-  Atualizado 09/06/2015

Feira da Ladra: o mercado de rua mais popular de Lisboa

Publicado por: Silvia Oliveira Lisboa

Feira da Ladra Lisboa

A feira mais antiga de Lisboa já foi uma espécie de mercado itinerante. Começou no século 13, em plena Idade Média, e passou por diversos bairros da cidade até se instalar definitivamente no Campo de Santa Clara, região da Graça (tecnicamente fica no freguesia de São Vicente).

Feira da Ladra Lisboa - Barracas

Feira da Ladra Lisboa - Bonecas

A origem do nome é controversa. Mas a teoria mais aceita é essa mesma que você está pensando. Desconfia-se de que naquele tempo muitos desses produtos usados eram derivados de roubos. Daí a alcunha “ladra”.

Feira da Ladra Lisboa - Dinheiro

Feira da Ladra Lisboa Malas antigas

Feira da Ladra Lisboa - CDS

A feira acontece religiosamente duas vezes por semana, terças e sábados. Os vendedores expõem relíquias em louças, moedas imperiais e objetos antigos. Existe uma ala inteira para colecionadores de badulaques. São anéis, bonecas, livros, discos de vinil, quadros — entre outras velharias e balangandãs.

Feira da Ladra Lisboa - antiguidades

Feira da Ladra Lisboa - Garrafinhas Antigas

Nem preciso dizer que a-d-o-r-o! Não compro nada, minha diversão é o passeio-museu que este tipo de atrativo oferece. Mas fiquei fascinada por estas garrafinhas antigas (a partir de € 1 cada). Já imaginei todas elas na decoração de alguma festinha minha! Rá! Só que pelo bem da minha micromala de viagem não levei uma agulha daqui.

+ E-book | O Barato de Lisboa –> baixe o seu agora mesmo!

Feira

Feira da Ladra Lisboa - Roupas

A Feira da Ladra, porém, não vive só de quinquilha… quer dizer, de antiguidades. Você pode encontrar roupas novas e usadas, produtos peruanos, bijuteria no estilo hippie e livros atuais — tudo por preços excelentes. Estas jaquetas jeans (foto acima), por exemplo, custavam € 6. Livros? Tudo a € 1.

Feira da Ladra Lisboa - Livros usados

Feira da Ladra Lisboa - vendedor

Algo curioso é que a feira não é feita somente de barraquinhas. Muitos expositores — a maioria, aliás — espalham as mercadorias no chão, dando um ar marroquino ao local. Embora, eu tenha visto uma ou outra coisa bacana, a Feira da Ladra não me impressionou tanto como a Feira de San Telmo em Buenos Aires ou como a Portobello Road Market em  Londres — estas, sim,  de antiguidades mesmo.

Feira da Ladra Lisboa - Guardanapo

Feira da Ladra Lisboa Azulejos 1

Por outro lado, o grande valor da Feira da Ladra é justamente presenciar o cotidiano lisboeta da região, aquele vai e vem cheio de personagens típicos. A feira é enorme. Portanto, para percorrê-la todinha vá com tempo.

+ Leitor do Matraqueando tem 15% de desconto no seguro de viagem da Mondial. Pegue seu cupom aqui!

Feira da Ladra Lisboa - Galinho de Barcelos

Se quiser aproveitar para levar algum souvenir de azulejo ou o célebre Galinho de Barcelos pode comprar sem medo. Aqui, esses caraminguás saem bem mais baratos do que no centro histórico da cidade.

+ E-book | O Barato de Lisboa –> baixe o seu agora mesmo!

Feira da Ladra Lisboa Azulejos

SERVIÇO

Feira da Ladra
Local: Campo de Santa Clara, Lisboa.
Horário: terça e sábado, das 8h às 16h.
Como chegar: pegue o Eléctrico 28 (bondinho) em direção ao bairro Graça. Desça no Largo de São Vicente, em frente à Igreja de São Vicente de Fora. O tíquete do bondinho custa R$ 2,85 se comprado a bordo ou € 1,20 usando o cartão Viva Viagem (um passe de transporte público que dá desconto na passagem).
Dica da Matraca: aproveite para visitar a Igreja São Vicente de Fora e o Panteão Nacional, dois atrativos históricos ao lado da feira.

Posts relacionados

Igreja e Convento do Carmo: as ruínas enigmáticas de Lisboa

Casa Fernando Pessoa: um pedaço da história do maior poeta português do século 20

Taverna Imperial: restaurante excelente e baratíssimo na Praça dos Restauradores

Lisbonaire Apartments: hospedagem nova, barata e bem localizada

Como ir do aeroporto de Lisboa ao centro

Leia também

Europa Barata: Lisboa pela primeira vez

Lisboa combina com

Mosteiro da Batalha

Mosteiro de Alcobaça

Santuário de Fátima

Óbidos

Nazaré

__________________

Texto e fotos: Sílvia Oliveira | Todos os direitos reservados.

Banner Guia Lisboa 2014



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


19 Comentários

  1. Janice Vieira

    Eu adoro esta feira, Silvia. Mas de antiguidade tem bem pouco mesmo. è mais para passear e tomar um café por ali. Bjs!

    responder
    • Silvia Oliveira

      Janice, vale pelo passeio antropológico! 🙂

      responder
  2. Silvia, vou lá só pra pegar uma mala dessas! rsrs!

    responder
    • Silvia Oliveira

      Adri, a quarta mala debaixo para cima é uma “Samsonite”, acredita??? 🙂

      responder
  3. Olá, bom dia! Tudo bem?

    Sou jornalista da revista Food Service News e estou fazendo a matéria de capa da próxima edição. O assunto será a proibição que restaurantes de NY impuseram a clientes que tiram fotos dos seus pratos, alegando que a prática atrapalha a degustação dos pratos e incomoda os outros clientes.

    Como é uma medida polêmica, buscamos fontes como você, que possam dar uma entrevista. A ideia é dizer o que pessoas do setor, ou que costumam fotografar, pensam a respeito da medida. Você pode nos ajudar?

    Aguardo a resposta. Obrigada!

    responder
  4. Nina C_

    Lisboa é uma cidade maravilhosa! Estou aqui desde abril, e ainda estou encantada!!!!!!!

    Adorei sua página! Vai virar referência já que pretendo ir a muitos dos lugares indicados por você! Em outubro sigo para uns dias em Paris …

    Abraço,

    Nina

    responder
  5. Os seus posts estão sendo muito úteis para o planejamento da viagem 🙂 Obrigada!

    Queria saber por quanto mais ou menos se compra um azulejo na feira e um galinho de Barcelos.

    Obrigada 🙂

    responder
    • Silvia Oliveira

      Nem ideia, Paula! Mas os preços são honestos! 😉

      responder
  6. simone a bucci

    Silvia, estarei em Lisboa no Natal, qual sua sugestão? existe algum lugar que abre no Natal?
    Muito Obrigada e Parabéns, vc nos orienta muito bem.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Simone, no dia 25/12 o Oceanário abre, mas em horário mais restrito. De uma maneira geral, a cidade dá uma parada e muitos museus e castelos (incluindo Sintra e Queluz) fecham. Talvez fosse o caso de aproveitar as ruas mais vazias para conhecer melhor Alfama. 😉

      responder
  7. Eduardo

    Obrigado Matraqueando, fiz uma maravilhosa viajem pela Europa com as dicas de vcs, mas tenho que informar que essa feira da ladra é perda de tempo, pode ter sido boa um dia, mas agora não é, fui em dezembro de 2014, não tem nada lá que não tenha em outro lugar de Lisboa, é mal frequentada, zero em divertimento, tem muita coisa cara, não é grande, não tem muitas antiguidades, e as que tem são muito caras, compre azulejos em outro lugar em Lisboa e não perca tempo, muita coisa falsificada, para ter uma idéia essa feira em Lisboa não se compara a feira da rua do Lavradio no Rio de Janeiro, onde vc vai achar mais opções portuguesas, é grande, tem onde comer, melhor preço, vai se divertir um pouco e ainda vai encontrar antiguidades portuguesas ou não, lembrando que o Rio de Janeiro é um grande reduto de imigrantes portugueses, concluindo, mesmo que tenha tempo em Lisboa, vai perder tempo indo lá, se quiser ir em uma feira e ver e comprar antiguidades portuguesas vá a feira da rua do Lavradio no Rio de Janeiro.

    responder
    • Eduardo

      Esqueci de dizer uma coisa, mais ou menos a metade da feira vende lixo, acreditem, se vc for vai ver, por exemplo, peças enferrujadas de ventilador, liquidificador, ferramentas, roupas muito usadas, etc.

      responder
      • Silvia Oliveira

        Acho que fomos em feiras diferentes! Hahaha!

        responder
    • Silvia Oliveira

      Que pena que sua experiência não foi tão bacana quanto a minha! 😉

      responder
  8. alcides poli

    Boa noite , Silvia ! Vamos a Lisboa este mes , porem chegaremos somente num sabado. Minha mulher quer voltar á feira ( de outra vez , passamos no sabado ) , mas está na duvida se vale a pena visita-la na terça-feira ( ela teme que o numero de barracas seja muito menor ). Voce saberia informar se os expositores dos sabados tambem abrem às terças´feira ? desde já grato.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Olá, Alcides! São os mesmos expositores sempre. Como são só dois dias na semana, tudo costuma funcionar normalmente. Abs!

      responder

Deixe seu Comentário






Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2019 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar