-  Atualizado 15/12/2015

Canela | Museu Mundo a Vapor

Publicado por: Silvia Oliveira Canela, Gramado

[Post atualizado em dezembro de 2015]

Uma representação dramática. Ao chegar ao Museu Mundo a Vapor, a perfeita reconstituição do famoso acidente ferroviário ocorrido em Paris, em 1895. Uma locomotiva desgovernada cruzou em alta velocidade a estação de Montparnasse. Atravessou a parede e ficou pendurada a 12 metros de altura.

A rota Gramado-Canela traz os inusitados museus temáticos. São pequenos, bem organizados e tratam de temas distintos e não muito frequentes em outros lugares do mundo. Boa parte de O Mundo a Vapor – ao contrário da cópia fiel exposta na entrada – é um universo em miniatura.

+ E-book | O Barato de Gramado e Canela –> baixe o seu agora mesmo!

Todos os equipamentos foram construídos em Canela pela Família Urbani e levam o visitante ao passado recente. (Aliás, adoro rever algo antigo que remete a minha história, como telefone de discar ou máquina de costura Singer – com base de madeira e pedal. Acredite, hoje são peças de museu!)

Dentro do parque você acompanha de perto o processo de fundição e laminação de aço, participa da fabricação de telhas e tijolos – que cabem na palma da mão – e conhece a menor fábrica de papel do mundo.

Em seis minutos você acompanha todo o ciclo de produção do papel e ainda leva um pedacinho como souvenir. Os equipamentos são réplicas perfeitas dos originais. Tudo representando o mundo que já foi movido a vapor.

O passeio dura mais ou menos uma hora e é todo guiado. Em frente aos maquinários sempre há um monitor dando explicações e tirando dúvidas. As peças funcionam a menos de um metro de distância do turista.

Todo mundo fica de queixo caído ao ver o tamanho dos primeiros tratores mecânicos construídos para trabalho na lavoura e uma usina de geração de energia, com pequenas lâmpadas acesas.

Até o relógio, que a cada hora cheia apita, também é movido a vapor. Mais do que conhecer toda a parte tecnológica, O Mundo a Vapor aproxima você dos costumes, da vida e da forma de trabalho dos colonizadores da região. Há um espaço dentro do museu dedicado à exposição de peças que fizeram parte dessa história.

O parque é todo coberto, o que facilita a visita em dias de chuva, e tem calefação – gerada pelo vapor – nos dias mais frios. Não gosto de falar em passeios “imperdíveis”. Mas este é, no mínimo, original. Não existe nada semelhante em nenhum canto do planeta.

SERVIÇO

Museu Mundo a Vapor

Local: Estrada Gramado-Canela. Está a 2km de Canela, tem placas indicativas.

Horário: 9h às 17h. Em janeiro, julho e dezembro está aberto todos os dias. No outros meses, fecha às quartas-feiras.

Ingresso: comprando pelo site o ingresso para adulto custa R$ 22. Estudantes com carteirinha, pessoas com mais de 60 anos e crianças de 6 a 12 anos pagam R$ 11.  Grátis para menores de 5 anos. (Valores atualizados em dezembro de 2015.)

Dica: não é necessário fazer reserva.

Posts relacionados

Gramado: roteiro de três dias

De Porto Alegre a Gramado pela Rota Romântica

Gramado: dicas para uma viagem econômica

Lago Negro

O Reino do Chocolate

Parque de Lavandas

Templo Budista de Três Coroas

Mini Mundo: réplicas em miniaturas

Zoológico: programa família

Hospedagem em Gramado: onde ficar

Hotel Via Serena:  atendimento, conforto e chá de laranja em Gramado

Outras opções de hospedagens em Gramado com ótimo custo/benefício

Fotos: Raul Mattar | Todos os direitos reservados.

Banner venda Gramado



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


4 comentários

  1. Patricia de Camargo
    Comentário do dia 09/6/2009 às 16:34

    Eu curto muito museus de todo tipo, ainda mais inusitados como este. Acho que o diferencial pelo teu relato é a interpretação e o fato da visita ser guiada! Dica muito interessante! Beijos

    (Responder)

  2. Joaninha Bacana
    Comentário do dia 23/6/2009 às 04:06

    Nao sabia que o museu era tao legal! Passei várias vezes na frente, e nunca me dei o tempo de parar e visitar! Valeu pela dica :o) E, nao sabia da história da locomotiva na frente, tô aprendendo um monte com seu passeio por Gramado :o)))
    Beijos, Angie

    (Responder)

  3. Tatiany Araujo
    Comentário do dia 06/6/2012 às 15:42

    Silvia,
    Por que não consigo ler o blog? Ao entrar dá acesso negado… 🙁 Queria ler para obter mais informações sobre Canela.
    Obrigada,
    Tatiany Araújo

    (Responder)

  4. Dejair Silva
    Comentário do dia 28/9/2014 às 19:47

    Um casal de amigos retornou estes dias de Canela. Ficaram satisfeito com o que viram.
    Inclusive me falaram do museu a vapor. Pretendo ir lá algum dia com a patroa.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    É uma região que vale muito a pena, Dejair!

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar