sexta-feira, 30 de setembro de 2011

As comidinhas de Manaus


Tucumã in natura: matéria prima para o famoso X-Caboclinho.

Algo absolutamente inusitado na minha viagem a Manaus foi conhecer – e experimentar –  o sanduíche de tucumã, chamado de X-Caboclinho. O tucumã é uma fruta de polpa alaranjada e fibrosa que me lembrou um pouco a cenoura, embora sejam de famílias completamente distintas. Já o X-Caboclinho trata-se de um crocante pão francês recheado com lascas de tucumã e queijo coalho derretido. Muito comum no café da manhã manauara. Adorei!

Onde comer: Café Regional Joelza | Estrada Torquato Tapajós, km 10 (próximo ao trevo da Estrada do Tarumã) Tel.: (92) 3654-5487.


Açaí: iguaria exótica em muitos países.

Outro clássico da cidade (assim como de toda a região amazônica) é o Açaí. Mas taí um troço que não me desce. Pode vir com granola, banana, leite condensado, seja lá o que for. Não sou fã. Quando comentei via Twitter que não conseguia me apaixonar pelo fruto do açaizeiro choveram mensagens entusiastas dizendo que eu, na verdade, não havia comido o verdadeiro açaí. Talvez. Embora seja oferecido em qualquer boteco de Manaus, o Pará – estado vizinho – é o maior produtor mundial do açaí, considerado em muitos países uma iguaria exótica.

Onde comer: Empório do Açaí | A. Rio Negro, 49 – Conj. Eldorado. Tel.: (92) 3236.8083.

Já o Tacacá me agrada em cheio. Uma combinação improvável de ingredientes resulta num dos pratos mais brasileiros de que se tem notícia. As cuias são montadas precisamente: uma porção de tucupi temperado, um pouco de goma, folhas de jambu (que amortecem os lábios, bem doido!) e um punhado de camarões secos. O mais famoso é o Tacacá da Gisela, nome em homenagem à primeira tacacazeira da cidade. Já a Banca da Adalgisa é tocada pela própria há quase 60 anos no mesmo lugar.

Onde comer: Banca da Adalgisa | Praça Heliodoro Balbi (antiga praça da polícia). Tel.: (92) 9128.7901 e Tacacá da Gisela | Largo São Sebastião (ao lado do Teatro Amazonas)


Bombom de araça-boi: acepipe típico da região.

Os bombons recheados com frutas regionais – como açaí, cubiu e araçá-boi – são sensacionais. Assim como as geleias de buriti e balas de cupuaçu. Há várias lojas na cidade. Além de ser um deleite, é uma ótima opção de lembrancinha tipicamente regional.

Onde comer/comprar: Bombons Finos da Amazônia | Amazonas Shopping – Av. Djalma Batista, 482, 2º piso. Tel.: (92) 8419.0005

Arremate tudo com o Guaraná Real, uma instituição no Amazonas. Primo-irmão do Planet Cola – um dos refrigerantes mais vendidos do estado – o guaraná lembra a tubaína de infância. Seria a bebida perfeita para harmonizar com a alta gastronomia local, o sanduíche de tucumã, por exemplo! :mrgreen:

Leia também

O Encontro das Águas, Manaus | Parte 1
O Encontro das Águas, Manaus | Parte 2

Fotos: Sílvia Oliveira | Matraca’s Image Bank

—————————————-

Minha visita a Manaus faz parte da Expedição Brasil Express, by Matraqueando. Entenda o projeto. Para ver todas as reportagens da expedição, clique aqui.

Share