-  Atualizado 09/01/2013

Itália a 50 euros por dia – Parte 1

Publicado por: Silvia Oliveira Europa, Itália


Veneza: cotidiano anfíbio. (Foto: Raul Mattar)

O que dizer de um país que concentra 60% de todos os monumentos artísticos do mundo? A Itália é pouco maior que o estado do Tocantins e, ainda assim, reserva surpresas incomparáveis de norte a sul. Poucos lugares na Europa desvendam paragens tão qualificadas que vão de ruínas romanas, passando por castelos medievais a turbulentos centros urbanos.

O próprio italiano é um capítulo à parte. Bon vivant, falante e impulsivo, há quem o considere mal-educado e grosseiro. Mas eu aposto num nativo mais bonachão e despreocupado. Questão de ponto de vista e bom humor. Somos rivais no futebol e nas pizzas. A deles é fininha e com pouco molho. Nós preferimos as grossas e com borda recheada.

Todos os países que habitam a Itália

Cada região da Itália poderia ser considerada um país diferente. A cidade mais improvável do mundo – Veneza – está aqui. Um lugar com cotidiano anfíbio, plantado sobre o oceano há 1500 anos! Durante o renascimento, Florença fez a Itália se transformar no centro cultural e científico do mundo. Leonardo da Vinci e Michelangelo foram destaques de uma era que marcou a história da humanidade.

O patrimônio de Roma e o curioso Vaticano, a cidade-estado chamada de país, convertem a capital da Itália em núcleo personalizado e único no continente europeu. Com a Toscana de enfeite – a roça chique – uma viagem pelas curvas dos vilarejos engrandecem a alma de qualquer visitante.

O BARATO DA ITÁLIA

ROMA – A cada dois passos uma ruína e alguns milhares de anos de história para contar. Toda é qualquer referência à civilização ocidental passa pela capital italiana. Assim como Paris, Roma fica mais bonita à noite, com os principais monumentos iluminados. Mas acho que é de dia que o roteiro na cidade funciona melhor – além de ser menos perigoso. Comece pelo Coliseu (o verdadeiro nome é Anfiteatro Flávio), o mais famoso e antigo monumento de Roma. Ali aconteciam as brutais lutas de gladiadores. Entrada a 13,50 euros. O ticket é válido também para o Palatino e o Fórum Romano. Lá de dentro é possível apreciar por inteiro o Arco de Constantino, construído no século 4, depois de Cristo. Uma linda vista gratuita! Aproveite para gastar a sola do sapato. O arrebatador de Roma está em qualquer esquina, em cima de qualquer calçada. A cada meio quarteirão você se depara com algum sítio arqueológico.  No momento Ben-Hur da viagem vá ao Circo Maximo (abaixo do Palatino, entre as vias del Circo Massimo e del Cerchi) – acesso livre – onde os romanos organizavam as espetaculares corridas de bigas e quadrigas, fortemente retratadas no filme protagonizado por Charlton Heston. Seguindo, percorra a Via Apia Antiga para chegar às catacumbas, antigos cemitérios subterrâneos. As Catacumbas retratam a fé dos primeiros caras que aderiram ao cristianismo, cuja crença se baseava (e ainda se baseia) na esperança de vida eterna após a morte. Quando se deparar com a Piazza di Spagna, suba a escadaria. Você conhecerá a Villa Borghese que – num clichê bem típico – é uma espécie de oásis urbano, com acolhedores jardins.  É a melhor ocasião para cumprir o ditado: em Roma faça como os romanos. Conheça Fontana di Trevi à noite – cenário do filme La Dolce Vita, de Federico Fellini. Certamente você não será o único a ter essa ideia. O local fica coalhado de turista, quase não dá para tirar uma foto decente. Gratuito. Só lembre-se de jogar uma moedinha. Reza a lenda que o ritual garante seu retorno a Roma! Para conhecer a praça mais pitoresca e típica da capital italiana vá a Piazza Navona. Fica cheia de artistas, músicos e tem alguns simpáticos cafés. Saindo daqui, cruze a Corso Vittorio Emanuele para conhecer o Campo de Fiori. Diferente da Navona, esta praça está cheia de feirantes e romanos! Na mesma região está o Pantheon – provavelmente o templo antigo mais bem preservado de Roma. Site da cidade: www.romaturismo.it


Coliseu: um dos principais atrativos turísticos de Roma. (Foto: Raul Mattar)

VATICANO – Eu nunca sei direito o que é, geograficamente falando, o Vaticano. Os livros costumam dizer que é uma cidade-estado, na verdade o menor estado independente do mundo. Para mim funciona assim: é um bairro beeeem grande da capital italiana, onde fica a casa do Papa, uma das maiores basílicas do mundo e ilustres museus. A Basílica de São Pedro é a segunda maior das igrejas católicas. Há alguns anos perdeu o título de maior igreja do mundo para a Basílica de Nossa Senhora da Paz de Yamoussoukro, na Costa do Marfim. Mas a do Vaticano é ainda a mais famosa e a mais visitada. Entrada gratuita. Perto dali está a Capela Sisitina, que faz parte dos Museus do Vaticano. Entrada a 15 euros. Fecha aos domingos, exceto o último do mês quando é gratuito. Site: www.vatican.va

FLORENÇA – Corra para a Accademia e fique estupefato com a perfeição de Davi de Michelangelo. Só depois dessa visita você poderá entender porque o artista disse “Parla!” quando terminou a escultura. Entrada a 6,50 euros. Fecha às segundas. Já o Duomo também chamado de Cattedrale di Santa Maria Del Fiori, é o principal atrativo arquitetônico de Florença. Não é permitido entrar de bermuda ou camiseta sem manga ou decotada. Mas a visita é grátis! Para subir até a cúpula são 463 degraus e 8 euros. A recompensa: a melhor vista panorâmica da cidade. Na Galleria Degli Uffizi você encontra uma das coleções mais importantes de arte italiana. A Uffizi é o mais significativo museu sobre a Renascença, legado da família Médici. Paciência: o tempo na fila – caso não compre seu ingresso on-line – chega a durar de 2h ou 3h. Entrada a 6,50 euros. Passe uma tarde pelos arredores da Ponte Vecchio – a ponte mais antiga de Florença Atualmente abriga muitas lojas de jóias e artistas locais expondo seu trabalhos. Uma das melhores fotos de Florença você tira aqui. Site da cidade: www.firenzeturismo.it


Florença: renascimento em estado puro. (Foto: Raul Mattar)

MILÃO – Quase todo mundo que vem à Itália pela primeira vez costuma ignorar Milão. Dizem que não tem a história de Roma nem o charme da Toscana. De fato, a capital da Lombardia não é para ser comparada, mas justificada. Tome um café na Galleria Vittorio Emanuele, toda em aço, cheia de vitrais. Vai ser o café mais caro da sua vida, mas a experiência não tem preço! Ao lado da galeria está a Catedral de Milão, uma das maiores em estilo gótico da Europa. É o cartão-postal da cidade. Começou a ser construída no século 14 e demorou quinhentos anos para ficar pronta. Entrada gratuita. Do Teatro Alla Scala você já deve ter ouvido falar. Aqui se consagraram Verdi e Maria Callas. Tem um museu que conta um pouco da história glamourosa do edifício e das óperas. Eu pagaria os 5,50 euros para conhecer o interior do teatro. Para ver A Última Ceia, de Leonardo da Vinci vá a Igreja de Santa Maria delle Grazie. O acesso à igreja é gratuito. Já para admirar um dos trabalhos mais famosos de Da Vinci paga-se 6,50 euros. É necessário agendar a visita com antecedência aqui.  A surpresa final fica por conta do Castello Sforzesco. Para quem gosta daquele arzinho rural fica feliz da vida ao visitar seus pátios e jardins (gratuitos!) e os museus (a 3 euros) que ficam dentro do castelo. No meio daquele burburinho você encontra uma face da essência prosaica da Itália.

VENEZA – Sabe-se lá o que é uma cidade rodeada por 118 minúsculas ilhas, todas alinhavadas por mais de 400 pontes e canais, onde não existem carros e os ônibus são curiosas embarcações, que lembram mais uma chalana mato-grossense? Os gondoleiros, cantarolando músicas venezianas, atravessam a Ponte de Rialto, levando gente apaixonada e turista curioso. Perder-se nas ruas estreitas e quase sempre encharcadas é o programaço desta inconcebível paragem italiana: ficar andando, atravessando pontes, pulando poças, imaginando a Veneza que motivou Vivaldi a compor As Quatro Estações. Não se preocupe, todos os caminhos dão na água e levam sempre de volta à Piazza San Marco. Ali, visite a Basílica di San Marco – que reflete o estilo bizantino. Entrada a 4 euros.

TOSCANA – Florença, a capital da região, juntamente com Arezzo, San Gimignano, Cortona, Pisa e Siena formam a roça chique italiana. É uma linda zona rural. Na paisagem, há campos dourados de feno, enormes plantações de girassóis. Está toda entremeada por vilarejos que a gente só vê no cinema ou em folhetos de propaganda turística. Não se trata de desbravar pontos turísticos, mas de explorar paradas escolhidas a seu bel-prazer.

PARA FUGIR DO ÓBVIO

Já pensou em alugar um apartamento em vez de ficar nas caras hospedagens italianas? Pesquise alguns sites que oferecem apartamentos em localizações bacanas a partir de 55 euros por dia. Veja: Perfect Places, Rental in Rome e Rome City Apartments.

SEM MARCAR TOUCA

O Roma Pass custa 25 euros e dá direito a duas atrações grátis, descontos em quantas mais vocês quiser visitar em 72 horas, mais três dias de uso ilimitado de ônibus, metrô e bonde. Fica bem interessante se você gastar suas entradas grátis nas atrações mais caras como o Coliseu (o ingresso avulso custa 13,50 euros) e a Galleria Borghesi (que sai por 8,50 euros). E você ainda não enfrenta a fila no Coliseu!

AMANHÃ => + 15 dicas de como aproveitar mais e melhor a Itália.
E AINDA=> Economize tempo. Saiba como fugir das filas em Roma, Florença, Pisa e Milão, comprando seu ingresso on-line!

Posts relacionados:

.


Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


27 comentários

  1. Neide
    Comentário do dia 29/3/2010 às 10:40

    Silvia você é mesmo surpreendente.!! Esperava o desfecho da viagem a Inhotim e encontro a sequência da Europa barata.
    Eu alimentava esperança de conhecer a Itália agora no feriado da Golden Week, mas não vai dar, vou ter que me contentar com Okinawa. Espero que São Pedro coopere e que as aguas vivas se mantenham beem longe. Suas dicas sobre a Itália serão cuidadosamente salvadas no HD. Muito obrigada por partilhar informações de viagens conosco. Você é muito generosa.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi Neide!!! É tanta informação que gostaria de passar aqui, e vai muito do meu estado de espírito, a saudade do lugar, o tempo disponível (há textos que exigem mais!). Brigada pelo carinho!

    (Responder)

  2. Fernanda Marques
    Comentário do dia 29/3/2010 às 12:00

    Uhuuuuuuuuu!!!! Sílvia, amo você!!!!!! Deu tempo! Estou ultramegasuperfeliz! Vou usar cada dica e depois, se quiser, conto como foi minha viagem… Mais uma vez obrigada! Espero ainda poder usufruir muito de todas essas maravilhosas dicas que, com tanto carinho, nos passa.

    Bjs.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Viu só, Fer! Foram suas boas vibrações!!! E aproveite: se tiver dúvidas sobre seu roteiro, se precisa de alguma dica específica… é aqui mesmo que você tem de perguntar! 🙂

    (Responder)

  3. Comentário do dia 29/3/2010 às 15:35

    Amei o post! Italia a 50 euros por dia, é demais! = )

    (Responder)

  4. Nani
    Comentário do dia 29/3/2010 às 15:50

    Estou indo para Europa essa semana e li todas as cidades! So faltava Roma mesmo!!
    Esperando a parte 2 ansiosa!
    Obrigada!!!
    Vc nos ajuda muito!!

    (Responder)

  5. Comentário do dia 29/3/2010 às 20:55

    Seá que eu sou muito influenciável ou sobre todos os lugares que a Silvinha escreve dá vontade mesmo de conhecer!! (ou voltar!). Quero ROMA, já!

    (Responder)

  6. Regina
    Comentário do dia 30/3/2010 às 01:10

    Olá Sílvia!!!!!
    Eu nem acreditei que chegou o dia de ler tudo isto sobre a \itália!!!!!!
    Valeu!”!
    Sou sua fã!!
    Vc está ajudando por demais minha programação para lá.

    Bjs e obrigada

    Regina

    (Responder)

  7. lúcia
    Comentário do dia 17/8/2010 às 19:11

    Escolher um hotel perto do vaticano é vantagem? É melhor comprar os ingressos para o vaticano aqui no Brasil ou lá em Roma? Como comprar para sair mais barato, utilizando a carteira de estudante?

    (Responder)

  8. Ana Silvia Mota
    Comentário do dia 06/1/2011 às 16:41

    Oi Silvia! Estou adorando seu blog. Descobri quase ao acaso….
    Estou ainda planejando as férias, serão em junho. Viajar pelo Brasil está tão caro, que…… por que não ir para fora do país?
    Para ir a Roma qual companhia aérea vc acha melhor na relação custo x benefício? RI/Roma/Rio.
    Quando vc fala em 50 euros, é fora a hospedagem?
    Agradeço a ajuda antecipadamente……
    Ana Silvia

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Ana, para entender melhor a série Europa a 50 euros leia estes posts:
    http://www.matraqueando.com.br/europa-a-50-euros-por-dia-manual-do-usuario
    http://www.matraqueando.com.br/europa-a-50-euros-por-dia

    Nos 50 euros sugiro hospedagem e comida (fora transporte, lembrancinhas e entradas nas atrações pagas). Lembrando que junho já e alta temportada na Europa, fica mais difícil ficar só nos 50 euros!
    A cia que voa para a Itália com melhor custo benefício geralmente é a Alitália… mas isso varia muito. Faça uma cotação com seu agente de viagens (ou pela internet) que podem aparacer boas pechinchas!

    (Responder)

    Resposta de Ana Silvia da Mota

    Silvia,
    Muito obrigada!
    Em caso de dúvidas, certamente surgirão, retornarei.
    Verifiquei, no site da Alitália, que comprando o bilhete por essa companhia, viajaremos pela Iberia, também não encontrei voos diretos. Todos com escala em Madri.
    Ana

    (Responder)

    Resposta de Sílvia Oliveira

    Volto a reforçar, consulte um agente de viagens para fazer a cotação da passagem aérea. Eles geralmente têm mais opções que não aparecem na net. Se você voar de Alitália o voo é direto,sim, via Roma ou Milão. Talvez essa tarifa que você tenha encontrado seja uma parceria com a Ibéria… mas não justifica comprar uma passagem com uma empresa italiana, para ir a Itália e voar com uma espanhola, via Espanha. Continue pesquisando depois volte aqui para me contar! 🙂

  9. maria lucia de carvalho
    Comentário do dia 24/2/2011 às 15:24

    Olá, Silvia!
    Seu site é fantástico estou programndo uma viagem em junho pra Itália e Espanha mas estou sem companhia, voce acha que dará pra me virar só, ou é melhor fazer pacote turístico.
    Grata!
    Um gde abraço

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Imagina, pode ir sozinha, sim! Claro, tome todos os cuidados necessários como faria em qualquer lugar do mundo. A Europa é feita para viajantes independentes! Abs!

    (Responder)

  10. Fernanda
    Comentário do dia 10/3/2011 às 12:34

    Olá, realmente o tempo é muito importante (e caro) quando viajamos. Comprei o tour guiado do Vaticano, em italiano (não é barato), através do site, e foi maravilhoso. A fila prá quem não tem ingresso é desanimadora. Tem um tour noturno, as sextas feiras, mas infelizmente não estava lá nesse dia.
    Se, antes de viajar, soubermos um pouco do que esperamos ver, tivermos prioridades, mesmo gastando nelas mais um pouco, vai ser melhor que só “dar uma passadinha”. Informação é tudo, e com a internet e blogs como o seu dá prá fazer um bom planejamento (não matemático, com espaço para respirar). Abraços.

    (Responder)

  11. Priscilla Mayrink
    Comentário do dia 04/7/2011 às 14:38

    Olá!! Estou planejando uma viagem para Milão.. iria ficar 3 noites. Muita gente me diz que não tem muita coisa pra se fazer na cidade, além de ser cara. Será que 3 noites é muita coisa mesmo? Você tem alguma dica de hostel/hotel/b&b em Milão?!
    Obrigada!

    Abraços,
    Priscilla

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Priscilla, três dias está muito bom para Milão! E, sim, há bastante coisa para ser fazer na cidade. Não coheço hotel muito baratro lá não, fiquei no hostel (albergue) quando estive lá! Abs!

    (Responder)

    Resposta de Priscilla

    Voce lembra o nome do hostel que você ficou? Andei procurando alguns, mas tem poucos perto do centro.. estou procurando indicações! rs

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Fiquei no hostel oficial da rede Hosteling International… mas não fica perto do centro, no entanto, está próximo do metrô!
    http://www.hihostels.com/dba/hostels-Milano–Milan—-Piero-Rotta-031076.en.htm

  12. Andrea
    Comentário do dia 07/7/2011 às 10:41

    Olá Silvia! Parabéns pelo site…é o melhor que encontrei na net sobre viagens…já “devorei” quase todos as matérias e comentários…rs
    Estou com viagem marcada para a Itália em Setembro…um pacote turístico de 10 dias com o seguinte roteiro: Milão, Verona, Veneza, Pádua, Pisa, Lucca, Florença, S. Gimignamo, Siena, Assis e Roma.
    Estou mega ansiosa e totalmente perdida, pois é minha primeira viagem internacional!!! Não sei o que levar, quanto levar ($$$), o que fazer, o que NÃO fazer…enfim, dicas básicas de sobrevivência na primeira viagem! Ainda bem que existe essa ferramenta maravilhosa chamada internet! rs Um grande abraço! Andréa

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Olá Andréa! Leia bastante até lá, você vai aporveitar bem mais chegando ao lugar sabendo bastante sobre ele! 🙂

    (Responder)

    Resposta de Andrea

    Com certeza…estou lendo bastante, mas é muita informação…rs
    O que vc achou do roteiro?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Andrea… bom, o roteiro está bem apertado, são 10 dias para ver 11 cidades. Alguma coisa vai acabar escapando de ser vista. Sobre o que fazer você não terá muito escolha, porque imagino que o pacote turístico acaba determinando os pontos de visitação! Abraços e boa viagem!

  13. Paula
    Comentário do dia 28/7/2011 às 19:53

    Silvia vou final de agosto, com 3 filhas entre 5 e 15 e quero economizar em entradas e tb queria um aluguel de carro p napolis. Bjs e obrigado

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Paula, às vezes é possível economizar em entradas comprando on-line e com antecedência. Nunca aluguei carro na Itália! Mas as locadoras internacionais, com filiais no Brasil (Hertz, Avis, etc), já alugam o carro para você aqui do Brasil… daí é só retirar lá! Abraços e boa viagem!

    (Responder)

  14. Andrea
    Comentário do dia 05/8/2011 às 11:21

    Oi Silvia! Td bem? Gostaria de uma dica…vc acha interessante fazer um TravelMoney para levar na viagem à Itália, além de dinheiro em espécie e cartão de crédito? Abçs e obrigada!

    (Responder)

    Resposta de Sílvia Oliveira

    Com certeza, Andrea! Eu não vivo mais sem meu Travel Money. Além de ser super seguro (caso você perca o cartão é possível cancelá-lo imediatamente e ainda obter outro em qualquer lugar do mundo), Você não paga sobe as transações feitas (menos o saque que custa 2,50 dólares ou 2.50 euros por saque). Já o cartão de crédito deve ser evitado, o IOF está absurdamente alto, em torno de 6% cobrado em cima da fatura final ! Abs!

    (Responder)

  15. Silvia
    Comentário do dia 09/10/2011 às 03:24

    Oi xará!

    Eu eu meu marido comemoraremos nossos vinte e cinco anos de casados em Roma, iremos em dezembro e ficaremos hospedados no hotel brasile, perto da estação termini. Pelo o que li dos comentários dos hospedes a localização é boa. Como faremos para chegar no hotel sem pegar taxi, pois queremos economizar para gastarmos com outros passeios. Adorei suas dicas….são maravilhosas….parece que já estou lá…parabéns …obrigada e bjs

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Silvia! O trem Leonardo Express vai do aeroporto à Estação Termini em 30 minutos por 14 euros. Há um trem mais barato, mas faz muita paradas. Veja o post: http://www.matraqueando.com.br/como-ir-do-aeroporto-de-roma-fiumicino-ao-centro
    Abraços!

    (Responder)

    Resposta de Silvia

    Obrigada….li tudo! Como vc é rápida nas respostas….suas dicas são mt importantes! Bjs

    (Responder)

  16. Leandro
    Comentário do dia 22/12/2011 às 01:41

    Silvia, estou encantadíssimo com seu blog! Estou amando as dicas e as usarei na montagem do meu roteiro para um pequeno mochilão de 20 dias pela Europa. Ainda estou definindo as cidades, e pensando em passar por:
    * bate volta entre Assis, Roccaporena e Cascia – 2 dias
    Roma – 1 ou 2 dias, pq tb tenho intercâmbio e passarão por lá
    Veneza – 1 dia
    Florença – 1 dia
    Genebra – 1 dia ou dois, queria pasar por causa dos chocolates suíços
    Paris – 2 dias
    e depois não sei se continuo por Espanha e Portugal, ou se passo para a Alemanha (em especial o Reno) e tento passar pela Grécia.

    Como é a rede de trens europeia e como posso fazer para gastar omenos possível nesse trajeto?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Vixe, está bem corrido seu roteiro! A rede de trens europeia é bem extensa e eficiente. Vale muito à pena usá-la em trechos curtos, até 300 quilômetros. Pesquise aqui: http://www.raileurope.com.br/
    Abs!

    (Responder)

  17. Thalmus Gama
    Comentário do dia 27/6/2012 às 07:30

    Oi Silvia,

    primeiramente quero te dizer que sou fanzasso do teu site. Sou de Belém do Pará e utilizei muito tuas dicas para a minha primeira viagem internacional que foi ano passado para Madrid, e com tuas dicas fui também à Toledo. Esse ano irei para Budapeste (se puderes dar algumas dicas desse local), Lisboa (uma madrugada e queria dicas da vida noturna da cidade) e 10 dias em Roma que já to cheio de informações graças à estes posts.

    Aguardo tua resposta e desde já, VALEEEEU!

    Thalmus Gama

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Êita, que bom que deu certo! Para esses seus 10 dias em Roma recomendo o guia Matraqueando “O Barato de Roma” => http://www.matraqueando.com.br/guias-matraqueando/o-barato-de-roma 🙂

    (Responder)

  18. Monica Levy
    Comentário do dia 03/7/2012 às 18:23

    Gostaria de deixar registrado aqui meu agradecimento pela ajuda dos dois blogueiros que foram fundamentais para a minha viagem de 12 dias à Itália (Roma, Firenze, San Gimignano, Siena e Frascati) em maio passado. Os posts do Ricardo Freire, do Viaje na Viagem e as dicas da Matraca-muquirana Silvia Oliveira, foram essenciais para o roteiro da viagem inteirinha e principalmente na parte dedicada à região da Toscana.
    Tudo foi realizado pela web/internet, essa grande agência de viagens, desde bilhetes de avião, os bilhetes do TrenItalia aos ingressos dos museus, passes e galerias. Tudo isso comprova que podemos ser viajantes independentes. Não vejo a hora de começar a planejar um novo roteiro! Obrigada a todos! Valeu! Monica Levy.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Que delícia, Monica! Estou feliz que tudo deu certo! Viagens independentes e bem planejadas são sempre vitoriosas! 🙂

    (Responder)

  19. Flavia
    Comentário do dia 29/7/2012 às 14:22

    Olá Silvia! Muito boa suas dicas, ainda mais para marinheiros de primeira viagem!!!
    É a primeira viagem internacional minha e do meu marido, estamos meio perdidos, mas suas dicas estão nos direcionando!!!!
    Li seu roteiro em Roma, teremos 1 dia para fazê – lo, dá tempo? Se não, o que devemos priorizar?
    Um beijo e obrigada!!!!! ????

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Com um dia em Roma, o básico do centro histórico. 🙂

    (Responder)

  20. william
    Comentário do dia 08/2/2013 às 17:34

    bom a tarde silvia,
    gostaria de parabeniza-la pelo site,o melhor da categoria.
    Seria possivel vc me dar dicas c seria melhor de trem ou aviao nesses destinos, milao-veneza;veneza-florenza;florenza-roma;roma-paris,obrigado

    (Responder)

  21. juliana
    Comentário do dia 02/3/2013 às 13:31

    Silvia chegarei ao aeroporto as 23:35; como faço para ir a estação termini; o táxi esta muito caro.

    (Responder)

  22. Rafael Falcão
    Comentário do dia 06/5/2013 às 21:57

    Oi tudo bem!!!!!! Estava vendo esse blog e achei interessante. Estou me programando para ir para a Itália com a namorada no final do ano ou próx carnaval e gostaria de dicas por onde começar, é claro passar por regiões vinícolas na Itália. Estava pensando em ficar pelo menos uns 23 dias. Estava pesquisando e pensando em começar em Milão, Venezia, Roma,Napoli, Palermo e Catania e ir descendo…., gostaria de dicas e se vale a pena pelos custos tb….. Obg desde já, ou qual a melhor época para ir para Italia…..

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Olha, não conheço vinícolas na Itália. Sobre o melhor roteiro, as possibilidades são imensas! A melhor época na Europa é sempre outono e primavera. No verão, Roma fica insuportável de quente. Abs!

    (Responder)

  23. Comentário do dia 22/5/2013 às 11:22

    Silvia,

    Vamos para Milão para um final de semana e o seu “pequeno” e recheado parágrafo já garante uma grande programação.
    Pelo que eu vi já não entradas para ver a Ultima Ceia para as datas que vou. Fica para a próxima viagem.
    Adoro o seu blog!!
    obrigada
    Sandra

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Obrigada, Sandra! Volte sempre! 😉

    (Responder)

  24. Patricia
    Comentário do dia 22/8/2013 às 17:03

    Oiii Silvia, td bem ?? Acabei descobrir seu site e estou adorando !!!
    Eu e meu marido vamos p/italia na primeira semana de outubro, vc acha que pego frio ???
    E vamos ficar 10 dias em Roma, mas gostaríamos de fazer alguns passeios nas cidades próximas.
    Oq vc sugere p/ casal em lua de mel?? Rsrsrsrs
    E seria simples pegar trem p/ fazer esses passeios ?
    Obrigada
    Patricia

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi, Patricia! Frio, frio, eu não acredito. Mas as temperatura vão estar mais amenas. Olha, cidadezinhas bem próximas de Roma eu não conheço. Existe Florença (250 km) e Nápoles (220, de onde você pode sair para um passeio a Pompéia). Mas para fazer bate e volta fica cansativo, o ideal seria dormir nestas cidades. Abs!

    (Responder)

  25. Agostinho
    Comentário do dia 27/10/2013 às 12:53

    Sílvia, seu site é muito bacana e super interessante. Parabéns,!. Em que região de Roma, vc indica a hospedagem? no Centro?. E para um roteiro de cinco dias na Itália, além de Roma, quais cidades vc indica?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Depende, Agostinho. É sua primeira vez na cidade? Prefere dormir em lugares mais calmos ou com fácil acesso aos pontos turísticos??? Com cinco dias disponíveis eu só indico Roma, mesmo! Abs! 🙂

    (Responder)

  26. Patricia Madureira
    Comentário do dia 09/6/2015 às 13:48

    Silvia, preciso do seu whatsapp. Serio! rsrsrs Fantástico isso aqui! Coloquei todas as orelhas das dicas como favoritos! Obrigada!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Ueba! Obrigada por matraquear com a gente!

    (Responder)

  27. Giovani Piovezan
    Comentário do dia 23/6/2015 às 12:15

    O famoso pedido de Michelangelo para a estátua falar, “parla”, foi dito para o Moisés, que esta em Roma, e não para o Davi.

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar