-  Atualizado 21/02/2016

Chile: como ir por conta à vinícola Concha y Toro

Publicado por: Silvia Oliveira Chile

cocnha sombra

*Post atualizado em fevereiro de 2016

Não tenho um bom senso suficientemente aguçado para saber se este é – ou não – um passeio pega-turista. Mas já saí do Brasil com ele na pauta. E não me arrependi nem um pouco. Amei, para ser pouco exagerada.

Mesmo não conhecendo nada de vinhos, para mim era quase uma obrigação visitar alguma vinícola decente no Chile. Mais do que isso: me interesso pela história, acho interessante os processos de produção e acredito que deve ser bem bacana saber apreciar um bom vinho. (Até tento, mas ainda não alcancei esse grau do Nirvana).

concha tunel 01 copy

Optamos pela vinícola Concha y Toro, no Valle del Maipo – nos arredores de Santiago. Não é a maior, mas uma das mais antigas e conhecidas do país. Os brasileiros adoram passear por lá. O Valle del Maipo é uma região modelo para toda a produção de vinho no Chile.

Há muitas outras vinícolas por ali que, numa viagem específica para isso, você faz a festa sem se afastar mais do que duas horas da capital. Foi aqui a redescoberta da uva Carmenère, considerada extinta nos parrerais franceses.

E-book | O Barato de Santiago —> Baixe o seu agora mesmo!

Concha flores

Na Concha y Toro – localizada na cidadezinha de Pirque, a 30 quilômetros de Santiago – existem dois tours guiados: um que custa 7 mil pesos (US$ 14,00), dura 50 minutos e inclui a degustação de dois vinhos. O outro custa 16 mil pesos (US$ 32,00), dura 1h10 e inclui a degustação de quatro vinhos, mais mesa de queijos e frutos secos.

Ambos fazem o mesmo recorrido pela vinícola. A diferença está mesmo na quantidade de “copas” que vamos entornar no final. O tour pode ser em espanhol ou inglês. Você escolhe.

concha barris casillero copy

O lugar é lindo, frondoso, cheio de flores. Para chegar ao casarão onde viveu o fundador, Don Melchor, há um túnel de folhagens que se entrelaçam formando uma suave sombra pelo caminho. Em seguida, o grupo conhece um dos vinhedos. Aprende sobre cepas, tipos de colheitas e importância das uvas.

Fundamental: tudo numa linguagem de humanos. Não saiu nenhum devaneio do tipo “esse vinho lembra a brisa suave do amanhecer em Paris no século 19”. Deve ter sido algo bem mastigadinho, pedagógico. Porque até eu, com todas minhas limitações, entendi tudo. Melhor, aprendi muito.

+ Dicas de hotel bom e barato em Santiago do Chile

concha taca contra copy

A próxima parada era a mais esperada — pelo menos para mim: as bodegas onde estão armazenados os vinhos que chegam à sua mesa. Na parte dos barris antigos é onde você vai conhecer a historieta da bebida mais célebre da Concha y Toro e um dos vinhos chilenos mais conhecidos no mundo, o Casillero del Diablo.

Matraqueando Instagram

concha rolha copy

concha casillero copy

O guia apaga as luzes e uma voz começa a contar a lenda: para proteger a produção — que estava sendo surrupiada por algum empregado — Don Melchor inventou que o diabo vivia ali.

O povo, supersticioso, amarelou e os furtos acabaram. Quando termina o “show”, o guia nos leva a um cantinho com luzes vermelhas, o verdadeiro Casillero del Diablo: tem até o tal coisa ruim projetado na parede. Mas eu não tirei foto, não. Mêda!

concha barris 01 copy

Por último conhecemos as bodegas atuais, cheias de tonéis de carvalho – vindos de várias partes do mundo. Cada um custa entre US$ 400 e US$ 1000 e pode ser usado inúmeras vezes, desde que seja abastecido pelo mesmo tipo de vinho. Dica importante: leve um agasalho para entrar aqui.

A temperatura média é de 12º. Uma exigência para manter a qualidade dos vinhos. Quase morri congelada. Lá fora estavam uns 28º e eu… com roupa de verão! Teve até um senhor que se retirou do tour porque considerou frio demais para ele. (Não fique com dó do véinho, ele voltou no final para bebericar.)

+ Alugue seu carro com mais economia e percorra o Chile com tranquilidade

+ Excursões e passeios turísticos saindo de Santiago

Concha trio copy

Nesta etapa recebemos mais um monte de informações sobre formas de armazenagem dos vinhos e, enfim, a degustação. Claro que eu não tenho a menor possibilidade de descrever a dita cuja.

Apenas dei uma bicadinha, e para meu paladar estava amargo e seco demais. (Sim, eu sou uma daquelas — excomungadas da confraria dos enochatos — que gosta de sangria ou, no máximo, um vinho docinho.) Ah, a taça grafada com o nome da vinícola é brinde, você leva para a casa.

+ Leitor do Matraqueando tem 15% de desconto no seguro de viagem da Mondial (e ainda dá para dividir em 6 vezes!)!

concha restau copy

Concluído o passeio oficial você pode ficar à vontade por ali. Tem um restaurante (Wine Bar) bem bonito com pratos que variam entre US$ 12 e US$ 25. Também é possível beliscar algo, comer queijos e azeitonas. Tudo, por supuesto, regado por algum vinho da Concha y Toro.

Não é preciso fazer nenhum tour para comer aqui. Na saída, como não poderia deixar de ser, há uma lojinha. A Tienda de Vinos (Wine Shop) é maravilhosa. Bonita para quem não entende nada. Completa para quem entende tudo. Aqui você encontrará todas as marcas Premium e Ultrapremium da Concha y Toro por preços bem menos proibitivos que no Brasil.

– E-book | O Barato de Santiago —> Baixe o seu agora mesmo!

concha loja

Para os aficionados, essa parada será a mais importante. Na loja, encontram-se todas as cepas e formas de cada marca. Há uma enorme oferta de literatura vitivinícola e especializada em gastronomia. Um sommelier acompanha os compradores.

Sem falar nos acessórios, desde um elaborado saca-rolhas até termômetros digitais que verificam precisamente a temperatura do vinho. Foi tão bom e tão gostoso esse passeio que saí daqui achando ” já ganhei a viagem”. E estávamos apenas no primeiro dia!

concha tacas

SERVIÇO

VINÍCOLA CONCHA Y TORO 

LOCAL | Av. Virginia Subercaseaux, nº 210 – Pirque | Santiago. Veja no Google Maps.

COMO CHEGAR | É possível contratar excursões que custam entre US$ 60,00 e US$ 90,00 por pessoa. Nós fomos por conta. Pegue o metrô e desça na estação Las Mercedes (Linha azul). Do centro até à estação Las Mercedes é quase 1h15m de viagem. Na saída da estação você pode pegar um táxi por uns 3 mil pesos (US$ 6,00) ou pegar o metrôbus nº 73, 80, 81 (somente estes deixam na porta da vinícola). A passagem do ônibus custa 450 pesos (US$ 0,90). Do metrô até à vinícola de táxi são cinco minutos, uns 4 mil pesos. De ônibus, em 15 minutos você está lá. Se você prefere a comodidade da excursão até à Concha y Toro, compre a sua aqui com desconto!

HORÁRIOS | Aberto todos os dias, das 10h às 17h. Importante: a vinícola não abre no dia 1º d ejaneiro, sexta-feira santa, 1º de maio, 18 e 19 de setembro e 25 de dezembro. Nos dias 24 e 31 de dezembro só funciona até às 14h.

VALORES ATUALIZADOS EM FEVEREIRO DE 2016 | O  Tour Guiado Tradicional – nós fizemos esse – sai por 12 mil pesos (US$ 19) e inclui degustação de dois vinhos. O Tour Guiado Marques de Casa Concha custa 22 mil pesos (US$ 38) e inclui degustação de quatro vinhos, mais mesa de queijos e frutos secos.

RESERVA | Obrigatório reservar com pelo menos 24 horas de antecedência. Veja formulário no site. Para reservas no mesmo dia ligue para (+56-2) 24765269, 24765334 ou 24765680.

Bannerzinho Mondial Assistance

Procurando hospedagem boa e barata em Santiago? Pesquise no Booking.com (parceiro comercial do Matraqueando) — onde sempre faço minhas reservas. O sistema não cobra qualquer taxa e o cancelamento é grátis para a maioria dos quartos! 🙂

Leia também

SANTIAGO

ATACAMA

Fotos: Raul Mattar



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


48 comentários

  1. Comentário do dia 05/3/2012 às 12:02

    olá! otimo texto! tentando reservar pelo site e eles não mandam email de confirmação.. já reservei tem mais de 15 dias e nada, fiz uma nova reserva e tb enviei email pra o email de reserva. Sabe dizer se demoram a confirmar a reserva mesmo? Ou acha melhor ligar pra la? Obrigada!

    (Responder)

  2. Comentário do dia 05/3/2012 às 14:45

    Eu fiz minha reserva já estando em Santiago, por telefone. Se estão demorando para responder, é melhor ligar lá! Abs!

    (Responder)

  3. Jose Marques
    Comentário do dia 10/3/2012 às 14:32

    Estou indo este mês para Santiago,adorei o teu blog,pois consegui várias informações importantes.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Boa viagem, Jose! 🙂

    (Responder)

  4. Comentário do dia 12/3/2012 às 20:47

    Gostaria de agradecer pois esse post foi muito útil! Seguimos as suas dicas e deu tudo certinho!
    Bjos.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Que legal, Lilian! 🙂

    (Responder)

  5. Vinicius
    Comentário do dia 19/3/2012 às 19:00

    Olá Sílvia, parabéns pelo post. Estou indo com minha esposa em maio e reservamos ou a sexta-feira ou o sábado para visitar a Concha y Toro. É melhor ir na sexta ou no fim de semana?

    Obrigado,

    (Responder)

  6. Waleska Ronzani
    Comentário do dia 04/4/2012 às 12:41

    Oi Sílvia!
    Estive agora em março/2012 em Santiago e fiz o tour “independente” à Concha y Toro. Os ingressos para o tour tradicional estão custando $8.000 pesos por pessoa e consegui facilmente fazer a reserva pelo site.
    Para chegar até lá, eu e meu marido pegamos o metrô e descemos na estação “Las Mercedes”, escolhendo a saída “Concha y Toro Poniente”. Logo que saímos da estação, avistamos o ponto de ônibus. Atualmente os ônibus que chegam até a vinícola são o MB80, MB81 e MB73 (MB vem de MetroBus, eles tem o símbolo do metrô) e a passagem custa $500 pesos por pessoa, pagos em dinheiro diretamente ao motorista. Eu não vi nestes ônibus a maquininha do cartão Bip!.
    ATENÇÃO: os ônibus não passam em frente à vinícola, por isso, fiquem ligados. Ele vai percorrer uma extensa avenida, chamada Concha y Toro, pegar uma estradinha que sobe e assim que descer essa estradinha haverá uma praça. Desça nessa praça e pegue a 1ª rua à direita (Virginia Subercaseaux), e logo você avistará a vinícola. Você também pode pedir ao motorista para te avisar, mas conosco não deu muito certo… ele se esqueceu ¬¬
    A volta é bem simples: retorne para a tal pracinha e pegue um dos MetroBus indicados acima e desça na estação Plaza Puente Alto ou Las Mercedes, tanto faz.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Obrigada pelo feedback, Waleska! 🙂

    (Responder)

    Resposta de Simone Fleck

    ATENÇÃO: O onibus 84 nos deixou no portão da Concha y Toro. Passa bem na frente da vinicola. abraço

    (Responder)

  7. Comentário do dia 17/4/2012 às 16:41

    Fomos na Semana Santa em Santiago e seguimos as dicas do seu site. Deu tudo certinho. .. Pegamos o metrô para visitar a vinícola Concha y Toro. Não adiantou preencher o formulário, não houve resposta – o melhor é enviar um e-mail para reserva@conchaytoro.cl indicando a data, hora e língua que deseja para a visita que a resposta vem logo em seguida, com o número da reserva (guarde-o para informar na entrada). Pegamos a linha azul do metrô (4) e descemos na estação Las Mercedes (menos de 1 hora), uma antes da final (Plaza de Puente Alto). Segundo um taxista, a razão de se descer antes é devido ao preço dos táxis: na Plaza de Puente Alto o táxi é mais caro (mais disputado). Em Las Mercedes, você paga 3.000 pesos chilenos até a vinícola. A visita foi muito interessante (a tradicional por 8.000 pesos chilenos), você passeia no meio da plantação especialmente feita para os visitantes, onde podemos provar das uvas ali mesmo (deliciosas), escutar a forma de cultivo, colheita, etc. e, depois de uma degustação de vinho branco, ir na estufa ver onde são guardados os vinhos nos barris e escutar a história do Casillero del Diablo. Comemos, lá mesmo, empanadas e massas com vinho (não muito caro) e tomamos um táxi de volta – aí, de acordo com a orientação do nosso taxista da ida, paramos na estação Plaza de Puente Alto e pagamos somente 2.000 pesos chilenos. Valeu muito as dicas…Parabens!

    (Responder)

    Resposta de Sílvia Oliveira

    Oba, que legal que deu tudo certo! Obrigada pelas informações atualizadas!

    (Responder)

  8. AMARO MOURA
    Comentário do dia 09/5/2012 às 14:49

    BOA TARDE SILVIA!
    IREI COM ESPOSA E FILHO NO MÊS DE JUNHO PASSAR SEIS DIAS EM SANTIAGO, E NESSA VISITA A CONCHA Y TORO, SEGUIREI O SEU ROTEIRO DIREITINHO.
    NA VOLTA DIREI COMO FOI.
    VALEU!!!!!!!!!

    (Responder)

  9. Bruna
    Comentário do dia 07/6/2012 às 19:07

    Fui à Santiago em maio/12 e o passeio da Concha Y Toro foi um dos pontos altos da viagem. – Fizemos a reserva do Tour Marques de Casa Concha pelo site da vinícola.
    Fomos de metrô (linha azul) e descemos na Estação Las Mercedes, de lá pegamos um táxi até a Concha Y Toro por 5.000 pesos. Na volta o táxi saiu por 3.000 pesos para a mesma estação.
    Na entrada pagamos o passeio no valor de 17.000 pesos (uns U$35) e entramos na vinícola. Ainda ganhamos um cupom que dava 15% de desconto na compra de Vinhos da linha Marques de Casa Concha na lojinha deles.
    O local é liiindo!!! Depois de muitas fotos começou o nosso tour. Fizemos um rápido passeio pelos jardins, nos mostraram a mansão Casa Concha, as plantações etc. Degustamos um primeiro vinho (branco) e em seguida nos levaram para conhecer a Adega do Casilero Del diablo. Muito interessante! E depois degustamos um vinho tinto.
    Agora vinha a segunda etapa que seria acompanhada de um Sommellier: nos levaram para uma sala onde a mesa já estava posta nos aguardando com quatro taças de vinho para cada pessoa (1 branco e 3 tintos) da linha premiun deles, que é o Marques de Casa Concha.
    Ainda serviram uma tábua de frios com 4 tipo de queijos e uns pãezinhos, foi quando a Sommellier começou a dar uma aula sobre vinhos, informando que cada queijo combinava com um vinho, etc, etc.
    Depois de 6 taças de vinho, saímos de lá bem alegres e satisfeitas com o passeio agradabilíssimo. Super recomendo esse tour!!!

    (Responder)

  10. RO
    Comentário do dia 13/7/2012 às 22:55

    Amei seu blog! Parabéns! Tá super bem escrito! Bjs

    (Responder)

  11. rosangela duo
    Comentário do dia 07/8/2012 às 15:34

    oi silvia adorei suas postagens, vou ao chile por 4 dias em 1 de setembro, uma viagen super rapida, nunca fui muito longe somente paraguai e argentina, sou bem chucra, mas vou com minha prima e meu marido que sao bem viajados, o que devo levar na minha mala eu e meu marido, um abraço.

    (Responder)

  12. Simone Fleck
    Comentário do dia 27/8/2012 às 22:02

    Estivemos em Santiago na semana passada (ago/12) e seguimos suas orientações de como ir por conta a Concha y Toro. Foi perfeito. Pegamos o metro na estação Pedro de Valdivia (Providencia) – linha vermelha – descemos na estação Tobalaba e pegamos o trem até a estação Las Mercedes – linha azul -. Lá pegamos um onibus – numero 84 – que nos deixou na porta da vinicola. Foi um passeio incrível, rápido e confortável na cia das Cordilheiras branquinhas de neve. Ainda tivemos a sorte te ter ” a bordo” no metro um nativo tocando musicas típicas da região com violão e gaitinha de boca. Foi maravilhoso, mágico. Obrigada pelas dicas.
    Resumo da ópera: desenbolsamos aproximadamente 5.000 pesos no transporte + U$ 34,00 com o tour o casal. Uma diferença incrivel eis que as agencias estavam cobrando em torno de U$ 60,00 (a mais barata) a pessoa + o tour o que daria total de U$ 77,00 por cabeça. Mais uma vez obrigada. Valeu mesmo!!! Abraço

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Eu que agradeço o feedback, Simone! 😀

    (Responder)

  13. Simone Fleck
    Comentário do dia 29/8/2012 às 20:26

    Apenas retificando tua colocação no inicio desta postagem: a Concha y Toro é a maior vinicola do Chile e a segunda maior do mundo, só perdendo para a A A. E. & J. Gallo Winery, de Modesto, na Califórnia.
    Abraço

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Obrigada pelas dicas. Curiosidade: ela é maior em que? Tamanho ou produção de vinhos? E onde encontro a fonte da informação! Abs! 🙂

    (Responder)

    Resposta de Simone Fleck

    A vinícola é a maior do país, a segunda maior do mundo em extensão de vinhedos, também com vinicolas na costa norte da California.
    Na primavera passada, a companhia, com 128 anos de atividade, fez sua primeira grande aquisição: comprou por US$ 234 milhões a Fetzer Vineyards da Brown-Forman, multinacional de Louisville, no Kentucky, mais conhecida pela marca Jack Daniel’s e outras bebidas alcoólicas. As fontes são as mais diversas, desde sites de finanças e investimentos, canais rurais, wikipédia até sites de curiosidades. Abraços

    (Responder)

    Resposta de Sílvia Oliveira

    Que bacana… nunca havia ouvido falar nessas transações. Também… o “universo” dos vinhos e nada, para mim, é quase a mesma coisa! Não entendo lhufas! Abraços!

  14. elisabete
    Comentário do dia 30/9/2012 às 19:44

    Olá Silvia! Vi sua reportagem hoje na Folha de Londrina e achei muito bacana. Queria algumas dicas pois vou para o Chile e descerei até Bariloche. Que dinheiro levar? Os passeios,a gente pode reservar e pagar aqui do Brasil? Como fazer ligações telefônicas de lá para cá?

    (Responder)

  15. Carla Fernanda
    Comentário do dia 16/11/2012 às 09:28

    Olá. Estou em meu último dia em Santiago.
    Fiz a visita à Concha y Toro com as suas dicas e correu tudo perfeitamente bem.
    É incrível a diferença de preço de um passeio por conta e um com agência.
    Gracias, rsrs…

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Valeu, Carla, pelo feedback! 🙂

    (Responder)

  16. Comentário do dia 08/1/2013 às 21:56

    Olá, gostaria de suas dicas para conhecer outros pontos turisticos, como val paraíso e vina del mar. Consigo fazer em apenas uma manha ou dura o dia todo ? Tem que ser por agencia ou consigo por conta própria ? Hospedagem – ficar no centro ou em providencia ? O que e mais pratico para quem ta indo pela primeira vez ? O que e melhor – levar dólar ou real para trocar pelo peso chileno ? Desculpe por tantas perguntas, mas achei suas dicas maravilhosas. Obrigada. Um abraço. Adriana

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Olá, Adriana! Para fazer Valparaíso e Viña del Mar, é melhor o dia todo. (Faz uma cidade de manhã e a outra à tarde, mesmo assim vai ser corridinho – já aviso!). Você pode ir tranquilamente por conta própria.

    Como chegar a Valparaíso:

    De carro ou de ônibus são 120 km desde Santiago pela Ruta 68. Os ônibus saem da capital pelo Terminal Alameda (Metrô Universidad de Santiago). A empresa Tur Bus (www.turbus.cl) faz o trajeto, com várias saídas diárias. A passagem, na categoria mais simples, custa a partir de 2 mil pesos, algo em torno de US$ 4. Viña del Mar, a 9 km ao norte, pode ser alcançada pelo Merval, o metrô de superfície de “Valpo”. (www.merval.cl). A tarifa do metrô para entrar e sair da mesma estação é de 880 pesos (US$ 1,80)

    Abraços e boa viagem!

    (Responder)

    Resposta de Adriana calado

    Oi Silvia, estou viciada em suas dicas. Rsrsrsrs. Estarei indo ao Chile com meu marido e filha em abril e suas dicas tem facilitado bastante a montagem do nosso roteiro. Parabéns pela iniciativa e disponibilidade em esclarecer nossas duvidas. Meu marido acha melhor alugar um carro para realizar esse passeio de valparaiso e vina del mar. O que achas ? Teremos que tirar a habilitação internacional ? Vc sabe dizer qual o valor da diaria do carro ? Um abraço. Mais uma vez, obrigada. Adriana.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Adriana! Eu acho que não precisa de carro, porque lá em Valparaíso vocês terão que estacionar e circular a pé! Tem que tirar a habilitação internacional. Não saberia dizer o valor de aluguel do carro lá, mas consulte as locadoras internacionais como Avis, Hertz que eles terão a tarifa! Abs! 🙂

    Resposta de Adriana Calado

    OK Silvia. Obrigada pelas dicas. Um abraço.

  17. Verônica
    Comentário do dia 17/1/2013 às 23:54

    Olá, Silvia!

    Suas dicas são ótimas. Estamos indo a Santiago no dia 26/01/2013 ficaremos até o dia 03/02/2013. Com certeza farei o passeio a Concha y Toro por conta propria. Somos 06 pessoas,com duas crianças de 12 e 13 anos, sabes dizer se há algum problema no tour Concha y Toro, pois elas estarão acompanhadas com os pais. Estou pensando em fazer o tour Valparaiso e vina del Mar por conta própria também, mais alguma dica, o que visitar, onde comer. desde já obrigada. Um abraço!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Crianças podem fazer a visita com vocês, normalmente! Veja mais dicas aqui: http://www.matraqueando.com.br/chile-santiago-e-atacama-post-indice
    Abs!

    (Responder)

  18. Décio
    Comentário do dia 20/1/2013 às 14:00

    Olá Silvia, suas dicas estão ótimas. Você sabe de algum relato do Hotel Íbis Providencia, como localização, padrão e reembolso de 19% do imposto (IVA) de hospedagem? Muito obrigado.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Décio! Veja os relatos no tripadvisor sobre este hotel! Abs!

    (Responder)

  19. Viviane
    Comentário do dia 25/1/2013 às 13:58

    Oiii… Boa tarde!!
    Irei passar minha lua de mel em Novembro no Chile…ja compramos as passagens e fizemos reservas em 02 hotéis. Um, na verdade, é apartamento de uma pessoa que aluga simplesmente, os dois através do site booking.
    Vc conhece? Nunca viajamos para fora…. rola uma certa insegurança…
    Vc indica alguma programa legal para casal….uma coisa bem romântica…ou uma cidade próxima….sei lá…
    Ajude-me! Obrigada

    (Responder)

  20. Comentário do dia 22/4/2013 às 20:12

    Silvia, parabéns , excelente , graças. A vc. Vou até lá amanha. Obrigado

    (Responder)

  21. Cláudia
    Comentário do dia 23/4/2013 às 19:19

    Gente, estou indo pra Santiago no dia 05/05 e ficarei 10 dias e pretendo fazer um tour à Concha y Toro e outras vinícolas. Alguém comprou garrafas de vinho pra trazer para o Brasil? Existem algum problema? É fácil despachar??? Agradeço se alguém puder me ajudar!!!

    (Responder)

    Resposta de Laís Maurílio

    Claudia, cada pessoa pode trazer até 12 garrafas na bagagem despachada – claro, tudo é pesado e vc pode pagar excesso de bagagem se forem muitos vinhos.

    (Responder)

  22. Alexandre
    Comentário do dia 14/5/2013 às 16:57

    Silvia, sabe se posso trazer essas taças na bagagem de mão?

    (Responder)

  23. Comentário do dia 20/6/2013 às 22:11

    Silvia, acho uma “malice” ficar perguntando, mas essa é necessária: esse formulário de reserva da Concha y Toro funciona? Os de Mendoza são pura enganação…

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Laís, confesso que fiz minha reserva por telefone. 😉

    (Responder)

    Resposta de KarinaAky

    Laís.

    Fui à Santiago em fevereiro de 2013. Fizemos na Concha y Toro toda pela internet e foi perfeito.

    Na entrada da vinícola tem uma cabine onde você te entregam uma etiqueta de cores para a língua que você escolheu (fiz o tour em Inglês. Foi ótimo porque enquanto outros grupos – por/esp – tinham umas 20 pessoas o nosso tinha 8!).

    O tour começou no horário certinho.

    Foi fácil chegar de metrô, apesar de demorado. Mas como na última parte o metro vai por terra é interessante ver o mundo diferente do turístico.

    (Responder)

  24. Bruna
    Comentário do dia 09/8/2013 às 03:48

    Olá, Silvia. Gostaria de saber se é possível em um mesmo dia ir à vinícola e contemplar o bairro Bellavista. Obrigada e parabéns pelo site. 🙂

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Olá, Bruna! Sim, é possível. Marque seu tour na vinícola no primeiro horário e dedique sua manhã lá. Na volta, pare no bairro Bellavista. Abs!

    (Responder)

  25. Samantha Soares
    Comentário do dia 12/8/2013 às 11:54

    Silvia e pessoal.

    Alguém indicaria mais alguma vinícola no Chile? Quero visitar pelo menos duas….
    Tenho um dia reservado para isso.

    O seu site é meu melhor guia sempre. Super parabéns!

    bjs

    (Responder)

  26. Bruna
    Comentário do dia 13/8/2013 às 16:16

    Olá Silvia!! ótimo o seu relato!! Vou pra Santiago e gostaria de ir na concha y toro por conta mesmo. Só tenho uma dúvida, para voltar da vinícola até a estação de metrô, eu acho táxi facilmente?? Desde já, obrigada!!

    (Responder)

  27. Débora
    Comentário do dia 13/1/2014 às 19:20

    Querida amo seu blog, foi de muita ajuda na minha viagem pra Buenos Aires e agora está me salvando novamente para o Chile, será que podes me ajudar? Seguinte quero ir a vinícola por conta como sugestão do blog, porém minha dúvida é… Para voltar para o hotel de taxi e metro com as compras na vinícola, ou seja com as garrafas de vinho, meu esposo certamente irá comprar toda cota possível, será que é tranquilo para trazer no metro? Obrigada pela ajuda!

    (Responder)

  28. Annelise
    Comentário do dia 02/4/2014 às 18:58

    Muito bom seu blog, segui várias dicas excelentes mês passado numa viagem ao Santiago, principalmente o custo benefício da Epicentro Sur Tours Operator. parabéns

    (Responder)

  29. Daniela Fusco
    Comentário do dia 16/4/2014 às 00:08

    Olá, gostaria de saber se é possível pagar pelo tour em dólar ou real. Grata desde já. Parabéns pelo site!

    (Responder)

  30. sueli tenorio
    Comentário do dia 21/8/2014 às 01:05

    Vou a Santiago no período de 23/10 a 27/10. Gostei muito das suas sugestões. Devo ir a Valparaiso e Viña del Mar para um perrnoite , gostaria de ir a Vale Nevado para andar de teleférico.Será possível ? Me oriente para que possar aproveitar melhor minha estadia. As cordilheiras ainda terão neve? Parabéns e sucesso!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Sueli, é bem provável que haja neve só no topo da cordilehrio, mas não sei se as estações de esqui estarão abertas. Mande um e-mail para o Valle Nevado http://www.vallenevado.com/pt/. Abs!

    (Responder)

  31. Flavinha Nobre
    Comentário do dia 19/9/2014 às 12:08

    Oi Pessoal e Silvia!!
    Estou adorando os comentários! Estou pensando em arriscar realmente ir sozinha para a Concha Y Toro e para a Cousiño Macul, pela dica da Juiliana. O que eu fico preocupada é com a VOLTA das viñas, ir achei relativamente tranquilo, pois realmente imagino que haja um “bilhão” de táxis na saída do metró esperando os turistas. Mas e na volta? É tranquilo encontrar um taxi para levar de volta ao metrô? Como fizeram?
    E qual o melhor horário para ir? Fico com medo de voltar já escuro, devo marcar no início da tarde, perto da hora do almoço.
    Acho muito válido dispensar o tour, pois está muito, mas muito caro mesmo. Estou pensando em ir sozinha porque aí dá para fazer o tour completo, com os queijos! Adorei a idéia!

    Obrigada! Bjão

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Flavinha, sempre tem táxi disponível na saída das vinícolas. De qualquer maneira, tenha em mãos o número de algum deles para chamá-lo se for necessário! Abs!

    (Responder)

  32. evandro
    Comentário do dia 22/9/2014 às 09:17

    Olá, adiquiri seu livro e gostei das dicas mas tenho umas perguntas ….

    No mapa do metro tem uma estação a plaza de puente alto, ela não ficaria mais próxima da vinícola ?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Evandro, a estação que eu indico para descer no metrô tem mais ônibus e táxi disponíveis! Abs!

    (Responder)

  33. Gustavo Sperry
    Comentário do dia 25/9/2014 às 16:45

    Oi Silvia! Nossa, parabéns pelo blog e por suas respostas..sempre ótimas e simpáticas.
    Vou para lá no reveillon. Terias dicas de onde passar a virada, onde jantar, etc?
    Algum site que tenha a agenda cultural (shows, teatro..)?
    E os valores da CyT, ainda são os mesmos ditos aqui?
    O free shop do aeroporto abre que horas? Meu vôo sai as 7am e tenho receio de que eu não consiga comprar nada.

    Obrigado!!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Ish, Gustavo! Nunca passei ano novo em Santiago. Nem sei muito bem o que abre e fecha nessa época. Este post foi atualizado recentemente, mas entre no site da Concha y Toro que lá tem os valores também. Não sei a que horas abre o freeshop (ou seja, não te ajudei em nada!). Mas dá uma googlada que você encontra algo! 🙂

    (Responder)

  34. Comentário do dia 23/10/2014 às 22:07

    Olá Silvia! Gostei do post e das fotos, só restaram 2 perguntinhas:

    Este metrô da linha azul é metro mesmo ou é trem? E costuma ir cheio desde o início até o ponto final? Pergunto pois estaremos com baby de colo, então a possibilidade de mais de 1h em pé com ele complica né! Alguma dica em relação a isso (se dá para levar carrinho no metro, e se são gentis para ceder um assento para uma mãe com baby…)

    E a outra coisa seria saber se costuma ter táxi na saída da vinícola (e se sabe se são confiáveis), pois uma ideia nossa seria pegar um táxi dali para o Cajon del Maipo, queríamos ir mais especificamente no Embalse del Yeso, que fica na mesma região ali da vinícola (vale del maipo). Sabe algo a respeito e se isto é indicado?

    Já agradeço!! 🙂 bjo

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Simone! É metrô mesmo. Existem lugares para idosos, gestantes e pessoas com crianças de colo. Se ninguém ceder o lugar, peça por gentileza que a pessoa se retire! 😀 Não é muito lotado, não (pelo menos não era quando eu fui). Há táxis na saída da vinícola! Beijos e boa viagem! 😉

    (Responder)

  35. Paulo
    Comentário do dia 12/12/2014 às 16:03

    Oi Silvia! Depois de muito insistir, achei umas milhas em promoção e convenci minha esposa a irmos para Santiago. Desde o ano passado que eu queria fazer essa viagem mas, engravidamos no meio do ano e ficou difícil. Bom, passagens emitidas; peguei a sua dica do apart e reservei pelo booking. Agora as dúvidas: como minha esposa é professora, só podemos viajar em altas temporadas; por isso consegui emitir as passagens para aquela semana do feriado do dia 12 de outubro. Minha filha tem hoje 8 meses e na época da viagem ja terá os seus 01 ano e 07 meses. Então:
    1- sabe me dizer o clima em Santiago em Outubro?
    2- Deslocamento com crianças pela cidade. É tranquilo? Existe a necessidade de se alugar um carro?
    3- Pelo que vi, me parece que o apart é bem equipado. Posso preparar as coisas para crianças tranquilamente, não? Fiz a solicitação de um berço no site. Caso atendam, seria ótimo.
    4- Sobre o passeio na CyT. Da pra levar criança tranquilo?
    …. bom, a princípio é isso. Se eu tiver mais alguma dúvida, eu te encho o saco de novo!
    Obrigado! Parabéns pelo site!

    (Responder)

  36. Natasha Leão
    Comentário do dia 12/12/2014 às 21:46

    Oi SIlvia! É a segunda viagem que planejo usando suas dicas que são maravilhosas!
    Queria saber qual das duas viniculas você gostou mais!
    Parabéns pelo site!

    (Responder)

  37. Comentário do dia 04/2/2015 às 23:22

    Olá, tudo bem? Como fizeram para voltar a Santiago após o passeio pela vinicola? Há onibus passando por la regularmente? Obrigado.

    (Responder)

  38. Tatiana
    Comentário do dia 11/4/2015 às 12:56

    Oi, Silvia! Adoro suas dicas! Estou agendando pelo site minha visita à Concha y Toro e vi que já existe o tour em português. Como vou com crianças, vai ser mais produtivo. Vou por conta própria, fica metade do preço! Ainda mais porque é grátis a visita para as crianças, mas o ônibus turístico certamente cobraria muito pelo transporte (ou até pela entrada delas). Abraço!

    (Responder)

  39. lucas
    Comentário do dia 29/4/2015 às 21:55

    Silvia ou quem puder ajudar, pretendo fazer a visita por estes dias, à respeito dos pagamentos do transporte, entrada na vinícula e demais gastos, os chilenos aceitam o Real ou tem que ser em Dólar ou Pesos? Um abraço a todos e parabéns pelo Blog!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Lucas, quando eu fui a maioria só aceitava Pesos. Ao contrário de Buenos Aires, poucos estabelecimentos em Santiago aceitam Reais ou dólar. (Mas algumas vinícolas aceitam dólar, informe-se antes de ir). Abs!

    (Responder)

  40. Comentário do dia 25/5/2015 às 23:26

    Silvia, estive la na Concha y Toro hj cedo com suas dicas, fomos de metro em menos de 1 hora, saímos da Providencia, e o taxi foi 5 mil, mas estávamos atrasados, não negociamos. Tudo excelente, o preço atual é de 10.000 pesos/pessoa e há uma van da vinícola, na volta, que deixa os visitantes na 1 estação de metro por 1000 pesos!
    obrigado e sucesso!

    (Responder)

  41. Lilian
    Comentário do dia 27/5/2015 às 17:46

    Alguém sabe se dá para ir da COncha y Toro para a Vinícola Santa Rita por conta? Sei que o ônibus que vão para ambas é o MB81, então parece ser fácil. Alguém tem essas informações?

    (Responder)

  42. Lilia
    Comentário do dia 20/11/2015 às 14:48

    Boa tarde!
    Estou indo para Santiago dia 10/12 e retorno 14/12. De forma que chegarei numa sexta-feira na hora do almoço e sairei de lá segunda dps das 18H.
    Gostaria de fazer passeios para Vina del Mar e Valparaíso e também conha e toro! o q me aconselha?
    melhor fazer vina del mar e valparaíso no sabado ou no domingo? e a vinícola?
    melhor comprar aqui no Brasil os passeios ou lá em Santiago quando chegar? a vinícola da para ir por conta própria?
    obrigada

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Olá, Lilia! Este post ensina ir à vinícola por conta própria. 😀 Sobre o dias dos passeios tanto faz. O fim de semana é agitado igual nesses destinos. 😉

    (Responder)

  43. Comentário do dia 01/4/2016 às 10:43

    Excelente post. 1.000 parabéns ! Rico nos detalhes para não deixar nenhuma dúvida. Uma modelo a seguir.

    (Responder)

  44. Fabiano Larangeira
    Comentário do dia 26/6/2016 às 21:14

    Silvia, boa noite.
    Irei para o Chile agora em julho. Tenho duas duvidas que nao sei se pode me ajudar:
    1- Qual o melhor dia para ir na Concha Y Toro?
    2- tenho um filho de 16 anos. Ele pode entrar?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Olá, Fabiano! Os melhores dias são sempre durante a semana. Mas escolha aquele que tenha sol, porque se chover o passeio fica prejudicado (e vocês não fazem a área externa da vinícola que é linda). Sim, menores de 18 anos podem fazer o passeio, mas não participam das degustações. Abs!

    (Responder)

  45. Silvana
    Comentário do dia 14/7/2016 às 23:04

    Olá Silvia,
    Boa noite.
    Amo seu site, é maravilhoso, e recheado de excelentes dicas!
    Você menciona os valores de entrada na Concha Y Toro e esses valores são os que a vinícola cobra na entrada? No site da Concha Y Toro, os preços são bens mais elevados. Agradeço sua atenção se puder me esclarecer esta dúvida! Silvana

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Silvana! Se você observar o post foi atualizado em fevereiro de 2016. Os valores já subiram um pouquinho em pesos. O que vale é sempre o que está atualizado no site da vinícola. Abs!

    (Responder)

  46. Comentário do dia 29/11/2016 às 01:06

    Estive em Santiago e arredores em novembro de 2016 (plena primavera) e foi uma experiência incrível. Visitei a vinícola Emiliana, que tem sua produção de vinhos totalmente orgânica; ela fica no caminho pra Valparaíso: uma vista linda! Vale a pena conhecer. Depois vou contar mais no meu blog!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Obrigada, valeu pela a dica!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Obrigada, valeu pela a dica!

    (Responder)

  47. Fernanda Quadros
    Comentário do dia 28/12/2016 às 23:36

    Fomos hoje à Concha y Toró. O lugar é realmente incrível! Fizemos o tour e almoçamos no restaurante. Uma delícia! Obrigada pelo post. Fomos por conta usando metrô e Metrobus. Muito fácil e tranquilo! Apaixonados pelo Chile! Abraço

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Que legal! Divirtam-se! 😉

    (Responder)

  48. Eloise
    Comentário do dia 06/2/2017 às 13:17

    Olá Silvia

    Eu coloquei no google Maps e ele diz para descer no Plaza de Puente Alto, e você comenta para descer um ponto antes Las Mercedes, sabe me dizer se pelo Google maps também estaria certo e seria mesmo mais perto? Tenho medo de me perder.

    Seu blog é o melhor que encontrei até agora, o mais fácil de entender a leitura e que está me ajudando muito.
    Minha viagem é em Agosto/2017

    Bjs obrigada

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Eloise! A vinícola fica entre as duas estações. De Las Mercedes são 4,3 km e de Plaza de Puente Alto são 4,5 km. Na verdade, tanto faz descer em uma ou outra! Mas eu só desci em Las Mercedes e sei que ali tem ponto de ônibus e táxi para levar a Concha y Toro. 😉

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar