-  Atualizado 13/02/2016

Buenos Aires: dicas e informações essenciais

Publicado por: Silvia Oliveira Buenos Aires

Aqui estão as dicas e as informações essenciais para você planejar sua viagem a Buenos Aires. Caso tenha voltado de lá há pouco tempo e queira acrescentar algo fique à vontade na caixa de comentários.

+ E-book | O Barato de Buenos Aires –> baixe o seu agora mesmo!

INFORMAÇÕES ESSENCIAIS

DDI: +(54)11

Informações turísticas da Argentina: www.info.gov.ar

Informações turísticas de Buenos Aires: www.bue.gov.ar

Embaixada do Brasil em Buenos Aires: Calle Cerrito, 1350. Tel. +(54) 11 4515.2400. Segunda a sexta, 9h às 18h. www.brasil.org.ar

Atendimento ao turista: 0800-999-2838

Fuso horário local: igual ao de Brasília. Nos últimos anos, a Argentina não adotou o horário de verão, o que faz o país ficar 1 hora a menos nesse período.

Para ligar a cobrar para o Brasil: Via Embratel, 0800-999-5503 ou 0800-999-5500.

Melhor época para viajar: a cidade acontece o ano inteiro. Mas no verão o calor pode ser infernal. A temperatura bate fácil os 35ºC. O inverno costuma ser rigoroso para quem não está acostumado com temperaturas muito baixas. Na primavera e outono o clima fica mais agradável.

+ Buenos Aires: qual o melhor bairro para se hospedar

Transporte na capital: Buenos Aires e região metropolitana somam quase 13 milhões de habitantes. Como na maioria das grandes capitais latino-americanas, o trânsito portenho costuma ser caótico. Não é recomendável alugar carro para circular na cidade. A vantagem para o turista é que a cidade é plana, o que possibilita longas caminhadas.

Táxi é uma ótima opção para circular pela capital. São baratos e tem aos montes. Todos são pretos e amarelos, mas prefira os que pertencem a empresas (o nome vem pintado na porta). Cuidado para não cair no golpe das notas falsas devolvidas como troco. Tenha dinheiro miúdo para pagar as corridas. Os Remises são táxis especiais, geralmente mais caros e cobram um valor fechado pelo trajeto.

O Metrô – conhecido como Subte, de “subterráneo” – é bem eficiente e cobre boa parte da cidade por uma tarifa que não chega a R$ 0,50. O ônibus (chamado de micro ou colectivo) também é uma alternativa interessante fora do horário de pico. A passagem deve ser paga em moeda diretamente ao motorista e o valor varia de acordo com o trajeto. O Bus Turístico percorre a cidade em 3h e 15 minutos com 20 paradas pelos principais pontos turísticos de Buenos Aires. O ticket custa 70 pesos (R$ 28). Crianças de 4 a 12 anos pagam a metade. Grátis para menores de 3 anos e portadores de necessidades especiais.

COMO CHEGAR

Existem voos diretos de São Paulo pela TAM (11/4002.5700), Lan (0300.788.0045), GOL (0300.115.2121), Aerolíneas Argentinas (0800.707.3313). A Pluna (11 3711.9158) voa para Buenos Aires com escala em Montevidéu. A capital portenha está a 2h30 da capital paulista.

COMO IR DO AEROPORTO AO CENTRO DE BUENOS AIRES

Existem dois aeroportos na cidade. A maioria dos voos brasileiros desce no Aeroporto Ezeiza, a 45 minutos do centro. A corrida para o centro, comprando no guichê oficial que fica dentro do saguão de desembarque, fica em torno de 160 pesos (mais ou menos R$ 64). Já quem desce no Aeroparque Jorge Newbery está a 15 minutos e 30 pesos (de táxi) dos principais pontos turísticos da cidade.

O shuttle da empresa Manuel Tienda León leva você do Ezeiza até o centro por 60 pesos (R$ 25). Se estiver acompanhado compensa dividir um táxi. A linha 8 do ônibus colectivo faz o mesmo percurso e custa tão somente 3 pesos. Mas o trajeto demora 2 horas e funciona só até às 23h.

Aeropuerto Internacional de Ezeiza
Autopista Tte. Gral. Ricchieri Km 33,5
Telefone: +(54) 11 5480 2500
Site: www.aa2000.com.ar | Distância do centro de Buenos Aires: 22 km aproximadamente.

Aeroparque Internacional Jorge Newbery
Av. Rafael Obligado s/n°
Telefone: +(54) 11 5480.6111
Site: www.aa2000.com.ar | Distância do centro de Buenos Aires: 3 km aproximadamente.

DOCUMENTOS

Não é necessário visto nem passaporte. É possível viajar com a carteira de identidade atualizada. Não valem carteira de motorista nem a funcional.

+ E-book | O Barato de Buenos Aires –> baixe o seu agora mesmo!

QUANTO TEMPO

Em Buenos Aires, quatro dias inteiros – sem contar os de chegada e saída – são suficientes para o básico da turistagem, o que inclui umas comprinhas planejadas. Querendo aproveitar melhor a cadência da cidade fique, pelo menos, uma semana. Já fui três vezes e ainda acho que não vi tudo.

IDIOMA

O espanhol é o idioma oficial da Argentina. Como os brasileiros são a bola da vez por lá, qualquer prestador de serviço já arranha muito bem o patropi.

SEGURANÇA

Batedor de carteira tem em qualquer lugar do mundo. E turistas são alvos fáceis, porque geralmente estão distraídos, embasbacados com as novidades de cada lugar. Regra nº 01: não saia com muito dinheiro vivo. Leve apenas o que pretende gastar no dia. Regra nº 2: coloque as notas maiores e todos os documentos importantes – passaporte e cartões de crédito – em um money port, aquelas pochetes/bolsinhas que são feitas para usar debaixo da roupa.

+ Leitor do Matraqueando tem 15% de desconto no seguro de viagem da Mondial. Pegue seu cupom aqui!

Carregue seu equipamento fotográfico pendurado no pescoço. Cuidado com os golpes dados pelos taxistas. Tenha sempre dinheiro trocado para pagar as corridas. Evite andar nas ruas centrais à noite. Ou seja, todas aquelas medidas de segurança que você tomaria em qualquer grande cidade brasileira.

SAÚDE

Superada a epidemia da Gripe A, que afugentou os turistas da cidade, Buenos Aires não oferece riscos ao viajante como enormes altitudes ou clima extremamente seco. Mas é sempre bom levar, como em qualquer viagem, um kit-saúde com protetor solar e labial (venta muito), chapéu, óculos de sol, analgésicos, antitérmicos e antiácidos. Não é necessário tomar nenhuma vacina especial para entrar na Argentina.

DINHEIRO

A moeda argentina é o Peso (AR$). Portanto só leve dólar se você tiver guardado em casa. O ideal é fazer uma pesquisa em diversas casas de câmbio e comprar uma parte em Pesos no melhor preço no Brasil. De qualquer maneira, é possível trocar Reais lá em Buenos Aires, muitas vezes, com cotação melhor do que aqui. Quem desce no Aeroporto Ezeiza tem a oportunidade de fazer o câmbio no banco La Nación (aberto 24 horas), no saguão principal. A cotação é bastante favorável, mas as filas costumam desanimar até o mais mão-de-vaca-muquirana.

O VTM (Travel Money da Visa) – uma espécie de cartão de débito pré-pago – é uma opção interessante, principalmente porque agora pode ser carregado em Pesos na Confidence Cambio. Você poderá pagar contas ou sacar dinheiro nos caixas eletrônicos associados à rede Visa, que estão por todos os lados na Argentina. Para débito, não há taxa alguma. É bem prático. Caso você carregue o cartão em dólar, vai sacar na moeda local. Se o dinheiro do cartão acabar durante a viagem é possível recarregá-lo nos postos autorizados – geralmente, casas de câmbio ou por telefone autorizando um débito da sua conta corrente. Para saques é cobrada uma taxa de US$ 2,50 por retirada.

+ E-book | O Barato de Buenos Aires –> baixe o seu agora mesmo!

Outra opção é fazer retiradas diretamente da sua conta corrente. Verifique com seu gerente se seu cartão está habilitado a fazer saques no exterior e quais são as tarifas. Banco do Brasil, HSBC, Citibank, Santander e Itaú têm agências próprias na cidade. Já o cartão de crédito pode ser interessante para gastos maiores. A desvantagem é o IOF – o imposto sobre operações financeiras que incide no valor total da fatura – e na flutuação do dólar. Ou seja, nem sempre a cotação do fechamento da fatura será a mesma do dia da compra.

COMPRAS

Quem viaja de avião pode voltar com até US$ 500,00 de mercadorias e mais US$ 500,00 de compras no free-shop do aeroporto.

INFORMAÇÕES TURÍSTICAS EM BUENOS AIRES

A Oficina de Turismo de Buenos Aires fica no centro, na Calle Florida, nº 100. Há outros postos de informação nos aeroportos, em Puerto Madero (Av. Alicia Moreau de Justo, 200 – dique 4), San Telmo (Calle Defensa, nº 1250) e Recoleta (Calle Quintana, nº 596).

DICA DE CÂMBIO

Para fazer a conversão do peso argentino para o real – com valores aproximados – você deve dividir o valor em pesos por R$ 2,50. Por exemplo, se seu jantar ficou 180 pesos, pegue este valor e divida por R$ 2,50. O valor em Real é  de R$ 72.

Buenos Aires bairro a bairro

La Boca

San Telmo

Centro e Monserrat

Puerto Madero

Recoleta

Palermo

Abasto

Villa Crespo

Buenos Aires combina com

Colonia del Sacramento (Uruguai)

Leia também

Chile: dicas e informações essenciais

+ Leitor do Matraqueando tem 15% de desconto no seguro de viagem da Mondial. Pegue seu cupom aqui!

Fotos: Raul Mattar | Todos os direitos reservados.

Banner Guia Buenos Aires 2014



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


40 comentários

  1. Lourdes
    Comentário do dia 25/2/2012 às 15:53

    Oi! Muito bom esse blog. Você teria uma lista de outlets em Buenos Aires para me passar? Obrigada.

    (Responder)

  2. Valéria
    Comentário do dia 27/2/2012 às 00:21

    Olá! Adoro o blog, mas fui em Buenos Aires agora em Janeiro e queria fazer 2 observaçoes:
    -Fiz o cartão VTM carregado em Pesos, mas não foi bom porque a cotação foi TÃO ruim, que até o cartão de crédito (que usei poquíssimo), compensou mais (ou seja, contando o imposto);
    -Tentei também usar débito, mas o banco computou tudo como se fosse crédito…

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Que coisa, quando viajei o VTM em pesos foi a solução! Uma coisa é certa, tratando-se de câmbio a gente sempre dinheiro! 🙂

    (Responder)

    Resposta de Valéria

    Vi tantos comentários a respeito do VTM e sua cotação que era “turismo”, que assustei quando vi a cotação utilizada, mas achei que o problema era justamente por ter sido em Pesos… Agora que você falou, acho que o problema deve ser onde moro – BH – a grande roça… Eles cobraram 2,09 pesos pra cada real – no crédito mesmo com taxas saiu por 2,3, mais ou menos. FIz o cartão assim mesmo, ainda bem que com uma parte do dinheiro da viagem, pra distribuir os gastos (dinheiro em real, saques, etc…)

    (Responder)

    Resposta de Rauny de Campos

    Comigo também ocorreu isso mas cada operadora de cartão tem um limite que eles passam como credito e na fatura vem em dolar. Foi ótimo pois minhas compras que deram 2000 pesos saíram por 430 dólares 🙂

    (Responder)

  3. Comentário do dia 27/2/2012 às 08:05

    Adorei as dicas!! Maravilha!

    http://www.oguiadeportugal.com/

    (Responder)

  4. Comentário do dia 27/2/2012 às 12:33

    Oi, Sil! Tudo bem?

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem. Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia Paulista

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Óóóxente! Amei! Beijos e obrigada! 🙂

    (Responder)

  5. Rauny de Campos
    Comentário do dia 27/2/2012 às 19:57

    Gostaria de agradecer a você, pois literalmente salvou minha viagem! Kkk li todos os seus post, criei um mini guia junto ao meu guia de bolso Buenos Aires Passo a passo (publifolha – 28 reais) e fui a luta em Buenos. Fui em todos os bairros! Me diverti muito! E quero voltar buaaaa quero muito e vou voltar em julho, que cidade linda e deliciosa, e as carnes? Puxa vida muito obrigado. Se voce quiser fiz um diário de viagem que mostrou como me sai e ate assisti a novela (via iPad) a noite!

    Obrigado e abraços! 🙂 ny

    (Responder)

  6. Letícia
    Comentário do dia 02/3/2012 às 13:50

    Tem uma dica super bobinha, mas MUITO util, que eu nunca vejo em nenhum lugar, que é pegar no aeroporto, no centro de informações, um mapinha da cidade. É gratis, tem as linhas de metrô, a ainda marcado as principais atrações turísticas.
    Vale pra outros países tb claro. Logo imaginei que tinha em BAS, e realmente tem. Foi meu guia na viagem.

    (Responder)

  7. Comentário do dia 09/3/2012 às 16:56

    Oi Silvia!

    Adoro seu blog, ele foi uma fonte ótima de informações pra minha primeira viagem à Buenos Aires… Voltei na semana passada e adorei a cidade!!
    Conseguimos uma boa cotação de pesos aqui no Brasil mesmo (em São Paulo), melhor até do que lá!
    Usamos o serviço do ônibus de turismo e super indico. Ele é válido por 24hs e dependendo do horário que você compra, pode ainda usar no outro dia (o nosso foi comprado as 14hs, pude usar até as 14hs do dia seguinte).
    Descemos no Aeroparque e a corrida até o centro (praça do Congresso) ficou um pouco mais do que você fala, cerca de 75 pesos. A volta, que fechamos no hotel tb foi o mesmo preço.
    A cidade é ótima pra andar, andar, andar… Até cansar! O metrô é mesmo super barato, mas super mal conservado. Confesso que, acostumada com o de SP, fiquei meio tensa! Mas é ótimo, nos leva pra quase todos os lugares.
    Até me lembrei de você lá, quando passei pelo Shopping Abasto e encontrei o El Museo de los Niños. Lembrei na hora das fotos da Mariana por lá!

    Beijos e obrigada pelas dicas, sempre!!

    (Responder)

  8. Vanessa
    Comentário do dia 26/3/2012 às 12:31

    Fui em Buenos Aires em abril de 2011, habilitei meu cartão do Itáu na função débito, na hora da compra vc tem que enfatizar que é função débito, pois lá é costume usar muito o dinheiro e cartão de crédito. Então sempre na hora da compra eu mostrava o escrito “maestro” para eles entenderem, e ainda assim às vezes eles não entendiam, o bom que a despesa já caia automaticamente na conta com a cotação do dia que era a melhor de todas, mas como nada é perfeito nem todo lugar aceita a função débito. Agora o fato de ter agência do Itau lá não adiantou muito, um dia precisei tirar dinheiro e não consegui, fui no caixa eletrônico e nada, aí fui lá dentro do banco e nada, ninguém sabia pq eu não conseguia sacar… aí tive que usar o vtm mesmo… então indico a levar o cartão de crédito (que mesmo com as taxas a cotação era melhor do vtm), habilitar a função débito internacional (pedir com antecedência pois eu precisei trocar o cartão).

    (Responder)

  9. Comentário do dia 25/4/2012 às 01:32

    Excelente post!
    Eu escrevi hoje sobre Buenos Aires no meu blog, um relato de viagem.

    (Responder)

  10. Comentário do dia 26/5/2012 às 12:21

    Pessoal,

    Para quem quer dicas de Buenos Aires, segue o melhor guia para brasileiros.
    Roteiros, Compras, Hotéis, Tangos

    http://www.dicasbuenosaires.com.br

    Abs

    (Responder)

  11. Eduardo Oliveira Moraes
    Comentário do dia 05/6/2012 às 18:46

    Parabéns Silvia! Amei seu blog! Agora estou indo mais seguro para Buenos Aires hehe… Vou pra essa cidade deliciosa agorinha no feriado de Corpus Chirsti.

    Tava dando um olhada nesse blog:

    http://www.portugues.buenosaires4u.com/2012/05/feriado-de-corpus-christ-em-buenos.html

    E acho bacana compartilhar aqui, porque além deles terem uns posts bem legais sobre a cidade, ainda tem uma empresa que se chama BsAs4U que oferece serviços bem interessantes na city 😉

    Mais uma vez obrigado pelo rico conteúdo!!

    (Responder)

  12. Luiz
    Comentário do dia 05/6/2012 às 19:54

    Adorei o site e as dicas. Os valôres precisam ser atualizados pois tudo aumentou
    em BA. Não está mais valendo a pena comprar lá. Agora, a cidade é linda (embora suja),
    arquitetura maravilhosa, muito verde, boa comida (mas nada barata!).
    Foi ótima a viagem e valeu conhecer! Abraços , Luiz

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Os posts são datados, Luiz! Todos os valores devem ser revistos pelo turista antes de embarcar, seja para Buenos Aires – que tem alta inflação, seja para Paris! Abraço!

    (Responder)

    Resposta de Luis Bytner

    Oi Silvia, tudo bem? Vamos para BA em dezembro. Quando fomos para a Europa usamos o seu método de Europa a 50 euros por dia e deu muuuito certo e eu sempre recomendo para todo mundo! Eu gostaria de saber quanto eu preciso ter POR DIA em BA????? Você sabe me dizer??? Eu tive uma informação de que U$ 60,00 por dia é suficiente para alimentação, passeios e pequenas compras. Você pode me ajudar??? Obrigado.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Para um padrão econômico creio que US$ 60 estão de bom tamanho! 🙂

  13. Maria Inês Vargas
    Comentário do dia 09/7/2012 às 21:33

    Olá Silvia !
    Por favor, vc poderia nos ajudar?!
    Teremos uma conexão em Buenos Aires de 8 horas no AEP. Nosso voo vindo de Santiago chega em BA ás 12:55 e vem para o Rio ás 20:45. Tirando 1 hora para desembarcar e 2 horas para o check in, ainda temos 5 horas livres. Será que poderemos sair do aeroporto? Como nunca fomos a BA, será que daria para fazer um pequeno passeio pela cidade? O que acha? Vale á pena? E o que podemos fazer em tão pouco tempo?
    Valeu e Forte abraço !!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Maria Inês! Você pode pegar um táxi e ir até o centro, conhecer o óbvio (Casa Rosada, Plaza de Mayo, Calle Forida…) ou fazer um programa mais descolado em Palermo SoHo que fica do lado do AEP. Palermo é um bairro cheio de lojinhas, design, bistrôs e restaurantinhos legais! 🙂

    (Responder)

    Resposta de Maria Inês Vargas

    OK ! Resolvido ! Iremos passear em Palermo.
    Aproveito e levo nossa filha a loja da Barbie !
    Valeu e Forte Abraço !

    (Responder)

  14. Vivi
    Comentário do dia 06/8/2012 às 17:01

    Oi SIlvia, Primeiramente gostaria de parabeniza-la pelo blog e por suas maravilhosas dicas. Sempre que faço meus roteiros de viagem busco informações por aqui. Bom… Estou indo a Buenos AIres pela primeira vez próxima semana e irei passar meu aniversário la, sera numa terça-feira, qual restaurante voce me indicaria ? To indo com a minha familia e meus sogros, nada tao formal, irei completar 21 aninhos, kkk. Beijos

    (Responder)

  15. Monica Souza
    Comentário do dia 21/8/2012 às 11:53

    Oi, muito bom seu blog, curti as dicas. Especialmente a parte das informações sobre o transfer do aeroporto até o centro, que é o que me fez chegar até seu blog, procurando pelo google haha 🙂
    Vem cá, voce disse que tem o metro que faz esse percurso mas leva MTO tempo, 2 hrs, mas vc não sabe de outra maneira de usar o metro ou onibus para fazer esse percurso? Por exemplo pegado mais de um bus ou metro?
    Dê uma dica se vc souber, vou para buenos aires em novembro e já arrumei voo barato, hostel barato, e agora quero que o resto todo seja tã barato quanto.
    OBrigada!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Monica! Eu disse que o ônibus (não o metrô) leva 2 horas (e estamos falando do aeroporto Ezeiza, é neste que você vai descer?). O metrô não chega ao aeroporto!

    (Responder)

  16. Bruno
    Comentário do dia 08/10/2012 às 10:45

    Parabéns pelo blog, uma dúvida: qual seria uma cotação de peso argentino razoável para compra que consigo achar por aí?? tô na dúvida se compro aqui (R$ 0,52) ou não. abraço

    (Responder)

    Resposta de Sílvia Oliveira

    Bruno, a cotação está mais ou menos isso, tanto aqui quanto lá. Pode variar de R$ 0,49 a R$ 0,54.

    (Responder)

  17. Juliana
    Comentário do dia 10/10/2012 às 22:50

    Por favor, gostaria de saber se o ônibus de turismo para nos pontos turísticos para descermos.Posso ficar mais tempo onde tenho interesse e pegar outro que passe posteriormente?

    (Responder)

    Resposta de Sílvia Oliveira

    Sim, Juliana. São 20 paradas onde os passageiros podem subir e descer. Abs! Veja informações aqui: http://www.buenosairesbus.com/pt

    (Responder)

  18. Elba
    Comentário do dia 18/11/2012 às 12:34

    Adorei o blog . Gostaria de sugestões para hospedagem em BAS estou com dois hoteis o Aspen Square Thames 2313, Palermo, C1425FIG Buenos Aires e o Awwa Suites & Spa dica dos destemperadinhos ,mas gostaria de saber qual dos dois fica mais proximo de restaurantes, estou com uma criança de 4 anos e gostaria de sair a noite então quero ficar mais proximo de restaurantes.

    Grata pelas dicas do blod
    Elba

    (Responder)

  19. andreza
    Comentário do dia 08/5/2013 às 22:49

    Viciadaaaa no seu blog e muito agradecida, preciso fazer uma pergunta. Estou planejando uma viagem a Buenos Aires nas férias de julho, tenho uma filha de 8 anos e outra vai ter 8 meses, vc acha que compensa ir pra lá? Minha dúvida é por conta do inverno.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Andreza, vai estar fazendo muito frio! As caminhadas pelos bairros da cidade podem ficar comprometidas por conta das crianças serem mais vulneráveis à baixa temperatura!

    (Responder)

  20. Alessandra
    Comentário do dia 10/7/2013 às 11:02

    Gente helpppppp….. Estarei voltando de Buenos Aires dia 11/08/2013, mas preciso sair do hotel 10: 00h e meu vôo é só as 22:45h.
    Preciso de uma idéia onde deixar a bagagem durante esse periodo!!!!!!
    PLEASEEEEEEEEEEEEEEEEE…..

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Alessandra, deixe no seu hotel. Geralmente eles tem lugar para guardar as bagagens dos hóspedes! Abs!

    (Responder)

    Resposta de Alessandra

    Haaaa obrigado Silvia, pensamos tb em pagar 1 diaria a mais em quarto de solteiro mesmo, para deixarmos a bagagem e ter onde descansarmos até as 22:00, ja que nossa diaria é até as 10:00 , tem muito tempo até 22:00 h que é o horario do vôo a SP.

    (Responder)

  21. Carolina
    Comentário do dia 11/7/2013 às 19:13

    Oi SIlvia muito bom seu blog. Estou indo pra buenos Aires em setembro, mas estou em duvida de onde me hospedar me indicaram o palermo, mas pelo que estou pesquisando parece ser meio longe. Contando que é primeira vez na cidade, vai eu e meu esposo, nossa idade e na faixa dos 30, mas não e lua de mel,rsrsr. Vi em alguns blogs que o centro a noite e muito parado, o que você sugere. Obrigada.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Carolina, eu gosto da Recoleta. Está numa região central, mas não tem a muvuca do centrão. E à noite tem vários restaurantes por ali. Na minha última vez na cidade eu fiquei em Palermo SoHo. O bairro é fofo, mas também achei meio longe de tudo. Mas o mais longe de todos é Palermo Hollywood. 🙂

    (Responder)

  22. Debora Melo
    Comentário do dia 05/9/2013 às 12:12

    Prezada Amiga,

    Como vou viajar no final do ano para os Eua estou comprando dolar.. só que pintou uma viajem semana que vem para Argentina… o dolar é aceito lá normalmente.. os lugares ( mesmo pequenos) trabalham com dolar?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Olá, Débora!
    Sim, muitos lugares estão aceitando dólares na Argentina. Mas vá prevenida com cartão de crédito e algum peso argentino para as primeiras despesas como táxi, por exemplo. Abs!

    (Responder)

  23. Fabricio
    Comentário do dia 30/9/2013 às 11:21

    Não consiguo imprimir pelo site, sai tudo em branco.

    (Responder)

  24. Priscila
    Comentário do dia 03/10/2013 às 17:10

    Sou “portenha” de coração, vou quase todo ano pra BsAs. Acabei de voltar de lá e trago algumas novidades:
    – A economia deles está caótica. Chega a ser triste, mas nada que impeça de se divertido. Não aceitam mais dólares, aceitam pesos e reais mas dólares estão evitando ao máximo por causa do embargo a moeda.
    – Aconteceu algo que eu nunca iria imaginar: os valores das corridas de taxi estão caros. Por sorte o transporte público deles é muuuito barato e eficiente e já contam com vários guichês de aluguel de bicicleta. Como a maior subida da cidade é uma lombada, vale a pena alugar uma magrela.
    – Prestem atenção com a moeda falsa em qualquer lugar!!!! Por incrível que pareça nunca recebi moeda falsa de taxistas, mas do Banco de La Nacion sempre vem em maço!
    – Tirando comida, bebida e baladas o resto está caro, voltei de malas vazias dessa vez :/
    Besos a todos!

    (Responder)

  25. Daiana
    Comentário do dia 14/10/2013 às 09:56

    Bom dia! Eu realizei a compra do Guia de Santiago semana passada e até agora não recebi nenhum email de vcs e nem o arquivo! Queria saber q dia irei receber? Att, Daiana

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Olá, Daiana!

    Já recebemos dois e-mails seus, ambos respondidos. Seu guia foi enviado dia 06/10 para seu e-mail. Depois disso já houve mais dois reenvios. Imagino que você não esteja recebendo o guia nem nosso e-mail resposta. Mandamos também um sms para o número de celular cadastrado durante a compra. Por gentileza, revise sua caixa de spam. Ou envie um novo endereço de e-mail para o nosso SAC. Abs!

    (Responder)

  26. luciana
    Comentário do dia 07/12/2013 às 20:43

    Boa noite adorei o post… vou em janeiro e gostaria de saber como eh o clima? Faz mt calor?

    (Responder)

  27. Neusa Rosana Dangelo
    Comentário do dia 14/1/2014 às 11:30

    Muito obrigada pelas dicas, seu Blog nos ajudaram bastante, estivemos em Buenos Aires agora p/ o Revellon e foi td ótimo. O bom de Buenos Aires é que td pode se fazer a pé ou de Metro, apesar de o Metro ser um Lixo, os Taxi tmb. são bem baratos. Uma insegurança grande que tinha era referente ao dinheiro o quanto valia!!! Então p/ tds entenderém R$ 1,00 vale em media $3,50 pesos Ex: Um refrigerante vale $11 pesos, um café $15 pesos, Comer bem e $50 pesos por pessoa.
    O nosso dinheiro vale muito lá, mas as compras tem que ser feitas no bairro de Bastos, Shopping de Bastos e mais popular e tem coisas boas. Rua Florida e ótima mas…Cara, Galeria Pacific Maravilhosa mas….cara. mas valeu o passeio.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Olá, Neusa! Que bacana que deu tudo certo! Fico feliz! Ah, acho que o bairro a que você se refere é Abasto (e Shopping Abasto (e não Bastos). 😉 Abs!

    (Responder)

  28. Emanuelle
    Comentário do dia 21/2/2014 às 14:12

    Olá Sílvia amei as dicas e esta será a segunda vez que irei em Bs As, agora em Abril. Como desta vez irei com a família completa, gostaria de saber se você ou alguém que segue o blog pode me indicar alguma loja que venda jogos de wii e play 3 (podem ser usados). Sei que temos os grandes magazines, mas estou em busca de bons preços, inclusive já anotei os endereços dos outlets da Adidas e Puma para ir.
    Obrigada desde já. Ah, obs: me hospedarei em San Telmo (caso tenha alguma loja no bairro mesmo). Bjs

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Emannuelle! Eu não saberia informar! Abs!:)

    (Responder)

  29. Denise
    Comentário do dia 06/5/2014 às 22:42

    Anônimo
    23 de dezembro de 2012 07:22
    Algumas dicas e roteiro de quase 5 dias
    Acabei de voltar de Buenos Aires com 3 senhoras. Fui no dia 13/12 e voltei 17/12. Hotel Vista Sol, a 2 quadras das Galerias Pacífico, na rua paralela ao hotel tem um Carrefour Express, fica pertaço de muitos lugares. O hotel é super tranquilo, pega wireless no hall, o café é bomzinho e no mais foi tudo tranquilo. Cambiei todas as vezes em que precisei dentro das Galerias Pacífico na casa Metropolis. O peso tava valendo 1.94, nas lojas cerca de 2.20 e as guias trocavam a 2.50. Pra mim valeu demais a pena trocar sempre lá. Chegamos quinta dia 13 as 14h, deixamos as coisas no hotel, fomos almoçar na Pacífico, tomar Fredo (o vaso chico custa 22 pesos e só aceitam-se pesos). Os guias nos falam pra pegarmos sempre o Rádio Táxi pois eles têm telefone e identificação dos taxistas. Fizemos isso mas nem sempre. Compramos água no supermercado a 19 pesos o garrafão de 5 litros pq a garrafinha de 500ml geralmente custa entre 12 e 16 pesos. Comprei tb o vinho San Humberto a 22 pesos, o alfajor(recomendado e gostoso Terrabusi de doce de leite – 25 pesos a embalagem com 6), o tb recomendado e muito gostoso doce de leite La Serenissima 11.75 pesos e levei um monte pra casa, e Quilmes 1 litro pra tomar no hotel antes de dormir a 8.99, nos bares tá em torno de 30 pesos. De noite fomos no San Juanino, Recoleta e tomamos a jarra de vinho grande a 30 pesos (pra 4 pessoas) e comemos empanadas de carne, milho (choclo, muito boa) e presunto e queijo, 10 pesos cada e água a 16 pesos, sem gás. Sexta dia 14 fizemos o citytour incluso que sempre vai: Casa Rosada, Plaza de Maio, Cabildo, Catedral Metropolitana, Obelisco, Floralys Genérica que tá estragada e não consertam imaginem, por falta de dinheiro, Bombonera de longe e Caminito. Lá no Caminito eu e minha mãe tomamos uma long neck num boteco a 15 pesos e no outro quando fomos perguntar eram 25, voltamos, claro. Na volta pro hotel pedimos e nos deixaram no Siga La Vaca (pq tava tarde, tínhamos que almoçar e tava no caminho). Entrada + buffet a vontade e com carnes e chorizo + sobremesa e + 1 garrafa de vinho pra cada a 110 pesos cada. Comida muito mais pra menos que pra mais, mas valeu a porção de frits que vc pode pedir a parte mas tá inclusa, vai saber, a sobremesa e o vinho, claro, que por sinal não pode levar pra casa mas como já estávamos pra lá de bragadá, pedimos pra abrir mais uma e colocamos na sacola e levamos sim pro hotel. Teatro Colón, visita guiada a 110 pesos em grana. MARAVILHOSO. Vc tem que ir, vale a pena. De noite Tango no Tortoni a 110 pesos sem jantar mas vale a pena pq não é turisticamente turístico, pequeno e reservado. Dia 15 sábado fomos pra Colônia del Sacramento/Uruguai pela Seacat. Se embarca no Buquebus mesmo. Comprei no Brasil pelo telefone pq é mais barato do que pela net e a metade do preço do que comprar lá. Alugamos lá um carro de golf na Viaggio Rent a carpra 4 pessoas a 408 pesos ou 60 dólares pelo dia todo com combustível incluso. Rodamos tudo e mais um pouco começando pela Plaza de Toros – Coliseu, Portão em ruínas da cidade, calle de los Suspiros e tudo mais. Almoçamos mais uma vez (eu e minha mãe já tínhamos feito essa viagem em 2009) no Bar e Restaurante Mercosur, que fica na avenida principal, General Flores lá no final. Comeu-se nhoque a 159 pesos uruguaios o prato e um combo de hambueguer, fritas e coca-cola a 139. A long neck Patrícia tava 58 “pu”. Fomos à Colônia as 8:30 e voltamos 17:30. Deu e sobrou.
    Anônimo
    23 de dezembro de 2012 07:23
    De noite eu e minha mãe somente fomos ao Hard Rock Café, antes entramos no Buenos Aires Design pra comprar uns badulaques. Tomamos um Terrza Malbec a 100 pesos, Onion Ring a 59, água a 20 pesos e comemos um penne que vinha com 2 fatias de pão torrado e um pedaço de frango grelhado, muito bom, a 65 pesos. Domingo dia 16 eu e minha mãe, companheiraça fomos direto de táxi pra Igreja Ortodoxa Russa, entrada gratuita, não se pode tirar fotos do interior da igreja que é lindíssima e lá em cima temos que colocar uma saia pra entrar na igreja, do contrário não se entra. De lá fomos andando pra feirinha de San Telmo (lembrando que tando no Uruguai quanto na Argentina o calor tava rachando, mais que os 32 graus de BH e nesse dia choveu pra c*, achei foi bom), fotografamos no banco da Mafalda na Defensa Y chile, almoçamos no indicado restaurante El Desnível (comi milanesa de frango com purê e minha mãe filé com molho de cogumelo e purê – que pra não vir cru mesmo falando ao ponto vc tem que pedir a la mariposa, que é o corte ao meio pra carne não vir com 3 metros de altura como veio, 35 e 110 pesos respectivamente, pepsi 15 pesos). Cartão só de seg a setxa. Muito bom. Cardápio brasileiro. De noite fomos no restaurante Las Cholas. perto do hipódromo, longinho, não entendemos bulhufas do cardápio, não se esforçaram em nos ajudar, comemos empanadas a 6.50 bem mais ou menos, comi um camembert ao forno que é pequeno por 31 pesos, Stella 1 litro quente a 34 pesos e detalhe: as comidas são servidas naqueles prato que normalmente ficam debaixo dos pratos normais e achei nojentão demais. Todos tavam fedendo e pano molhado e fora o foco de bactéria que aqueles pratos de madeira mal lavados não deviam ser. Local bonitinho, ambiente tipo Savassi aqui de BH cheio de restaurantes e tal, mas não valeu a pena. Segunda dia 17 eu e minha mãe fomos no Shopping Abasto e tava vaziaço, crise total. Fomos de táxi 33 pesos e voltamos de metrô, 5 pesos 2 passagens (Estação Carlos Gardel e descemos na Florida), andamos umas 4 quadras até a Galerias Pacífico e de lá almoçamos no hotel pra esperarmos nos buscar 14h pra voltar. Detalhes mais: os shows que os guias cvc lá vendem custam entre 420 pesos até 1266 pesos. Senor Tango 510, La Ventana 450, El Viejo Almacen 540 pesos e por aí vai. Se vc tá indo pela pimeira vez vale ver um show hollywoodiano desse, se não, vá em Milongas tipo o Tortoni e veja uma coisa mais intimista. Foi bom.

    (Responder)

    Resposta de Denise

    Dicas pra um casal que não curte bares da moda, badalação ou muvuca.
    Fomos entre os dias 16 a 20 de abril de 2014. Minha terceira vez lá e repeti muita coisa.
    Fomos de BH direto, via aeroparque (aeroporto que não deixou nada a desejar, nem no quesito FreeShop: Victoria Secrets lá é melhor que do Ezeiza) e chegamos 19h lá.
    Ficamos no Catalinas Suítes, centro, rua Tucuman, onde na esquina tinha um quiosco 24 horas – novidade, e atrás um Carrefour Express. Simples, super localização, não deixou nada a desejar.
    Chegamos na quarta e fomos quase que direto pro El San Juanino, de novo. Táxi ida e volta 70 pesos, empanadas 15 pesos, jarra grande de vinho da casa 38, água 20, 1/4 de pollo 50 e 1/2 papas fritas 25 pesos. Como comemos 2 empanadas cada antes, dividimos o restante e deu com sobra. Nossa conta deu 150 pesos.
    Dia 17 quinta, tivemos um citytour, tomamos 2 chopps a 60 pesos, comprei 2 doce de leites (que agora em BH não entra mais) a 80 pesos e de lá fomos almoçar no Siga La Vaca. Antes andamos até a Puente de La Mujer e entramos no barco museu Fragata Sarmiento, 2 pesos a entrada. Quem quiser comer bem, não coma lá, quem quiser custo-benefício e vinho bacaninha e barato, 310 pesos deu nossos dois menus. Como tinha sexta-feira santa, antecipamos coisas. De lá pegamos um táxi pro Teatro Colón (30 pesos), entrada 260, de lá fomos pra Livaria El Ateneo, 20 pesos o tx. Hotel. De noite La Cabrera, tx: 50 pra ir e 90 pra voltar. Fila de espera, uma meia hora, divisória esquisita entre duas mesas pra separar, conta no restaurante 450 pesos. Marido comeu chorizo e eu tortilha imensa, ficou pra trás cerca de 75% dela. Cerveja Imperial, muito boa.
    Dia 18, sexta feriadão, fomos garantir nossas entradas pro tango no Tortoni, que reservei dia 2 de abril do meu email, 360 pesos o tango na sexta mesmo para duas pessoas, na sala La Bodega – aquela no subsolo do Tortoni e maior. De lá fomos andando até as Galerias Pacífico, ele almoçou no Las Brasitas, uma picanha com batata frita e refir por 27 reais (lá se aceitam reais e ainda te fazem o câmbio, excelente o câmbio, 4 pesos o real. Eu almocei no Ave Ceasar, 78 pesos, mais ou menos e não se aceitam reais, tomei um Freddo a 46 pesos, não se aceitam reais e ainda comprei um baratinho na Morph (adoro sempre essa loja, nossa Imaginarium, que agora tem em São Paulo. Tx pro Cemitério recoleta: 27,50 pra ir e 30 pra voltar. Noite, fomos e voltamos andando pro Café Tortoni, dava tipo 1km, gastamos 370 pesos de conta: 2 vinhos, uma água, queijo, 2 pizzetas tipo brotinho só que mais grossinha e um churros vazio.
    Dia 19, sábado fomos pro Buquebus a pé (650 metros) pra embarcar pra Colônia del Sacramento. Eu já havia comprado as passagens pelo site, de BH. Alugamos 2 motinhas por 50 dólares sem combustível incluso, numa rua detrás da Viaggio rent a Car, não lembro se MotoRent, desta vez fomos obrigados a usar capacete, aberto. Rodamos tudo, Plaza de Toros, etc, etc e paramos no Santa Rita pra almoçar, um restaurantezinho ao lado daquele que parece uma torre com vista pra Rio del Plata. Cerveja Patrícia, lasanha caseira e provoleta, além de muitos pãezinhos, foi tudo muito bom e pagamos 155 reais. De lá subimos no farol, a 2 pesos uruguaios, rodamos mais um pouco e fomos abastecer. As duas motinhas ficama em 12 reais e ainda compramos umas guloseimas tipo castanhas e pistaches no posto de conveniência por 57 reais. Buquebus. Volta, infelizmente, mesmo que pela terceira vez. Antes do hotel, paramos num supermercado na Tucuman bem esquisito, o dono fumava lá dentro e uns andarilhos fumavam maconha na porta, compramos 6 ou 7 vinhos por 50,00 (San Telmo Cabernet e San Huberto idem, gostamos de ambos, o San Huberto eu já conhecia). OBS: nosso gosto é Santa Helena, Gato Negro, Santa Carolina, Casileiro, etc. Hotel e Hard Rock logo mais. Lista de espera, mais meia hora, 45 de tx pra ida e 35 pra volta. Gastamos lá 50 dólares e 50 reais. Tomamos 2 jarras de 2 litros de chopp Quilmes, palitos de mussarela e frango empanados. Tudo muito bom. Uma banda bizzarraça que ia tocar Duran Duran, ninguém tinha cara de integrante de banda, nos fez vazar. Putz.
    Dia 20 domingão, nos buscaram 9h e viemos embora, pra mim, infelizmente.
    Não tragam doce de leite mais da Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, etc. Polícia Federal jogou criolina dentro de todos os meus doces e depois jogou no lixão na minha cara. Ai que dor no coração, não pode mais. Tudo por causa dessa maldita copa do mundo horrorosa e os riscos de doenças pra dentro do Brasil.

    (Responder)

  30. Karine Godoy
    Comentário do dia 16/6/2014 às 12:54

    Estou com passagens compradas para Buenos Aires e revisando a série bairro a bairro (que me fez querer ir até lá) e anotando tudo. Não encontrei nenhuma dica sobre o passeio do Rio Tigre, não vale a pena? Obrigada.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Karine, eu nunca fiz este passeio (por falta de vontade mesmo). Se for sua primeira vez na capital, concentre-se nela, tem muuuita coisa para fazer. 😉

    (Responder)

  31. Tainá Lima
    Comentário do dia 02/7/2014 às 12:43

    Olá, vou passar 3 noites em Buenos Aires. Adorei o blog, a vivência, as experiências, as dicas. Queria experimentar tudo, mas em 4 dias não vai dá. Será que vcs poderiam me ajudar a priorizar as coisas que eu poderia fazer em 4 dias? Grata.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    É uma decisão difícil, Tainá! Você que tem que escolher o que cai melhor de acordo com suas preferências e objetivos como viajante. Se for sua primeira vez, priorize os pontos turísticos clássicos. Daí, quando você voltar poderá explorar mais sem se prender ao óbvio da cidade! 😉

    (Responder)

  32. Tainá Lima
    Comentário do dia 02/7/2014 às 12:46

    Oi, Silvia, esqueci de dizer que vou ficar no Waldorf e que o período da viagem será em na segunda semana de agosto. Em quatro dias, o que priorizar?

    (Responder)

  33. Karla
    Comentário do dia 22/8/2014 às 22:48

    Amei o blog tirei muitas duvidas !! Gostaria de saber a respeito de saude. Estarei indo em janeiro e tenho uma filha de 1 ano. Queria saber a respeito de Hospitais e sobre o seguro se é necessáio mesmo fazer, por que fiquei sabendo que com ou sem seguro vc vai para o mesmo hospital! E como são os hospitais? Me socorre???

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Não conheço os hospitais de Buenos Aires. É sempre recomendável fazer o seguro, porque você não terá direto à saúde pública e terá que pagar por qualquer atendimento. O seguro cobre estes imprevistos sem grandes prejuízos. Ah, leitor do Matraqueando tem 15% de desconto no seguro da Mondial Assistance. Garanta o seu aqui! 😀

    (Responder)

  34. Luciana Costas
    Comentário do dia 01/9/2014 às 16:39

    Olá, tenho uma conexão de 7 horas e meia em Buenos Aires na ida para Lima, mas o aeroporto é o Ezeiza. Será que rola uma saída do aeroporto? Tem algo de útil por perto? Conheço bem Buenos Aires, já fui mais de 4 vezes, mas salivo só de lembrar da carne do La Cabrera. Será que é muita viagem da minha cabeça tentar dar um rolé? Abraços.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Luciana, o Ezeiza está a uma hora do centro (45 minutos com trânsito bom). Se voc~e não se importar com os custos de táxi, acho que dá tempo tranquilo de ir ao La Cabrera e dar um rolezinho por Palermo! 😉

    (Responder)

  35. Dr Ogbeide
    Comentário do dia 04/7/2015 às 14:57

    Contacte-sacerdote Dr Ogbeide para a seguinte assistência espiritual e muitos mais, e você vai dar testemunho positivo.

    * Progresso rápido em seu negócio,
    * Promoção no trabalho,
    * Fruit de ventre,
    * Promise e falhar,
    * A separação do marido espiritual,
    * Financeiro romper,
    * Visa Aprovação,
    * Pesadelos,
    * Para restaurar relacionamento,
    * re-unir quebrado amor / casamento,
    * parar de divórcio indesejado.
    * Para fazer suas seu marido sozinho,
    * Para ganhar novos amantes,
    * Cura doenças crônicas,
    * Câncer,
    * Hipertensão,
    * Stroke,
    * Problema Eye,
    * infertilidade,
    * baixa contagem de espermatozóides,
    * ereção fraca e disfunções sexuais e muitos mais.
    Para falar diretamente com padre Dr. Ogbeide ..
      obter a solução para todos os seus problemas
    Contacte-me hoje em: dr.ogbeide.odion@gmail.com

    Os deus são sábios

    (Responder)

  36. SOLUÇÃO
    Comentário do dia 04/7/2015 às 14:58


    Olá,
    Eu sou uma mulher de negócios i oferecer empréstimos para aqueles que precisam de empréstimo e disposta a me pagar,
    Eu ofereço uma variedade de Financeiro
    pacotes a uma taxa de juro muito baixas,
    I stand para além de outros credores
    porque acredito no cliente
    serviço, eu oferecer a solução certa
    às suas necessidades financeiras em geral
    Eu possuo uma empresa financeira, Se eu fosse
    oferecer empréstimo a taxa de juros de 2%. Nós oferecemos o seguinte
    * Os empréstimos comerciais
    * empréstimos de negócio
    * empréstimos de carro e dívida
    empréstimo de consolidação estão disponíveis para você.
    Contacte-nos para um formulário.
    informações via E-MAIL:smartsolution314@gmail.com

    (Responder)

  37. An
    Comentário do dia 10/7/2015 às 15:29

    “Fuso horário local: igual ao do Brasil.” o Brasil possue 4 fuso-horários.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Bem observado. Vou acrescentar igual ao “de Brasília”. Se bem que para bom entendedor pingo é letra! (Ou alguma vez o horário brasileiro de verão esteve de acordo com o de Manaus?) 😀

    (Responder)

    Resposta de Rose

    Rindo até 2080 com seu comentário kkkkk!

    (Responder)

  38. Camila
    Comentário do dia 03/9/2015 às 12:43

    Obrigada a Silvia e ao blog pelas dicas!
    Todo o conteúdo foi muito útil em nossa viagem.
    Um único adendo: Toda vez que o blog fala de valores seria muito interessante colocar a data, pois a inflação na Argentina é grande e o câmbio também varia muito.
    Cheguei de Buenos Aires ontem (02/09/2015) e uma corrida de taxi entre a Recoleta e Porto Madeiro já passou de 100 pesos. Um roubo foi comer dois lanches do Mc Donalds no Aeroporto e pagar 235 pesos. Então a coisa não está mais como antigamente. De toda forma com R$1 aqui nos Brasil compramos 2,64 pesos, enquanto lá no cambio blue com R$1 compramos 3,8 pesos (trocamos com o Alejandro (aleecareca@gmail.com) que também faz transfers e passeios) e na feirinha de San Telmo chegamos a comprar regalos em Real com a taxa de 4 pesos por cada R$1. Obrigada matraca ficamos sua fã!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Camila! Obrigada pelo feedeback! Os posts são datados, a primeira coisa que aparece no cabeçalho do post é a data em que ele foi escrito. Por isso, é sempre bom ficar atento, principalmente tratando-se de Buenos Aires que, como você, disse a inflação faz o valor em pesos dobrar em poucos meses! Obrigada mais uma vez por matraquear com a gente! Bjs! 😉

    (Responder)

  39. Antonia
    Comentário do dia 19/10/2016 às 03:00

    Bom dia,gostaria de saber se no puerto madero tem guarda bagagem, se é grande e quanto custa.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Antonia! O site da buquebus diz que tem e que custa 50 pesos por bagagem. Como nunca usei não sei como funciona exatamente. Abs!

    (Responder)

  40. Ana Carolina
    Comentário do dia 30/1/2017 às 17:45

    ótimas dicas! Conheci outro site muito bacana também com informações sobre Buenos Aires! Vale a pena dar uma olhada! 🙂
    http://www.brasileirosnargentina.com.br/buenos-aires

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar