-  Atualizado 21/07/2018

Europa a 50 euros por dia: manual do usuário

Publicado por: Silvia Oliveira Europa
ESTE É O NOSSO CONTRATO. LEIA AS CLÁUSULAS ATENTAMENTE ANTES DE SEGUIR VIAGEM.
.
.
Modelo: Viagem à Europa, motor 5.0
.
Cláusula primeira: nosso modelo é o popular. Simples, sem acessórios. Na proposta dos 50 euros por dia incluímos hospedagem e alimentação. Com muito esforço, ainda sobra para o passe do metrô e até um imã de geladeira. Mas se isso causar sofrimento ou a restrição for muito severa para seu padrão, compre um modelo executivo, tipo 9.0 – e abandone esse contrato. Não queira pagar uma merreca em hotel achando que vai encontrar amenities no banheiro.
.
Cláusula segunda: não saia de casa se você não for bem-humorado, não sabe superar desafios e tem dificuldade em lidar com o imprevisto. O modelo 5.0 exige disposição e empenho do proprietário. Já decretamos no Parágrafo Primeiro que não existe milagre, pegadinha nem letrinha pequena no rodapé da página. Vai ter que evitar táxi, optar por hospedagens franciscanas, comer o menu do dia, ir ao supermercado, não comprar bugiganga e, preferencialmente, viajar na baixa temporada.
 
.
Cláusula terceira: o modelo escolhido prioriza atrações gratuitas, passeios a pé, água mineral, comidas típicas, criatividade e paixão. Ele serve para conduzir as pessoas na realização de um sonho. Só assine este contrato se acha que as limitações do modelo não serão um purgatório, mas, sim, uma experiência de vida para você.
.
Cláusula quarta: uma viagem 100% mão-de-vaca-muquirana não é recomendada pelo fabricante. Isso desgasta o motor, embaça o cérebro e o proprietário vai ter que engatar marcha-ré ou até trocar de modelo no meio da viagem. Deixe no tanque reserva um montante para seus momentos de extravagância. É mais fácil seu modelo pifar por falta de manutenção ou combustível do que por ter escolhido um restaurante estrelado para jantar.
.
Cláusula quinta: o proprietário não deve correr com o modelo. Em alta velocidade – três países em sete dias, por exemplo – você perde a garantia. Estabeleça prioridades. Enfiar Luxemburgo no roteiro só porque ele está logo ali, na fronteira com a França, vai consumir muito combustível e principalmente tempo – o acessório mais valioso do modelo 5.0.
.
Parágrafo segundo: o modelo foi devidamente revisado. Mas é bom saber que com o passar dos meses algumas dicas ficam obsoletas, bons hostels – dependendo da gerência – podem virar um moquifo e os preços, às vezes, sofrem variações consideráveis. Faça sempre o check-up de férias antes de embarcar.
.
MANUTENÇÃO GERAL
.
Habilitação: passaporte válido até seis meses antes da viagem.
.
Combustível: vontade, disposição, persistência e água, sempre.
.
Bagageiro: mala de fibra dura com rodinhas ou mochila adequada ao modelo 5.0.
.
Tanque cheio: café da manhã reforçado, almoço com carne, carboidrato e salada e no jantar, lanche comprado no mercado. Reposição de água constante e obrigatória.
.
Equipamento de segurança: para não perder a garantia, o modelo deve acompanhar seguro obrigatório com cobertura de, no mínimo, 30 mil euros.
.
Velocidade máxima permitida: para melhor aproveitamento do modelo 5.0 o proprietário deve escolher uma média de quatro dias para cada capital européia. Sem contar os de chegada ou de saída.
.
Revisão: o modelo deste contrato necessita de revisão a cada três dias de viagem. Anote os gastos, avalie onde estão as economias, escolha suas extravagâncias e volte ao roteiro.
.
Banco do passageiro: viajar acompanhado deixa o passeio mais barato. Ter alguém para dividir uma pizza, o quarto, um mico, o táxi (aquele único e essencial para o modelo 5.0) do aeroporto para o hotel ou o pacote de pão de forma do supermercado vão melhorar o rendimento e a potência do motor.
.
Acessórios: baladas, comida cara e lembrancinhas são compatíveis com o modelo 5.0, mas não vem de fábrica. O proprietário terá que pagar à parte, sem chance de reclamações posteriores no serviço de defesa do consumidor.
.
Caso falte alguma peça ou o modelo apresente defeito, avise imediatamente o serviço de assistência técnica: [email protected]
Posts relacionados:
.


Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


50 Comentários

  1. Priscila Goldman

    HAHAHAHA! Muito bom, Silvinha. Assim, a gente não pode reclamar depois ou dizer que não entendeu. Então, como falei por e-mail viajo dia 20 de setembro. Vams ficar 15 dias. Atenas e duas ilhas gregas. Aguardo suas orientações. Bejo

    responder
  2. Joaninha Bacana

    Mais claro, impossível :-)))
    Beijos, e boa semana!
    Angie

    responder
  3. Claudia Pimenta

    oi sílvia! a série está um sucesso! bjs, querida!

    responder
  4. Patricia de Camargo

    Contrato perfeito, e real, e para ser feliz e não gerar frustração há de aceitar todas as cláusulas! (risos)
    Beijos

    responder
  5. Hotel Panamby

    Momento risada , muito bom o post
    Continue com o bom trabalho no blog !!!

    responder
  6. SÍLVIA OLIVEIRA

    PRISCILA: já respondi seu e-mail. Bjs.

    responder
  7. SÍLVIA OLIVEIRA

    Pessoal, se vocês tem alguma dica específica dos países que serão tratados aqui, por favor, fiquem à vontade! Bjs!

    responder
  8. Malu Bueno - Florida

    Genial!

    responder
  9. Alethea Marie Dantas

    Adorei!!!
    Mais claro que isso, impossível mesmo!!!
    A série está magnífica!
    Parabéns, Sílvia! Seu estilo de escrever é maravilhoso e as dicas são ótimas!
    Beijos.

    responder
  10. Diogo

    oi silvia,

    bom, na minha última ida ao velho mundo (set/08), passei novamente por london e roma. desses dois lugares, pescaria os seguintes, que se enquadram dentro do que pretendes:

    em roma

    – pizzaria da baffeto (a melhor pizza da minha vida por 10 euros);
    – cantina da vittorio (uma cantina simples em trastevere que serve um menu executivo no almoço por 17 euros);

    londres

    – canteen, um cool restaurante em spitalfields que recentemente foi considerado um dos lugares mais inovadores do quesito decór, que serve um tradicional british menu por 15 libras;
    – rootmaster, um bustaurant que fica no coração de brick lane, e que serve um menu orgânico por mers 6 libras;
    – the wells tavern, um dos melhores gastropubs da capital inglesa, capaz de cobrar na faixa de 20 libras por um almoço fantástico;
    – ping pong dim sum, que oferece os deliciosos dim sums chineses num ambiente über moderno, por aprox. 8 libras.

    acho que é isso. de cabeça, são esses que tenho anotado. todos estão no blog 🙂

    bjos

    responder
  11. SÍLVIA OLIVEIRA

    Salve, Diogo! Obrigadíssima e saudações destemperadas! Bjs!

    responder
  12. Marco Cavalheiro - Buenos Aires Dreams

    Oi Sílvia! Parabéns pelo blog, está ótimo!Te peço permissão para deixar um link teu lá em casa (www.buenosairesdreams.blogspot.com)Continua com o ótimo trabalho, e aguardo a tua visita! Abraço, Marco Cavalheiro

    responder
  13. Anonymous

    Muito legal e ótimo texto!

    Parabens !

    Ernesto

    responder
  14. Guilherme

    Oi Silvia, seu blog está realmente ótimo e estou atento a todas as dicas. Tenho uma dívida: em viagens internacionais, ao sair para "bater perna", deixo o passaporte no cofre do hotel ou levo comigo? E em caso de extravio, o que fazer? A xerox autenticada tem alguma validade?

    responder
  15. SÍLVIA OLIVEIRA

    Guilherme: é sempre bom deixar o passaporte no cofre do hotel e andar só com uma fotocópia bem legível. No entanto, ela só é valida para comprovação de identidade para entrar em bares, boates e pagar contas com cartão de crédito. A fotocópia não tem valor diplomático.

    Em caso de perda, roubo ou extravio o primeiríssimo passo é fazer uma queixa na delegacia local e, em seguida, procurar a embaixada ou consulado do Brasil para providenciar outro passaporte! Existe uma lista disponível na página do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, na qual estão listados os endereços, telefones e celulares de emergência para contato com as autoridades brasileiras no exterior.

    Link: http://www.mre.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=1049&Itemid=419

    Abs!

    responder
  16. luis iglesias

    adorei teus comentários sobre londres e amesterdão. por favor, vc tem dicas sobre a Suiça? quero estar nestes lugares este ano entre maio/junho.
    obrigado

    responder
  17. Delícia de contrato! Tão verdadeiro, mas com uma maravilhosa dose de humor!

    responder
  18. Paulo

    Silvia, não a conheço. Na verdade, nem sei como vim parar aqui. Mas o “guia” ficou excelente. Melhor do que 99% dos guias sem aspas que encontramos nos portais. Agora vou olhar o resto do site pra elogiar mais. Parabéns!

    responder
  19. hahahahha Muito bom! Ótimo post pros backpackers!!!
    Eu sou usuário numero 1 do Modelo 5.0. Não por ser muquirana, mas com menos dinheiro é mais emocionante! Eu gostaria de adicionar a opção estadia grátis (CouchSurfing) e a famosa carona!

    responder
  20. Nossa, AMEI esse blog!
    Estou louca em busca de informações para um mochilão que farei no ano que vem pela europa.
    E achei esse blog, achei perfeito.
    Muitas informações úteis.

    Linkei vocês no meu blog, ok?
    Beijos!

    responder
  21. Camila

    Adorei o manual do usuário! Criativo e direto ao ponto. Apenas alteraria o item “Habilitação: passaporte válido até seis meses antes da viagem”, pois acredito que o recomendável seja válido até seis meses depois da data da viagem. Bjs!!

    responder
    • Silvia Oliveira

      Alguns países exigem que o passaporte tenha no mínimo 6 meses de validade para entrar no seu territótio. Caso a pessoa vá a turismo, imagina-se que não ficará mais do que três meses no destino. No entanto, se for a trabalho ou com intenção de morar no país o ideal é ter um passaporte com data de validade de mais de um ano.

      responder
  22. Janira Borja

    Muito bom o contrato! Uma ótima forma de manter a velocidade máxima permitida é incluir algumas cidades menores entre as capitais. É bom para descansar a cabeça, os pés e desacelerar o ritmo. Cidadezinhas em que a maior atração é andar pelo centro histórico sem rumo, parar num café ou praça para apreciar a vista…

    responder
  23. Joaquim Machado

    Vamos, eu e a namorada, de mochila à Europa ano que vem.
    Se alguem tem dicas de como fazer isso de trem e por onde começar.
    Agradeço;

    responder
  24. maria angelica

    Oi, Sílvia:

    Gostaria de saber se voltar para o Brasil via EUA após alguns dias na Itália é viável ou a passagem aérea encarece muito a viagem?

    Um abraço, Angelica.

    responder
  25. Acompanho o seu blog e adoooro suas dicas. Pretendo economizar bastante com elas e estou precisando de uma ajudinha sua: eu e minha família vamos passar 7 meses na Europa, a partir de julho deste ano. Ficaremos 4 meses em Madrid (estudando) e depois rodando o resto da Europa. Criamos um blog, publicamos um roteiro prévio e adoraríamos contar com opiniões de pessoas experientes como você. Se possível, dêem uma passadinha lá http://muitasviagens.wordpress.com/2011/02/28/faltam-4-meses/.
    Obrigada,
    Cláudia

    responder
  26. Mariana Ramos

    Adorei a sua matéria.
    Pena que já faz 2 anos que você escreveu.
    Estou com viagem programada para Maio/2012 pretendo passar uns 20 dias na Europa. Tenho familia em Turin/Italia, mas gostaria de conhecer outras capitais.
    Você pode me ajudar se o custo por dia mudou muito? E o valor do Euro na época?

    Um abraço. Mariana Ramos.

    responder
    • Mariana, quase não há inflação na Europa e, apesar da crise que corre por lá, os aumentos são módicos. O que mais pode variar são os preços das diárias dos hostels! Abs!

      responder
  27. Nadia

    Silvia simplesmente adorei! Planejei muito tarde a minha viagem e pior que isso tive alguns gastos inesperados q limitaram a quantia de euros que planejava levar. Vou ficar 30 dias, vários destinos… Dá uma certa insegurança. Mas, se da pra passar com 50 € por dia posso viajar tranqüila porque tenho … Rs. Valeu a dica!!!!

    responder
  28. LEANDRO

    Olá Silvia adorei a série 5.0, começei a planejar meu mochilão, queria saber se meu roteiro está bom: Paris 5dias -Amsterdam 4dias – Colmar 4dias e Nice também 4 dias. Verifiquei a linha ferroviaria sai em média de 4 a 6 horas de percurso (Exceto Nice), fiquei em duvida se é seguro comprar todas as passagens de trem de uma vez só, levando em conta que temos tudo planejado datas, horarios e ja temos hoteis nas cidades mencionadas reservados pela decolar. Obrigado, Leandro

    responder
  29. Cleide

    Muito bom! Valeu pelas dicas!Deu p/me organizar bem melhor agora =D

    responder
    • Cleide

      Em Abril Espanha e Franca Uhuhuhu

      responder
  30. Thaís Aragão

    Adoro quem escreve com bom humor. Vc está de parabéns e me ajudando a me organizar para Amsterdam e Berlim em outubro! : D

    responder
  31. Ademir

    Este site não funciona. Nenhum link abre….furadaaaaa

    responder
  32. Silvana

    Muito boas as dicas. Fiquei 27 dias na Europa em maio/junho, e uma das dicas fundamentais é o seguro viagem, minha irmã ficou doente, fez cirurgia de apendicite na Toscana, e fomos muito bem atendidas, minha dica é: jamais viaje sem o seguro viagem. E dá pra sobreviver e mto bem com 50 euros ao dia ! em Paris tem pratos prontos, saladas deliciosas no carrefour por 4 a 7 euros ! Em Roma comemos um menu turístico delicioso por 15 euros, e com vinho ! Boa viagem a todos !

    responder
  33. Ola!!! amo esse site, qdo eu e meu esposo resolvemos fazer a viagem de nossos sonhos de mochileiros apesar de nossa idade 50 e 58, esse site nos deu varias dicas de suma importancia, fomos Alemanha, Austria,Eslovenia,Croacia,Veneza,Roma e Praga e Alemanha em Munique viemos Brasil, foi inesquecivel e devo a varias dicas desse site maravilhoso. Quero agora ir para Portugal, Espanha e Franca, aceito dicas.

    responder
  34. PATRICIA REIS

    Olá Silvia!

    Seus textos são “o que há”! Adoooooro. Estamos indo eu e minha irmã para a Europa este mês. No encontraremos em Londres (ela mora nos EUA), e de lá pretendemos conhecer o mais que pudermos em 23 dias líquidos (excetuando chegada e retorno). Dicas rápidas sobre o que levar na mala (inverno), o que fazer com ela entre um hotel e outro (check-in/check-out), e tempo suficiente para ver o mínimo de Paris, Vale do Loire, Roma, Florença, Munique, Praga e Amsterdam? Quantos dias para cada e devemos dar o intervalo de um dia entre um lugar e outro? Quais percursos devemos fazer de trem e avião? Se você responder até domingo eu vou ficar feliz! 🙂

    responder
  35. Bhernard

    Simplesmente amei tudo o que li aqui! Melhor blog sem dúvida! Muito obrigado por todas as dicas 🙂

    responder
    • Silvia Oliveira

      Obrigadão, Bhernard! 😀

      responder
  36. DEJANIRA MOREIRA DOS SANTOS

    Estou fugindo da copa querendo viajar para a Europa (já fui a Portugal no ano passado)estou querendo voltar a Portugal e pegar a França mais estou com medo pois vou estousozinha não tenho companhia . Quanto vou gastar entre hospedagem e alimentação estou levando 10.000,00 reais.

    responder
    • Silvia Oliveira

      Dejanira! Quantos dias de viagem???

      responder
  37. Mirian

    Silvia, a quantos euros ao dia, mais ou menos, vc acha que devem corresponder hoje os 50 deste manual?

    responder
  38. Leio, releio e aceito todos os termos de condições deste contrato sempre! Inclusive o adapto para viagens pelo Brasil e o resto da Américas!

    responder
    • Silvia Oliveira

      Toca aqui! 0/

      responder

Deixe seu Comentário






Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2019 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar