-  Atualizado 31/08/2010

SEVILHA: nem todos são toureiros!

Publicado por: Silvia Oliveira Sevilha
Abra o leque. Prepare as castanholas. Peça uma sangria. Aqui, mais do que em qualquer lugar da Espanha, você pode gritar: oooolééé! A capital da Andaluzia transpira aquele tradicional conceito arraigado na nossa cabeça de que todos os espanhóis são toureiros e de que todas as espanholas dançam o flamenco, baile típico andaluz. É mais ou menos como achar que todo brasileiro sabe sambar ou que todo argentino termina suas noites em uma casa de tango.
.

Um grande amigo meu, professor, doutor e muito viajado me disse que sua cidade eleita na Espanha é Sevilha. Eu ainda prefiro Barcelona, mas reconheço a força desta paragem andaluza, que representa uma região inteira de puro sangue quente! Não falo só da explosão do temperamento. Mas também da paixão pela música Flamenca e da adrenalina aterrorizadora das Touradas.

Não é difícil compreender porque Sevilha acabou se transformando em um ícone espanhol. É justamente aqui que podemos confirmar todos os nossos estereótipos em relação à Espanha: praias, touradas, sevilhanas, pueblos de casas brancas, tapas (petisco espanhol), vinho xerez e infinitas procissões religiosas.

Sevilha ferve! O ano inteiro. É a 4ª maior cidade espanhola, depois de Madri, Barcelona e Valencia. Moura, dourada e às margens de um rio de nome complicado, o Guadalquivir, a cidade traz em cada esquina sete séculos de domínio árabe. Guada, que significa rio, vem do árabe wadi e dá origem a muitas palavras espanholas. Guadalquivir quer dizer “rio grande”. (Guadalajara, por exemplo, significa “rio das pedras”.)

Não dá para entender Sevilha sem saber um pouquinho de história. A Andaluzia foi conquistada no ano 711 d.C. pelos árabes que levaram para o sul da Espanha a rica arquitetura moura, deixando parte de sua harmonia musical na origem do flamenco.

Obviamente, com a reconquista pelos cristãos parte desta herança foi mitigada. Mesmo assim, metade da cidade é declarada Patrimônio da Humanidade. Só por isso já valeria uma visita de, pelo menos, três dias! Eu fiquei dois meses.

.

Fotos: Matraca´s Image Bank
.
Posts relacionados:

Artigos Relacionados


Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


10 Comentários

  1. Gica

    Sevilha também é minha preferida. Adoro Barcelona, claro. Mas tive a sorte de conhecer um puro sevilhano… OOOLÉÉÉ!

    responder
  2. Silvia Oliveira

    Só falta você dizer que era um toureiro!

    responder
  3. Gica

    Não, mas era filho de um! Juro.

    responder
  4. Silvia Oliveira

    Ai, Gisele, por favor! Aqui é "ma-tra-que-an-do". Não "de-li-ran-do". Trata de diminuir suas doses de barbitúricos. Isso está lhe fazendo mal! huahua

    responder
  5. Julio Almada

    Sevilha também foi minha grande paixão na Espanha. E eu ainda fui na Feria de Abril, que acontece por lá duas semanas depois da Semana Santa. Na minha opinião, o maior acontecimento espanhol!!!
    Abração Silvinha! Você continua igualzinha ao tempo da faculdade: criativa, engraçada, divertida e com um excelente texto. (Só não sei se continua ainda tão perfeccionista e chata com os trabalhos de escola!) Coitado dos seus colegas de doutorado! hahaha

    responder
  6. Silvia Oliveira

    Huhuahua, Julio! Sim, para desespero de todos e de todas, continuo… PIOR!

    responder
  7. Marcelo Oliveira

    Parabéns Sílvia

    Bonito texto e excelentes fotos. Realmente Sevilla é um presente para qualquer visitante. Conheço bem a Andaluzia e realmente a sua capital é belíssima e concordo também com a capital da Catalúnia, Barcelona…Imperdível

    Valeu!!!

    responder
  8. SÍLVIA OLIVEIRA

    Marcelo!

    Você me dá a oportunidade de lhe dar as boas-vindas aqui e dizer: aaahhhh, que saudades de Sevilha!!!!

    responder
  9. João Lucas de Souza

    Olá Sílvia, parabéns pelo site! Pretendo viajar em dezembro e não poderia deixar Sevilla de lado. Inclusive pretendo começar por ela (com bate e volta em Córdoba) e depois Madrid, Barcelona, Paris e Londres. Algo em torno de 21 a 25 dias. Você acha puxado? Tem alguma sugestão? Obrigado.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Oi, João! Eu costumo reservar 4 dias inteiros para grandes cidades. Então acho que com esse tempo que você tem (25 dias seria melhor) dá tranquilo! Abs!

      responder

Deixe seu Comentário






Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2019 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar