-  Atualizado 28/02/2016

Lisboa bairro a bairro | Chiado e Bairro Alto

Publicado por: Silvia Oliveira Lisboa

Largo do Carmo Lisboa

A região mais artística e cosmopolita de Lisboa chegou a ser devastada por um incêndio em 1988. Embora tenha perdido na tragédia parte dos edifícios Art Nouveau do século 18, o Chiado foi reconstruído e remodelado com a ajuda do super-top-mega arquiteto português Álvaro Siza Vieira.

Lisboa bairro a bairro Chiado fachadas

Hoje, abriga cafés, teatros, galerias, lojas e a ancestral Livraria Bertrand, aberta desde 1732. O centenário Café à Brasileira com a famosa estátua de Fernando Pessoa fica na Rua Garret, uma das mais vibrantes da região. Na obra Os Maias, o escritor Eça de Queiroz faz diversas referências ao Chiado e ao Grêmio Literário, uma espécie de clube de intelectuais da época.

Lisboa bairro a bairro Bairro Alto Santo Antonio

Já o Bairro Alto, considerado a zona boemia de Lisboa, é uma espécie de extensão do Chiado. É frequentado por intelectuais, artistas, designers e, claro, atrai turistas em busca de agito e bons restaurantes. Vanguardista, a região tem intensa vida cultural e noturna.

+ E-book | O Barato de Lisboa –> baixe o seu agora mesmo!

O QUE FAZER

Rua Garret 

É a principal artéria do Chiado. Já foi polo intelectual de Lisboa no século 20 e hoje é ponto de encontro para uma birita antes do jantar que, provavelmente, vai acontecer no vizinho Bairro Alto. A via, cheia de prédios Art Nouveau, acolhe diversas livrarias importantes e centenárias, entre elas a  Bertrand (nº 73) , a primeira da cidade — fundada há mais de 280 anos. (Há uma filial no Centro Cultural de Belém.)

Lisboa bairro a bairro Chiado Cafe a Brasileira

O Café À Brasileira (nº 120) é outro ícone da rua. Era aqui que se reuniam as grandes personalidades da cultura portuguesa como o escritor Fernando Pessoa. A estátua do poeta que fica em frente ao café é ponto estratégico para aquela foto jacu que você vai levar feliz da vida para casa.

O Chiado é um centro de compras e algumas das principais e mais descoladinhas lojas da cidade estão na Rua Garret. (Veja mais abaixo em Onde Comprar).

Igreja e Convento do Carmo

Construído no século 14, o templo foi completamente destruído no terremoto de 1755. Era a principal igreja gótica da capital. Sobraram apenas as ruínas do prédio. A catástrofe acabou deixando uma estética ímpar com arcos em formas de ogivas erguidos no meio do nada. (Veja meu relato completo sobre o convento aqui).

Ruinas do Carmo Lisboa - Como Chegar 3

No local você pode visitar também o Museu Arqueológico do Carmo que traz uma maquete da igreja como ela era, uma exposição de peças pré-históricas portuguesas, túmulos góticos, romanos e até múmias! Largo do Carmo. Tel. +351 213 478 629. Horário: outubro a maio, 10h às 18h e junho a setembro, 10h às 19h. Não abre aos domingos, Natal, Ano Novo e 1º de maio. Entrada: € 3.  

+ Leitor do Matraqueando tem 15% de desconto no seguro viagem da Mondial. Pegue seu cupom aqui! 

Largo do Carmo

Fica em frente à igreja e convento do Carmo. Essa simpática praça foi palco da célebre Revolução de 25 de Abril de 1974. Uma dissidência das forças armadas, com o apoio do povo, derrubou a ditadura e deu início à democratização do país.

Largo do Carmo Lisboa Portugal

Não houve mortos ou feridos durante o protesto. Nos dias que sucederam à revolta, as espingardas dos soldados em vez de balas tinham cravos nas pontas. Por isso, a manifestação ficou conhecida como a Revolução dos Cravos.

Praça Luís de Camões

Separa o Chiado do Bairro Alto. Bem no centro da praça há uma estátua do poeta imortal Luís de Camões, autor d’Os Lusíadas. O consulado do Brasil está aqui. O Eléctrico 28 (bondinho) tem ponto de parada na praça.  Uma das unidades da padaria A Portuguesa (que mencionamos no post onde comer bem e barato em Lisboa) está em frente à praça.

Lisboa bairro a bairro Praca Luis de Camoes

Museu São Roque 

O Museu de São Roque é um dos mais antigos de Lisboa. Quando foi aberto ao público em 1905 o acervo destacava a arte italiana. Com o passar dos anos o museu se transformou em referência em arte sacra. A visita está divida em cinco núcleos temáticos, dispostos em ordem cronológica: Ermida de São Roque, Companhia de Jesus, Arte Oriental, Capela de São João Batista e Santa Casa de Misericórdia de Lisboa. O museu conta ainda com loja e cafeteria.

Lisboa bairro a bairro Chiado Museu Sao Roque Acervo

Largo Trindade Coelho. Metrô Baixa-Chiado ou Eléctrico 28.  Horário: segunda-feira, 14h às 19h e terça a domingo, 10h às 19h (abril a setembro). Fecha na Páscoa, Natal, Ano Novo e 1º de Maio. Atenção, no inverno (outubro a março) o museu abre mais tarde e fecha mais cedo. Consulte o site antes de ir. Entrada: € 2,50. Pessoas com menos de 14 anos e mais de 65 não pagam. Grátis aos domingos até às 14h. Oferece visita guiada gratuita, mas é necessário marcar com antecedência pelo e-mail info@museu-saoroque.com.

+ Alugue seu carro aqui com segurança e percorra Portugal com mais economia

Miradouro de Santa Catarina

Já no Bairro Alto este mirante proporciona uma bela vista da margem sul do Tejo. A alameda que circunda o local está passando por reformas. Se chegar até aqui aproveite para visitar o Museu da Farmácia que fica logo em frente e traz 5 mil anos de história da Saúde, desde os egípcios até os dias atuais!

Lisboa bairro a bairro Bairro Alto Miradouro de Santa Catarina Rio Tejo


Exibir mapa ampliado

ONDE COMER

Se você estiver cansado de bacalhau e quiser apostar na boa comida indiana conheça o Restaurante Calcutá. O ambiente é ótimo e a comida, sensacional. Prove o Daal Gosh (cubos de carne de cabrito, lentilha, cebola, tomate, alho e gengibre) por € 9,50. A sobremesa Mohanthar (tradicional doce de farinha de grãos com amêndoas) sai por € 1,50. Também oferece pratos vegetarianos a partir de € 7,50.

trindade 4

Para seguir a tradicional cozinha portuguesa visite a secular Cervejaria Trindade (foto acima), que já entrou na nossa lista de onde comer bem e barato em Lisboa. O restaurante está num antigo convento do século 13 e funciona desde 1836. Serve carne, frutos do mar, peixes e sanduíches. O bife de porco à trindade sai por € 10,95. O menu do dia (servido somente de segunda a sexta) com pão, manteiga e azeitonas, croquete de bacalhau, bife à portuguesa ou bacalhau à são brás, mais bebida e sobremesa sai por  € 18.  Dá para duas pessoas.

Já uma Tasca modesta, mas clássica, é o Antigo 1º de Maio (Rua da Atalaia, 8 – Bairro Alto. Tel. +351 213 426 840. Aceita reservas. ) Serve comida caseira e típica como o coelho à lantejana. O ambiente é simples e apertado. Chegue cedo porque costuma lotar. Refeição completa — com bebida e sobremesa — fica em média € 15.

+ Ônibus Hop On Hop Off: a maneira mais econômica de conhecer Lisboa para quem tem pouco tempo na cidade

ONDE COMPRAR

O Chiado é marcado por lojas de estilistas nacionais e internacionais, o que dá um ar cosmopolita à região. Você vai encontrar desde à nossa já conhecida Zara (Rua Garret, 1) até a marca Ana Salazar (Rua do Carmo, 87), a pioneira da moda portuguesa.

A Vida Portuguesa Sabonetes Claus Porto

A Vida Portuguesa, uma mistura de empório com mercearia, vende produtos que fizeram sucesso em outras épocas como o sabonete Claus Porto, o Phebo deles. (Veja nosso post com mais fotos sobre o lugar aqui).

Ainda nesta linha retro tem a Vintage Bazaar. Vende roupas femininas, infantis, acessórios e objetos de decoração no melhor estilo brechó-chique.

Na mesma rua está  a fofa Organii, especializada em cosmética biológica. São produtos naturais para a pele livre de pesticidas ou herbicidas. Tem filiais em outros bairros da cidade.

A galeria Armazéns do Chiado tem três andares de lojas óbvias, mas vale a visita para conhecer uma construção histórica totalmente recuperada após o incêndio da década de 80.

+ E-book | O Barato de Lisboa –> baixe o seu agora mesmo!

ONDE FICAR

Para mim, que gosto de ter tudo por perto, o Chiado é um dos melhores lugares para se hospedar em Lisboa. O detalhe é que não sou somente eu que acho isso. O bairro é disputado por todo tipo de viajante, do mochileiro ao turista de luxo. Por isso, até as hospedagens mais simples podem ter preços acima da média.

Lisboa bairro a bairro Bairro Alto Elevador

O conhecido Shiado Hostel (com a excelente nota 8,8 no Booking.com) oferece quarto de casal com banheiro compartilhado a partir de € 52. . Já no fofo Passport Lisbon Hotel (bem na Praça Luís de Camões) o quarto de casal com banheiro privativo sai a partir de € 65.

Dos hotéis que visitei na região, o MyRoom ficou na minha memória. Está no primeiro andar de um edifício do século 19 e fica na mesma rua da Cervejaria Trindade. Os quartos possuem decoração renovada (tudo cheira a novo) com uma varandinha ensolarada. Tem cozinha equipada à disposição dos hóspedes. Quarto duplo com banheiro compartilhado a partir de € 46.

Lisboa bairro a bairro Chiado como chegar

Agora, se sua ideia é enfiar o pé no beliche e investir num momento de extravagância fique sem medo no Lisboa Carmo Hotel (nota 9,1 no Booking). Os quartos superiores oferecem vista para o Rio Tejo e centro histórico de Lisboa. Diárias para casal a partir de € 160 com café da manhã incluído e a opção de ser servido no quarto. #EuQuero

Nota: os links da hospedagem levam ao Booking.com, parceiro do Matraqueando e onde faço minhas reservas há anos. O sistema não cobra taxa e tem cancelamento grátis em todos os hotéis selecionados aqui. 🙂

Lisboa bairro a bairro Chiado lojas

COMO CHEGAR AO CHIADO E BAIRRO ALTO

Metrô: Baixa-Chiado (linha azul) e Eléctrico 28 (bondinho).

IMPORTANTE | Portugal faz parte parte do Tratado de Schengen, um acordo que estabelece normas para quem pretende visitar os países membros. A determinação EXIGE um seguro de viagem obrigatório com cobertura mínima de € 30 mil que muitas vezes deve ser apresentado na imigração, caso solicitado. A boa notícia é que Leitor do Matraqueando tem 15% de desconto no seguro internacional. Pegue seu cupom aqui e viaje tranquilo! Vale para mochileiro, luxo, viajante solo, aventureiro e família. E ainda dá para dividir em até 6 vezes!

Lisboa bairro a bairro

Alfama

Baixa

Belém

Chiado e Bairro Alto

Parque das Nações

Posts relacionados

A Vida Portuguesa: loja vintage imperdível no coração do Chiado

Igreja e Convento do Carmo: as ruínas enigmáticas de Lisboa

Onde comer bem e barato em Lisboa

Rota do Pastel de Belém: onde provar o doce mais famoso de Portugal

Viagens e passeios de um dia saindo de Lisboa

Excursão com grupo reduzido a Fátima, Nazaré e Óbidos

Excursão com grupo reduzido para Sintra e Cascais

Passeio para conhecer Tomar, cidade dos Templários

Viagem de um dia ao Parque Natural da Arrábida  e Sesimbra

Passeio de um dia em Évora com degustação de azeites

Excursão privada pela Região do Ribatejo com degustação de vinhos

Viagem de meio dia por Sintra, Palácio da Pena e Cascais

Leia também

Europa Barata: Lisboa pela primeira vez

Como ir do aeroporto de Lisboa ao centro

Portugal a € 50 por dia

Hospedagem boa e barata em Lisboa

Wallis Guest House: hospedagem familiar com quartos reformados no centro de Lisboa

Lisbonaire Apartment: hopedagem novíssima, barata, bem localizada e que, ainda por cima, adora crianças

Golden Tram 242: hostel tinindo de novo no coração de Lisboa

Lisboa combina com

Fátima

Batalha

Alcobaça

Nazaré

Óbidos

Compre aqui seu ingresso antecipado e evite filas

Oceanário de Lisboa

+ Lisboa Card: compre seu passe turístico antecipado e já retire no aeroporto assim que chegar

+ Tour de bicicleta em Lisboa

+ Walking tour pela Baixa, Chiado e Alfama

+ Walking tour em Belém visitando os principais monumentos do bairro

+ Ônibus Hop On Hop Off em Lisboa com desconto

+ Pacote 4 em 1: 3 passeios em ônibus panorâmico e um passeio em bonde histórico

___________________________________

Fotos: Sílvia Oliveira. Todos os direitos reservados.

Banner-venda-Lisboa1
Disclaimer | Pagamos todas as nossas contas de viagem. Não aceitamos convites nem cortesias. Este post contém links para programas de afiliados, parceiros comerciais do blog, inseridos espontaneamente pela autora. O Matraqueando não faz post patrocinado. Por questão de transparência, comunicamos que se você optar por comprar por meio destes links nós recebemos uma pequena comissão. Assim, você ajuda  a manter o blog com dicas fresquinhas e gratuitas, além de não pagar nada mais por isso. Desde já agradeço a preferência! 😉


Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


8 comentários

  1. Claudia
    Comentário do dia 11/3/2014 às 19:58

    Amando os posts de Lisboa, vou para lá em setmebro e não me aguento de ansiedade! Obrigada e parabéns pelo belo trabalho!

    (Responder)

  2. Comentário do dia 12/3/2014 às 09:28

    Para mim a melhor zona de Lisboa!! é mesmo de visita obrigatória!! 🙂

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Gosto muito também! 😉

    (Responder)

  3. Patrícia
    Comentário do dia 12/3/2014 às 11:29

    Bom dia!
    Gostaria de saber se vale a pena fazer Lisboa e dar uma esticada na ilha da madeira. Alguém tem dicas de lá?

    Obrigada.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Eu não conheço a Ilha da Madeira. 😉

    (Responder)

    Resposta de Kleyde

    Funchal é bela tem inúmeras atrações. desde a subida pelo teleférico, visita ao jardim botânico até a descida com os carreiros do Monte que é divertidissima e imperdível, ao final do percurso com os carreiros do monte, pode pegar um taxi para descida ou subir de taxi e descer de telefèrico, Há na orla do centro de Funchal pontos de vendas de ingressos, tipo COMBO, que incluem as passagens de teleférico e entradas do Jardim botânico . Pode contratar taxistas treinados como Guias que detalham os passeios e histórias da Ilha, vc escolhe lugares melhores para comer e parar (em 2013, pagamos 120 Euros por um dia/taxi, negocie sempre) para fazer um passeio pela Ilha conhecendo Santa Cruz, Machico, Ribeiro Frio, São Roque do Faial, Porto Cruz e almoçamos no restaurante Estrela do Norte em Santana, (espetada no pau de louro), Pico do Aveiro, São Vicente, Seixal, Ribeira da Janela, Porto Muniz, Paul da Serra, Ribeira Brava e Cabo Girão . Tire um dia para conhecer Câmara de Lobos de ônibus e outro para conhecer Curral das Freiras, tem informação no Hotel (horários de ônibus e que ônibus tomar) Quando for almoçar aviso que um prato servem duas pessoas em Curral das Freiras. É um lugarejo no meio de uma montanha e foi o lugar onde as freiras se refugiaram com as riquezas da igreja, quando os piratas invadiram a ilha. Há muito pra ver na Ilha da Madeira .

    (Responder)

    Resposta de João

    Entra em contato que te dou umas dicas…..

    (Responder)

  4. Comentário do dia 13/3/2014 às 11:57

    Oi, Silvia. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

    (Responder)

  5. Comentário do dia 10/6/2014 às 10:03

    Este Blogue está fantástico … pouco mais á a dizer , mas no entanto quem precisar de ajuda aqui em Lisboa não hesite sou guia oficial e sou Luso Brasileiro.

    http://www.tours.com.pt

    Abraços 🙂

    (Responder)

  6. Camilla Moreira
    Comentário do dia 20/4/2015 às 21:18

    Olá! estou preparando o roteiro de viagem dos meus pais na primeira vez em Lisboa. No miradouro de santa catarina existem boas opções de almoço típico?

    (Responder)

    Resposta de Camilla

    Tenho mais uma dúvida. O Chiado fica na parte alta de Lisboa? por exemplo, após uma visita ao largo do carmo, para ir ao Miradouro São Pedro de Alcântara deve-se ir a pé (considerando que são pessoas mais velhas) ou pegar o tal elevador da Glória?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    O Chiado está na parte baixa e alta. Para chegar à parte alta pode pegar o Elevador de Santa Justa que deixa em frente ao Largo do Carmo. De lá dá para ir caminhando ao Miradouro São Pedro.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Sim, é uma região turística! Abs!

    (Responder)

  7. Aline
    Comentário do dia 25/7/2016 às 06:46

    Olá,
    Gostaria de saber se o bairro de Maldragoa é bom para alugar um apartamento.
    Obrigada Aline.

    (Responder)

  8. Aline
    Comentário do dia 25/7/2016 às 08:10

    Ops,
    Madragoa

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Aline, eu percorri Madragoa nessa minha última viagem a Lisboa, em maio. Pareceu um bairro bem tranquilo (eu só fui lá de dia). Abs!

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2017 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar