-  Atualizado 28/03/2018

Lisboa bairro a bairro | Chiado e Bairro Alto

Publicado por: Silvia Oliveira Lisboa

Largo do Carmo Lisboa

A região mais artística e cosmopolita de Lisboa chegou a ser devastada por um incêndio em 1988. Embora tenha perdido na tragédia parte dos edifícios Art Nouveau do século 18, o Chiado foi reconstruído e remodelado com a ajuda do super-top-mega arquiteto português Álvaro Siza Vieira.

Lisboa bairro a bairro Chiado fachadas

Hoje, abriga cafés, teatros, galerias, lojas e a ancestral Livraria Bertrand, aberta desde 1732. O centenário Café à Brasileira com a famosa estátua de Fernando Pessoa fica na Rua Garret, uma das mais vibrantes da região. Na obra Os Maias, o escritor Eça de Queiroz faz diversas referências ao Chiado e ao Grêmio Literário, uma espécie de clube de intelectuais da época.

+ Europa Barata: Lisboa pela primeira vez

+ Como ir do aeroporto de Lisboa ao centro

Lisboa bairro a bairro Bairro Alto Santo Antonio

Já o Bairro Alto, considerado a zona boemia de Lisboa, é uma espécie de extensão do Chiado. É frequentado por intelectuais, artistas, designers e, claro, atrai turistas em busca de agito e bons restaurantes. Vanguardista, a região tem intensa vida cultural e noturna.

+ E-book | O Barato de Lisboa –> Guia Essencial para conhecer Lisboa com dicas de economia inteligente. Baixe o seu agora mesmo!

O QUE FAZER

Rua Garret 

É a principal artéria do Chiado. Já foi polo intelectual de Lisboa no século 20 e hoje é ponto de encontro para uma birita antes do jantar que, provavelmente, vai acontecer no vizinho Bairro Alto. A via, cheia de prédios Art Nouveau, acolhe diversas livrarias importantes e centenárias, entre elas a  Bertrand (nº 73) , a primeira da cidade — fundada há mais de 280 anos. (Há uma filial no Centro Cultural de Belém.)

Lisboa bairro a bairro Chiado Cafe a Brasileira

O Café À Brasileira (nº 120) é outro ícone da rua. Era aqui que se reuniam as grandes personalidades da cultura portuguesa como o escritor Fernando Pessoa. A estátua do poeta que fica em frente ao café é ponto estratégico para aquela foto jacu que você vai levar feliz da vida para casa.

O Chiado é um centro de compras e algumas das principais e mais descoladinhas lojas da cidade estão na Rua Garret. (Veja mais abaixo em Onde Comprar).

DICA DA MATRACA | Portugal faz parte parte do Tratado de Schengen, um acordo que estabelece normas para quem pretende visitar os países membros. A determinação EXIGE um seguro de viagem obrigatório com cobertura mínima de € 30 mil que muitas vezes deve ser apresentado na imigração, caso solicitado. A boa notícia é que Leitor do Matraqueando tem 30% de desconto no seguro internacional. Pegue seu cupom aqui e viaje tranquilo! Vale para mochileiro, luxo, viajante solo, aventureiro e família. E ainda dá para dividir em até 6 vezes!

Igreja e Convento do Carmo

Construído no século 14, o templo foi completamente destruído no terremoto de 1755. Era a principal igreja gótica da capital. Sobraram apenas as ruínas do prédio. A catástrofe acabou deixando uma estética ímpar com arcos em formas de ogivas erguidos no meio do nada. (Veja meu relato completo sobre o convento aqui).

Ruinas do Carmo Lisboa - Como Chegar 3

No local você pode visitar também o Museu Arqueológico do Carmo que traz uma maquete da igreja como ela era, uma exposição de peças pré-históricas portuguesas, túmulos góticos, romanos e até múmias! Largo do Carmo. Tel. +351 213 478 629. Horário: outubro a maio, 10h às 18h e junho a setembro, 10h às 19h. Não abre aos domingos, Natal, Ano Novo e 1º de maio. Entrada: € 3.  

+ A Vida Portuguesa: loja vintage imperdível no coração do Chiado

+ Igreja e Convento do Carmo: as ruínas enigmáticas de Lisboa

Largo do Carmo

Fica em frente à igreja e convento do Carmo. Essa simpática praça foi palco da célebre Revolução de 25 de Abril de 1974. Uma dissidência das forças armadas, com o apoio do povo, derrubou a ditadura e deu início à democratização do país.

Largo do Carmo Lisboa Portugal

Não houve mortos ou feridos durante o protesto. Nos dias que sucederam à revolta, as espingardas dos soldados em vez de balas tinham cravos nas pontas. Por isso, a manifestação ficou conhecida como a Revolução dos Cravos.

Praça Luís de Camões

Separa o Chiado do Bairro Alto. Bem no centro da praça há uma estátua do poeta imortal Luís de Camões, autor d’Os Lusíadas. O consulado do Brasil está aqui. O Eléctrico 28 (bondinho) tem ponto de parada na praça.  Uma das unidades da padaria A Portuguesa (que mencionamos no post onde comer bem e barato em Lisboa) está em frente à praça.

Lisboa bairro a bairro Praca Luis de Camoes

Museu São Roque 

O Museu de São Roque é um dos mais antigos de Lisboa. Quando foi aberto ao público em 1905 o acervo destacava a arte italiana. Com o passar dos anos o museu se transformou em referência em arte sacra. A visita está divida em cinco núcleos temáticos, dispostos em ordem cronológica: Ermida de São Roque, Companhia de Jesus, Arte Oriental, Capela de São João Batista e Santa Casa de Misericórdia de Lisboa. O museu conta ainda com loja e cafeteria.

Lisboa bairro a bairro Chiado Museu Sao Roque Acervo

Largo Trindade Coelho. Metrô Baixa-Chiado ou Eléctrico 28.  Horário: segunda-feira, 14h às 19h e terça a domingo, 10h às 19h (abril a setembro). Fecha na Páscoa, Natal, Ano Novo e 1º de Maio. Atenção, no inverno (outubro a março) o museu abre mais tarde e fecha mais cedo. Consulte o site antes de ir. Entrada: € 2,50. Pessoas com menos de 14 anos e mais de 65 não pagam. Grátis aos domingos até às 14h. Oferece visita guiada gratuita, mas é necessário marcar com antecedência pelo e-mail info@museu-saoroque.com.

DICA DA MATRACA | Tá procurando carro para alugar barato em Portugal (ou em qualquer ligar do mundo)? Veja como garantir o seu veículo no site líder em aluguel de carros na América Latina! Descontos incríveis de até 60%, sem IOF nas reservas internacionais e parcelamento em até 12 vezes. Faça sua simulação e reserve agora mesmo aqui! O cancelamento é gratuito. 🙂

Miradouro de Santa Catarina

Já no Bairro Alto este mirante proporciona uma bela vista da margem sul do Tejo. A alameda que circunda o local está passando por reformas. Se chegar até aqui aproveite para visitar o Museu da Farmácia que fica logo em frente e traz 5 mil anos de história da Saúde, desde os egípcios até os dias atuais!

Lisboa bairro a bairro Bairro Alto Miradouro de Santa Catarina Rio Tejo


Exibir mapa ampliado

ONDE COMER

Se você estiver cansado de bacalhau e quiser apostar na boa comida indiana conheça o Restaurante Calcutá. O ambiente é ótimo e a comida, sensacional. Prove o Daal Gosh (cubos de carne de cabrito, lentilha, cebola, tomate, alho e gengibre) por € 9,50. A sobremesa Mohanthar (tradicional doce de farinha de grãos com amêndoas) sai por € 1,50. Também oferece pratos vegetarianos a partir de € 7,50.

trindade 4

Para seguir a tradicional cozinha portuguesa visite a secular Cervejaria Trindade (foto acima), que já entrou na nossa lista de onde comer bem e barato em Lisboa. O restaurante está num antigo convento do século 13 e funciona desde 1836. Serve carne, frutos do mar, peixes e sanduíches. O bife de porco à trindade sai por € 10,95. O menu do dia (servido somente de segunda a sexta) com pão, manteiga e azeitonas, croquete de bacalhau, bife à portuguesa ou bacalhau à são brás, mais bebida e sobremesa sai por  € 18.  Dá para duas pessoas.

Já uma Tasca modesta, mas clássica, é o Antigo 1º de Maio (Rua da Atalaia, 8 – Bairro Alto. Tel. +351 213 426 840. Aceita reservas. ) Serve comida caseira e típica como o coelho à lantejana. O ambiente é simples e apertado. Chegue cedo porque costuma lotar. Refeição completa — com bebida e sobremesa — fica em média € 15.

ONDE COMPRAR

O Chiado é marcado por lojas de estilistas nacionais e internacionais, o que dá um ar cosmopolita à região. Você vai encontrar desde à nossa já conhecida Zara (Rua Garret, 1) até a marca Ana Salazar (Rua do Carmo, 87), a pioneira da moda portuguesa.

A Vida Portuguesa Sabonetes Claus Porto

A Vida Portuguesa, uma mistura de empório com mercearia, vende produtos que fizeram sucesso em outras épocas como o sabonete Claus Porto, o Phebo deles. (Veja nosso post com mais fotos sobre o lugar aqui).

Ainda nesta linha retro tem a Vintage Bazaar. Vende roupas femininas, infantis, acessórios e objetos de decoração no melhor estilo brechó-chique.

Na mesma rua está  a fofa Organii, especializada em cosmética biológica. São produtos naturais para a pele livre de pesticidas ou herbicidas. Tem filiais em outros bairros da cidade.

A galeria Armazéns do Chiado tem três andares de lojas óbvias, mas vale a visita para conhecer uma construção histórica totalmente recuperada após o incêndio da década de 80.

+ E-book | O Barato de Lisboa –> Guia Essencial para conhecer Lisboa com dicas de economia inteligente. Baixe o seu agora mesmo!

ONDE FICAR

Para mim, que gosto de ter tudo por perto, o Chiado é um dos melhores lugares para se hospedar em Lisboa. O detalhe é que não sou somente eu que acho isso. O bairro é disputado por todo tipo de viajante, do mochileiro ao turista de luxo. Por isso, até as hospedagens mais simples podem ter preços acima da média.

Lisboa bairro a bairro Bairro Alto Elevador

O conhecido Shiado Hostel (com a excelente nota 8,8 no Booking.com) oferece quarto de casal com banheiro compartilhado a partir de € 52. . Já no fofo Passport Lisbon Hotel (bem na Praça Luís de Camões) o quarto de casal com banheiro privativo sai a partir de € 65.

Dos hotéis que visitei na região, o MyRoom ficou na minha memória. Está no primeiro andar de um edifício do século 19 e fica na mesma rua da Cervejaria Trindade. Os quartos possuem decoração renovada (tudo cheira a novo) com uma varandinha ensolarada. Tem cozinha equipada à disposição dos hóspedes. Quarto duplo com banheiro compartilhado a partir de € 46.

Lisboa bairro a bairro Chiado como chegar

Agora, se sua ideia é enfiar o pé no beliche e investir num momento de extravagância fique sem medo no Lisboa Carmo Hotel (nota 9,1 no Booking). Os quartos superiores oferecem vista para o Rio Tejo e centro histórico de Lisboa. Diárias para casal a partir de € 160 com café da manhã incluído e a opção de ser servido no quarto. #EuQuero

Nota: os links da hospedagem levam ao Booking.com, parceiro do Matraqueando e onde faço minhas reservas há anos. O sistema não cobra taxa e tem cancelamento grátis em todos os hotéis selecionados aqui. 🙂

+ Lisbonaire Apartment: hopedagem novíssima, barata, bem localizada e que, ainda por cima, adora crianças

+ Golden Tram 242: hostel tinindo de novo no coração de Lisboa

Lisboa bairro a bairro Chiado lojas

COMO CHEGAR AO CHIADO E BAIRRO ALTO

Metrô: Baixa-Chiado (linha azul) e Eléctrico 28 (bondinho).

IMPORTANTE | Portugal faz parte parte do Tratado de Schengen, um acordo que estabelece normas para quem pretende visitar os países membros. A determinação EXIGE um seguro de viagem obrigatório com cobertura mínima de € 30 mil que muitas vezes deve ser apresentado na imigração, caso solicitado. A boa notícia é que Leitor do Matraqueando tem 15% de desconto no seguro internacional. Pegue seu cupom aqui e viaje tranquilo! Vale para mochileiro, luxo, viajante solo, aventureiro e família. E ainda dá para dividir em até 6 vezes!

Lisboa bairro a bairro

Alfama

Baixa

Belém

Chiado e Bairro Alto

Parque das Nações

Posts relacionados

Onde comer bem e barato em Lisboa

Rota do Pastel de Belém: onde provar o doce mais famoso de Portugal

Leia também

Portugal a € 50 por dia

Lisboa combina com

Fátima

Batalha

Alcobaça

Nazaré

Óbidos

Fotos: Sílvia Oliveira. Todos os direitos reservados ©

Banner-venda-Lisboa1
Política editorial | Pagamos todas as nossas contas de viagem. Não aceitamos convites nem cortesias. Sempre nos hospedamos anonimamente nos hotéis indicados. O Matraqueando não faz post patrocinado. Alguns posts contêm links para programas de afiliados, parceiros comerciais do blog, inseridos espontaneamente pela autora. Por questão de transparência, comunicamos que se você optar por comprar por meio destes links nós recebemos uma pequena comissão. Assim, você ajuda o Matraqueando a se manter sem publicidade! Tudo o que você encontra aqui foi determinado unicamente pelo interesse do leitor, nosso gosto pessoal ou critério particular. Isso é transparência e credibilidade. Pode confiar! Para ajudar a manter o blog sempre com dicas fresquinhas adquira nossos guias na Loja Matraqueando. Desde já agradecemos a preferência! 🙂


Newsletter

Digite seu e-mail e receba gratuitamente nossas novidades


8 comentários

  1. Claudia
    Comentário do dia 11/3/2014 às 19:58

    Amando os posts de Lisboa, vou para lá em setmebro e não me aguento de ansiedade! Obrigada e parabéns pelo belo trabalho!

    (Responder)

  2. Comentário do dia 12/3/2014 às 09:28

    Para mim a melhor zona de Lisboa!! é mesmo de visita obrigatória!! 🙂

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Gosto muito também! 😉

    (Responder)

  3. Patrícia
    Comentário do dia 12/3/2014 às 11:29

    Bom dia!
    Gostaria de saber se vale a pena fazer Lisboa e dar uma esticada na ilha da madeira. Alguém tem dicas de lá?

    Obrigada.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Eu não conheço a Ilha da Madeira. 😉

    (Responder)

    Resposta de Kleyde

    Funchal é bela tem inúmeras atrações. desde a subida pelo teleférico, visita ao jardim botânico até a descida com os carreiros do Monte que é divertidissima e imperdível, ao final do percurso com os carreiros do monte, pode pegar um taxi para descida ou subir de taxi e descer de telefèrico, Há na orla do centro de Funchal pontos de vendas de ingressos, tipo COMBO, que incluem as passagens de teleférico e entradas do Jardim botânico . Pode contratar taxistas treinados como Guias que detalham os passeios e histórias da Ilha, vc escolhe lugares melhores para comer e parar (em 2013, pagamos 120 Euros por um dia/taxi, negocie sempre) para fazer um passeio pela Ilha conhecendo Santa Cruz, Machico, Ribeiro Frio, São Roque do Faial, Porto Cruz e almoçamos no restaurante Estrela do Norte em Santana, (espetada no pau de louro), Pico do Aveiro, São Vicente, Seixal, Ribeira da Janela, Porto Muniz, Paul da Serra, Ribeira Brava e Cabo Girão . Tire um dia para conhecer Câmara de Lobos de ônibus e outro para conhecer Curral das Freiras, tem informação no Hotel (horários de ônibus e que ônibus tomar) Quando for almoçar aviso que um prato servem duas pessoas em Curral das Freiras. É um lugarejo no meio de uma montanha e foi o lugar onde as freiras se refugiaram com as riquezas da igreja, quando os piratas invadiram a ilha. Há muito pra ver na Ilha da Madeira .

    (Responder)

    Resposta de João

    Entra em contato que te dou umas dicas…..

    (Responder)

  4. Comentário do dia 13/3/2014 às 11:57

    Oi, Silvia. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

    (Responder)

  5. Comentário do dia 10/6/2014 às 10:03

    Este Blogue está fantástico … pouco mais á a dizer , mas no entanto quem precisar de ajuda aqui em Lisboa não hesite sou guia oficial e sou Luso Brasileiro.

    http://www.tours.com.pt

    Abraços 🙂

    (Responder)

  6. Camilla Moreira
    Comentário do dia 20/4/2015 às 21:18

    Olá! estou preparando o roteiro de viagem dos meus pais na primeira vez em Lisboa. No miradouro de santa catarina existem boas opções de almoço típico?

    (Responder)

    Resposta de Camilla

    Tenho mais uma dúvida. O Chiado fica na parte alta de Lisboa? por exemplo, após uma visita ao largo do carmo, para ir ao Miradouro São Pedro de Alcântara deve-se ir a pé (considerando que são pessoas mais velhas) ou pegar o tal elevador da Glória?

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    O Chiado está na parte baixa e alta. Para chegar à parte alta pode pegar o Elevador de Santa Justa que deixa em frente ao Largo do Carmo. De lá dá para ir caminhando ao Miradouro São Pedro.

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Sim, é uma região turística! Abs!

    (Responder)

  7. Aline
    Comentário do dia 25/7/2016 às 06:46

    Olá,
    Gostaria de saber se o bairro de Maldragoa é bom para alugar um apartamento.
    Obrigada Aline.

    (Responder)

  8. Aline
    Comentário do dia 25/7/2016 às 08:10

    Ops,
    Madragoa

    (Responder)

    Resposta de Silvia Oliveira

    Aline, eu percorri Madragoa nessa minha última viagem a Lisboa, em maio. Pareceu um bairro bem tranquilo (eu só fui lá de dia). Abs!

    (Responder)

Comente você também

Seu e-mail ficará em sigilo. Campos obrigatórios estão marcados com *

Comentários do Facebook

Matraqueando - Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

Todos os direitos reservados. 2006-2018 © VoucherPress | Agência de Notícias.
Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte.
Caso queira adquirir nossas reportagens, entre em contato.

Desenvolvido por Dintstudio
×Fechar