-  Atualizado 01/02/2015

Templo Budista de Foz do Iguaçu | Por Raul Mattar

Publicado por: Silvia Oliveira Foz do Iguaçu

Ele voltou, Matraquetes! Depois do ótimo relato sobre o Salão do Automóvel de Buenos Aires, nosso fotógrafis oficial traz mais uma belo artigo para o brogue. Aaah, mas vocês precisam ver o parto que foi para que o rapaz me fizesse uma mísera pauta em Foz do Iguaçu. Já está impondo condições (virou estrela), acha? Mas como lá em casa a última palavra é sempre a dele — sim, querida! — eis que vocês podem saborear mais este post da linda Foz do Iguaçu.

___________________

Texto e fotos | Raul Mattar

Templo Budista Foz do Iguacu Como ir

Eu disse. Avisei lá no primeiro capítulo. A gente, na maior boa vontade, oferece um dedo e a pessoa já quer o braço inteiro. Foi só dar uma pequena contribuição ao blog que a dona da bagaça não pensou duas vezes em me transformar no primeiro (in)voluntário do Matraqueando. #QueroMeuCachê

No mês passado fui a trabalho a Foz do Iguaçu. Fiquei três dias. Mas saí de casa com tantas sugestões de pauta que nem se eu ficasse um mês daria conta. “Ah, sedertempo visitetrêsrestaurantes váaotemplobudista façaomacucosafari  tirefotosdamesquita queroreviewhotel prometoquedoucréditosnofinal.” o.O

Templo Budista Foz do Iguacu Guardioes

Com uma coisa tenho que concordar, dificilmente a Sílvia mete a gente em fria quando se trata de lugares para conhecer. As viagens que estamos fazendo pelo Brasil, por exemplo, têm sido fantásticas.

E eu não teria conhecido um terço de algumas maravilhas nacionais como João Pessoa e o Cânion do Xingó — só para citar alguns destinos — se não fossem pelas indicações dela. [Nota da redação: #ParágrafoNãoPatrocinado]

Templo Budista Foz do Iguacu Fotos

Bom, aceitei fazer o Templo Budista. O Matraqueando tem uma série bem completa sobre Foz do Iguaçu, mas ainda não conhecíamos este lugar, considerado o segundo maior templo budista da América Latina. (O maior é o Templo Zulai, em Cotia, no estado de São Paulo. O blog Turismo Backpacker esteve lá, veja o relato aqui.)

Templo Budista Foz do Iguacu Buda 1

Como era de se esperar, o lugar é calmo, ordenado e cheio de ângulos para fotógrafo algum botar defeito. O que bem descreve o Templo Budista de Foz do Iguaçu é “um lugar mágico”.

Templo Budista Foz do Iguacu Buda  Mi la Pu-San

Esta foi a primeira expressão que me veio à cabeça, mas fui cortado pela editora. “É muito clichê, Raul!” (Ainda tem isso, a humilhação de ter que submeter TRÊS vezes o texto para a moça revisar.) #QueroMeuCachê2

Mas veja se eu não estou certo. O templo fica na parte alta da cidade,  com vista privilegiada do centro de Foz do Iguaçu (e de parte de Ciudad del Este). São 120 estátuas espalhadas pelo local, 108 delas com 2,5 metros de altura milimetricamente distribuídas e alinhadas em direção ao pôr do sol.

Templo Budista Foz do Iguacu 108 estatuas budas 02

Templo Budista Foz do Iguacu 108 estatuas budas 01

Templo Budista Foz do Iguacu 108 estatuas

Cada uma representa um buda, um monge que alcançou a iluminação. (Olha, vou ficar devendo a explicação tim tim por tim tim de todos os significados do budismo ali dentro, mas cada estátua tem uma história para contar).

Templo Budista Foz do Iguacu Mi la Pu San 2

O famoso “buda sentado”, aquele que a gente tem vontade de passar a mão na barriga para trazer dinheiro (nem sei se isso é da tradição deles ou se é só uma heresia da nossa parte), tem lugar de destaque no templo.

Templo Budista Foz do Iguacu Jardins

Uma enorme réplica dourada de sete metros de altura de Mi La Pu-San traz um confortável sorriso ao lugar. Historicamente falando o templo é novo. Foi inaugurado em 1996 por comunidades chinesas que vivem naquela região de fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai.

Templo Budista Foz do Iguacu Buda detalhe

Templo Budista Foz do Iguacu Buda Deitado

Templo Budista Foz do Iguacu Buda Deitado Dupla

Além do Mi La Pu-San o templo abriga outras estátuas colossais, cada uma representando uma virtude. O Boddhisattva Manjushri representa a sabedoria enquanto o Buda Shakyamuni — um personagem histórico que abandonou a riqueza em busca da iluminação — aparece refestelado (a postura deitada reflete a paz de espírito após a ascensão) em frente ao templo.

DSC04795

Templo Budista Foz do Iguacu Casa do Mestre

Já a Casa do Mestre, o templo em si, é o local principal de orações. Tem mais de 2 mil metros quadrados. Lá dentro não é permitido fotografar. (Mas depois de tudo o que a gente vê lá fora, não dá nem para reclamar!)

Templo Budista Foz do Iguacu Trio 2

O lugar é silencioso e harmônico. Não combina com afobação. Mesmo sendo um passeio de uma hora, uma hora e meia no máximo, o ideal é ir com tempo. É para relaxar, meditar e interiorizar um pouco.

Templo Budista Foz do Iguacu Budas Por do Sol

Acho que quem é budista aproveita profundamente o local, já quem está ali com interesse turístico, como eu, sai — mesmo assim — sentindo-se abençoado.

Templo Budista Foz do Iguacu Como chegar 01

SERVIÇO

Templo Budista de Foz do Iguaçu
Local: Rua Dr. Josivalter Vila Nova, 99 (esquina com a rua Antonio Cezar Cabral) – Jardim Califórnia
Tel.: (45) 3524-5566
Horário: terça a sábado, 9h às 17h e domingo, 10h às 15h.
Entrada: gratuita
Como chegar: pegue o ônibus nº 103 no terminal do centro. O coletivo passa, mais ou menos, de 40 em 40 minutos e leva uns 35 minutos para chegar ao templo. O ponto onde você vai descer fica a uns 200 metros da entrada. A passagem custa R$ 2,85. Quem for de carro deve pegar sentido Itaipu. Depois é só ler as placas. Há estacionamento gratuito.

Posts relacionados

Cataratas do Iguaçu: lado brasileiro e argentino

Itaipu: circuito especial

Parque das Aves

Roteiro árabe em Foz do Iguaçu

Iguassu Resort: hospedagem luxo em Foz do Iguaçu sem ir à bancarrota!

Foz do Iguaçu In English

Tourism: Foz do Iguaçu – by Sílvia Oliveira

Bird Park – by Sílvia Oliveira

Itaipu: special visitation tour – by Sílvia Oliveira

Leia também

Salão do Automóvel de Buenos Aires | Por Raul Mattar

_______________________

Texto e fotos: Raul Mattar | Instagram –> @raulmattar



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


8 comentários

  1. Ana Luisa
    Comentário do dia 11/8/2013 às 12:28

    Silvia, ele está ficando craque, hein? Merece mesmo o cachê. Lindas fotos! E feliz dia dos pais

    (Responder)

    Resposta de Raul Mattar

    Viu Dona Matraca merece um CACHÊ!!! Brigadão Ana Luisa!!!

    (Responder)

  2. Viviane
    Comentário do dia 11/8/2013 às 12:49

    Ficou ótimo, como tudo o que vocês fazem por aqui. Quero muito conhecer este lugar. Já fui as cataratas, mas nem imaginava que o templo fosse tão lindo assim! Parabéns, Raul, mandou bem!

    (Responder)

    Resposta de Raul Mattar

    Anote para sua próxima inda a Foz. Valeu!!!

    (Responder)

  3. vera queiroz
    Comentário do dia 11/8/2013 às 16:16

    Raul, nota dez! As fotos estão lindíssimas, ângulos diferentes, cores fortes, enfim, e texto claro (só uma gralhinha: “abandou” por “abandonou” na descrição da estátua que dorme 🙂 Silvinha, ele já merece aumento de salário, antes que vá pra concorrência ::))
    grande abraço, feliz dia dos pais com essa família tão linda,
    vera

    (Responder)

    Resposta de Raul Mattar

    Brigadão Vera!!! Espero que a Silvinha leia os comentários e escute as dicas dos leitores!!! 😉

    (Responder)

  4. silvia França
    Comentário do dia 12/8/2013 às 21:19

    Adorei……

    (Responder)

    Resposta de Raul Mattar

    Silvia França, valeu!!!

    (Responder)

  5. Comentário do dia 12/8/2013 às 23:25

    Oi Raul e Silvia!! Muito obrigado por lembrar de nós no post! Não conhecemos o templo de Foz, mas ele agora está na nossa lista 🙂 A foto dos Budas alinhados está demais! Parabéns pelas imagens belíssimas!! Parece mesmo um lugar mágico!

    Abraços!

    (Responder)

    Resposta de Raul Mattar

    Douglas, aqui eu posso falar, pois a editora do “brog” não vai me cortar. O Templo Budista de Foz do Iguaçu é “um lugar mágico”! Rsrsrs….Valeu amigos!!!

    (Responder)

  6. Comentário do dia 27/1/2014 às 20:04

    Ola, Silvia e Raul!
    Como sempre, lindas fotos, e texto muito bom.
    Ja estive nesse templo tambem, e, como disse o Raul – lugar magico! O que mais gostei la foi o silencio – algo meio raro hoje em dia…
    Abracos!
    Juliana

    (Responder)

  7. Cleber
    Comentário do dia 05/2/2015 às 04:55

    Se gosta de fotografia e lugares alternativos deve ter visto as placas apontando para a Mesquita. Eu só vi do lado de fora, mas é interessante e um convite a conhecer o Islamismo. Tem regras de vestimenta e horário de abertura dos portões.

    (Responder)

  8. Comentário do dia 11/3/2016 às 10:06

    Olá, muito boas as postagens do site. Gostaria de saber se para a Mesquita Islâmica ou o templo é preciso agendar horário ou se é mais simples, só chegar. Obrigado e parabéns pelas fotos.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Não é preciso agendar horário, mas você deve observar o horário de funcionamento de cada uma. 😉

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar