7 atrativos gratuitos imperdíveis em Santiago do Chile

Publicado por: Silvia Oliveira Santiago

A capital chilena nem de longe está entre as mais baratas da América do Sul. Nada aqui é padrão mão de vaca. Mas Santiago tem muitos atrativos totalmente gratuitos que ajudam a diminuir – e muito – o custo dos passeios.

Meus 7 atrativos grátis preferidos em Santiago

1. PALÁCIO LA MONEDA

O Palácio La Moneda, para mim, é a principal atração turística (do pon­to de vista histórico) do Chile. Foi cenário para o golpe militar liderado por Augusto Pinochet, em 1973. Depois de um discurso antológico, Salvador Allende (o então presidente, humilhado e constran­gido sob bombardeio) se suicidou.

Atualmente é o palácio do governo e residência do presidente. Declarado Monumento Nacional na dé­cada de 50, o Palacio La Moneda é a principal obra neoclássica do Chile. O local oferece ainda uma visita guiada grátis. Mas é necessário agendar com antecedência no site www.visitas­guiadas.presidencia.cl. Metrô La Moneda (linha 1).

2. TROCA DE GUARDA DO PALACIO LA MONEDA

Já a Troca de Guarda do Palacio La Moneda é o evento mais tradicional do país. A apre­sentação acontece na Plaza de la Constitución, em frente ao palácio e dura em torno de 40 minutos. Sempre às 10h durante a semana e às 11h aos finais de semana e feriados, em dias alternados (ou seja, acontece dia sim, dia não). Metrô La Moneda (linha 1).

3. FEIRA PERSA BIOBÍO

A Feira Persa Biobío não é conhecida como um atrativo turístico. Trata-se do maior mercado de pulgas de Santiago. Oferece toda a sorte de objetos antigos, decoração, vestuário, louças, incluindo alguns badulaques. Ainda que seja um lugar de compras você não precisa gastar.

O local lembra um inusitado museu de antiguidades a céu aberto. Funciona sábados, do­mingos e feriados, 10h às 16h. Algumas lojas abrem e fecham mais tarde. Rua Biobío, 793. Metrô BioBio (linha 6). www.persa-biobio.com

O Barato de Santiago | O guia de viagem definitivo e completo para você conhecer Santiago e arredores gastando beeeem menos, com conforto e sem perder a dignidade. Edição 2019, revista e ampliada! São mais de 110 páginas com roteiros inovadores e dicas de economia inteligente. Inclui Valparaíso, Viña del Mar e bate e volta a vinícolas e estações de esqui. E-book totalmente interativo, navegue pelo Google Maps! Pegue o seu aqui agora mesmo!

4. PUEBLITO LOS DOMINICOS

É uma reprodução de um pequeno vilarejo chileno no elegante bairro Las Condes. Abriga mais de 150 lojas distribuídas por ruazi­nhas de chão batido em meio a plantas, córregos e um viveiro de aves.

Los Domin­cos era um anti­go povoado que foi transformado em centro de exibição e comer­cialização de arte e artesanato. São produtos em couro, lã, madeira, cerâmi­ca, cobre, lápis-lazúli, tecidos, entre outros materiais.

O local é excelente para trazer artesanato autêntico e original do Chile. Na maioria das lojas você vai encontrar os próprios artistas e artesãos trabalhando e vendendo seus produtos. Tem praça de alimentação com restaurantes de comida típica.

Há venda de pedras preciosas como o lápis-lazúli. É desconhecido da maioria dos turistas e um dos melhores lugares para compras de artigos genuinamente chilenos. Mas você pode ir só pelo inusitado do lugar! 🙂

O Centro Artesanal Los Dominicos é considerado a maior feira de artesanato de Santiago. Funciona de terça a domingo, 11h às 20h. Rua Apoquino, 9085. www.plosdomi­nicos.cl  Metrô Los Dominicos (linha 1).

5. TEMPLO BAHÁ’Í DE SANTIAGO

Inaugurado recentemente, o templo religioso da fé Bahá’í (uma religião independente nascida na antiga Pérsia com leis e escrituras sagradas próprias) já se tornou um ícone arquitetônico da capital chilena. Localizado no alto de um morro, o lugar oferece uma bela vista e um dos mais bonitos entardeceres da cidade.

Rodeado pela natureza e pela Cordilheira dos Andes, o templo é um centro de oração aberto à visitação cercado por extensos jardins nativos. A construção foi projetada pelo premiado arquiteto canadense Siamak Hariri. Tem formato de uma flor com nove pétalas, cada uma com uma porta de acesso em diferentes direções do planeta.

A ideia é dar as boas-vindas a todas as nações e a diferentes povos no mundo. O templo fica bem afastado do centro da cidade (16 km). O transporte público (ônibus) só chega até à portaria do local. A partir daí é necessário andar quase dois quilômetros para chegar até o templo propriamente dito.

A melhor opção é utilizar o Uber, a corrida a partir do centro fica em torno de $ 8 mil pesos. Visitas de terça a domingo, 9h às 19h. Fecha às segundas e nos feriados nacionais. Diagonal Las Torres, 2000 – Peñalolén, Região Metropolitana de Santiago. www.templo.bahai.cl

7. MUSEU DA MEMÓRIA E DOS DIREITOS HUMANOS 

É o meu preferido dos preferidos. Uma visita triste e impactante, mas necessária. O Museu da Me­mória e dos Direitos Humanos busca dar visibilidade às violações cometidas pelo Estado Chileno durante a ditadura militar de 1973 a 1990. Através de farta documentação e material interativo, o espa­ço permite a reflexão sobre este período recente e trágico do país.

A exposição permanente ocupa dois andares do edifício e mostra um mapa de violação de direitos humanos também no mundo, in­clusive no Brasil. São fotos, vídeos, documentos oficiais e registros pessoais que retratam episódios marcantes como o “11 de Sep­tiembre” deles, quando em 1973 o Palacio La Moneda foi bombar­deado, além de poder ouvir o último discurso de Salvador Allende, antes de sua morte.

Uma das partes mais comoventes é o memorial dedicado às víti­mas do regime que foram mortas, torturadas ou seguem desapare­cidas até hoje. Você sai de lá meio atordoado, com nó na garganta e vontade de abraçar quem está do seu lado!

Funciona de terça a domingo, 10h às 18h. Em janeiro e fevereiro fecha às 19h. Entrada grátis. (O audioguia em por­tuguês sai por $ 2 mil pesos.) Rua Matucana, 501. Metrô Quinta Normal (linha 5).

Outros atrativos grátis em Santiago que você pode gostar

  • Parque Bicentenario
  • Parque das Esculturas
  • Plaza de Armas
  • Mercado Central
  • Museu Nacional de Bellas Artes
  • Museu de Artes Visuais
DICA ESPERTA | Tá procurando carro para alugar barato no Chile? Eu conto minha experiência aqui! Descontos incríveis de até 60%, sem IOF nas reservas internacionais e parcelamento em até 12 vezes. Faça sua simulação e reserve agora mesmo aqui! O cancelamento é gratuito. 🙂

Posts relacionados

Guia Essencial Valle Nevado: como é e quanto custa o bate e volta à estação de esqui mais badalada da América do Sul

Como ir por conta à vinícola Concha y Toro

Vinícola Cousiño Macul: quanto custa a visita e como chegar até lá por conta própria

Hospedagem em Santiago do Chile

Roteiro de cinco dias no Deserto do Atacama

Política editorial | Pagamos todas as nossas contas de viagem. Não aceitamos convites nem cortesias. Sempre nos hospedamos anonimamente nos hotéis indicados. O Matraqueando não faz post patrocinado. Alguns posts contêm links para programas de afiliados, parceiros comerciais do blog, inseridos espontaneamente pela autora. Por questão de transparência, comunicamos que se você optar por comprar por meio destes links nós recebemos uma pequena comissão. Assim, você ajuda o Matraqueando a se manter sem publicidade! Tudo o que você encontra aqui foi determinado unicamente pelo interesse do leitor, nosso gosto pessoal ou critério particular. Isso é transparência e credibilidade. Pode confiar! Para ajudar a manter o blog sempre com dicas fresquinhas adquira nossos guias na Loja Matraqueando. Desde já agradecemos a preferência! 


Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


2 Comentários

  1. Marlon

    Obrigado Silvia! Já estive duas vezes em Santiago e ainda não visitei o Museu da Memoria, a Feira Biobio e Los Dominicos! Obrigado pelas excelente dicas sempre!

    responder

Deixe seu Comentário






Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2019 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar