-  Atualizado 17/02/2010

PARINTINS: Caprichoso X Garantido

Publicado por: Silvia Oliveira Amazonas, Parintins

No Festival de Parintins a disputa entre os dois bois é mais perturbadora que uma final (toc, toc, toc) entre Brasil e Argentina que – graças a Deus – não vai ser desta vez. O Caprichoso, é o boi da elite – dizem. O Garantido tem a força do povão – comentam. O primeiro ousa mais, aprecia a técnica e a arte do bumbá. O segundo prefere a tradição, o popular e aposta no trivial. Seria mais ou menos como a velha rixa entre PSDB e PT – no tempo em que o PT ainda era o partido dos trabalhadores, claro.

O que faz Parintins ser o maior espetáculo da terra é a aventura de juntar – numa ilha perdida – puro folclore regional, um espetáculo intrigante e a imprensa do mundo todo. Tudo isso no meio da selva. E não no Rio de Janeiro, cidade que por si só já atrairia a mídia internacional. Abreviando a história: é uma mistura de São João com a lenda do boi que morre e ressuscita. O segredo da magia está justamente na paixão em defender uma lenda, contando uma fábula de todas as formas e com diferentes fantasias possíveis.

São três noites com três horas para cada boi. Seis horas de festa por dia. A cada noite a mesma história contada com uma apresentação diferente. É como assistir durante três dias, três apresentações diferentes da Beija-Flor e da Mangueira, (numa comparaçãozinha bem chinfrim e injusta) – porque na minha visão apaixonada o Festival de Parintins não tem mesmo nenhuma comparação!

Posts relacionados:

PARINTINS: buuuumba o coração!


Artigos Relacionados


Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


10 Comentários

  1. Murilo Simpson

    Está confirmado. Você é GARANTIDO.

    responder
  2. Gica Nascimento

    Voto com o Murilo.

    responder
  3. Silvia Oliveira

    Nossa, deu para perceber? E olha que eu não voto no PT há anos! hahahaha!
    Abs.

    responder
  4. Anonymous

    I love your website. It has a lot of great pictures and is very informative.
    »

    responder
  5. Anonymous

    Interesting site. Useful information. Bookmarked.
    »

    responder
  6. Jorge Cruz

    E Caprichoso nas cabeças em 2015.

    responder
  7. Boa noite Silvia! Gostaria de saber a respeito do festival…ingresso,tudo sobre o evento. Obrigado!

    responder
  8. Pedro Ireneu Dahmer

    Estive em Parintins em 2018 saindo de Manaus. Tudo foi novidade desde o transporte em lancha rápida. O Rio Amazonas é encantador, mas sui surpreendido com o tamanho e a organização do Bumbódromo e a imprensa do mundo todo e com os enormes navios intercontinentais atracados junto a Ilha. Assisti v´rios espetáculos, os maiores da erra,mas nunca vi vi nada que se compare à originalidade do festival de Parintins. Há reparos a serem feitos, coisas do povo local e tradicional. Entendo que a debandada do Boi contrário após a apresentação do outro Boi não deveria acontecer. Disputa legal, mas antes de tudo uma celebração do povo da Amazônia e sua cultura maravilhosa. Amo o Amazonas e pretendo voltar este ano novamente e se possível dar algumas sugestões de modificação sem tirar a alma e essência da festa. Parabéns Amazonas, parabéns Parintins. Pedro Dahmer RS- Porto Alegre.

    responder
    • Realmente, Pedro! É um espetáculo que não dá para descrever, só presenciando mesmo. Não sabia dessa debandada da torcida contrária na apresentação do outro boi, quando eu fui (há mais de 10 anos), a torcida contrária ficava na arquibancada sem mexer um dedo. Era até engraçado de ver, de um lado o povo em êxatse vendo o seu boi passar e do outro, parecia um velório! 😀

      responder

Deixe seu Comentário






Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2019 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar