉

    (Responder)

  5. Comentário do dia 15/9/2015 às 15:39

    A eu moro em Belém e é muito legal mora aqui porque tem
    muitos pontos turismos para visita
    em cães que visita te
    os vendedores do
    ver o peso eles recebe
    bem.

    (Responder)

    Resposta de Joana

    MARIA EDUARDA JA Q VC MORA AI ME FAZ UM FAVOR, PEÇA P ALGUM VENDEDOR DO MERCADO Q VENDE O TUCUPI ENTRAR EM CONTATO COMIGO. MUITO AGRADECIDA.

    (Responder)

  6. Comentário do dia 21/5/2016 às 14:05

    Gostaria de comprar as batatas da Priprioca para plantar aqui em Campinas SP. É possível conseguir?grata e ABS.

    (Responder)

  7. kelly
    Comentário do dia 23/3/2017 às 19:47

    ótimo o seu post. Sou paraense e moro nesta cidade há 3 anos e nunca acordei cedo para ir à feira do açaí. Depois de ler o que vc escreveu, bateu uma vontade louca de fazer esse passeio e prestigiar o lugar e experimentar as delícias da minha terra. Post pai d´égua!!!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Obrigada, Kelly! Apareça sempre para matraquear com a gente!

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar