-  Atualizado 09/01/2013

Itália a 50 euros por dia – Parte 2

Publicado por: Silvia Oliveira Europa, Itália

+ 15 DICAS DA ITÁLIA

1. Em Roma, para ir do aeroporto de Fiumicino ao centro a opção mais econômica é tomar o trem (€ 11,00) até a estação Termini. É mais barato do que o táxi (que deve ficar em torno de 50-60 euros, dependendo do número de malas) e também mais rápido – cerca de trinta minutos, porque evita o trânsito pesado da capital italiana. Já do aeroporto Ciampino, onde chegam muitos voos low cost, a opção é tomar um ônibus que vai até a estação Termini e custa € 8,00.

2. O principal centro de informações de Roma está na estação de trem Stazione Termini, próximo à plataforma 24 – em direção à rua. Aberto todos os dias das 8h-21h. Do lado, há um quiosque que reserva hotéis e cobra € 3,00. Em alguns casos, este valor pode ser descontado da diária. Nos centros de informação turística você pode pegar mapas gratuitos e comprar o Roma Pass – que dá descontos em várias atrações.


Detalhes de Roma. (Foto: Raul Mattar)

3. Para circular na cidade, o melhor mesmo é andar a pé. Para distâncias maiores (como o Vaticano) use metrô, bonde ou ônibus. O bilhete simples custa € 1,00 (válido por 75 minutos).

4. Os Museus do Vaticano – um conglomerado de instituições culturais da Santa Sé – podem ser considerados uma atração cara se você pensar só no valor do ticket: € 15,00. O detalhe é que reservam um acervo de valor inestimável. A Capela Sistina revela uma das mais extraordinárias obras de arte: os afrescos bíblicos de Michelangelo, que levou quatro anos para concluir o trabalho. Na parede do altar, sua obra prima O Juízo Final representa as almas reencontrando-se com Deus. É uma visão avassaladora, que só poderia ter sido reproduzida por um gênio como Michelangelo. Fique sem jantar um dia, se for preciso. Mas não perca por nada aquele que vai ser um dos maiores eventos culturais da sua viagem a Itália.

5. Ao redor da estação Termini há restaurantes simpáticos e não tão caros. Outra boa opção é a região entre a Piazza Navona e o Campo dei Fiori. É fácil  encontrar por ali o menu turístico – com primeiro e segundo pratos, sobremesa e vinho da casa – a partir de € 11,00.

6. Nos arredores de Florença, há vários outlets de grandes grifes com descontos de até 50%. O mais conhecido é o The Mall. Informe-se na rodoviária sobre os horários dos ônibus que vão de Florença para lá. Lembrando que uma bolsinha Gucci, básica, mesmo com desconto pode custar o equivalente a uma semana de hospedagem.

7. Para viajar pela Toscana procure o maior escritório de turismo da região, que está em Florença, perto da Duomo, a principal igreja da cidade. Fica na Via Cavour 1r. Aberto seg/sáb 8h30-18h30 e domingos 8h30-13h30. Oferecem mapas, informações de hotéis e dicas para viajar por todos os vilarejos que compõem o lado brejeiro da Itália.

8. Pisa – a famosa cidade da torre inclinada – está a uma hora de trem, partindo de Florença. É o bate-volta perfeito, que pode ser feito em uma manhã. Para entrar na torre são 15 pilas, digo, euros! Numa viagem com orçamento apertado, fique só com aquela foto de fora: você fingindo que está segurando a bendita! Caso queira entrar, prepare-se para enfrentar uma fila quilométrica. Se preferir, compre seu ingresso na Bilheteria On-line de Pisa. Reserva a € 2,00. Querendo comer por ali, em frente à estação de trem há (havia pelo menos) uma deliciosa e barata pizzaria que vende pizza al taglio, ou seja, por quilo.

9. Já falei no post anterior que o Roma Pass ajuda a evitar a superfila para entrar no Coliseu. Mas pior do que essa, só a que você vai enfrentar nos Museus do Vaticano, caso não compre o ingresso antecipado. Ao comprar seu ticket na Bilheteria On-line do Vaticano – além do valor da entrada (€ 15,00) – você paga uma taxa de € 4,00 pela reserva. Sim, fica bem caro. Mas eu prefiro ter um siricotico agora, do que lá na hora, três horas em pé, esperando para entrar.


Veneza: a cidade improvável da Itália. (Foto: Raul Mattar)

10. Em Florença acontece a mesma coisa. Se bobear, a gente passa mais tempo na fila do que dentro do museu. Além do que, às vezes a espera para ver sua obra de arte preferida é tanta que já entramos esgotados nas galerias. Para amenizar esse quiproquó, a cidade passou a oferecer um sistema de reserva on-line que cobra € 3,00- € 4,00 por bilhete. Como economia de tempo é sempre um bem maior nas viagens, faça sua reserva pelo site Firenze Musei. É só retirar o ticket na hora marcada.

11. Não é muito comum alguém incluir Milão numa viagem com o orçamento tão restrito. Mas caso você tenha vindo para cá, numa espécie de up grade da viagem, aproveite para fazer um bate-volta ao Lago di Como, na fronteira com a Suíça. Está a uma hora de Milão.

12. Em Milão, a forma mais econômica para ir do aeroporto Bergamo (onde chegam voos da Ryanair, uma das principais low costs europeias) ao centro é pegar o ônibus da empresa Terravision. Custa € 10,00 (ida) ou € 16,00 (ida e volta). Os ônibus saem a cada 30 minutos durante o dia e com menor frequência, à noite. A viagem dura 1h. Veja os horários aqui.

13. Se você estiver visitando Nápoles, não deixe de fazer um bate-volta a Pompéia – a antiga cidade romana destruída durante uma erupção do vulcão Vesúvio. O sítio arqueológico está a 35 minutos de distância de Nápoles. A passagem custa  € 2,40. Compre seu bilhete na estação central da cidade. A entrada nas ruínas custa € 11,00. Maiores de 65 anos não pagam.

14. Quem disse que Capri não é para seu bico? A famosésima e paradisíaca ilha está próxima do continente. Linhas regulares de barco levam você até lá. Demora de 40 minutos a 1h30 de Nápoles ou 20-40 minutos saindo de Sorrento. A passagem custa entre € 9,60 e € 16,00. Tempo de viagem e valor do bilhete dependem do tipo de embarcação: Aliscafi – uma espécie de lancha de alta velocidade ou Traghetti – embarcações menores e mais lentas. Não ouse  pensar em dormir por lá, a não ser que seja seu momento-extravagância da viagem. Mas dá para visitar a Gruta Azul, onde a luz penetra na água dando um visual interessante, um tom azul-neón. Tem gente que ama, tem gente que odeia o passeio. As excursões que saem da Marina Grande custam a partir de € 23,00 (com o ingresso incluído). Para economizar, pegue um ônibus na Anacapri por € 1,40 e pague a entrada diretamente na gruta (€ 4,00). Só não perca o retorno à Nápoles: o último barco sai às 18h.

15. Dá para conhecer a Costa Amalfitana pela janelinha do ônibus! A empresa SITA opera diversos trajetos na região, com passagens a partir de € 7,00.

AMANHÃ: Comida boa e barata na Itália. E AINDA: Hospedagem econômica em Roma, Florença, Veneza e até Milão!

Posts relacionados:



Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


22 comentários

  1. Comentário do dia 30/3/2010 às 10:15

    oi silvia! ah, itália… que saudade! em roma, fiquei bem pertinho da estação termini e usei o trem p/o aeroporto. é uma ótima pedida mesmo! andei muuuuito a pé e, quando era longe, metrô. super tranquilo! em florença, dei mt sorte: nada de filas, nem p/ver davi! e veneza… ai, ai, nem dá p/explicar! bjs, querida!!!

    (Responder)

  2. Comentário do dia 30/3/2010 às 16:43

    Essas dicas para evitar fila são ótimas! Fica mais caro mesmo, mas paga totalmente o sossego e ainda ganha-se tempo para andar mais por lá, que como você sempre bem frisa, não custa nada!

    (Responder)

  3. Comentário do dia 30/3/2010 às 19:06

    Por isso que prefiro a Europa no inverno, pois filas são praticamente inexistentes Vc entra e sai de todos esses lugares com calma e tranqüilidade a acaba por conseguir fazer muito mais coisas do que na alta temporada. Começo de primavera e fim de outono também são uma boa pedida… Saudades de minha Itália querida!!!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Ana, já estive em abril e setembro em muitos desses lugares e as filas eram gigantes. Em Paris, qualquer terça-feira de manhã… está tudo lotado, na baixíssima temporada inclusive! Não consigo nem lamentar, afinal, o bando de gente está lá como eu, querendo conhecer aquelas maravilhas! :mrgreen: Mas em janeiro, novembro e dezembro (longe da semana do Natal) realmente é beeem mais tranquilo!

    (Responder)

  4. Fernanda
    Comentário do dia 30/3/2010 às 23:09

    Sílvia, duas dúvidas: ficarei dois dias em Roma, você acha que vale a pena ir ao outlet Castel Romano, tipo uma bate-volta? É possível comprar ingresso para os Museus do Vaticano um dia antes, lá mesmo em Roma?
    Bjs

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Fernanda, não sei quais são suas prioridades na viagem, mas seu tempo é bem curto para uma cidade como Roma. Um dia inteiro você fica no Vaticano (Museus, Basílica e arredores) e no outro vai fazer o básico da cidade em si, que não é pouco (Coliseu, Piazzas, Forum Romano, Pantheón, Fontana de Trevi, Galeria Borghese, etc… Enfim, isso leva um tempo danado! Caso queira ver o básico e o essencial da cidade não vá ao outlet!

    (Responder)

  5. Comentário do dia 31/3/2010 às 18:46

    Oi Silvia! Para ir ao Vaticano eu acordei muito cedo. Muito mesmo. E nem foi só pra fugir da fila, mas para chegar na Capela Sistina antes do mar de gente que peregrina por lá todos os dias. Ou seja, cheguei lá assim que abriu e não enfrentei fila. Mas em Florença acabei seguindo a dica de pagar mais e comprar antecipado o ingresso de um museu porque vi no Viaje na Viagem e valeu muito a pena.
    Bj

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    É verdade, depois que passaram a vender o bilhete antecipado pela internet, evitando as filas, muita gente tem feito isso!

    (Responder)

  6. ana maria
    Comentário do dia 31/3/2010 às 19:09

    ola Silvia
    adorei as dicas. meu marido e eu viajaremos comnossos filhos, um de 20 anos e outro de 12 , para Itália (Roma, Florença, Veneza e Milao) e Paris, em julho. sei que é época de ferias mas como escolhi levar a prole, tem que ser nesse mes!
    gostaria de saber como faço para agendar visita a capela sistina .
    Vc tem outras dicas de agendamento previo pela net?
    suuuuper obrigada
    ana

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi Ana! A Capela Sistina está incluída no ingresso dos Museus do Vaticano. Você paga € 15 pelos museus e a capela sistina. Compre aqui: http://biglietteriamusei.vatican.va/

    (Responder)

    Resposta de ana

    Obrigada Silvia pelas informações precisas.
    E em relação a visita a Ultima ceia em Milão?
    Soube que está limitada para poucas pessoas e me disseram para agendar previamente. Não sei como.Vc Poderia me ajudar com mais essa dica?
    bj
    ana

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Sim, é verdade! Até onde eu sei não é necessário agendar, é OBRIGADO! Bom, quando eu fui (em 2000) nem exitia esses sistema on-line, mas você pode fazer tudo por aqui: http://www.cenacolovinciano.net
    O site é encaminhado à compra e reserva do bilhete. Ainda traz como chegar até lá! Lembrando que tem que se apresnetar 20 minutos antes da hora agendada!
    Bilheteria: ter-dom 8h15-19h (última entrada às 18h45). Fecha às segundas.
    Onde fica: Piazza Santa Maria delle Grazie n° 2, na Corso Magenta a Milano, ao lado da Igreja de Santa Maria delle Grazie.
    Transporte até lá: Tram 18-24 => parada Corso Magenta – Santa Maria delle Grazie. OU Metro MM1 => parada na Conciliazione ou Cadorna e Metro MM2 => parada na Cadorna

  7. Fernanda
    Comentário do dia 01/4/2010 às 12:56

    Silvia, é possível comprar ingresso para os Museus do Vaticano um dia antes da visita, pessoalmente lá em Roma?

    Bjs

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Fernanda, não consegui apurar esta informação, mas acho que sim, como em qualquer museu! O detalhe é que acho que você vai perder muito tempo… vai atravessar a cidade até o Vaticano (a não ser que você esteja hospedada lá perto)… enfrentar fila para comprar o ingresso e no dia seguinte volta lá pro Vaticano para entrar no museu. Na prática, é como se você enfrentasse fila e em seguida entrasse no mesmo dia! Sei que você está embarcando, boa viagem!!! 🙂

    (Responder)

  8. Izabelle
    Comentário do dia 05/4/2010 às 22:56

    Como funciona o Roma Pass? pelo que entendi tem direito a duas entradas em museus (que outros pontos) e o acesso em transportes livre e isso mesmo acha que vale a pena. Mas ele nao evita de pegar filas.
    Izabelle

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Sim, o Roma Pass evita de pegar filas no Coliseu, por exemplo. Ele dá direito a entrada grátis nas DUAS primeiras atrações que visitar, descontos em outras e transporte ilimitado em 72 horas. Por isso, escolha as mais caras para ir primeiro (o Coliseu é uma delas)… para mim, vale muito à pena! Veja o Itália a 50 euros – Parte 1.

    (Responder)

    Resposta de DANIELA

    Silvia, se eu comprar o Roma Pass, não preciso comprar o bilhete antecipado do Coliseu, por exemplo? Teria apenas que apresentar o Roma Pass na entrada do Coliseu? Ou precisa fazer uma reserva da visita? E tem que comprar com antecedência de 1 dia para começar a usar?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Daniela, sim, o Roma Pass permite furar a fila do Coliseu, a entrada já está incluída. Não é necessário comprar com um dia de antecedência, mas é recomendado fazer reserva on-line e retirá-lo no ponto turístico selecionado. O que pode acontecer é o cartão estar esgotado naquele dia que você for comprar, por isso, é bom reservar! Abs!

  9. Camila
    Comentário do dia 05/5/2010 às 23:44

    Adorei todos os posts ! Cadê a terceira parte da Itália? 🙂

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Tá encruada…

    (Responder)

  10. Ana Cláudia
    Comentário do dia 29/11/2010 às 19:38

    Oi, Silvia!

    Simplesmente A-DO-REI o seu site! Traz muitas informações valiosíssimas, principalmente para os mochileiros de primeira viagem, de forma muito clara e precisa, e o melhor: em bom português!!!
    Estou trabalhando no meu roteiro pra viagem que farei à Europa ano que vem e a minha maior dificuldade até agora tinha sido “decifrar” as informações dos sites sobre transportes, hospedagem e pontos turísticos da Europa – normalmente em inglês ou espanhol e quase sempre beeem confusos! Eu até tenho uma noção boa dos dois idiomas, mas sempre fico cheia de dúvidas quando leio as regras dos passes de vários dias (de museus e de transportes), as regras tarifárias dos hotéis, etc. Fiquei tão empolgada depois que uma amiga me enviou o link para o seu site que agora acho que o meu roteiro (depois de vários meses de sofrimento) finalmente sai! hehe

    Alguma previsão sobre quando a parte 3 da Itália sai? Estou super ansiosa por mais algumas de suas preciosas dicas!

    Um abraço =)

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Oi Ana Claudia!

    A terceira parte da Itália já foi publicada há meses, mas este post aqui não está atualizado. Veja em http://www.matraqueando.com.br/italia-a-50-euros-por-dia-parte-3

    Para ver o post-índice com tudo o que foi publicado na série acesse: http://www.matraqueando.com.br/europa-a-50-euros-por-dia-post-indice-2

    Abs!

    (Responder)

  11. Isabel Albuquerque
    Comentário do dia 29/3/2011 às 22:59

    Mto boas suas dicas. Todas registradas! Viajo em maio para Italia… depois Praga, Berlim, Amsterdã, Bruxelas, Lux e “grand finale”…Paris (uma semana). Conheço Paris, onde passei 15 dias, mas nunca é demais! Parabéns e qdo eu voltar mando informações q achar relevante…tens interesse?

    (Responder)

  12. Fernanda
    Comentário do dia 23/11/2011 às 14:13

    Como tenho acesso à parte III do roteiro? Para mim, o link aparece desativado….

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Fernanda, aqui está o post-índice com todos os artigos da série: http://www.matraqueando.com.br/tag/europa-a-50-euros-por-dia

    (Responder)

  13. Gabriela
    Comentário do dia 05/2/2012 às 22:19

    Olá, Sílvia!
    Maravilhoso seu blog. Parabéns!
    Estou indo pra Itália na próxima semana e estou aqui quebrando a cabeça nos sites de turismo para saber como eu vou da estação Termini para o Campo di Fiori. Pelo q vi não existe metrô que cubra essa região, não é mesmo?! Vc teria alguma opção a me sugerir.
    Muitíssimo obrigada!

    (Responder)

  14. Uhyara Araújo
    Comentário do dia 17/3/2012 às 16:07

    Boa tarde Silvia,

    Estarei fazendo uma viagem a Itália (Veneza, Florença e Roma) em família, e gostaria de dicas para que possamos aproveitar o máximo a viagem, são 10 dias no total. Queria informações também da compra antecipada das entradas para evitar as filas, me manda algo atualizado. Desde já muito grata?

    (Responder)

  15. LUIZ CARLOS
    Comentário do dia 07/4/2012 às 01:59

    Silvia, Parabens e muito obrigado pelas dicas. Estou indo a Paris e algumas cidades da Italia daqui a duas semanas e as seus esclarecimentos foram de vital importancia para mim. Os melhores que eu ja achei na internet. Mais uma vez, muito obrigado………….em tempo, eu sei acentuar as palavras mas nao sei configurar o meu teclado, hehehehehe!!!!!!!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Boa viagem, Luiz! 🙂

    (Responder)

  16. Josiane
    Comentário do dia 13/8/2012 às 22:25

    Oi, Sílvia! Adorei as dicas. Vou fazer minha primeira viagem para a Europa em novembro. Meu plano inicial era fazer Portugal, Espanha (Madri, Barcelona e Valencia) e Itália. Porém, já ouvi dizer que novembro não é uma boa época para visitar a Itália, devido às chuvas e que algumas cidades inclusive inundam (receio por Veneza). Na sua opinião, vale a pena manter a Itália no roteiro ou investir em conhecer mais a Espanha e deixar a Itália pra próxima? Obrigada e bjs!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Novembro é o mês mais barato para viajar pela Itália, os preços das hospedagens despencam. Por outro lado você tem chuva e frio te acompanhando. Eu investiria mais na Espanha! 🙂

    (Responder)

  17. Vanessa Cavalcanti
    Comentário do dia 18/11/2012 às 02:03

    Olá pessoal…segue dica… No aeroporto de Fiumicino em frente a tabacaria no piso dos trens… Tem um quiosque de informações turísticas. O trem até Termini está €14,00 e demora 30 minutos, já neste quiosque vc paga €15,00 e chega de Van até Termini em 20 minutinhos…ah ele te eva até o htl. É que o meu htl é o Hotel Des Artistes…. Que fica próx a Termini… Vale muito a pena!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Obrigada pela dica, Vanessa! 🙂

    (Responder)

  18. Ana Flavia
    Comentário do dia 27/11/2012 às 12:16

    Oi Silvia, gostaria que você pudesse me ajudar… vou passar minha lua de mel na italia, e eu e meu noivo queremos fazer um tour pelo país, mas quero ir sem falta a Capri e a Verona… vc tem algumas dicas de roteiro para me ajudar?? Beijos

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Só sei o que eu coloquei nesses posts…

    (Responder)

  19. Marta Guimarães
    Comentário do dia 18/12/2012 às 22:53

    Olá Silvia, eu e meu marido adoramos os suas dicas. Bom gostariamos de saber se é possivel conhecer a Toscana, Veneza e Roma em 3 dias e que priorizar para quem vai pela primeira vez.
    Bjs e Parabéns pelo Blog

    (Responder)

  20. Comentário do dia 29/12/2012 às 15:29

    onde esta a Italia – Parte 3?

    (Responder)

  21. Mariana
    Comentário do dia 24/6/2013 às 18:36

    Olá, Silvia! Futucando a net achei o seu blog e achei muito útil! Parabéns!
    Em outubro irei a Roma, indo também para Veneza e Florença, aproveitando para ir a Pisa e dar aquela “voltinha” pela Toscana. Tinha pensado em alugar um carro para descer de Veneza e ir a Florença…
    Mas você acha que seria melhor usar os trens para isso?
    Desde já, obrigada!!!

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Mariana, depende do seu estilo. Com o trem você não se preocupa com nada, mas você só desce nas “paradas oficiais”. Já de carro, você fica mais livre, principalmente na “voltinha” pela Toscana! 😉

    (Responder)

  22. cristina
    Comentário do dia 26/3/2015 às 15:40

    Adoro ler seus comentarios, são sempre muito uteis.
    Na Espanha e Italia, qual o melhor chip para internet?poderia me ajudar.

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar