terça-feira, 08 de dezembro de 2009

Santiago do Chile: bairro a bairro – 2º dia

Já ambientado, você pode começar seu segundo dia na capital do Chile pela visita à vinícola Concha y Toro, uma das mais famosas e conhecidas do país e a apenas 1h30 de Santiago. Reserve o primeiro horário. A gente contou aqui todos os detalhes do passeio (ótimo!) e deu dicas de como você pode ir por conta, sem necessariamente ter que contratar uma das caras excursões que levam os turistas até lá.

BAIRRO BELLAVISTA


No Patio BellaVista você encontra simpáticos restaurantes. 

Na volta da vinícola, aproveite para almoçar em algum dos restaurantes do Pátio Bellavista, um shopping a céu aberto que reúne boa comida, lojas, cultura e entretenimento. Experimente a comida peruana do restaurante Barandiaran  ou prove algum quitute colombiano no La Casa en El Aire.

Típico do Chile mesmo, só nos arredores do bairro onde você poderá, em algum restaurantinho mal-encarado provar o Lomo a lo pobre (nosso bife a cavalo, é… nem tão típico assim) ou uma reconfortante Cazuela – uma sopa cheia de sustância. Metrô Baquedano.

+ E-book | O Barato de Santiago —> Baixe o seu agora mesmo!

CERRO SAN CRISTÓBAL


Vista do Cerro San Cristóbal: linda de qualquer ângulo

O San Cristóbal é o mais famoso parque da cidade. Faz parte de um enorme conjunto de montanhas. Está a quase 900 metros de altura e de lá você verá a Santiago das fotos de revista, emoldurada por montanhas nevadas – a Cordilheira dos Andes.

Na verdade, como fui perto do verão nem estavam tão nevadas assim. Mas é a melhor vista da capital do Chile. Uma enorme estátua da Vírgen Inmaculada Concepción está no ponto mais alto do cerro e pode ser vista de vários pontos da cidade.

+ Alugue seu carro com segurança e percorra Santiago e arredores com mais economia


Funicular: passeio divertido para ter a mais bela visão da cidade 

Para chegar ao topo é necessário pegar o funicular (um trenzinho parecido com o Trem do Corcovado, no Rio). Lá em cima há lanchonete, banheiros – pagos – e bastante espaço para você se sentar, relaxar e tirar boas fotos.

O passeio seria completo se o teleférico não estivesse em manutenção por tempo indeterminado. Humpf! Ida e volta de funicular: 1600 pesos (US$ 3,20). Funciona na 2ª feira das 13h às 20h30, de 3ª a 6ª das 10h30 às 20h30 e no domingo das 10h às 21h. Metrô: Baquedano. (O cerro está a quatro quadras do metrô).

LA CHASCONA | A casa de Pablo Neruda

Eu já tinha visitado o Museo Precolombino quando cheguei para o tour guiado na La Chascona, a casa onde viveu o maior poeta chileno – o prêmio Nobel de Literatura, Pablo Neruda. Depois do mergulho histórico num bem montado museu, pensei que nada mais pudesse me surpreender, culturalmente falando. Mas a casa de Neruda estarrece. Não é permitido tirar fotos, infelizmente.

Algumas imagens poderiam descrever melhor a aura mágica do universo nerudiano. Ambientes coloridos se contrapõem com móveis rústicos. O guia nos leva por todos os cômodos. Há uma miscelânea de objetos decorativos – garrafas, lâmpadas, quadros, bonecas de pano – que ajudam a compor a mente criativa do poeta. Ali, ele viveu uma história de amor com sua terceira mulher, Matilde Urrutia.

+ Hospedagem boa e barata em Santiago: sem taxa de reserva e cancelamento grátis

O apelido La Chascona (algo como “descabelada”) era para Matilde e assim ficou conhecida a casa. Tudo é original, mas pouca coisa restou. Após o golpe de 1973, a casa foi invadida por militares que destruíram quase tudo.

Neruda, amigo de Salvador Allende, morreu de câncer – e muito provavelmente de desgosto – 12 dias após o golpe. Tour em espanhol: 2500 pesos (US$ 5,00). Tour em inlgês ou francês: 3500 pesos (US$ 7,00). Não é obrigatório, mas é bom reservar. Mande um e-mail para tiendalachascona@fundacionneruda.org solicitando um horário. Funciona de 3ª a domingo, das 10h às 18h. Metrô: Baquedano. (Está a uma quadra ao pé do Cerro San Cristóbal)

SE DER TEMPO… (ou deixe para o 3º dia)

Museo Nacional de Bellas Artes

Por aqui também está o Museo Nacional de Bellas Artes, um lindo edifício, com salão neoclássico. Abriga obras de artistas de várias partes do mundo (inclusive chilenos) do século 12 ao 20. Não é permitido tirar fotos, nem entrar com bolsas ou mochila. Há um guarda-volumes disponível. Entrada a 600 pesos (US$ 1,20). Aos domingos é grátis. Funciona de 3ª a domingo, das 10h às 18h50. Metrô: Bellas Artes.

E-book | O Barato de Santiago —> Baixe o seu agora mesmo!

Bannerzinho Mondial Assistance

Posts relacionados

INTRODUÇÃO

Chile, para começar… (introdução)

Da janelinha do avião, a Cordilheira dos Andes

SANTIAGO

Em Santiago do Chile, como ir do aeroporto ao centro

Santiago: bairro a bairro – 1º dia

Santiago: bairro a bairro – 2º dia

Santiago: bairro a bairro – 3º dia

Como ir por conta à vinícola Concha y Toro

Metrô Arte em Santiago do Chile

Hospedagem em Santiago do Chile

Galeria de imagem: Mercado Central de Santiago

Galeria de imagem: Museo de Arte Precolombino

VIAGENS E PASSEIOS DE UM DIA SAINDO DE SANTIAGO

Valparaíso e Viña del Mar

Viagem de meio dia ao Valle Nevado

Trilhas e termas de El Morado

Um dia pelo Cajón del Maipo

Um dia pela vila chilena de Pomaire

Excursão privada: Portillo Ski Resort

ATACAMA

Como chegar a San Pedro do Atacama, no Chile

San Pedro de Atacama

Atacama: 1º dia | Valle de la Luna e Valle de la Muerte

Atacama: 2º dia | Salar de Tara

Atacama: 3º dia| Manhã: Tour Arqueológico

Atacama: 3º dia | Tarde: Lagunas Cejar e Tebinquiche

Atacama: 4º dia | Lagunas Altiplânicas

Atacama: 5º dia | Gêiseres El Tatio

Hospedagem em San Pedro de Atacama

Onde comer em San Pedro de Atacama

No Atacama fique atento ao solmáforo

Fotos: Raul Mattar | Todos os direitos reservados.

Banner-venda-Santiago

Disclaimer | Pagamos todas as nossas contas de viagem. Não aceitamos convites nem cortesias. Este post contém links para programas de afiliados, parceiros comerciais do blog, inseridos espontaneamente pela autora. O Matraqueando não faz post patrocinado. Por questão de transparência, comunicamos que se você optar por comprar por meio destes links nós recebemos uma pequena comissão. Assim, você ajuda  a manter o blog com dicas fresquinhas e gratuitas, além de não pagar nada mais por isso. Desde já agradeço a preferência! 😉
Share